Não Brinque com Espíritos

Não Brinque com Espíritos Márcio Cardoso Pacheco




Resenhas - Não Brinque com Espíritos


11 encontrados | exibindo 1 a 11


Fabio Pedreira 03/04/2020

Não mexa com quem está quieto
Depois de anos, 7 amigos resolvem se juntar no Halloween para relembrar os velhos tempos. O local escolhido era a casa dos Comptons, um antigo casarão com ar de coisas sinistras e amaldiçoadas.
.
Quase todos confirmaram, já que 6 deles vivem na cidade. A unica duvida era se Jimmy, o unico que cascou fora dali, iria aparecer. Afinal, foi ali mesmo, na casa dos Comptons que aconteceu o motivo que fez o rapaz ir embora.
.
Mas para a surpresa e felicidade de todos ele aparece. E vasculhando a casa, Mike - um dos integrantes - acaba achando um tabuleiro Ouija e convocando todos para jogar. O problema é que o que parecia uma brincadeira inocente acaba virando um banho de sangue.
.
Não Brinque com Espíritos é mais um excelente conto do Márcio Pacheco voltado para o terror. Lembrando muito o clima de filmes do tipo nos anos 80 a obra diverte e te prende sem dar medo. Pelo contrário, você fica até intrigado, suspeitando de algumas situações e pessoas, ou talvez um espírito mesmo.
.
Apesar de curto, ele vem com basicamente dois plot twists principais, muito bons por sinal. Talvez você desconfie, talvez não, mas mesmo que acerte ele é tão bem escrito que você vai aproveitar da mesma forma.
.
Colocaria o conto mais na conta do suspense do que do terror, mas com certeza eu coloco na lista dos que valem a pena ler. Gostei bastante e me diverti com mais um bom conto do autor. Não posso falar muito mais pra não dar spoiler, mas escute sua mãe na próxima vez que ela disser para não mexer com espíritos.
comentários(0)comente



Stephanie - Estante da Ste 03/06/2020

Não brinque com espíritos
Esse é o tipo de livro que tem plot atrás de plot e quando você pensa que acabou o autor te entrega mais surpresas, tive que ter muito cuidado pra não soltar nenhum spoiler aqui pra vocês rsrs


Esse foi o meu primeiro contato com o autor e gostei muito do que li, a leitura foi fluida, teve suspense, teve terror, reviravoltas e muito sangue! do jeito que a gente gosta

O final foi super impactante e de um jeito que eu não esperava que iria ser, se o autor fizesse uma continuação a partir daquele ponto com certeza eu iria querer ler

Outra coisa que achei super interessante foram as divisões dos capítulos, um para cada personagem, assim eu soube a visão de cada um sobre o que aconteceu naquela noite

Recomendo muito a leitura!
comentários(0)comente



Camijuv 31/05/2020

Um conto que mostra pura e simplesmente que não se deve mexer com coisas da qual não se conheça.
comentários(0)comente



Line @lostwordsblog 07/12/2018

Jimmy acaba de voltar para sua cidade natal, as decorações de Halloween e crianças com a famosa frase 'doces ou travessuras?' lhe trazem lembranças.. Mas ele está indo até uma casa abandonada encontrar os seus antigos amigos. Após algum acontecimento que devastou Jimmy fazendo ele ir embora da cidade, essa é a primeira vez que vai rever os amigos; uma casa abandonada com fama de mal-assombrada, alguns jovens e um tabuleiro ouija. Presente e passado se misturam, até onde uma brincadeira pode se fundir com a realidade? Não brinque com espirítos, ou você será o próximo!

O ar de mistério já começa nas primeiras páginas, levando o leitor a criar teorias e prosseguir com a leitura sem ver o tempo passar. A ideia de colocar o tabuleiro ouija foi ótima, afinal, eu gosto quando a história tem coisas sobrenaturais. Apesar de ser um conto curto, todos os detalhes são bem desenvolvidos pelo autor, tanto os personagens quanto suas histórias. No final tudo se encaixa de forma sublime e descobrimos segredos obscuros. Eu percebi algumas coisas logo no começo e mesmo lendo de noite não senti medo como em outros contos do autor, mas fiquei surpresa com o final apresentado.
A escrita do Márcio é leve e conduz o leitor para o último ponto final de forma rápida, uma característica positiva que percebi em seus contos e livro (que logo vai ser lançado).

