Como Eu Era Antes de Você

Jojo Moyes



Resenhas - Como Eu Era Antes de Você


462 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Debinha 16/06/2013

O tema do livro é a eutanásia assistida. Jojo nos coloca de forma clara e quase racional, sem envolver Deus no assunto. Não é um tratado para convencer ninguém de nada. É só mais uma realidade muito bem exposta.

Não sei se os comentários me acusando de fazer spoiler vão reaparecer. Me dei o trabalho de ir a uma livraria e pegar o livro e confirmar que tudo o que eu escrevi aqui está na orelha do livro. Ainda levei uma amiga junto para confirmar que não estou ficando maluca.

Minha amiga, muito considerada aqui no skoob (http://www.skoob.com.br/usuario/281802-cris), disse que o spoiler está na orelha e desistiu de ler o livro.

Eu continuo afirmando que não há spoiler nem aqui nem na orelha.

Como dizia Shakespeare, há muito mais coisas entre o céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia.

Portanto, parem de contar as migalhas e passem a comer o pão.

Debinha 05/06/2013minha estante
Telma, até onde eu sei "spoiler" é quando vc conta o final do livro. Onde está o final do livro na minha resenha? Cuidado você, ao comentar, para não estragar a surpresa, ok?
Quanto ao número de linhas, não preciso ser prolixa. O tema do livro não é para ser debatido em resenhas amadoras que é o que todos fazemos aqui.
Não gostou do que eu escrevi? Passa para a próxima e boa sorte.
Da próxima vez, seja um pouco mais educada. Você está no MEU mural. ;)


Debinha 05/06/2013minha estante
Não. Não contei o final do livro. Contei o TEMA do livro. Abra a sua mente e vc verá que "eutanásia assistida" pode levar a muitos caminhos e a mais discussões ainda. Sem falar que o "final" é o que menos importa neste livro. Não fique chateada por tão pouco. A vida é muito mais que isso. ;) Leia o livro que é muito bom e tem muito mais a oferecer do que eu contei aqui.


Cassi 07/06/2013minha estante
Desculpem eu estar me metendo na conversa, mas Debinha vc está enganada. Spoiler é tudo o que desvenda acontecimentos importantes da trama às pessoas que ainda não leram, e não apenas o final. Pela sinopse até já deu para ver quem vai recorrer à eutanásia e porquê, e daí concluir o que vai acontecer com a pessoa. Independente de isso acontecer no meio ou no fim do livro é spoiler e dos grandes. Pessoalmente considero broxante saber antes de ler o que vai acontecer na história.


Cris 16/07/2013minha estante
Fiquei curiosa, e fui ler a orelha e contracapa, e não tem nada aqui que não esteja lá, não vi spoiler.




spoiler visualizar
Andrea 02/05/2013minha estante
No seu primeiro paragrafo você diz tudo!!! A vida já dura buscamos conforto e final feliz nos livros..é um livro que vou colocar na minha pilha de leitura mas não para agora..otima a sua resenha. abs


Lu Galvao 06/05/2013minha estante
Concordo!!
Acabei de ler e estou me debulhando em lagrimas, de tanto que acreditei ate o ultimo momento que ficariam juntos, que o amor teria esperanças, sim o livro mexeu com meus conceitos de como viver a vida, entrou na minha lista de favoritos, mas e um livro que nunca mais lerei....
Parabéns pela Resenha!!


Vannie 09/06/2013minha estante
Concordo com você.
Achei o livro ótimo, o romance é lindo, mas achei o final muito triste. Ao que eu entendi, o tema do livro tinha o objetivo de mostrar as possibilidades positivas na vida de uma pessoa tetraplégica. Também busco um pouco de "fuga da realidade" quando leio romances e esse livro ao contrário só me mostrou que na realidade há problemas sem solução, independente de seus esforços. De qualquer jeito, é um ótimo livro que vale a pena ser lido.


