A Pérola Que Rompeu a Concha

A Pérola Que Rompeu a Concha Nadia Hashimi




A Pérola Que Rompeu a Concha





Filhas de um viciado em ópio, Rahima e suas irmãs raramente saem de casa ou vão à escola em meio ao governo opressor do Talibã. Sua única esperança é o antigo costume afegão do bacha posh, que permite à jovem Rahima vestir-se e ser tratada como um garoto até chegar à puberdade, ao período de se casar. Como menino, ela poderá frequentar a escola, ir ao mercado, correr pelas ruas e até sustentar a casa, experimentando um tipo de liberdade antes inimaginável e que vai transformá-la para sempre. Contudo, Rahima não é a primeira mulher da família a adotar esse costume tão singular. Um século antes, sua trisavó Shekiba, que ficou órfã devido a uma epidemia de cólera, salvou-se e construiu uma nova vida de maneira semelhante. A mudança deu início a uma jornada que a levou de uma existência de privações em uma vila rural à opulência do palácio do rei, na efervescente metrópole de Cabul. A pérola que rompeu a concha entrelaça as histórias dessas duas mulheres extraordinárias que, apesar de separadas pelo tempo e pela distância, compartilham a coragem e vão em busca dos mesmos sonhos. Uma comovente narrativa sobre impotência, destino e a busca pela liberdade de controlar os próprios caminhos.

Ficção / Literatura Estrangeira

Edições (2)

ver mais
A Pérola Que Rompeu a Concha
A Pérola Que Rompeu a Concha

Similares

(3) ver mais
A Cidade do Sol
Princesa - Mais lágrimas para chorar
Princesa Sultana

Resenhas para A Pérola Que Rompeu a Concha (30)

ver mais
Inspirador e tocante <3
on 5/12/17


“Um por um, os pássaros voam para longe.” Rahima era uma criança quando se tornou uma bacha posh, visando ajudar sua família. Seu pai era um combatente de guerra viciado em ópio que só sabia ficar irritado com as filhas (só tinha filhas) e fumar largado no sofá, e sua mãe fazia o possível para cuidar das cinco filhas, que já não iam mais à escola. Elas iam, até o pai descobrir que alguns meninos a estavam importunando, então, como castigo, as obrigou a ficarem em casa. Como bacha... leia mais

Estatísticas

Desejam245
Trocam3
Avaliações 4.6 / 119
5
ranking 72
72%
4
ranking 24
24%
3
ranking 3
3%
2
ranking 1
1%
1
ranking 0
0%

9%

91%

Daiane
cadastrou em:
25/05/2017 09:56:27
Daiane
editou em:
10/10/2017 12:01:46
Pri Paiva
aprovou em:
07/12/2017 17:32:44