Cabo de Guerra

Cabo de Guerra Ivone Benedetti


Compartilhe


Cabo de Guerra





Finalista do Prêmio São Paulo de Literatura de 2010, Ivone Benedetti lança pela Boitempo seu segundo romance, o arrebatador Cabo de guerra, que invoca fantasmas do passado militar brasileiro pela perspectiva incômoda de um homem sem convicções transformado em agente infiltrado.

No final da década de 1960, um rapaz deixa o aconchego da casa materna na Bahia para tentar a sorte em São Paulo. Em meio à efervescência política da época, que não fazia parte de seus planos, ele flerta com a militância de esquerda, vai parar nos porões da ditadura e muda radicalmente de rumo, selando não apenas seu destino, mas o de muitos de seus ex-companheiros.

Quarenta anos depois, ainda é difícil o balanço: como decidir entre dois lados, dois polos, duas pontas do cabo de guerra que lhe ofertaram? E, entre as visões fantasmagóricas que o assaltam desde criança e a realidade que ele acredita enxergar, esse protagonista com vocação para coadjuvante se entrega durante três dias a um estranho acerto de contas com a própria existência. Assistido por uma irmã devota e rodeado por uma série de personagens emersos de páginas infelizes, ele chafurda numa ferida eternamente aberta na história do país.

Narradora talentosa, Ivone Benedetti tem pleno domínio da construção do romance. Num texto em que nenhum elemento aparece por acaso e no qual, a cada leitura, uma nova referência se revela, o leitor se vê completamente envolvido pela história de um protagonista desprovido de paixões, dono de uma biografia banal e indiferente à polarização política que tanto marcou a década de 1970 no Brasil. Essa figura anônima será, nessa ficção histórica, peça fundamental no desfecho de um trágico enredo.

Neste Cabo de guerra, são inúmeras e incômodas as pontes lançadas entre passado e presente, entre realidade e invenção. Para mencionar apenas uma, a abordagem do ato de delação política não poderia ser mais instigante para a reflexão sobre o Brasil contemporâneo.

Romance

Edições (1)

ver mais
Cabo de Guerra

Similares

(5) ver mais
K.
A resistência
Outros cantos
A Tortura Como Arma de Guerra

Resenhas para Cabo de Guerra (8)

ver mais
on 12/11/19


Dos livros sobre a ditadura brasileira que conheço, Cabo de guerra é o primeiro centrado na história de um “cachorro”, expressão usada entre as décadas de 60 e 80 para designar infiltrados da polícia militar nas organizações de esquerda. Criatura mesquinha e ressentida, o narrador deste romance é uma construção complexa de perdas e decepções que não estão ali para desculpar sua ignomínia, mas para torná-lo ainda mais factível enquanto brasileiro mediano, inteligente e sem brilho, depen... leia mais

Vídeos Cabo de Guerra (2)

ver mais
Literatorios #080 - Ivone Benedetti [Entrevista]

Literatorios #080 - Ivone Benedetti [Entrevis

Literatorios #068 - Cabo de Guerra

Literatorios #068 - Cabo de Guerra


Estatísticas

Desejam68
Trocam1
Avaliações 3.9 / 52
5
ranking 29
29%
4
ranking 40
40%
3
ranking 29
29%
2
ranking 0
0%
1
ranking 2
2%

25%

75%

João gregorio
cadastrou em:
12/06/2016 23:05:22
Cristiano
editou em:
25/09/2018 12:40:14

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR