Crônicas da Lua Cheia - A Ascensão do Alfa

Crônicas da Lua Cheia - A Ascensão do Alfa Clecius Alexandre Duran




Resenhas - Crônicas da Lua Cheia - A Ascensão do Alfa


4 encontrados | exibindo 1 a 4


Luciana.Maria 03/01/2018

Incrível ?
Mais uma vez Clecius me surpreende !!
Primeiramente agradeço a ele por escrever outra belíssima obra e tambem a Valéria por aconselhar a continuar nessa vida de contar histórias !
Nós Leitores Agradecemos !

A Maldiçao do Lobisomem traz uma raíz baseada na cultura pop,
já em A Ascensão do Alfa ele nos teletransporta para meados de 1830 onde acontece a Revoluçao Farroupilha -RS.
Uma importante revoluçao de independência para os rio-grandense, a história se encaixa perfeitamente bem no meio dessa "luta", é onde voce literalmente sente que esta vivendo naquela época e como difícil foi a batalha daquele povo. ( Fique orgulhoso de suas extensas pesquisas!!)

Sua escrita continua com a mesma forma maviosa, mas com um vocabulário absurdo !

"Os dentes afiados do licantropo se fecharam sobre os punhos finos da presa. Com a enorme pressão da mandíbula e um brusco chacoalhar de cabeça, a criatura lupina decepou os membros da sua vítima logo abaixo dos cotovelos. O lobisomem mastigou os pedaços arrancados, produzindo sons crepitantes de galhos secos pisoteados por um gigante e saboreando tanto o sabor do alimento como o seu resultado na presa, que usava os cotocos dos braços e as pernas, agora bambas e sem firmeza, para tentar se arrastar para longe do predador."

Essa trecho pode responder a sua pergunta quanto os lupinos ?
Ainda mais Crueis!

Genial é o desenvolvimento da história e seus elementos "Ordem dos Caçadores de Judas" ,a forma de como eram exterminados as "Bestas Amaldiçoadas", alguns Personagens do Folclore como por exempo a Yara ( li duas vezes aquele trecho, é demias) sao exemplos da nossa CULTURA mais uma vez RICA entre as páginas.

Vosmecê que leu A Maldição do Lobisomem vai querer devorar Ascensão do Alfa! Anciosa pela edição Física!!!!

"Siga tranquilo e não se esqueça: mantenha a alma forte e o coração sereno." Carlos Lupicínio.

"O desenvolvimento pleno do personagem, dá-se quando ele soma aquele impulso mental inicial do autor com a magia que escapa cada vez que as palavras são absorvidas pelos leitores. Quanto mais pessoas leem a mesma história, mais os personagens ganham vida própria e uma espécie de existência singular que ultrapassa os meros limites do livro."
#NACIONAL #LUPINO #CRONICASDALUACHEIA
comentários(0)comente



Brena 21/03/2018

Vosmecê tem de ler esse livro, capiche?
A história da ascensão do alfa ocorre durante a revolução Farroupilha. O início da obra parece mais uma aula de história, ou eu senti assim por não gostar muito de história rsrs. A partir do momento em que o protagonista e suas companhias cruzam com uma alcateia lupina eu nem senti mais esse incômodo, o desenrolar da história oferece uma leitura instigante, rápida, e confortável, mesmo que o autor tenha aprimorado mais ainda o vocabulário hahaha.
Temos não somente a abordagem do mito lupino, mas a evidência de uma extensa pesquisa história, e cultural, sem deixar pontas soltas, e com direito a gauchês. Achei bem diferente e legal como o Clecius pôs os lobisomens como seres que também são afetados pelas batalhas humanas. Mais que de um mito, essa obra trata de escolhas, desenvolvimento e transformações… e não se engane, também há ataques viscerais!

“As tragédias pessoais deixam marcas indeléveis na alma, mas a vida teima em persistir. Essa é a grande virtude e a maldição da resiliência humana: continuamos a vagar pela existência, apesar de todos os pesares.”