Cláudia 01/10/2013minha estante
Sim, a estória é sobre ela, sobre como a sua vida foi transformada pelo amor... e pela dor. Achei muito triste o final, torci muito para que o amor fosse suficiente e fiquei chocada (e magoada por ela) quando ele disse claramente que ela não era o bastante. Nem tudo são flores, não é mesmo? E isso fez com que a estória fosse tão crível e tão dolorosa... Eu também não leria novamente, mas é uma bela estória.


Camila F 29/01/2014minha estante
Nossa, não acrescentaria nenhuma palavra na sua legenda! "Realmente não gosto de ler livros assim porque acabo me envolvendo demais e acabo por ficar dias sofrendo e pensando no que acabei de ler... com essa história não foi diferente." É EXATAMENTE como eu to me sentindo! Depois de ler esse livro só consigo pensar em todo o tempo que eu vou ficar relembrando da história, pensando que sim, sabemos que muitas vezes o amor não é suficiente mas que no fundo, bem no fundo, eu queria MUITO que fosse! No aniversário dela, o jeito como ela sabia exatamente o que Will queria, nossa, me dá um aperto no coração só de pensar! Lindo livro, mas não leria de novo


Josiane 14/12/2014minha estante
Eu realmente fiquei muito mal depois de terminar o livro. Até agora, não me cabe na cabeça que ele a amava, pois como assim? uma pessoa amar a outra e fazer o que ele fez? eu ainda estou mal com a história. Me tocou demais. Mas estou tentando ver o lado dele, a real história com que nos deparamos todos os dias, e que são, na maioria das vezes, infelizes. Claro que não gosto de clichês, mas... puxa, mexeu profundamente comigo. Penso na tristeza dela, indo à Paris e lendo a carta dele. Não sei se seguiria minha vida normalmente, depois de um baque desses. Desculpem pelo desabafo.




Fran Menezes 20/05/2013

Um livro com muitas lições...
Particulamente, não curto livros tristes.

Quando li a sinopse do livro achei super interessante e acabei criando um padrão em minha cabeça dele, do que esperar do enrredo num geral e claro que me decepcionei olhando por esse ponto de vista.

Chorei horrores no final, mais posso dizer que tem sábeis ensinamentos os quais eu trarei para minha vida.

O livro tem uma seguencia bem interessante basicamente é todo escrito no ponto de vista da protagonista, porém em alguns capítulos alternam para a pesperctiva de outros personagens igualmente importantes, com isso, conseguimos entender melhor o penssamento deles.

Não posso dizer que amei o livro, ele ficaria na minha classificação como bom.

Mais para quem curte uma drama acho que é uma boa pedida.

Bjs.

comentários(0)comente



spoiler visualizar
Biula 17/01/2014minha estante
Novo link para o blog: http://sibipapoliterario.blogspot.com.br/




