Memória de Minhas Putas Tristes

Memória de Minhas Putas Tristes Gabriel García Márquez




Memória de Minhas Putas Tristes





"No ano que completei noventa anos, quis presentear-me com uma noite de amor louco com uma adolescente virgem". E é assim, sem rodeios, que Gabriel García Márquez nos apresenta a história deste velho jornalista que escolhe a luxúria para provar a si mesmo, e ao mundo, que está vivo. Primeira obra de ficção do autor colombiano em dez anos, "Memória de Minhas Putas Tristes" desfia as lembranças de vida desse inesquecível e solitário personagem em mais um vigoroso livro de Gabriel García Márquez. O leitor irá acompanhar as aventuras sexuais deste senhor, narrador dessas memórias, que vai viver cerca de "cem anos de solidão" embotado e embrutecido, escrevendo crônicas e resenhas maçantes para um jornal provinciano, dando aulas de gramática para alunos tão sem horizontes quanto ele, e, acima de tudo, perambulando de bordel em bordel, dormindo com mulheres descartáveis, até chegar, enfim, a esta inesperada e surpreendente história de amor. Escolhido o presente, ele segue para o prostíbulo de uma pitoresca cidade e ao ver a jovem de costas, completamente nua, sua vida muda imediatamente. Quando acorda ao lado da ainda pura ninfeta Delgadina, o personagem ganha a humanidade que lhe faltou enquanto fugia do amor como se tivesse atrás de si um dos generais que se revezaram no poder da mítica Colômbia de Gabriel García Márquez. Agora que a conheceu, ele se vê à beira da morte. Mas não pela idade, e sim por amor. Para uns, "Memória de Minhas Putas Tristes" trata-se de uma reflexão romanceada sobre o amor na terceira idade. Para outros, é um hino de louvor à vida e, por extensão, ao amor, já que um não existe sem o outro no imaginário do Prêmio Nobel de Literatura de 1982. Sempre sublime, Gabriel García Márquez presenteia-nos com esta jóia narrativa repleta de sabedoria, memória e bom humor, que confere ainda mais brilho à sua genialidade literária.

Ficção

Edições (11)

ver mais
Memória de Mis P*** Tristes
Memória de Minhas Putas Tristes
Memória de Minhas Putas Tristes
Memória de minhas putas tristes

Similares

(20) ver mais
A Casa das Belas Adormecidas
Cem Anos de Solidão
Crônica de Uma Morte Anunciada
Do Amor e Outros Demônios

Resenhas para Memória de Minhas Putas Tristes (261)

ver mais
García Márquez: o solitário olhar de saudosismo e adeus
on 30/10/13


Intercalando leituras, algo prazeroso e que a mim, pelo menos, sustenta a atenção, forçando a memória, reli o "Memória de Minhas Putas Tristes". Não é à toa que García Márquez é considerado um dos maiores escritores vivos da atualidade. É clichê, eu sei, mas a constatação é concreta. Lembro que antes do lançamento da edição brasileira, em meio a tanto disse-me-disse, o sucesso foi inevitável: no Brasil, a versão original do livro, em espanhol mesmo, figurava entre as listas de mais ... leia mais

Vídeos Memória de Minhas Putas Tristes (1)

ver mais
(VEDA #8) Memórias de minhas putas tristes - O Mafagafo Leu #12

(VEDA #8) Memórias de minhas putas tristes -


Estatísticas

Desejam1.188
Trocam140
Avaliações 3.8 / 10.582
5
ranking 30
30%
4
ranking 35
35%
3
ranking 26
26%
2
ranking 7
7%
1
ranking 2
2%

31%

69%

Vivi
cadastrou em:
01/12/2008 13:30:30
Wini
editou em:
17/12/2015 11:56:25