Através do Espelho

Jostein Gaarder...



Resenhas - Através do Espelho


72 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Mel 20/11/2014

É uma história bonita, porém breve. Acho que poderia ser bem mais explorada essa questão da preparação para a morte, que é o tema central.
Cecilia é uma menina já acamada, que reflete sobre vários assuntos enquanto aguarda o seu destino, e recebe sempre a visita de um anjo que a ajuda nesta preparação.
comentários(0)comente



Tati 14/10/2014

através do espelho
História sobre anjos e que envolve
drama de vidas, principalmente
sobre estado de saúde sempre
choca e comove qualquer público!
O anjo Ariel e a personagem
principal Cecília são fofos e
diferente de tudo que já vi, não
tem como não adorar os diálogos
frutíferos e suas comparações sobre
Deus e todas suas criações, e o por
quê disso e daquilo.
A parte dramática, é que Cecy,
assim eu a chamo, é que ela tem
câncer e acha que vai se sair
dessa, bem sua família torce por
isso... Todos estão em clima de
Natal, cai neve lá fora, Cecy adora
neve. Cecy adora Natal. Sua família
ama ela. Mas somente quando ela
fica só, Ariel vem consolá-la, vem
lhe dar companhia.
Ariel, seu anjo querido aparece pra
ela pra ajudá-la no seu destino.
Que claro só saberás lendo.
Segurem as emoções, o final é
lindo. Super recomendo!
comentários(0)comente



Bruno Eleres 19/01/2014

Un Café à Clichy
"A curiosidade e energia de Cecília permeiam o enredo todo, e fazem com que sua pequena jornada filosófica com o anjo Ariel não seja apenas melancólica, mas bela e compreensível, até o momento em que ela atravessa o espelho."

Resenha completa em: Un Café à Clichy

site: http://www.un-cafe-a-clichy.blogspot.com.br/2014/01/atraves-do-espelho.html
comentários(0)comente



sammyfreitas 01/12/2013

Refletindo a alma.....
Através do Espelho conta a história de Cecília Skotbu. Eu não li a sinopse, que falava que Cecília passava quase o tempo todo em seu quarto, deitada na cama. Tampouco sabia que ela estava morrendo. E nem desconfiava que sua história era uma preparação para a morte e por isso também era um mergulho na vida. Na própria sinopse, acrescenta que ela morre como quem viaja, prestando atenção em tudo e que através de seu olhar profundo, o outro lado do espelho se torna um pouco mais claro para nós.

Eu não sabia de nada disso. Aliás, nem sei porque não li a sinopse. Acho que porque eu confio tanto na escrita de Jostein Gaardner, que sempre espero livros maravilhosos e surpreendentes.

Este livro não foi diferente. É um livro doce demais. Conforme você vai lendo, você percebe que a doença de Cecília foi toda muito rápida. Em setembro ela começou a se sentir mal e no natal, mal sai da cama. Sua avó bateu o pé e não quis que ela ficasse no hospital. Em casa, Cecília tinha todo o amor e carinho da família.

Na maior parte das vezes, ela parece não perceber que seu estado é irreversível. Sua mãe, sempre chorando. Todos fazendo seus desejos e vontades mais absurdos. Cecília era só mais uma garotinha com câncer, entre muitas crianças que existem no mundo. O diferencial no livro, é a visita de Ariel, um anjo dos céus que vem consolá-la e fazê-la pensar e refletir sobre a vida nesses últimos momentos.

Ariel foi muito mais do que um "anjo da guarda" de Cecília. Com ele, ela ganhou raros momentos mágicos de aprendizado e muitas pequenas alegrias nos momentos mais difíceis.

O livro tem um gosto agri-doce. Uma tristeza melancólica e principalmente a sensação de impotência ante à doença.

Ele é bem curtinho, li em duas horas, não vou nem tentar comparar com os outros que já li (O mundo de sofia e O dia do curinga), porque ele não é profundo como estes. Mas tem toda a leveza da história de uma menina que conheceu e teve o consolo do seu anjo nos seus últimos dias.

"- Uma vez ou outra, acontece que um ser humano ergue o olhar para a sua origem celestial. É como se Deus se visse ao espelho.
Cecilie suspirou.
- Céu e mar! - exclamou.
- Sim, como o céu e o mar.
- O quê?
- Como o céu se reflete no mar, Deus também pode refletir-se nos olhos dos seres humanos. Os olhos são o espelho da alma e Deus pode espelhar-se neles."


site: http://retalhosassimetricos.blogspot.com.br/2013/12/resenha-atraves-do-espelho-jostein.html
Cingras 01/12/2013minha estante
Aí Sammy nem ia pegar esse livro agora.. Mas depois dessa resenha , não tem como ..
Vc já leu ... Antes de morrer..


sammyfreitas 01/12/2013minha estante
Ainda não li, Cinthia... É algum LV? Qual o autor? É bom?
Olha... Cada livro do Jostein que eu leio, eu aprendo uma coisa nova... Mesmo que seja um livro mais "fácil" de ler.




Patrícia 20/10/2013

Um livro com questões existenciais
Esse foi o primeiro livro que li do Jostein Gaarder, não sei se foi uma boa escolha.

A história é bem interessante. Os diálogos entre a menina e o anjo retratam questões que muitas vezes não paramos para pensar e valorizam as características do ser humano: as pessoas costumam almejar coisas impossíveis aos humanos mas esquecem das qualidades boas que passam despercebidas. O livro tenta nos mostrar o lado bom de sermos humanos, e isso é muito interessante.

Contudo, a obra também ressalta uma questão religiosa misturada com científica. Às vezes, eu a achava contraditória em si por tentar unir o criacionismo com o evolucionismo. Além disso, não compartilho de algumas crenças abordadas no livro, sentia vontade de argumentar com o autor. Mas, ainda assim, é bacana o modo como alguns dogmas são revistos e redefinidos.

Enfim, o livro é bom e possivelmente agradaria as pessoas que gostam de imaginar uma existência diferenciada, embora sem fugir dos critérios religiosos.
comentários(0)comente



Calebe 20/08/2013

Livro "Através do Espelho" de Jostein Gaarder
O livro retrata a história da menina Cecília Skotbu, a qual enfrenta um câncer, ela passa o tempo todo em seu quarto, deitada na cama. Ela está morrendo. Sua história é uma preparação para a morte e por isso é também um mergulho para a vida. O estado de Cecília choca e comove sua família porém ela tem certeza de que irá melhorar, porém a família vê que é o fim. Certa noite Cecília se depara com Ariel, um anjo de Deus. E a partir de então ela começa a vê-lo com muita frequência. Com Ariel, Cecília tem momentos mágicos, de aprendizado e até mesmo de alegrias, juntos fazem pequenas viagens imaginárias, ela conversa muito a respeito da vida, de nossa origens, de onde viemos, para onde vamos. Fazendo então Ariel conhecer a vida terrestre, mas também Cecília questiona Ariel sobre a vida celestial, descobrindo como é a vida dos anjos e ver o significado de ter uma natureza incorpórea. Chegando Dezembro, todos estão em clima de Natal, cai neve lá fora, Cecília adora o Natal, adora a neve, porém não poderá sair da sua cama. O livro realmente não conta quando ela morre, mas pode-se entender nitidamente que a doença era câncer pelos sintomas que aparenta ao longo da história como cabelo faltando, a pele pálida, a fragilidade de sua saúde. Ariel então, seu anjo querido aparece para ajudá-la, consolá-la, e fazer companhia para seu destino, na qual terminará com seu sofrimento, ela morre como quem viaja, prestando atenção em tudo. Através de seu olhar profundo, o outro lado do espelho se torna um pouco mais claro para nós. Acredito que vale muito a pena ler este livro, vai mudar seu modo de pensar e agir! Recomendo! A baixo seguem as melhores citações contidas no livro:

"Pode perfeitamente dizer que o Mundo vai ao encontro da criança. Nascer significa ganhar o Mundo como presente."

“Mas a lua não tem luz própria”, protestou Cecília. “Ela é como um espelho que reflete a luz do sol.”
“Sim”, concordou Ariel, “mas o sol também não tem luz própria. Ele é apenas um espelho que reflete a luz de Deus.”


“Assim como o céu se espelha no mar, também Deus pode se espelhar num par de olhos humanos. Pois os olhos são o espelho da alma, e Deus é capaz de se refletir numa alma humana.”

“Nem sempre a gente pensa no que está fazendo. Ás vezes a gente tropeça nas palavras.”

“Não é engraçado que a gente fique com lágrimas nos olhos porque gosta muito de alguém?”

“Talvez uma coisa bonita ás vezes nos deixe tristes porque sabemos que não vai durar para sempre.”

“O tempo é como um rio que corre sem parar, levando todo o mundo embora, gerações e gerações.”

"A cada segundo, Deus sacode a manga do paletó e solta algumas crianças novinhas em folha, que caem no mundo. Abracadabra! E a cada segundo algumas pessoas também desaparecem. É uma longa fila, Cecília, longuíssima. E quando chega a hora, chega a hora, e você tem que ir embora…"

"Nós enxergamos tudo num espelho, obscuramente. Às vezes conseguimos espiar através do espelho e ter uma visão de como as coisas são do outro lado. Se conseguimos polir mais esse espelho, veríamos muito mais coisas. Porém não enxergaríamos mais a nós mesmos."

“Nós choramos quando alguma coisa é triste. E às vezes também derramamos uma lágrima quando alguma coisa é muito bela. Quando algo é engraçado ou feio, nós rimos. Talvez algo muito bonito também nos deixe triste porque sabemos que não vai durar para sempre. E rimos do que é feio porque compreendemos que é só uma brincadeira.”

SOBRE O AUTOR: Jostein Gaarder é Norueguês, e foi professor de Filosofia durante muitos anos, o seu livro de maior sucesso e reconhecimento foi O mundo de sofia, que fala exatamente sobre filosofia. Mas escreveu diversos outros romances que lidam com questões da vida. Pessoalmente, ele é uma graça, divertido e só posso sonhar como seria ter um professor de filosofia como ele. hehe ;)

site: http://calebejuchem.blogspot.com.br/2013/05/livro-atraves-do-espelho-de-jostein.html
comentários(0)comente



meiriellen 20/08/2013

Um autor que faz pensar...
Neste livros de poucas páginas, Ariel acompanha Cecília numa fase de solidão que ela passa por causa da doença que ela, como criança, enfrenta. A filosofia deste livro é intensa e radiante, grande expectativa sobre este livro e superou. O autor realmente sabe escrever o que sabe e escreve muito bem. 5 estrelas.
comentários(0)comente



Renata 25/07/2013

Bem escrito. Maravilhosamente interessante.
Jostein Gaarder é outro nível. Eu não precisei nem ver quem era o autor ou olhar a capa para saber que o livro era dele. Dá pra ver na maneira como ele escreve, na maneira perfeita como ele detalha as coisas sem ser nunca cansativo. Já li O mundo de Sofia e acho que através do espelho é razoavelmente melhor e mais compreensível, o que não diminui a grandeza do mundo de Sofia. O fato é que não deve-se julgar um livro pelo autor, mas nesse caso eu preciso admitir que se o autor é o Gaarder, eu já sei que o livro é bom. Recomendo para todos, principalmente pela nossa protagonista Cecília que é cativante ao extremo. Ótimo livro, perfeitamente bem escrito. Recomendo, somente.
comentários(0)comente



Nathália 04/07/2013

Eu não sou todo-poderoso!
Através do Espelho é um livro delicado, melancólico e belo do jeito que só a melancolia consegue ser. Conta a história de Cecília, uma garota que está morrendo.
O que provavelmente fez com que este se tornasse um dos meus livros favoritos é a visão de Céu e de Deus que o livro apresenta. Quero acreditar em um Deus que ""ergue a mão em desespero e diz para si mesmo: "Eu sei que muitas coisas poderiam ser diferentes, mas o que foi feito, foi feito, e afinal de contas, eu não sou todo-poderoso!"".
O livro trata de filosofia e morte de um jeito lindo, sem soar "livro de auto-ajuda", de uma maneira que só alguém tão inteligente quanto o Jostein Gaarder é capaz de fazer.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Cathi 02/03/2013

Através do Espelho
Eu adorei. Amei o livro, amei a simplicidade que é narrada e a simplicidade dos personagens.
A história nos faz refletir muuuuuito sobre o ser humano, sobre a terra e o céu. Responde perguntas que nos fazemos sempre, e o mais incrível é que tudo isso é mostrado numa simplicidade super intensa.
O livro é muito do contrário que eu esperava, é simplesmente adorável. Muito bom mesmo. Recomendo. Adorei.
comentários(0)comente



Kívia 07/02/2013

Doce e encantador
Eu amei esse livro. Lie, reli e vou continuar relendo. É um livro infanto-juvenil que encanta até um adulto. Até porque literatura voltada pra o público infantil, quando é boa mesmo, presta para toda faixa etária. Estão aí O MENINO DO DEDO VERDE e O PEQUENO PRÍNCIPE para nos mostrar isso. Voltando ao livro: A morte aparece de forma muito delicada. Cecília é uma menininha com câncer, em fase terminal, que recebe a visita de um anjo que vem ajudá-la a partir. Alias, não só partir, mas fazê-la refletir sobre a vida. Tudo isso apoiado na filosofia (como é bem típico de Jostein Gaader).Por incrível que pareça, este não é o livro que vai fazer alguém chorar. Apenas refletir. O autor é muito sensível e gentil com as palavras. A gente percebe a saúde da menina se deteriorando no decorrer do enredo, mas essas passagens não nos chocam.

"Rasgou o papel e abriu uma caixinha amarela. Pousada num pedacinho de algodão uma borboletinha vermelha, um broche... Cecília tirou-a da caixa, mas assim que a tocou, a borboleta mudou de cor, passando de vermelha para verde. Logo em seguida ficou azul e roxa.
'Uma borboleta mágica!'
'... que muda de cor conforme a temperatura', acrescentou o pai.
Todos quiseram segurá-la. Quando a apertavam com força na palma da mão ela ficava azul e verde, mas só na mão de Cecília ficava roxa.
'É uma borboleta de febre', disse Lars, mas os outros fingiram não ouvir."
comentários(0)comente



João Ricardo 12/01/2013

Filosófico para "variar".
Este livro não é um dos que eu colocaria como "fascinante" do Jostein, mas a clareza filosófica neste livro é sensacional, o modo como pensar na existência na humanidade e tentar entender o que por quê que tudo funciona como funciona é realmente muito curioso.

O livro é mais umas da historinhas em que Jostein usufrui bastante da filosofia e o modo de pensar sobre o mundo.
comentários(0)comente



iza 18/12/2012

“Carne e osso não passam de terra e água, mas Deus soprou um pouco do seu espírito dentro de vocês. E por isso que há uma parte de você que é Deus”

Tenho mais motivos pra admirar o Jostein, ele conseguiu me manter apaixonada pelas suas histórias. E “Através do Espelho” não foi diferente.

‘Através do Espelho’ é um enigma perfeito, uma história envolvente de Cecília, uma garotinha que sofre de uma doença e que aos poucos esta morrendo, mais nada a impede de tentar descobrir os mistérios do universo, ou melhor, o que realmente se vê por trás de um espelho.

E é isso que cativa o leitor a cada página virada, Gaarder não consegue ser tão perfeito como quando ele une os seus conhecimentos de teólogo com as suas incríveis filosofias que confesso, acabam se tornando fantásticas dentro desta história, que também ao meu ponto de vista, é uma continuação de “Mistério do Natal”, pois, a menina passa o seu Natal de uma forma que ela não queria, ou seja, na cama, e isso fez com que Ariel, um anjo, aparecesse e ajudasse-a a descobrir e a entender um pouco mais sobre o que realmente têm atrás do espelho da vida.

Para finalizar, a forma como a menina encara a sua morte é como uma pessoa que passa por uma viagem anotando em seus pensamentos os mínimos detalhes vistos por ela, para que quando chegasse a hora ela pudesse estar realmente preparada para o que viesse. Então foi assim com Cecília, tudo se tornou um aprendizado e na hora que ela se foi não poderia ter sido narrado de uma forma mais linda por Jostein...

É muita emoção!

“Você parece uma esplêndida borboleta que voou da mão de Deus”. :)
comentários(0)comente

Evelyn Ruani 09/11/2010minha estante
Linda resenha Iza!
Fiquei com vontade de ler :)




Edna 24/11/2012

A leveza do mistério


Fascinante é a capacidade do autor em envolver-nos na leitura desta maravilhosa obra, eu diria que além de nos envolver em uma direta reflexão filosófica nos prende desde o inicio até o final. Muito bom.
comentários(0)comente



72 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5



logo skoob
"Skoob faz sucesso e dobra em número de usuários e obras cadastradas todos os dias"

IG Tecnologia