Juliana 15/09/2014

Informação é poder ! ;D
Como Eu Era Antes de Você, fala sobre a história de Will e Lou. Um romance que nos ensina pensar no próximo e como lidar com a perda (em todos os sentidos). A história é maravilhosa e vai nos envolvendo a cada página. Um livro com 320 páginas, eu lê em 3 dias (comecei a ler muto de vagar, na verdade quase parando, pois não queria que acabasse o livro) e quando acabou me deixou com uma angustia tão grande no coração :'( . O livro é narrado em primeira pessoa, ou seja, Lou é a protagonista. Mesmo ela sendo a protagonista, vemos ao decorrer da história visões de outros personagens. E é o que enriquece a história ver vários pontos de vista de pessoas diferentes para a mesma situação. Eu amei esse livro S2 . Já lê ele várias vezes e não me canso de me emocionar sempre tem algo que na outra leitura passou despercebida. :D Vale muito a pena ler!!!
Pegando um trecho do conto Felicidade Clandestina de Clarisse Lispector ( traduz mais ou menos o que eu sentir com o livro Como Eu Era Antes de Você:
"Chegando em casa, não comecei a ler. Fingia que não o tinha, só para depois ter o susto de o ter. Horas depois abri-o, li algumas linhas maravilhosas, fechei-o de novo, fui passear pela casa, adiei ainda mais indo comer pão com manteiga, fingi que não sabia onde guardara o livro, achava-o, abria-o por alguns instantes. Criava as mais falsas dificuldades para aquela coisa clandestina que era a felicidade. A felicidade sempre iria ser clandestina para mim. Parece que eu já pressentia. Como demorei! Eu vivia no ar Havia orgulho e pudor em mim. Eu era uma rainha delicada Às vezes sentava-me na rede, balançando-me com o livro aberto no colo, sem tocá-lo, em êxtase puríssimo. Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com o seu amante".
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Sonambulismo Li 11/12/2013minha estante
Se me permite, direi um pouco sobre a minha opinião. Concordo que eu não esperava por esse final. Achava que ela tinha que mudar o jeito de pensar dele, que ela o faria desistir. Mas depois de refletir um pouco, aceitei. Compreendi a sacada da autora. No final das contas, a história não era sobre tentar mudar o Will. Ele sempre soube o que queria, o que gostava e não gostava. A Lou por outro lado, era conformada com a vida. Não tinha nenhuma ambição. Não sabia o que queria e o que não queria, nem o que gostava e o que não gostava. E ele, apesar de estar numa cadeira de rodas, ensinou Louisa a viver, a querer viver. Ela deu a ele alegria (e, é verdade, a gente acaba esperando que com essa alegria, ele deseje viver ao lado dela) e ele deu a ela um mundo de possibilidades.
Enfim, foi isso que percebi e refleti após a leitura. O que não muda o fato de eu ter chorado pra caramba no final e ter sofrido com a morte dele, quando eu desejava tanto que eles tivessem aprendido a viver juntos e fossem felizes para sempre. Mas tiro o chapéu pra autora, que sabe escrever uma história duramente realista.


Ellen 12/12/2013minha estante
Aí que ta a magia do livro,
a diferença, ele seguiu com sua decisão e Lou aprendeu o que é viver de verdade.


Carla 16/12/2013minha estante
Olá!
Então, eu gostei da história, mas eu acredito que ela poderia ter abordado de outra forma. Enfim, cada um tem uma opinião sobre o livro e mesmo se tratando da Lou e não propriamente dito Will, eu continuo não gostando. =)




Mariana 26/09/2013

Uma emocionante história de como podemos ser melhores quando encontramos o verdadeiro amor, como nos doamos de corpo e alma para o bem do outro. Um romance cheio de pitadas de humor com o irônico e sarcástico Will e a estabanada Louisa.
comentários(0)comente



Radam 06/11/2014

Certo ou errado?
"A pessoa certa para o livro certo. Parece que já sabem de qual vida vão fazer parte, em qual elas podem fazer a diferença ou podem ensinar uma lição".

Li isso em outra obra e depois de ler esse livro de Jojo Moyes, comecei a acreditar realmente nisso. Há livros que têm uma capacidade incrível de marcar nossas vidas. Eu passo a acreditar que o livro é quem nos escolhe e não vice-versa. "A pessoa certa para o livro certo".
"Como eu era antes de você" não é só uma história de amor, uma história superficial, é um livro que, dependendo da fase da sua vida, pode mexer com a sua mente. Encaixo-me nesse caso. A história é intensa demais. Antes de tudo, o que se entende por "certo" e "errado"? Esqueça tudo o que você pensa que sabe sobre essas definições. É um livro que abre mentes, amplia horizontes. A vida é feita de escolhas e escolher viver é uma delas.
Acredito que foi um dos melhores livros que eu já li. Terminei a leitura dele e fiquei pensando ainda em todo o livro, em toda a história.
Outrossim, lendo essa bela obra, podemos lembrar de pessoas que passam por nossas vidas e nos mostram as possibilidades da vida. Pessoas que nos fazem crescer e amadurecer.
"Conhecimento é poder".