Indico esse livro para pessoas que gostam do gênero e até mesmo para quem começou a se aventurar, mas já adianto...cuidado!

site: https://www.lostwords.com.br/2018/12/resenha-nao-brinque-com-espiritos.html
comentários(0)comente



Prih 04/01/2019

Nunca Brinque com o Desconhecido
Resenha:

Neste conto tudo começa, em uma noite de Halloween, onde  Jimmy depois de passar anos longe da Cidade volta e junto com os seus  amigos  de infância, resolvem fazer uma brincadeira com o tabuleiro ouija, em uma casa abandonada, conhecida como a antiga casa dos Compitons, onde havia sido palco de uma grande tragédia.

Ao chegarem no local todos entram e se reúnem em volta de uma mesa, e por alguns minutos ficaram relutantes em começar a tal brincadeira, até que por fim aceitaram de vez participar daquilo, lançando a primeira pergunta no ar.

já não tinha mais volta, nada saiu como o planejado, e as coisas acabaram tomando proporções desastrosas, fazendo com que os jovens ficassem muito assustados, e em meio a este desespero eles pensavam em abandonar o jogo, mas não podiam, porque se saíssem sem a permissão do espírito eles morriam.

E agora o que eles vão fazer? Será que conseguirão arrumar um jeito de reverter aquela situação? Mas o que de fato levou aqueles jovens, a tentar contatar um espírito, através do tabuleiro ouija, em plena noite de halloween ?
Qual era o real objetivo daqueles jovens afinal?
E quem era o tal espírito que falou com eles? Seria mesmo o de uma garotinha inocente que morrera no local? ou seria outra coisa se passando por ela?

Minha opinião sobre o conto:

Este conto foi fantástico para mim, é o tipo de história de terror que eu mais gosto, os que envolvem algo sobrenatural ou coisas que não tem uma explicação plausível.

Por este motivo adorei, a cada conto o autor consegue me surpreender de uma forma diferente e este com certeza é o meu segundo favorito, sem contar que o nome do espírito da história é o mesmo nome da minha gata de estimação, Ashiley hehe.

Aqui o Autor intercala entre o antes deles se encontrarem na casa dos Comptons, e o momento presente que é quando eles começam o jogo, trazendo flash backs de cada personagem, deixando a história rica em detalhes, desde algumas horas antes, até a noite de halloween em questão. E além de tudo o Autor revela também, o que havia acontecido no passado, que resultou no afastamento de Jimmy da Cidade por um tempo.

Então queridos leitores, vocês precisam urgentemente ler este conto e tirar as próprias conclusões sobre ele, tenho certeza de que se vocês gostarem do sobrenatural, irão se apaixonar por este conto, só isso o que tenho a dizer.

site: https://priscilattheresewebsite.wordpress.com/2019/01/04/resenha-do-conto-nao-brinque-com-espiritos-autor-marcio-pacheco/
comentários(0)comente



Igor.Paiva 18/01/2019

Assustador
Jimmy está de volta a sua cidade natal. Depois de doze anos ausente, por conta dos estudos, ele está de volta. Na verdade, ele queria mesmo ir embora dali doze anos antes, talvez por que a cidade era pacata e isso o comprimia. Logo, ele percebe que é incrível como nada naquele lugar mudou desde a última vez em que estivera ali.

É Halloween e as crianças estão pelas ruas acompanhadas de seus baldes transbordando de doces e outras guloseimas. Jimmy está ali para uma reunião com os amigos na velha casa dos Comptons. Em sua infância, ela parecia ser assustadora, mas ali naquela noite, a atmosfera do Halloween a tonava ainda mais sombria.

