Um Amor para Recordar

...
4.34031 15286



Resenhas - Um Amor Para Recordar


511 encontrados | exibindo 481 a 496
1 | 2 | 3 | 4 | 33 | 34 | 35


Kelly Cris 01/04/2013

Já fazia muito tempo que eu tinha assistido ao filme Um Amor para Recordar, não lembrava dos detalhes, só o 'grosso' da história e conforme fui lendo o livro fui vendo os flashes do filme.

Não tem como não se emocionar com a história de amor que envolve os personagens.

Amei principalmente o final que foi diferente do filme.

Sempre tive a sensação de vazio quando via o filme, faltava algo e o livro finalizou lindamente.
Amei, amei, amei....

Como sempre os livros sempre são melhores que os filmes ♥
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ana 05/11/2012

Simplesmente amo.
Não dá pra dizer se o filme ou livro é melhor, pois amo os dois. Sinceramente, chorei oceanos quando li este belo livro. De todos os livros que li, este é o meu favorito! Amo demais! Super recomendo.
comentários(0)comente



Ju Oliveira 30/05/2011

Landon Carter é considerado um bad boy. Junto com sua turminha inseparável, eles aprontam todas na cidade de Beaufort (litoral da Carolina do Norte).

Meu nome é Landon Carter, tenho 17 anos.
Esta é a minha história – e prometo contar tudo.
No início você vai sorrir, depois vai chorar – não diga que não avisei.

De classe média alta, filho de um político que mal aparece em casa, Landon tem em sua mãe uma boa amiga. Jamie Sullivan é totalmente o oposto. Uma menina tímida, sem amigos, muito religiosa, filha do pastor da cidade, sua companheira fiel é a biblia. Jamie e Landon sempre estudaram juntos, mas nunca foram amigos. Até o dia em que o acaso toma conta de suas vidas. Por uma sucessão de acontecimentos, Jamie se torna a única menina disponível para o baile da escola. E Landon, precisa ir ao baile! Ela é sua única opção. Mas ele não consegue se imaginar indo ao baile com Jamie Sullivan, a menina mais esquisita da escola. Finalmente, Landon cria coragem e a convida para o baile.

Eles ensaiam juntos para a peça de teatro da escola, que será apresentada às vésperas do Natal. Mas após o baile, Landon não quer mais nenhum contato com Jamie, o que seus amigos iriam pensar? Mas Jamie insiste nessa amizade, sempre pedindo algum favor a Landon, que se sente meio que na obrigação de ajudá-la, mas sempre longe de seus amigos.

Aos poucos, os dois acabam se aproximando mais do que realmente Landon gostaria. E ele sem perceber acaba enxergando Jamie com outros olhos. Landon passa a notar seu jeito doce, meigo e carinhoso e percebe que nunca antes em sua vida, conheceu alguém mais especial que Jamie. A paixão então chega sem avisar. Mas Jamie guarda um segredo terrível, que pode e vai mudar para sempre suas vidas. E eu paro por aqui…

Não quero estragar a surpresa de quem ainda não leu o livro e nem viu o filme. Logo que li o livro, no dia seguinte assisti o filme, como sempre, o livro é muito melhor que o filme. A história é contada por Landon Carter, que tem 57 anos. Ele relembra aquele verão inesquecivel, quando tinha 17 anos e nos deixa maravilhadas com sua história de amor. Jamie, é aquela personagem tão certinha, tão boazinha, que chega dar raiva. Mas aos poucos ela vai ficando mais “normal” e acabei gostando dela. O Landon é um personagem apaixonante. O bad boy que se torna o mocinho da história. Ele tem muita personalidade e a coragem de assumir seus sentimentos diante de sua turma de amigos. Acho que foi o oposto dos personagens que fez a história dar tão certo.

Comecei a história com uma enorme expectativa, pois todos sempre falaram muito bem desse livro de Nicholas Sparks, aliás, como todos os outros. Não sei se é porque eu esperava muito dele, que acabei tendo uma pequena decepção. Não que o livro seja ruim, pelo contrário… é muito bom! Mas pra mim, de todos os que li de Nicholas Sparks, sem dúvida o melhor ainda é Diário de uma Paixão.

A história é curtinha, li em uma tarde e confesso que quando terminei estava com lágrimas nos olhos. Impossível não se emocionar com as histórias de Nicholas Sparks. E essa, com certeza, vai derreter muitos corações. Super recomendo! Leiam!!!

http://juoliveira.com/cantinho/um-amor-para-recordar/
comentários(0)comente



Ca 21/03/2012

um livro emocionante .
Para começar essa resenha tenho que ser bastante sincera: eu nunca tinha lido um livro sequer do Nicholas, havia assistido alguns filmes baseados em seus livros e mais nada, nadinha... Mas como diz o ditado, nunca é tarde para começar (:
E eu não tive começo melhor. Me foi dada a oportunidade de ler um romance o qual eu já era apaixonada por causa do filme: Um amor para Recordar, mas vou ser justa: O livro é muito diferente em quase toda a sua narrativa...Vamos conhecer um pouco do enredo: Landon, é de uma família tradicional de Beaufort, na Carolina do Norte, tentava aproveitar ao máximo a liberdade que tinha, antes de entrar na universidade. Jamie, filha do pastor da cidade, estava longe de ser uma típica adolescente. Sempre carregava uma Bíblia consigo e era o tipo de garota que tirava as ervas daninhas do gramado de alguém sem que lhe pedissem, ou parava o trânsito para ajudar crianças pequenas a atravessar a rua. Eram distantes as afinidades que poderiam aproximá-los, mas, após o baile de formatura, o amor aconteceu e as diferenças de Jamie e Landon acabaram por uni-los na descoberta da alegria, da dor da perda e, sobretudo, da força transformadora do verdadeiro amor.A estória é linda e comovente, narrada pela visão de Landon, todo o acontecimento se passa no final dos anos 50, Nicholas descreve muito bem os locais e fatos, de linguagem simples a leitura se tornar rápida e prazerosa. E a emoção não fica de fora em vários trechos eu me emocionei, mas as 10 últimas páginas me fizeram chorar demais, há muito não me emocionava tanto com um livro. A forma como a narrativa é desenvolvida é perfeita, Landon amadurece lentamente e cada momento que passa com Jamie e é muito comovente e apaixonante. Jamie é um doce e um encanto de menina e de uma forma delicada e gentil nos ensina que nada nessa vida, por mais difícil que seja, pode abalar a nossa fé em Deus.
É meus queridos, Nicholas Sparks nos leva a um momento encantador, comovente e delicado, construí­do com tamanha riqueza de detalhes que é quase impossível não se emocionar com essa linda história de amor.
comentários(0)comente



Ellen 11/06/2012

Triste
O livro é bem curto, a história é linda. Eu era apaixonada pelo filme a anos, somente agora resolvi ler o livro e fiquei bem chateada ao perceber, que o filme não condiz exatamente com o livro, é bem diferente. Confesso q não sei de qual gosto mais.
comentários(0)comente



Mandy 28/10/2011

Sinopse
“Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”
comentários(0)comente



Eny Poupette 27/03/2014

Livro x filme
Um dos rarissimos livros, que já li, onde achei o filme melhor do que o livro.
comentários(0)comente



Renata 12/10/2013

Lindo, porém decepcionante se comparado ao filme
Eu acho que todo mundo já chorou vendo o filme "Um Amor Para Recordar". Eu, particularmente, me emocionei bastante. Não, eu não sou o tipo de pessoa que curte romances. Bem, pelo menos não era.

A história é narrada por Landon Carter, aos 57 anos, que nos conta sobre como sua vida mudou aos 17. Ele refere-se a si mesmo como um "bad boy" mas eu acho que ele estava tentando fazer uma referência àquela época, 40 anos antes, quando não era preciso usar jaquetas pretas, ter uma moto e nem escutar rock n' roll para ser um bad boy, principalmente no sul dos Estados Unidos. Para ser sincera, a única coisa errada que Landon fazia era comer amendoim no cemitério e xingar o reverendo Sullivan às escondidas.

O início, confesso, achei chato. Ele fala sobre coisas aleatórias como a sua família, o Reverendo Sullivan, a escola, seu avô, seu pai, a Carolina do Norte... e isso se estende por várias páginas irritantes. Admito que pulei alguns parágrafos antes de finalmente me envolver com a história.

As coisas começam a me interessar quando Landon nos apresenta à Jamie Sullivan. A menina que usa um blusão marrom, saias xadrez e carrega sua Bíblia por todo canto. Mas ela não é só isso. Jamie sempre ajuda os outros - quero dizer, com isso, qualquer pessoa ou ser vivo -, está sempre falando sobre os "planos de Deus" e está sempre feliz. É incrível como ela consegue pensar positivamente sobre tudo e sempre olha o lado bom das coisas. Ela ajuda os animais, os órfãos, os colegas de classe, os professores... nunca nega ajuda a alguém, a menos que isso contrarie os planos de Deus. É realmente uma menina cativante.

Jamie é rejeitada pela maioria das pessoas na escola. Mas isso não acontece somente porque ela é diferente das outras garotas, mas porque as pessoas têm vergonha. Vergonha por Jamie ser quem ela é e eles serem quem são. Vergonha por saberem as coisas que ela faz e saberem que nunca fariam aquelas coisas, não importava o quão boas elas fossem. Eles sabiam que ela era tão melhor, e sentiam-se mal por isso. Não possuíam nem metade da bondade dela e mesmo assim ela não se superiorizava.