Indico fácil esse livro.
comentários(0)comente



Thaísa 01/11/2013

Ridiculamente LINDO!
Meu Deus..como não se emocionar? Faz uns 10 minutos que acabei de ler e ainda estou com coração partido. Que história! Que drama! Que comédia! Que LIVRO! Me encantei, me apaixonei e sofri, sofri muito ao ler esse livro. O final me surpreendeu tanto tanto que vou levar algum tempo pra me recuperar! Mas está entre meus favoritos agora, por ter me tocado tão profundamente!
comentários(0)comente



Giulia 04/11/2013

Como Eu Era Antes de Você
Como eu era antes de você é um livro emocionante!! Mostra as dificultades que psssam os deficientes físicos junto com um romance lindo e maravilhoso.
Adimito que me fez chorar!!Esse é um livro que emociona, pelo menos pra mim.
Super recomendo!!
Adoro esse tipo de livro.
Quem gosta também irá amar Como Eu Era Antes de Você!!
comentários(0)comente



Nay 02/02/2014

Surpreendente, Emocionante e acima de tudo uma lição de vida!
E eu chorei! Nunca em toda a minha vida de leitora chorei tanto, ou me emocionei tanto com um livro. Chorei como jamais havia chorado! Como uma criança! Chorei como se jamais fosse ler um livro tão belo em toda minha vida. Chorei com a dor da despedida. Eu fiquei verdadeiramente destruída. E encantada! Simplesmente amei!
Poderia falar e falar sem parar e mesmo assim não conseguiria exprimir tudo o que senti, o que pensei e o que gostaria de dizer sobre o livro. Jojo Moyes fez um excelente trabalho, e escreveu um livro maravilhoso, do qual só posso agradecer por ter lido. Se posso dizer algo, com toda certeza é: leia, leia e leia!
comentários(0)comente



Viajandoc/palav 13/08/2013

Viajando com Palavras / Resenha - COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ (Jojo Moyes)
Essa é uma daquelas resenhas muito difíceis de escrever. Primeiro, por ter me deixado numa mistura de sentimentos muito grande e precisei de alguns dias para superar a enorme ressaca literária que me causou, para assimilar tudo que o livro transmite e para deixar meu coração se recuperar. Segundo, porque não posso entrar em qualquer detalhe sobre o livro sem contar o que não devo, ou mesmo não posso explicar muito os tais sentimentos que me dominaram, pois só isso seria suficiente para liberar spoiler. Então, como explicar esse livro? Como dizer quão incrível ele é? Até para decidir se eu recomendava ou não, foi complicado e confuso. Isso dá uma ideia de como a pessoa termina a leitura de Como eu era antes de você. Talvez eu consiga resumir dizendo que trocaria o nome do livro para “Como eu era antes de LER você“!

Vou procurar me concentrar nas questões objetivas. A narrativa é em primeira pessoa, em grande parte sobre o ponto de vista da Lou, mas temos alguns capítulos narrados por outros personagens como o epílogo, pela perspectiva do próprio Will, além de alguns capítulos esporádicos narrados pela Camilla (mãe de Will), Steven (pai de Will), Katrina (irmã da Lou) e Nathan (enfermeiro de Will). Essas mudanças de narradores trazem uma visão diferente da situação e da problemática, como outras pessoas são afetadas pelas condições de Will ou como se posicionam frente a decisão dele. Isso produz informações e induz reflexões no leitor para que esse forme sua própria perspectiva e opinião frente a questões bioéticas relevantes.

