Memórias Póstumas de Brás Cubas

Memórias Póstumas de Brás Cubas Machado de Assis...




Resenhas - Memórias Póstumas de Brás Cubas


962 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Julianaaires 29/11/2020

Apaixonante
Achei um pouco difícil de ler em algumas partes mas a história sem dúvida é genial e vale muito a pena
comentários(0)comente



Lena 28/11/2020

Um absurdo uma estudante de Letras nunca ter lido memórias póstumas de Brás Cubas, um clássico da nossa literatura. Mas nunca é tarde demais para descobrir essa preciosidade de obra. Eu sinto tanto orgulho de poder dizer que sou do mesmo país que Machado de Assis, esse homem foi o maior gênio que nós já tivemos. Eu amei ler esse livro, já estava acostumada com o tom irônico e sarcástico do meu xará de sobrenome. Amei como ele conseguiu construir uma personalidade tão odiosa pro Brás Cubas e pro Quincas Borbas, que homens insuportáveis, dava vontade de jogar meu kindle longe algumas vezes.
comentários(0)comente



Bruna 28/11/2020

Para mim, essa é a melhor obra de Machado de Assis!

Amo a maneira que Machado aborda temas como a vida, a morte, o amor, as relações humanas no geral, e isso tudo pela visão de um defunto fica ainda mais genial. A liberdade que Brás usufrui pra falar de sua própria mediocridade, para ser sincero sobre suas experiências e sentimentos, é de deixar a gente maravilhado.

Um livro que mexe com as nossas certezas, que traz reflexões grandiosas. Não é a toa que é um clássico da nossa literatura!
comentários(0)comente



Rita 28/11/2020

Li forçado pela escola mas acabei gostando bastante do nosso protagonista que e bastante franco e reconhece suas hipocrisias, fazendo até mesmo piadas sobre.

?Cada estação da vida é uma edição, que corrige a anterior, e que será corrigida também, até a edição definitiva, que o editor dá de graça aos vermes.?
comentários(0)comente



Rubens.Brito 28/11/2020

Foi difícil superar a aversão pelo protagonista para conseguir entender e apreciar o livro. Me surpreende com o quão incisiva é a crítica à elite e à sociedade brasileira. Muito pertinente até hoje
comentários(0)comente



Mariana Destacio 27/11/2020

MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS
"Dessa terra e desse estrume, nasceu essa flor."

Um personagem mimado que mostra uma falha de caráter desde criança, que acabou por ser incentivada e quando tentou ser refreada, já era tarde. Um orgulho apenas por ter nascido e ter posses. Nada do que possui foi construído por ele, apesar de ter recebido educação para tal. Educação escolar, mas nunca moral.

Todos os capítulos possuem uma maestria, e são recheados de reflexões. Como o que mostra o defunto viajando entre as eras, ou aquele em que ele faz uma reflexão por ter matado uma borboleta preta e chega a conclusão de que ele não a mataria se fosse azul. Quando ele nos diz: "Deus o livre leitor de ter uma idéia fixa". Ou ainda quando um pobre diabo salva sua vida, e Cubas pensa de início em retribuir-lhe com todas as suas riquezas, sendo generoso no momento com uma moeda de ouro, mas assim que passa o susto, ele pensa ter feito demais, e que o pobre homem não fez mais do que sua obrigação.

Assim vamos, acompanhamos sua morte, depois sua infância, sua adolescência, a vida adulta, até os ultimos dias. E de volta ao início.

Pra fechar, ganhamos um: "achei que estaria devendo, mas tenho saldo positivo, pois nunca tive filhos, nunca passei minha miséria pra ninguém". Esse fim me chocou e me agradou. Um pensamento ousado até para os dias de hoje, imagina na época?

Esse livro é um calhamaço, com a linguagem dos clássicos. Adoro essa escrita antiga (tipo ler "cousas" em vez de "coisas"). Pode ser cansativo pra quem não gosta, mas pra quem curte, tens aqui um prato cheio.
comentários(0)comente



Diego.Rates 26/11/2020

Que obra maravilhosa!
Que escritor incrível! Sinto-me agora instigado a procurar ler mais da obra de Machado de Assis. Os traços de sua escrita são extremamente marcantes, acentuados por suas eventuais quebras da quarta parede, que passamos a considerar carinhosamente como "conversas com o leitor".

Todas essas características, tornam essa leitura única, não apenas pela obra em si, mas pelo gênio por trás de sua confecção
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Adriane Beatriz 24/11/2020

Memórias Póstumas de Brás Cubas
Não tenho realmente o que dizer. Um clássico é um clássico. Realmente gostei da leitura, foi muito interessante em diversas partes e é isso.
comentários(0)comente



Gisele.Rodrigues 24/11/2020

Dedicatória": Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver dedico como saudosa lembrança estas memórias póstumas”.
Seu autor é Brás Cubas, um "defunto-autor", isto é, um homem que já morreu e que deseja escrever a sua autobiografia. Ele é da elite carioca , criado como um garoto mimado pelos pais, sendo uma criança que judiava do empregados da casa e maltratava o filho de um dos escravos. Cresce e se apaixona por uma prostituta da qual vai lhe entregando aos poucos, todo o seu dinheiro e de seu pai. Vendo isso, o pai o envia a fazer direito em outro país, e quando retorna, seu casamento está quase arranjado. Após desencontros, Virgília sua futura pretendida, se casa com outro. Brás Cubas então começa a trabalhar com o marido dela, e aos poucos os reaproxima. Tornam se amantes e a história segue por encontros e desencontros, que não contarei. Leiam porque é muito bom
comentários(0)comente



Bia 24/11/2020

Gosto muito de Machado de Assis e Memórias Póstumas tem uma grande importância histórica pois foi a primeira obra realista brasileira e serve como um retrato fiel da sociedade carioca do século XIX, mas... sempre ouvi muitos falarem que este era o melhor romance de Machado, porém confesso que ainda prefiro Dom Casmurro. Só que obviamente não deixa de ser um livro muito bom e com um final excepcional.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Marla Kaline 22/11/2020

Uma viagem para dentro da própria psiquê... Aproveite a paisagem, preciso reler para comparar minhas análises! Recomendo
comentários(0)comente



Bel 21/11/2020

Classico
Memórias póstumas de Brás cubas é um clássico da literatura, não tenho nada a dizer sobre. Simplesmente recomendo a todos que tem a curiosidade, esse livro é uma parada necessária para todo leitor
comentários(0)comente



Jamayra Greyce 19/11/2020

Sem comentários

[08/08/2020]

Tava dando um tempinho pro efeito dessa obra assentar na minha mente e ver o que eu conseguiria dizer a respeito depois, mas até agora não consegui pensar em nada bom kkkkk. Então vamos de relato pessoal.

Depois de estudar "Memórias póstumas..." na escola, devo ter assistido o a adaptação de 2001 umas dez vezes e adorei todas elas. Tinha certeza de que amaria o livro, como aconteceu.

Meu favorito do Machado até agora continua sendo "Dom Casmurro", acredito que pq ele foi escrito bem depois de "Memórias póstumas...". Meu problema com esse último foi a história ser bem mais difícil de atravessar que a primeira. Senti falta de um pouco mais de fluidez, mas bem pouco tá kkkkk. Machado de Assis perfeito, nunca errou!! Porém, considero Dom Casmurro mais suave de seguir. Se "Memórias..." fosse assim eu teria tido 0 problemas.

Bem, não tenho mais nada pra dizer kkkkk livro perfeito!!
comentários(0)comente



962 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |