O Zahir

O Zahir Paulo Coelho


Compartilhe


O Zahir





Segundo a tradição islâmica, o Zahir é algo ou alguém que acaba por dominar completamente o pensamento, sem que se possa esquecê-lo em momento algum. Para o narrador do novo romance de Paulo Coelho, o Zahir é sua esposa, Esther, com quem é casado há mais de dez anos. Tudo parecia ir bem entre eles, até o dia em que ela desaparece sem deixar vestígios. A polícia cogita hipóteses de seqüestro, assassinato e envolvimento com terroristas - ela foi correspondente de guerra no Oriente Médio - sem chegar a uma conclusão. Mas ele, o marido, sabe a resposta: ela simplesmente o abandonara sem se despedir, sem dizer para onde ia nem por que fazia isso. Esther saiu de sua vida e terminou ocupando sua mente pois, diante de tantas perguntas sem respostas, para ele se tornou impossível parar de pensar nela. Por que ela desistiu? Onde ela está agora? As interrogações não o deixam em paz e acabam por guiá-lo em uma viagem em busca da esposa desaparecida e de si mesmo.



O nome do narrador de O Zahir não é revelado, mas sua biografia é contada em detalhes. O personagem é um escritor famoso que vende milhões de livros em todo o mundo, embora seja constantemente crucificado pela crítica; ele iniciou sua carreira de sucesso como compositor e chegou a trabalhar para gravadoras; na juventude, ele foi hippie e praticou magia, alquimia e diversas ciências ocultas, tendo participado de rituais, sociedades secretas, invocações, seitas exóticas e confrarias misteriosas; ele escreveu sobre o Caminho de Santiago e disseminou o conceito de guerreiro da luz. O personagem criado por Paulo Coelho escreve Tempo de rasgar, tempo de costurar, uma espécie de tratado sobre o casamento, em que expõe muito de sua vida ao lado de Esther.



Em O Zahir, é Esther que incentiva o narrador a lutar pelo sonho de se tornar escritor. É ela que o convence a percorrer o Caminho de Santiago e o inspira a escrever seu primeiro livro. Ela é descrita como uma grande companheira, com sabedoria e paciência para superar as crises conjugais. Ela também parece conhecê-lo melhor que ninguém. Depois que desaparece, Esther obriga o marido a fazer uma nova peregrinação: ele precisa descobrir o que deu errado no casamento, onde ela está e por que ela desapareceu. Todas as respostas vêm à tona, mas não sem sofrimento. E ele ainda tem que contar com a ajuda de Mikhail, o jovem de vinte e poucos anos que saía com sua mulher antes de ela ir embora.



Tudo parecia ir bem entre eles, até o dia em que Esther desaparece sem deixar vestígios. A polícia cogita hipóteses de seqüestro assassinato. O marido, guiado por suas interrogações, inicia uma viagem em busca da esposa desaparecida de si mesmo. E assim como explica o próprio Paulo Coelho: "Diziam os antigos arqueiros zen que cada flecha é uma vida. Cada livro é uma flecha, um pouco de minha vida que se revela, primeiro para mim, e em seguida para meus leitores. Evidente que já lancei livros antes, cada um provocando uma emoção diversa, mas em O Zahir é diferente: ele fala mais de mim do que qualquer outro texto".

Romance

Edições (7)

ver mais
O Zahir
O Zahir
O Zahir
O Zahir

Similares

(22) ver mais
O Alquimista
O Diário de um Mago
Adultério
Maktub

Resenhas para O Zahir (79)

ver mais
Releitura, 13 anos depois
on 23/5/20


13 anos depois desde a primeira leitura, resolvi reler esse livro do Paulo Coelho. Muito bom, o autor mistura realidade e ficção. Só achei que o autor prolongou um pouquinho o final do livro, tornando a leitura um pouco enfadonha antes do fim. Coisa que na época não havia percebido isso! O livro é cheio de suas frases de efeito ou impactante como os demais livros dele, algo que toca ou às vezes chama a atenção do leitor. O ponto forte do livro são as passagens em que o autor c... leia mais

Estatísticas

Desejam138
Trocam293
Avaliações 3.4 / 3.354
5
ranking 21
21%
4
ranking 23
23%
3
ranking 34
34%
2
ranking 14
14%
1
ranking 7
7%

24%

76%

Roseli Camargo
cadastrou em:
02/12/2008 16:47:07