Diante de tudo isso, eu fiquei muito dividida, ora pensava como Will, me colocando em seu lugar e enfrentando suas dificuldades a ponto de entendê-lo ou, ao menos, não julgá-lo. Ora me admirava com Lou, sua coragem, sua determinação e sua posição frente ao que enfrentava, e ao mesmo tempo, me encantei em ver como nasceu o sentimento dela por Will, tão doce, sincero e verdadeiro. Ora me imaginava na posição daquela mãe, que com toda sua postura firme e aparentemente seca, era mãe e amava seu filho acima de todas as coisas a ponto de estar ao seu lado sobre qualquer circunstância. Sim, o livro traz um assunto muito polêmico que não apenas vem a dividir as pessoas entre a favor ou contra, como vem a dividir cada um individualmente, interna e intimamente. Além disso, o livro traz a compreensão quanto a diferença entre suicídio assistido e eutanásia, e fornece informações sobre a tetraplegia, suas consequências, as dificuldades enfrentadas pelos tetraplégicos e as complicações que eles vivenciam que vai muito além de falta de locomoção e dependência física.

Os personagens são muito carismáticos e envolventes. ...
... Resenha completa no Blog Viajando com Palavras

site: http://viajandocompalavras.com/2013/07/09/resenha-como-eu-era-antes-de-voce-jojo-moyers/
comentários(0)comente



Julie 06/12/2014

Comovente
Quando resolvi ler este livro havia acabado de ler 'Belo Desastre', péssimo livro na minha opinião, e logo procurei novos livros pra me fazer esquecer daquela história, quando li a sinopse deste livro achei interessante mas também pensei q seria mais uma historinha de amor clichê como muitos por ai. Só que quando comecei a ler, senti que eu iria me surpreender totalmente. E foi exatamente isso que aconteceu. Chegou determinadas partes do livro em que eu me colocava na situação de Louisa, a cuidadora de Will, e ficava pensando se teria capacidade de aguentar tudo aquilo. Fiquei muito admirada com a história, da forma como foi contada e da maneira como eu torcia pelo final feliz dos personagens. A muito tempo não chorava lendo um livro pq simplesmente hoje é difícil ler algo realmente bom pra isso, mas com esse livro fica praticamente impossível não chorar. Imaginava um final diferente sinceramente, alias, torcia mais do que acreditasse que fosse realmente acontecer, mas enfim...
Belo livro, de verdade. Uma lição de vida, uma história de amor de verdade. Recomendo muito para todos que estão em busca de boas leituras e ricos personagens.
comentários(0)comente



Nicoly 13/11/2014

Maravilhoso e tocante!
Como Eu Era Antes de Você é um livro de romance da escritora britânica Jojo Moyes que conta a história de Louisa Clark, que namora o mesmo cara há 7 anos e trabalha em um Café, porém, este acaba fechando. Desempregada e sem muitas opções, Lou acaba encontrando um emprego para cuidar de um tetraplégico, Will Traynor, com a ajuda de Nathan, o enfermeiro dele. Inicialmente Will e Lou não se dão bem, ele se mostra um cara ranzinza e que não gosta de aproximações. Porém, Lou, decide se manter firme devido ao salário ser muito bom e sua família precisar dele.
No decorrer do livro, Lou, com toda a sua delicadeza acaba se aproximando de Will e os dois começam a virar amigos. Will ao saber que Lou, ao contrário dele, nunca realmente viveu de verdade, fica inconformado e passa a estimulá-la a viver tudo o que ela tem direito. Pois para ele, ao contrário dela, não tem mais nada a fazer.
Com a ajuda dos pais de Will, especialmente a mãe, Camilla, Lou faz com que ele, ao invés de ficar mal humorado por estar em uma cadeira de rodas, passe a ver o lado bom da vida e a ter novas experiências, como sair de casa e viajar.
A história é linda, e o livro revela uma coisa que acaba nos chocando primeiro, mas depois um grupo se divide em entender ou não o que aconteceu. Nos mostra um outro lado que não é muito bem visto aos nossos olhos. Mas nos ensina a ver os dois lados da moeda, a aceitar e reconhecer que nem tudo tem a melhor solução.
O livro ficou tão popular que ainda nesse ano foi divulgado a adaptação para o filme, contando com os atores Emilia Clarke, conhecida pela personagem Daenerys Targaryen na série Game of Thrones, para o papel de Louisa Clark, e Sam Claflin, que interpretou Finnick Odair em Jogos Vorazes em Chamas, como Will Traynor. De acordo com a Intrínseca, editora pela qual o livro foi publicado, os roteiristas do filme, que tem estreia prevista para 2015, são Scott Neustadter e Michael H. Weber, os mesmos de A culpa é das estrelas.
O título “Como Eu Era Antes de Você” me fez perguntar se se trata da Lou antes do Will ou do Will antes da Lou. Mas, no final das contas, achei que se trata dos dois, pois eles acabam se ajudando e mudando conforme conhece um ao outro. Ela fez o Will se sentir melhor e com que as coisas fossem menos insuportáveis pra ele. Mas se for pra escolher apenas um, acho que se trata principalmente da Lou. Pois ela foi totalmente tocada pelo Will e sua vida mudou completamente depois dele.
A história é realmente muito tocante e te faz ficar pensando nela mesmo depois de ter terminado o livro. Não digo que vai te fazer chorar, pois isso vai de cara um. Eu não chorei com o livro, mas ele me tocou de uma forma tão profunda que nem sei dizer. É um daqueles livros que além de mostrar uma história linda, acaba te ensinando algo e fazendo você mudar – ou não – alguns pensamentos que tinha antes. É triste, mas não deixa de ser maravilhoso.
Um dos meus favoritos.
Yasmin 13/11/2014minha estante
quero leeeeeeeer


