Última parada: Auschwitz

Última parada: Auschwitz Eddy De Wind


Compartilhe


Última parada: Auschwitz


Meu diário de sobrevivência




Eddy de Wind chega a Auschwitz em 1943 com sua esposa, Friedel. Ele é médico e ela é enfermeira. Lá, eles são separados. Friedel vai para o Bloco 10, onde ficam os prisioneiros destinados aos cruéis experimentos médicos do Dr. Mengele. Eddy vai para o Bloco 9, onde trabalha ajudando a cuidar de prisioneiros políticos. Quando a Alemanha está prestes a perder a guerra e os russos se aproximam de Auschwitz, os nazistas fogem do campo. Em uma tentativa de cobrir seus rastros, mandam os prisioneiros sobreviventes, entre eles Friedel, a caminhar em direção à Alemanha. Mais tarde, essas caminhadas foram chamadas de Marchas da Morte. Eddy conseguiu se esconder e ficou no campo, a espera dos russos. Lá, com a memória fresca, começou a escrever sua rotina diária. Descreveu em detalhes as atrocidades que presenciou e o que ouviu de outros prisioneiros, inclusive da mulher. Até hoje, este é o único livro inteiramente escrito dentro do campo de concentração.

Biografia, Autobiografia, Memórias / Drama / História / Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Última parada: Auschwitz

Similares

(6) ver mais
As benevolentes
Depois de Auschwitz
Os Bebês de Auschwitz
O Homem que Venceu Auschwitz

Estatísticas

Desejam183
Trocam1
Avaliações 5.0 / 2
5
ranking 100
100%
4
ranking 0
0%
3
ranking 0
0%
2
ranking 0
0%
1
ranking 0
0%

14%

86%

Carlos.Eduardo
cadastrou em:
09/01/2020 23:33:25
Pri Paiva
editou em:
17/01/2020 13:54:01
Pri Paiva
aprovou em:
17/01/2020 13:57:35