Não Sou Ninguém

Não Sou Ninguém Emily Dickinson


Compartilhe


Não Sou Ninguém





Emily Dickinson nasceu em Amherst, Massachusetts, em 1830, e morreu na mesma cidade em 1886. Por volta de 1860, iniciou a fase madura de sua poesia e, salvo dez poemas divulgados em jornal, a obra de Emily só foi difundida após a sua morte. De intensa emoção concentrada, sua poesia é única e antecipatória em termos de densidade léxica e liberdade sintática. Esse volume traz 45 poemas traduzidos por Augusto de Campos, poeta e ensaísta, um dos fundadores da poesia concreta, com longo percurso como tradutor, abrangendo, em numerosos livros, dos trovadores provençais até Cummings.

Poemas, poesias

Edições (1)

ver mais
Não Sou Ninguém

Similares

(1) ver mais
Não Sou Ninguém

Resenhas para Não Sou Ninguém (3)

ver mais
"I'm Nobody!"
on 16/4/14


Não sei se o que escreverei terá teor de resenha ou mera impressão. Meu primeiro contato com Emily Dickinson se deu através dessa obra - e meu interesse maior, além do fato de ser uma poetisa, foi no seu tradutor Augusto de Campos. Devo confessar que tenho um grande prazer em ler a apresentação de qualquer obra que me chegue às mãos - o interesse em entender as motivações, conhecer um tanto mais o autor, verificar impressões - e Augusto nos presenteia com boas páginas falando não apena... leia mais

Estatísticas

Desejam21
Trocam1
Avaliações 4.3 / 64
5
ranking 56
56%
4
ranking 25
25%
3
ranking 16
16%
2
ranking 3
3%
1
ranking 0
0%

27%

73%

Élida Lima
cadastrou em:
17/05/2009 20:30:59
caarolparker
editou em:
17/01/2020 11:09:39