Síndrome de Quimera

Síndrome de Quimera Max Mallmann




Síndrome de Quimera





As personagens de Síndrome de Quimera, a novela de Max Mallmann, são absolutamente normais, dessas que o leitor encontra na rua, no ponto de ônibus, no cinema, nas festas, no estádio de futebol, no trabalho. Mas também são um pouco diferentes, quase nada. O narrador Viktor sofre de um mal particular: enrodilhada ao seu coração, há uma serpente, com um guizo na ponta da cauda, que lhe causa apertos e angústias. Já seu melhor amigo Bruno - com o qual Viktor resolve abrir um café-livraria chamado A Quimera - costuma desenroscar a tampa da cabeça, retirar o cérebro e o colocar numa bacia para descansar. Depois bebe cerveja (metade bebe, metade derrama em cima do cérebro) e assim alivia a tensão do dia-a-dia. Entre livros de Stevenson, Borges, Kafka e Mário Quintana, eles vão levando a vida numa Porto Alegre contemporânea e fantástica. Entram em contato com pessoas tão normais quanto eles, mas que possuem pequenas manias e anomalias: o freguês que precisa recarregar a bateria pondo o dedo no soquete de luz; a moça feia cuja pele é de fibra de celulose e por isso se alimenta de livros; o amigo que se transformara numa esponja humana cheia de água salgada e algas; e a linda mulher cujos olhos brilhavam no escuro como um casal de vagalumes? Tudo corre bem até que Viktor é seqüestrado por asseclas do Senhor das Inclemências e descobre um terrível segredo sobre seu passado. Um dos expoentes da nova geração de escritores gaúchos, Max Mallmann conseguiu uma química rara em Síndrome de quimera: misturou realismo mágico com o melhor do suspense, amarrados em diálogos cortantes. Além disso, em cada página do livro, escrito em deliciosa linguagem coloquial e metafórica (com rasgos de erudição), perpassa um humor fino, muito sutil. O autor nos convida a rir de nós mesmos, dos nossos medos e desejos e a perceber que não existe apenas uma única realidade.

Edições (1)

ver mais
Síndrome de Quimera

Similares

(1) ver mais
Neon Azul

Resenhas para Síndrome de Quimera (2)

ver mais
on 16/11/10


http://cristinalasaitis.wordpress.com/2008/12/21/leituras-de-2008/ Posso contar dois autores que conseguiram me fazer rir pra valer, a ponto de ficar com cãibra nas bochechas, e o Max é um deles. Síndrome de Quimera é uma novela de ficção fantástica deliciosa e estupidamente imaginativa. Trata da vida de pessoas comuns, mas cada uma é, ao seu modo, uma quimera. O protagonista, por exemplo, tem uma cobra dentro do peito abraçando seu coração; o sócio dele tem um cérebro removível, que ... leia mais

Estatísticas

Desejam9
Trocam1
Avaliações 4.3 / 40
5
ranking 50
50%
4
ranking 28
28%
3
ranking 23
23%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

52%

48%

Criscuolo
cadastrou em:
23/01/2009 21:20:40