A relação de Jamie e Landon se inicia realmente quando ele decide convidá-la para o baile da escola, já que não havia nenhuma outra menina disponível. Inicialmente, ele não gostava nada dela e até soltava piadinhas a seu respeito com seu amigo Eric e sua amiga Margaret. O livro até sua metade mostra a relação menor do que de amizade que eles tinham crescendo gradativamente, era até um pouco... sonolento, se me permite dizer.

Mas então alguns fatos - obras de Deus, ou não - aproximaram os dois. Depois da peça e de Landon admitir para si mesmo que Jamie estava, e era, linda, ele passa a acompanhá-la no caminho de volta para casa, mesmo sendo aquilo cansativo e não vou dizer que ele não reclamava, ele reclamava bastante. E durante o caminho que percorriam, eles conversavam sobre coisas que Landon provavelmente não conversaria com mais ninguém. Os diálogos eram bonitos e curtos. Não demonstravam muito sobre o sentimento de um em relação ao outro, mas eram o suficiente para sabermos que havia algo ali - e realmente havia.

Com o passar do tempo, Landon passou a desejar aquilo. Desejar levá-la para casa, desejar passar algum tempo com ela, desejar conversar com ela, segurar a sua mão. E era impossível não perceber sua mudança de comportamento em relação à ela. Ficou nítido desde o natal no orfanato até a última página do livro. E era incrível. Incrível ler aquilo, passar os olhos pela sutileza confusa com a qual Landon demonstrava seus sentimentos, era um espetáculo.

Ele admitiu que Jamie era incrível. Mas ele sentia-se culpado. Culpado por não ter percebido isso antes, culpado por terem crescido juntos, mas não conhecer de verdade a garota por quem acabara de se apaixonar.


Mas, voltando aos pontos negativos, é preciso ressaltar que eu esperava mais. Mas não é culpa, do Landon, nem do Nicholas... a culpa é do filme. Ah, meu Deus, aquele filme maravilhoso. Faz-lhe rir, chorar, chorar de tanto rir e rir de tanto chorar. É o melhor filme de romance que já vi na vida e um dos melhores filmes no geral que já assisti. Nunca pensei que fosse dizer isso, mas eu esperava uma cópia fiel do filme. Geralmente é o contrário, porém não desta vez. O livro não me surpreendeu muito porque eu já havia visto o filme, e até mesmo me decepcionou pois o filme é bem melhor. Eu acho que seria crueldade minha contar-lhes as partes do filme que não estão presentes no livro, mas são muitas. Algumas partes - as que me fizeram chorar - simplesmente não apareceram. Fiquei muito decepcionada.

Outra coisa que me deixou meio abalada foi o fato de que a Jamie não parecia gostar de Landon da mesma maneira. Sim,eu sei que o amor é como o vento, não posso vê-lo, mas posso sentí-lo, a questão é que ela disse que o amava apenas uma vez. Ele repetia aquilo toda hora. Eu conseguia sentir o amor dela por ele, mas é inegável o fato de que o amor dele por ela é muito forte, até mesmo para alguém como Jamie Sullivan. E ele fica angustiado nos últimos capítulos do livro, ele quer fazer algo por ela, ele sabe que pode fazer algo além de ir até a casa dela todas as tardes e ler a Bíblia com ela, ou para ela até que durma. Ele sabe que pode fazer algo para ser lembrado. Ele sabe que por mais curto que o tempo seja, aquela caminhada ainda pode ser uma caminhada para recordar, que aquele percurso ainda pode ser um percurso para recordar, que aquele amor ainda pode ser um amor para recordar. Ele sabe disso. E quer se lembrar dela. E ele conseguiu. Achou a resposta certa. Como eu sei? Bem, 40 anos depois ele ainda lembra de cada detalhe, cada gesto. 40 anos se passaram e ele ainda sente-se como um adolescente apaixonando-se pela primeira vez e descobrindo o que as borboletas no estômago querem dizer. Ele descobriu a resposta a tempo. Fez a coisa certa para Jamie, e para ele. E foi o melhor momento de sua vida.

Agora sim, finalmente, Landon Carter, com 57 anos de vida, pode dizer, afirmar e repetir, apesar de tudo, que milagres podem acontecer.