Depois de reencontrar seus amigos na casa, um clima meio estranho pairando no ar, Mike e Brenda encontram, vasculhando a casa, um tabuleiro. Um tabuleiro ouija. Mike retira o tabuleiro de uma caixa, ao qual estava embalado e propõe uma sessão, para contatar espíritos. Meio relutantes, mas para não perderem a graça, os amigos posicionam seus dedos no indicador sobre o tabuleiro e então a sessão começa, mas... algo terrível acontece!
O conto, Não Brinque Com Espíritos é um relato sombrio que Márcio Pacheco faz com maestria, intercalando o presente momento e um tempo antes dos personagens se encontrarem na casa para a noite de halloween, deixando o leitor curioso para saber o que vai acontecer e porquê. Qual a finalidade daquilo tudo?

Márcio consegue detalhar a história de uma forma sutil, mas com toques de terror e assombro, que faz o leitor se arrepiar. Quem ainda não leu nada do autor, é um ótimo conto de entrada. O conto se encontra disponível da Amazon por um preço bem acessível e eu indico super a leitura de qualquer obra do Márcio, o cara é fera e sabe o que faz!


site: https://www.instagram.com/spooky__books/
comentários(0)comente



Ley - @Livros_fantasy 30/03/2019

Semelhanças com Carrie
Em um típico Halloween, sete amigos se reúnem em uma casa abandonada onde algo de terrível aconteceu quando eram crianças. Logo de início, essa premissa parece bastante suspeita e propensa a não dar muito certo. É exatamente isso que acontece. As coisas tomam um rumo desastroso para todas essas pessoas.
.
A ideia inicial era para um dos personagens aprontar uma pegadinha com os demais dentro da casa, tentando invocar o espírito da irmã morta de um sujeito do grupo.
.
Lógico que teria todo um cenário armado para simular a invocação da garota. Essa invocação é feita por um tabuleiro de Ouija. A experiência começa a ser engraçada para alguns, mas após perceberem que não há nada simulado ali, as coisas saem do controle.
.
Em cada capítulo, o autor nos oferece uma versão de cada personagem por meio de fatos que antecedem à ida a casa e seus motivos para estarem lá. O conto contém um nível de terror elevadíssimo, com espíritos, muito sangue e eventualmente mortes.
.
Mesmo tendo poucas páginas, cada personagem teve sua história desenvolvida, algumas histórias entrelaçadas, e outras nem tanto. Isso me surpreendeu muito.
.
Pelo modo como os fatos descadeiam, notei uma semelhança com o livro Carrie, a Estranha. Ambos tem uma pegada sobrenatural, bulling, coisas saindo do controle. O autor tem um talento sensacional para escrever, a cada vez que leio algo dele, me sinto cada vez mais apegada à sua forma de escrita e a forma que surpreende seus leitores com finais arrasadores.
comentários(0)comente



Letícia_Books 13/09/2019

Não brinque com espíritos
Depois de um longo tempo longe de sua cidade natal, Jimmy está de volta, era uma bela noite de Halloween, casas com seus enfeites macabros e crianças fantasiadas fazendo a típica pergunta "doces ou travessuras?"
Enquanto observava a cidade ele caminhava de encontro a antiga casa dos Comptons; onde iria rever seus velhos amigos.
Aquela casa fazia as mais dolorosas lembranças de Jimmy se reanimarem, porém era passado,devia superar o ocorrido!
A noite estava agradável até Mike descer das escadas com uma misteriosa caixa nas mãos, um tabuleiro ouija que ele achou ao vasculhar o local. E o que seria melhor para o Halloween?
Infelizmente eles não foram avisados mas Não se deve brincar com espíritos, e isso os levou as piores experiências que poderiam ter!
Eu adorei esse conto! A forma com que o autor introduziu vários detalhes e deu a cada personagem um momento,foi fantástico,visando que é uma curta estória. O mais incrível é que na leitura você espera que tudo aconteça devido ao jogo, mas temos uma grande surpresa ao descobrir que não é bem assim! Uma fatalidade que aconteceu naquela casa irá despertar a ira de um espírito vingativo! Preparem-se para o pior.
Uma ótima leitura para essa sexta-feira 13 não concordam? Espero vocês na roda ouija haha
comentários(0)comente



