php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: Temporary failure in name resolution O silêncio das filhas - Jennie Melamed
O silêncio das filhas

O silêncio das filhas Jennie Melamed


Compartilhe


O silêncio das filhas





Não deverás esquecer teu ancestral.
Não permitirás mulheres, que não sejam irmã, filha ou mãe, se reunirem sem um homem para orientá-las.
Não deverás desobedecer a teu pai.
Não furtarás.


Fanatismo e intolerância se perpetuam há várias gerações e regem a vida das mulheres dessa ilha, que são controladas pelos patriarcas. O destino não lhes pertence. Até que um dia a pequena Caitlin testemunha uma cena chocante e não consegue mais ficar em silêncio em relação aos seus sentimentos.

Em uma pequena ilha isolada e segura, descendentes de dez famílias vivem numa comunidade fechada regida por suas próprias regras. Sem tecnologia, sem moeda e com práticas sexuais perturbadoras, a ilha é governada pelos Viajantes, um grupo de homens privilegiados que faz incursões às Terras Devastadas para buscar os restos e detritos de um mundo arrasado que possam ajudar na subsistência dos ilhéus. Semelhante a uma aldeia medieval de rígida estrutura patriarcal e religiosa, os habitantes cultuam os Ancestrais, os primeiros a chegar à ilha. As mulheres são subservientes aos homens, que reinam fortes e absolutos, e criadas para ficar em casa, costurar, cozinhar, limpar, casar e engravidar. A procriação é controlada, o saber e a história, racionados.

O silêncio das filhas é narrado a partir de perspectivas múltiplas, todas femininas. Amanda, casada e grávida, que começa a questionar os mandamentos dos Ancestrais. Vanessa, que tem mais conhecimento do que a maioria das meninas por ter acesso à biblioteca do pai, um Viajante. Caitlin, uma garota tímida e insegura que testemunha algo que vai contra tudo o que os Ancestrais ensinaram. E Janey, uma líder emergente que não aceita os papéis de gênero que a comunidade lhe impõe.

A tensão narrativa se constrói a partir da caracterização habilidosa e lírica das vozes centrais, do ambiente inóspito em um futuro distópico de uma ilha congelante nos invernos e infestada de mosquito nos verões, da desconfortável normalidade social dos abusos dos homens com suas filhas. Através das vozes das meninas, amadurecendo física e emocionalmente ao longo das estações, acompanhamos tudo o que acontece de dramático e surpreendente numa sociedade aterrorizadora, misógina e sombria que caberá a elas enfrentar e mudar.

Distopia / Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
O silêncio das filhas

Similares

(1) ver mais
O Conto da  Aia

Resenhas para O silêncio das filhas (5)

ver mais
on 21/3/21


Desfecho horrível. O livro todo eu esperei um grande acontecimento, uma reviravolta para as mulheres e as crianças e o que eu recebo? Esse final fracassado. Tanto temas importantes abordados, violência doméstica, uma seita com fanatismo, incesto, estupro, e a autora cagou pra isso.... leia mais

Estatísticas

Desejam20
Trocam
Informações não disponíveis
Avaliações 3.0 / 18
5
ranking 17
17%
4
ranking 28
28%
3
ranking 28
28%
2
ranking 11
11%
1
ranking 17
17%

8%

92%

Jenifer
cadastrou em:
06/02/2021 18:45:49
Jenifer
editou em:
10/02/2021 23:25:56