E, por fim, gostaria de dizer que recomendo imensamente este livro, apesar dos altos e baixos, porque posso afirmar com total convicção que os altos – ah, os altos – são realmente muito altos. Você vai rir, vai chorar, você vai se lembrar deste livro para sempre. Porque este, este sim, é um amor para recordar.
comentários(0)comente



Igor 24/05/2012

Resenha do livro ' ' um amor para recordar ' '
Jamie é filha do pastor, enquanto Landon é filho de um político, e não possui um histórico familiar adorável. Landon é um garoto de família rica e o Presidente de Turma da escola, enquanto ela, a excluída do qual todos tem medo, por sempre redimir as coisas erradas que cada um faz. Ela é amável, educada, todos os mais velhos a adoram.
"Prometa que não irá se apaixonar"
Landon fica sem um par para o baile e resolve chamar Jamie por ela ser a única pessoa que resta, milagrosamente, o pai dela permite. Após o baile, eles dois se tornam 'amigos' ao ponto de vista dela, para ele, ele está apenas sendo gentil.
O livro então retrata histórias em que eles saem juntos, para visitar o orfanato ou fazer coisas boas, e caridades. Até que Landon percebe estar apaixonado por ela.
Após eles já estarem namorando. O dia em que ele conta a ela que a ama, ela chora. E conta a ele que está com câncer. Então o mundo dele desaba junto.
Então, o que será do namoro dos dois? Ela sobreviverá ao câncer e eles se casaram e vão ser felizes para sempre? É um livro do Nicholas Sparks, certo? Mas não podemos deixar de ver grandes surpresas por ai.






" O amor é sempre paciente e generoso;
Nunca é invejoso;
O amor nunca é prepotente nem orgulhoso;
Não é rude nem egoísta;
Não se ofende nem se recente do mal;
Não se alegra do pecado alheio;
Mas se regojiza com a verdade;
E tudo perdoa, tudo crê, tudo espera e tudo tolera."
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Isabela 12/10/2012

Um amor para recordar.
Lindo romance! O tipo de livro que realmente te faz pensar. Te faz refletir sobre a vida e sobre o que tem acontecido nela. Eu adorei o livro acima de tudo por causa disso. No mais, a leitura é rápida, adoro livros mais detalhados, mas apesar de fugir dessa minha preferência, ele é ótimo. E confesso que por já ter assistido o filme, fiquei torcendo para que o final não fosse o mesmo, porém nada mudou... De qualquer forma, lindo, lindo, lindo! :)
comentários(0)comente



Leila 16/10/2012

Emocionante e religioso
Queria ler esse livro desde que vi o filme pela primeira vez; mas já vou avisando para quem tem a mesma idéia: A história do livro é diferente. Não espere encontrar no livro os mesmos detalhes românticos do filme pois, além do romance, o livro é uma história de fé, superação de preconceitos e milagres.

Landon precisava de uma companhia para o baile da escola e a única opção que ele considerava "aceitável" era Jamie Sullivan. Jamie é uma garota religiosa que segue os planos de Deus e não pretende se apaixonar, mas eles acabam se apaixonando e a história nos mostra como a fé e a superação de preconceitos pode fazer milagres.

Como todo livro do Sparks, a história é emocionante; para quem não sabe, Sparks se inspirou em sua irmã mais nova para escrever a história; ela não era popular na escola, tinha muita fé, amava muito a igreja, estava sempre alegre e tinha o sonho de se casar, assim como Jamie.

A história é muito bonita, mostra como uma pessoa pode mudar e amadurecer com um amor que vai durar para sempre. Além disso, o livro deixa uma dúvida: Qual foi o milagre da última frase do livro? O milagre foi relacionado a Jamie ou a Landon?

Resumindo: O livro é uma história de amor emocionante e religiosa.
Para se ler quando/se quiser se emocionar.

Resenha no blog: http://followthebookleaves.blogspot.com.br/2012/07/resenha-um-amor-para-recordar.html
comentários(0)comente



Rafa 16/01/2013

Então, meu primeiro romance do Nicholas Sparks e apesar de ter visto o filme e ter gostado bastante da versão cinematográfica, o livro é bem especial. Eu tinha um certo receio de ler por ele ser um pouco diferente do filme.
Porém, enquanto eu estava lendo eu me sentia sentada numa varanda ao entardecer e o Landoa contando pra mim como foi que ele conheceu a Jamie e como que ele se apaixonou e tals.
Recomendo super, mais fiquem com o lencinho do lado, pois quando você menos espera uma lágrima rola pelo seu rosto, mais não de tristeza e sim por ver um amor tão lindo quanto foi o desse casal.
comentários(0)comente



511 encontrados | exibindo 481 a 496
1 | 2 | 3 | 4 | 33 | 34 | 35



logo skoob
"Se você não achar um livro lá, você pode cadastrá-lo. Isso é um diferencial, porque o acervo se torna ilimitado"

Gazeta do Povo