Ana Souza 01/11/2019

Muito bom!
Um conto perfeito para o Halloween!
Esse foi, até agora, um dos contos do Márcio que mais gostei. A atmosfera dos anos 80, quando o conto se passa, é muito legal. Me lembrou Stranger Things, assim como alguns filmes de espíritos que tem como tema a invocação por meio da tábua ouija. Mas o Márcio soube conduzir o conto com uma trama bem interessante, o que não vemos em muitos filmes com essa temática. Esse conto daria um ótimo filme kkk
O conto do Márcio nos apresenta vários personagens nesse reencontro depois de alguns anos em que um deles foi embora.
O autor vai contando aos poucos os motivos que levaram o Jimmy a ir embora e depois, sabemos um pouco da personalidade de cada um. E já adianto que eu me enganei demais sobre cada um dos personagens kkk
A ambientação, o clima de tensão depois que eles começam a mexer com o que não devem, tudo isso vai crescendo e fiquei bem curiosa para continuar lendo. É um conto um pouco maior, tem 39 páginas, e eu adoro contos mais longos exatamente porque dá para construir melhor a história. E por se passar no dia do Halloween, esse conto é altamente indicado! O final me deixou bem surpresa e com a pulga atrás da orelha kkkk
Enfim, eu não quero contar muito porque a surpresa é bem interessante, mas podemos ver nesse conto que nem todo mundo é o que foi um dia, quando se era uma turma de amigos. As pessoas mudam e muitas vezes para pior. E é perigoso mexer com o que não se conhece, essa é uma lição valiosa!

site: www.instagram.com/anasouzaescritora
comentários(0)comente



@resenhandodark 12/11/2019

@resenhandodark
Quando volta pra sua cidade natal, no dia do halloween, Jimmy marca um reencontro com seus amigos de infância, na antiga casa abandonada dos Comptons. Um de seus amigos, Mike, descobre um tabuleiro ouija escondido em um dos quartos. Quando eles começam a jogar, coisas estranhas acontecem e fantasmas do passado voltam para aterrorizá-los. Que segredos aquela casa esconde? Conseguirá o grupo sair incólume desta brincadeira ou pagará um alto preço por brincar com espíritos?

O conto ele é dividido em capítulos mostrando o acontecimento atual e os capítulos apresentando os personagens, e como cada um chegou naquele momento. Uma história com um clima realmente sombrio e perturbador.

Já é de se imaginar como eu amo a escrita do autor, ele consegue transmitir as sensações de pavor de cada personagem ali presente, te deixando arrepiado. Além dele ter criado um ar de mistério e um plot que você nem imaginaria.

Porém eu achei que o plot ocorrido tirou um pouco do meu encanto na hora do desfecho, mas ainda sim foi uma leitura incrível que vale à pena conhecer.
comentários(0)comente



Nati - @_fantasticomundoliterario 17/12/2019

“Sua mãe nunca lhe ensinou a nunca brincar com espíritos?”
“Sua mãe nunca lhe ensinou a nunca brincar com espíritos?”

Anos após o falecimento de sua irmã Ashley, Jimmy volta para sua cidade natal e recebe um convite para reencontrar- se com os amigos em uma mansão abandonada. Detalhe: É noite de Halloween.

Os amigos de Jimmy tem então a brilhante ideia de deixar a noite mais emocionante brincando com um tabuleiro de Ouija. E não demora muito para que coisas estranhas e velhos segredos comecem vir à tona.

A narrativa deste conto mistura- se entre presente e passado, contando um pouco mais sobre cada personagem. O que mais gosto nos contos do Márcio é como ele deixa o clima de suspense no nível mais alto, desde as primeiras páginas. Você acha que não pode acontecer mais nada pra surpreender, e aí vem aquele BOOM que não vai te deixar dormir sem pensar algumas horas no final. A escrita te conduz naturalmente aos eventos, sem nem perceber o virar das páginas.

Se você gosta de uma narrativa envolvente, que mistura elementos sobrenaturais, te faz refletir no comportamento humano e que te prende do inicio ao fim, esta é a leitura perfeita!

Bora brincar com um tabuleiro Ouija?

site: https://www.instagram.com/p/Br8IpduA8q8/
comentários(0)comente



11 encontrados | exibindo 1 a 11