A Brincadeira

A Brincadeira Milan Kundera




A Brincadeira





Como uma reflexão amadurecida sobre a interação humana, Milan Kundera apresenta neste livro uma temática semelhante ao "Insustentável leveza do ser" e "A imortalidade". Os três livros se complementam, marcando três fases diferentes da vida adulta.

Em A Brincadeira, primeiro romance de Milan Kundera, lançado na República Tcheca em 1967, um estudante envia um cartão-postal ironizando o dogmatismo comunista, é descoberto e paga o preço com anos de trabalho braçal. Enquanto planeja uma vingança, ele se pergunta: Por que a revolução julga com tanta severidade as brincadeiras? Qual a relação entre desejo sexual e ódio? Seria a juventude a "estúpida idade lírica"? O que é a vingança? Pode-se praticá-la quando a história anda tão rápido que um homem já não é hoje o que era ontem? Por que a revolução julga com tanta severidade as brincadeiras?

No centro dessa narrativa, contudo, não está a história nem a política, mas sim os enigmas da existência humana.

Ficção

Edições (6)

ver mais
A Brincadeira
A Brincadeira
A Brincadeira
A Brincadeira

Similares

(14) ver mais
A Imortalidade
A Insustentável Leveza do Ser
Pessoas partidas
A Festa da Insignificância

Resenhas para A Brincadeira (22)

ver mais
on 28/5/10


Quando finalmente decidir ler o primeiro romance de Kundera, tinha certos pré-conceitos. Esperava um bom livro, porém nada que tirasse a respiração. E, vale a pena dizer, adoro quando estou errada sobre literatura. Como todo primeiro livro, não há tentativa de revolucionar os livros. Podem-se encontrar elementos que o autor rejeita em seus livros posteriores. Como as descrições de ambientes como a necessidade de contar a história do personagem para conhecê-lo. Obviamente isso não o f... leia mais

Estatísticas

Desejam126
Trocam12
Avaliações 4.0 / 646
5
ranking 36
36%
4
ranking 38
38%
3
ranking 22
22%
2
ranking 3
3%
1
ranking 1
1%

34%

66%

Mariana
cadastrou em:
03/01/2009 16:01:19