O Privilégio da Servidão

O Privilégio da Servidão Ricardo Antunes


Compartilhe


O Privilégio da Servidão (Mundo do Trabalho)


o novo proletariado de serviços na era digital




O novo livro do sociólogo e professor da Unicamp Ricardo Antunes apresenta um retrato detalhado da classe trabalhadora hoje, em suas principais tendências. O estudo apresenta uma análise detalhada das mudanças trabalhistas que ocorreram na história recente do país, desde a redemocratização até o impeachment de Dilma Rousseff, e seu eixo está em compreender a explosão do novo proletariado de serviços, que se desenvolve com o trabalho digital, on-line e intermitente. Antunes demonstra como estão se manifestando essas tendências tanto nos países da Europa quanto no Brasil, apresentando elementos presentes na nova morfologia do trabalho. Os adoecimentos, padecimentos, precarizações, terceirizações, desregulamentações e assédios parecem tornar-se mais a regra do que a exceção.

Um dos principais estudiosos da sociologia do trabalho no Brasil, Antunes combina a pesquisa sociológica concreta, rigorosa e empiricamente fundamentada com um compromisso social intransigente, a saber, a tomada de partido pelos explorados e oprimidos. “Se o mundo atual nos oferece como horizonte imediato o privilégio da servidão, seu combate e seu impedimento efetivos, então, só serão possíveis se a humanidade conseguir recuperar o desafio da emancipação”, afirma o autor.

Sociologia

Edições (1)

ver mais
O Privilégio da Servidão

Similares

(17) ver mais
Sintomas Mórbidos
Infoproletários
Para além do capital
O Capital

Resenhas para O Privilégio da Servidão (0)

ver mais
Tese onze sobre Feuerbach na veia
on 22/6/20


Ricardo Antunes faz um análise da nova organização do trabalho e do trabalhador na era da informação, o ''ciberproletarido'' ou infoproletariado, principalmente no contexto brasileiro. Ao mesmo tempo que refuta, com exemplos, a tese liberal de que o ''trabalho morreu''. O trabalho continua vivíssimo e o que ocorre é uma reestruturação produtiva do capital. É um alívio ver que ainda existem pessoas na esquerda comprometidas com a cultura marxista original. Pra onde olhamos, a esquerda, ... leia mais

Estatísticas

Desejam74
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 4.6 / 35
5
ranking 66
66%
4
ranking 31
31%
3
ranking 3
3%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

37%

63%

lbarrosjr
cadastrou em:
24/05/2018 15:36:53
marcooscaioo
editou em:
11/03/2020 00:08:03