Nicoly 13/11/2014minha estante
leia logo e me conte o que achou depois *o*




Grazi Oliveira 24/07/2013

Amor, vida e aprendizado. Lindo!
Sabe... Algumas histórias conseguem nos tocar profundamente e atingem intensamente nossos corações. Posso dizer isto deste livro. A forma como a vida de Lou Clark e a de Will Traynor se entrelaçaram foi muito lindo.

Eu não sei o que falar primeiro deste livro. Há tantas coisas passando neste momento pela minha cabeça. Estou com os olhos marejados de lágrimas. Esse livro contêm uma história de amor, mas mais do que isso: contêm um aprendizado. Às vezes não damos nada pela pessoa. Essa tal pessoa pode ser um desqualificado, um imbecil, um sem nada na vida... ou um deficiente. E neste história lidamos com um deficiente.

Um lindo, rico e aventureiro rapaz que tinha tudo na vida, aos trinta e cinco anos sofre um acidente, vitima por um atropelamento por moto. A partir daí, sua vida muda drasticamente. E mal sabia, uma certa moça que vivia um vida rotineira e normal, que ela também teria sua vidinha mudada. Trabalhava em um Café e adorava seu trabalho. Até que o estabelecimento teve que ser fechado. E ela ficou sem emprego. Depois de muita procura, achou um. Cuidadora de deficiente. Não tinha nenhuma experiencia nem nada, mas necessitava de dinheiro. Bom, a partir daí sua vida começa a se interligar com a vida de Will. E a cada página, a história vai nos envolvendo cada vez mais.

É uma linda e triste história. Mas com esse livro refleti várias coisas e uma delas foi que: Há pessoas que entram na nossa vida, sem que estejamos esperando, simplesmente surgem de maneiras que jamais possamos imaginar que elas pudessem surgir. E mesmo com pouco tempo, podemos aprender a ser pessoas melhores. Cada pessoa tem um efeito na nossa vida. Algumas talvez não consigam alterar nada, mas tem aquelas que entram na nossa vida e nos impressionam. Aprendemos com elas e elas conseguem nos mostrar coisas que jamais imaginamos para nossa vida. Às vezes, essas certas pessoas desaparecem ou são obrigadas a desaparecer da nossa vida, mas certamente é impossível esquecer o quanto elas fizeram diferença na nossa mente e nosso coração. É disso que se trata esse livro.
Nota mil para ele! Amei.

site: alwaaysliving.blogspot.com
comentários(0)comente



462 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |



logo skoob
"O contato direto com outros leitores incentiva a ler e adquirir livros que nem imaginávamos existir."

Revista Época