Quem adquirir o livro físico vai ficar ainda mais maravilhado, edição primorosa!! Capa dura aveludada, detalhes estéticos desde o início dos capítulos ao corte da folha, coisa linda de se admirar xD~~
comentários(0)comente



Octavius - @octaliterario 19/04/2018

Lobisomens invadem o @cearabooks!
A história se passa na década de 1830, na época em que ocorreu a Revolução Farroupilha, no Rio Grande do Sul. Rico em detalhes e com requintes de que uma boa e árdua pesquisa foi feita, ?A Ascensão do Alfa? é uma história que mistura realidade e fantasia de um jeito único.

As linhas da trama se misturam entre a vida difícil dos moradores da época, com os seres místicos que conhecemos bem. Os lobisomens! Depois que o nosso protagonista escapa de um ataque cruel orquestrado pelos lupinos, Sétimo é resgatado por um ex-integrante de uma ordem religiosa antiga, que eram ?caçadores? de lobisomens. O resto só lendo para saber. E foi aqui que a leitura tomou forma e fluiu muito bem. Confesso que de início, não fui muito atraído pela história. Acho que uma das dificuldades foi a escrita de um vocabulário rico, que devo elogiar com palmas!

Então se você gosta de lobisomens, dramas humanos e uma boa ficção histórica, você deve adicionar este livro à sua lista de leitura pra ontem!
comentários(0)comente



DiRock S. 07/06/2018

Acho que vosmecê confunde carência de escrúpulos com coragem
Sétimo de Carvalho tem mais seis irmãos, todos perdidos na Revolução Farroupilha. Não querendo se acovardar, segue com seu pai numa expedição de tropeiros. Sua determinação supera a falta de experiência, mas o coloca no caminho de vagantes cujos eventos superiores travam o conflito da tropa com a pequena alcateia de lobisomens.

A alcateia é composta apenas por quatro criaturas. Tchevolku é o alfa vigente, mas a idade o exige escolher o novo líder do bando, tarefa que gera conflitos internos entre os lobisomens.

A trama ainda aproveita o momento histórico da região com a Guerra dos Farrapos, onde farroupilhas e caramurus têm a infelicidade de encontrar as criaturas.

Como se não bastasse, há a Ordem dos Cavaleiros de Judas, organização antiga de caçadores de lobisomens. Tanto a organização como as criaturas não desejam tornar a público a existência das bestas, pois quando os humanos se encontram com lobisomens, o perigo para ambos os lados é eminente, além da carnificina garantida.

Acompanhamos principalmente a trajetória de Sétimo e o conflito sobre a ascensão do alfa na alcateia de Tchevolku. As duas linhas narrativas se cruzam e formam uma consequência das escolhas envolvidas por esses personagens.

Livre de escrúpulos nas cenas de batalha, o autor não poupa nas descrições viscerais dos ataques lupinos, reduzindo os humanos a mais uma fonte de alimentação das criaturas. As referências coletadas por Clecius abrange também as limitações das feras, elemento aproveitado pelo alfa em suas estratégias de sobrevivência com o grupo, mas nem sempre respeitadas na alcateia.

Adorei vislumbrar o regionalismo do lugar e época da história. A escrita das falas reflete no sotaque de forma realista, e as palavras espanholas mesclam as frases dos personagens próximos dos países latinos vizinhos. Diversas notas de rodapé complementam a história com explicações dos acontecimentos reais durante o trecho daquela narrativa. Ascensão do Alfa não conta apenas uma história, mas divulga nas entrelinhas traços do passado nacional nem sempre acessível nas aulas de história no colégio.

Houve uma falha do regionalismo quanto ao próprio lobisomem. A fraqueza mortal abordada no romance não é característica dos lobisomens do folclore brasileiro. Nos mitos conterrâneos também se diz sobre essas criaturas terem aspectos de cachorro, porco, touro ou cavalo. Não é “errado” inspirar-se nas mais diversas mitologias do lobisomem, só considero o quanto contribuiria com as lendas nacionais nem sempre valorizadas.

Não tenha medo de se maravilhar com esta obra nacional muito bem escrita e trabalhada. Fiquei com vontade de vislumbrar o primeiro livro desta antologia a qual Clecius dedica e se diverte. Vale a pena conferir!

site: https://xpliterario.com.br/xp-leitura/ascensao-alfa/
comentários(0)comente



4 encontrados | exibindo 1 a 4