Puro

Puro Andrew Miller


Compartilhe


Puro





1785. Jean-Baptiste Baratte, um jovem engenheiro iluminista, tido como amante de Voltaire, recebe uma missão desafiadora do rei Luís XVI - livrar-se da igreja e do cemitério de Les Innocents. No início, o protagonista percebe nessa empreitada uma chance de limpar o fardo da história, a tarefa perfeita para um homem moderno, do futuro, da razão. Ele logo sente, porém, que a igreja e o cemitério são apenas prenúncios de uma queda maior que ainda está por vir. Miller utiliza seu herói, Jean-Baptiste, e a destruição da igreja e do cemitério como formas de dramatizar uma das grandes questões do Iluminismo - qual é a situação do passado? É algo a ser valorizado e preservado ou deveria ser simplesmente esquecido? Esse aniquilamento é utilizado pelo autor como uma metáfora do progresso e da disposição de deixar o passado corrupto e tirânico para trás. Um livro sobre a impureza da sociedade da época, o que o protagonista reconhece como a sujeira do mundo. Uma trama que se resume a favor da bagunça, do enfrentamento.

Edições (1)

ver mais
Puro

Similares

(26) ver mais
Duplo Diabólico
Perfume
O Perfume
Rasero

Resenhas para Puro (15)

ver mais
Romance histórico
on 28/1/21


É um romance histórico, que mistura realidade e ficção para falar de um momento de eminente transição entre o mundo feudal e o mundo burguês. O protagonista recebe a missão de destruir um cemitério e uma igreja em Paris, representantes da impureza de um tempo, e ao longo da missão percebe que ela é apenas um prenúncio de uma mudança ainda maior.... leia mais

Estatísticas

Desejam51
Trocam4
Avaliações 3.6 / 120
5
ranking 17
17%
4
ranking 41
41%
3
ranking 34
34%
2
ranking 4
4%
1
ranking 4
4%

33%

67%

Tito
cadastrou em:
08/03/2013 14:24:42