O Rei do Inverno

O Rei do Inverno Bernard Cornwell...




Resenhas - O Rei do Inverno


597 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Kamila.Vigarani 08/08/2022

Se você está procurando uma versão mais fantasiosa da história de Artur, essa não é a melhor opção. Nesta obra, o autor tenta, na medida do possível, retratar um Arthur histórico. Os personagens são pessoas comuns, com defeitos e qualidades.

Ainda assim, é uma leitura muito boa, prendendo o leitor até o fim e fazendo com que ele fique ansioso para continuar essa jornada.
comentários(0)comente



Gabriel 05/08/2022

O Rei do Inverno é uma ótima ficção histórica baseado no Rei Artur, se vc gosta desse tipo de livro pode ler sem medo.
A escrita de Cornwell é ótima e fluida.
Ja estou anisoso para ler o segundo livro da trilogia.
comentários(0)comente



lukascione 31/07/2022

Uma história emocionante
Não considerei uma das melhores histórias já lidas porque achei um pouco arrastada (talvez porque é um pouco complicado você se localizar entre tantos personagens, locais e eventos históricos e mergulhar na narrativa), mas ainda assim, não deixa de ser uma história incrível e emocionante.
Mesmo o autor afirmando que a historia de Arthur não possui fontes históricas precisas e que o livro possui alguns anacronismos e diversos acréscimos fantasiosos, ele ainda parece um perfeito retrato do período e dos acontecimentos históricos que rolaram envolvendo estes lugares e estes personagens.
Foi meu primeiro contato com este estilo de narrativa e posso dizer que foi algo muito positivo, eu gostei de ler e me deliciei com as cenas de batalhas épicas, com os heróis e grande guerreiros, mesmo com as intermináveis páginas que às descrevem.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Pilantrinha 19/07/2022

Esse Artur tem muito é chifre e a venta suada.
Não vou enrolar muito, não. Isso aqui é incrível.

O Rei do Inverno te pega logo nas primeiras páginas, e o tempo todo você se pergunta se aquilo é um livro de ficção ou algum retrato da época. Não adianta o que você me dizer, para mim Derfel Cadarn existiu exatamente como ele próprio contou neste livro (talvez com algumas coisas que ele mesmo enfeitou), e o resto da galera também.

Por falar em Derfel, a forma que o Bernard Cornwell encontrou de contar sua história, com um narrador em primeira pessoa contando a jornada de Artur é genial. Como Derfel, somos só alguém acompanhando as desventuras de Artur, e isso causa uma identificação genuína. Mesmo assim, Derfel é um personagem incrível, muito bem construído. Acho que pouco me importei com Artur, estava mais interessado em saber como o garoto que escapou da morte lidava com seus dramas.

Os outros personagens são um espetáculo a parte, não vejo ninguém aqui que não seja interessante. As releituras de Merlin e Morgana são ótimas, porque trouxeram uma coisa mais humana às lendas (da mesma forma com Artur). Merlin é sábio, cheio de truques e os carambas, mas também é um velho intransigente cheio de ideias problemáticas. Morgana, cheia de mistérios por trás da sua magia, é rabugenta e rancorosa. Humanos.

E então, vem Artur.

Somos acostumados a ler e assistir diversas histórias sobre o lendário cavaleiro. Aqui, boa parte da "magia" cai por terra. Artur é um guerreiro incrível, coberto por lendas, sua Excalibur e seu cavalo... mas ainda é mais um homem burro, me identifiquei demais. O nosso "protagonista" faz cagada o tempo todo e durante toda a história precisa da ajuda dos outros, o que me deixou muito feliz. Os heróis são todos meio assim, orgulhosos e um pouco idiotas, e nunca fazem nada totalmente sozinhos. Ninguém faz.

A obra é meio pesada, até por lidar com questões do século V/VI, onde nós humanos éramos totalmente animalescos, e por isso pode incomodar o público mais sensível. Cornwell pode ser gráfico em suas cenas de batalha e sanguinolência, mas é mais contido ao falar sobre estu***(o que eu agradeço), que acontece bastante por aqui.

Se você é cristão, talvez precise de um cuidado ao ler esse livro, o autor pouco se importa com as críticas que são feitas as mais diversas religiões, e o cristianismo tem uma imagem bem fragilizada na obra (o que faz sentido ao ver o período, mas talvez desagrade algum religioso mais ferrenho).

No mais, é isso. Fiquei hipnotizado ao ler sobre a Britânia e em três dias tinha acabado com esse livro. Já separei ali o próximo volume, louco para voltar a acompanhar Derfel e Artur nas maiores PRESEPADAS do reino da Dumnonia.

Bebam água, comam frutas. Valeu!
comentários(0)comente



Tatiane.Costa 19/07/2022

O Rei do Inverno
Então esse é Artur, um grande comandante guerreiro e herói que lutou de tal modo que, contra todas as chances, 1.500 anos depois seus inimigos amam e reverenciam sua memória.
comentários(0)comente



carina b. 18/07/2022

sinceramente comecei lendo sem esperar nada e me entregou tudo, a primeira parte do livro confesso que foi meio massante e arrastada mas depois disso foi eita atrás de vixe e hoje em dia essa eh com certeza a minha trilogia favorita
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol 16/07/2022

A escrita de Cornwell é bastante descritiva, o que tornou a leitura um pouco arrastada, porém deu uma boa visualização das batalhas e do contexto da época. É um bom livro, que conta a história de Artur de uma forma menos romantizada e buscando refletir o contexto histórico. Apesar de ter gostado da leitura, não acredito que seja muito o meu estilo e não sei se leria a continuação.
comentários(0)comente



Mazinos 15/07/2022

Simplesmente muralha de escudos!
Essa foi a minha primeira experiência com Bernard Cornwell e não poderia ter sido melhor.

A forma como a lenda do rei Arthur é desconstruída para dar lugar a algo mais próximo da realidade é algo impressionante. Mas, no final, a história não é sobre Arthur e sim sobre Derfel e a sua trajetória ao lado de Arthur e tantos outros personagens que as lendas arturianas fazem questão de enaltecer.

Nesse livro você descobre que muitos daqueles que acreditávamos serem heróis, na verdade, não são tão heróis assim e que as coisas não são tão preto no branco como pensamos.

E é impossível falar sobre esse livro sem mencionar as batalhas que são simplesmente impressionantes. A sensação é de que estamos literalmente dentro das guerras que estão sendo narradas, sendo a últimas delas a mais impressionante de todas.

Não vejo a hora de ler ?O inimigo de Deus?.
comentários(0)comente



Luana.Padilha 11/07/2022

Apaixonei
Muito bem escrito esse livro, é como se eu tivesse na época junto com a história ! Não tem como não gostar dessa leitura , vou ler os outros dois livros da crônica !
comentários(0)comente



lorrandk 10/07/2022

Inesquecível.
Meu primeiro contato com Bernard Cornwell. Até então, eu conhecia apenas a série The Last Kingdom. Que grata surpresa, pois eu não esperava nada e se tornou meu autor Top2.
Carlos 10/07/2022minha estante
Qual seu autor preferido?


lorrandk 10/07/2022minha estante
É o Professor Tolkien.




Fernanda 08/07/2022

Personagens bem desenvolvidos
A narrativa de Cornwell é um pouco arrastada, bastante descritiva.
Porém os personagens são bem desenvolvidos e é fácil se apegar a eles. Isso faz com que a leitura fique melhor a cada capítulo que passa.
comentários(0)comente



597 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR