Chama Negra

Chama Negra Alyson Noël




Resenhas - Chama Negra


121 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


stefany 26/08/2016

Chama Negra
Chama Negra é o quarto volume da série Os Imortais. Como vimos em Terra de Sombras, Ever ainda se vê com um triste dilema: ainda não conseguiu o antídoto para o feitiço em que Damen está preso. Mas não bastasse isso ela também tem que lidar com sua mais recente "criação": a imortalidade de Haven. Ah, e não para por aí. Ela está começando a se sentir estranha, e uma fera interior a está dominando e a amarrando ao seu pior pesadelo: Roman. Além disso ela começa a ficar estranha e agressiva, além de estar perdendo seus poderes aos poucos. A chama negra a está dominando.

site: http://www.nomundodoslivros.com/2011/04/resenha-chama-negra-de-alyson-noel.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Thaís 16/07/2016

Chama Negra - Os Imortais
O primeiro livro da série me conquistou. O segundo volume defino como "bom", continuou me prendendo a trama, ainda mais por envolver os mistérios sobre a vida de Damen. O terceiro livro já me decepcionou um pouco, o enredo ficou cansativo e cogitei até em parar de ler a série por ali. Porém, prossegui para o quarto livro curiosa sobre o que aconteceria ao casal que acabou me conquistando pela história.

"-Eu acho... eu acho que você é a pessoa mais incrível do mundo... e acho que tenho tanta sorte de conhecer e amar você... e acho... acho que não tenho ideia do que faria sem você... e também acho que estou muito agradecida por não ter desistido de mim. [...]
-Eu nunca desistiria de você. [...] -Nem por um segundo. [...] -Nem uma vez sequer." -Ever/Damen.

Em Chama Negra continuamos vendo Ever e Damen tentando uma forma de ficarem juntos e, como sempre, algum problema surge para o casal. Normalmente sendo culpa da Ever que, muito confusa, acaba se enrolando e prejudicando seu futuro. Dessa vez ela se vê presa á Roman, que adora o fato de vê-la (literalmente) enfeitiçada por ele.
Além desse personagem que odeio (Roman!) continuar atrapalhando seus caminhos, Ever ainda se vê envolvida de alguma forma por Jude (esse menino é fofo demais para amar a Ever, me desculpe! haha), que é quem tenta ajudá-la a reverter essa situação com o vilão. Em meio á isso, também tem as crises neuróticas de Haven, sua melhor amiga, que precisa de ajuda com sua nova fase. Gente, sério, da raiva dessa menina!
A escrita de Alyson nos prende, ela é uma escritora que admiro e recomendo a leitura! Porém, sim, os personagens as vezes te surpreendem de uma forma negativa e esperamos mais ação quando a maioria das cenas se prendem nas emoções confusas de Ever.

"Sim, eu sinto algo quando nos tocamos. Sim, ele é inegavelmente sexy, bonito e alguém com quem posso contar. Sim, eu mais de uma ocasião percebi que me sentia um pouquinho envolvida por ele. Mas, mesmo assim, não se iguala ao que sinto por Damen. Nunca se igualou. Damen é o único para mim." -Ever

Entretanto, como já li a série inteira, continuo a falar: mesmo tendo várias partes em que você pensa em desistir, vale a pena continuar a leitura para ver os desdobramentos que levarão os personagens até os acontecimentos do último livro (que eu adoro tanto quanto o primeiro). Não desista! A história de Ever e Damen merece ser lida até o "final".

site: http://rascunhosaraujo.blogspot.com.br/2016/07/resenha-chama-negra-os-imortais-alyson.html
comentários(0)comente



Isa 20/06/2016

DESGASTANTE
Me diz porque a Alyson não continuou o ritmo do primeiro livro?!

MUITO CHATO , LEITURA DEMORADA , MAÇANTE !!! Ever parece uma pré adolecente. Haven nem se fale !!!
Vou terminar a saga só porque não gosto de largar assim no meio e tbm quero só ver onde isso vai da.
comentários(0)comente



Ingridy Fontana 13/05/2016

Cuidado para não perder o controle da situação...
Fica difícil de conseguir seguir os desafios da Ever a cada parte de sua difícil jornada... Haven agora é imortal. Ela acha que é autossuficiente, pensando que Ever sempre andou com ela e Miles por se sentir insegura, e que sua amizade não é verdadeira, entrando para o grupo dos malignos, para pavor de Ever.
Desde a noite de lua negra na qual fez o encanto de amarração, Ever sente algo estranho dentro dela, crescendo... O que piora na noite em que ela escolhe para desfazer a amarração e só piora a situação, virando o feitiço contra ela mesma, despertando um monstro, uma chama negra e poderosa que a obriga a quase perder a sanidade quando está perto de Roman ou cara a cara, desejando estar com ele de todas as formas, passando por situações vergonhosas, difíceis de lidar e humilhantes.
Ela se afastou de Jude pensando que ele era um imortal maligno, atacando-o e pondo a vida dele em risco para provar sua teoria, o que não a leva a lugar algum, apenas fazendo com que fique responsável por ele, leve-o a Summerland, pedindo ajuda com seus problemas...
Quando vê sua vida novamente de cabeça para baixo, ela pensa em desistir, mas sempre lembra daquele que está esperando por ela a 400 anos, pedindo ajuda, voltando relutante a pedir ajuda para Ava, com que agora moram as gêmeas. Ava é a tia delas que morreu protegendo as meninas e que agora iria ajudar ao máximo, tentando redimir o erro que cometeu e mostrando o quando aprendeu desde então.
A tia de Ever Sabine descobre, por acaso, que a vidente que uma amiga visita em uma livraria, é Ever, deixando ela em maus lençóis. Sabine agora namora Munoz, professor de Ever, o qual aceita bem o segredo dela.
Após muita meditação e fortalecimento espiritual para se livrar da fera faminta, Ever faz uma última tentativa de conseguir o antídoto com Roman, mostrando para ele que o perdoa, com um tipo de amor do qual ele não é familiarizado, senão o físico. Perto de cada um conseguir o que quer fazendo um trato, tudo vai por água abaixo quando Roman é assassinado, com o segredo do antídoto indo com ele e Ever tendo de encarar uma Haven disposta a tudo para vingar a morte de seu amado.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol 19/01/2016

Chama Negra (Os Imortais - livro 4) - Deprimente
É impressionante como tudo dá errado nesse livro. Chega a acabar com a minha vontade de continuar lendo a saga. Ever agora tem que lidar com o fato de que Haven é uma imortal, e é claro que Haven não facilita as coisas nem um pouco com a sua extrema imaturidade. Como se isso não bastasse, ainda tem o problema que a Ever e o Damen estão enfrentando desde o final do segundo livro, cuja solução parece impossível, principalmente depois do final deste.

Em Chama Negra, tudo que podia acontecer pra atrapalhar os planos de Ever, acontece. Ela é dominada pelo desejo por Roman; sua tia descobre que ela anda mentindo; Haven se torna imortal; Jude tenta ajudar mas atrapalha; e Roman, por sua vez, faz da vida dela um verdadeiro inferno. Já o Damen me irritou muito com essa paciência infinita e esse amor infantil pela Ever, que nunca briga, nunca julga, e deixa ela fazer um monte de besteiras.

Embora a Ever seja uma personagem muito fraca e, como eu já disse em outra resenha, refém de sua boca grande, confesso que senti muita pena dela dessa vez. No lugar dela eu provavelmente teria me suicidado depois de tudo que aconteceu nesse livro, especialmente depois do final rs. Pra mim, o único saldo positivo é que Roman finalmente vai parar de encher o saco.

Agora é aguardar os próximos pra ver o que a Haven vai fazer, mas sinceramente, eu já tinha a sensação que ela ia se virar contra a Ever desde que li o primeiro livro. O caráter dela sempre me pareceu duvidoso. Vamos aguardar.
comentários(0)comente



marcio.oliveiradossantos.9 08/12/2015

Boa serie
uma boa série para acompanhar... tipo romances impossível.
comentários(0)comente



Geeh 18/10/2015

Decepcionante
Eu achei que finalmente a série ia melhorar um pouco, mas não. O livro não é horrível, gosto um pouco dessa séria embora não seja das minhas preferidas, para mim até agora o melhor livro sem dúvida foi o primeiro. Ever comete um erro atrás do outro, alguns por besteira já que é meio óbvio o certo a se fazer em determinadas situações. MAS NÃO, EVER TEM QUE FAZER A ESCOLHA ERRADA NÃO É ? Não a odeio, gosto da personagem apesar disso, embora há momentos em que ela devia confiar mais em Damen, talvez isso não a fizesse ter tantos problemas.

A estória teve seus momentos bons, um deles foi próximo ao final do livro, Ever realmente evoluiu nesse momento e me surpreendeu fazendo com que eu gostasse mais dela, agora sobre Roman (o vilão que muitos odeiam mas eu gosto apesar de tudo) senti muita pena dele no final, aqueles momentos apenas fizeram com que eu gostasse mais dele.

MAS QUANDO EVER NÃO FAZ CAGADA, ALGUÉM FAZ APENAS PARA NÃO PERDER O HÁBITO. Acho que não sou apenas eu que penso isso após ler o decepcionante final desse livro. No final eu apenas chorei e senti raiva, chorei e quem leu entenderá o porque mesmo que não tenha se emocionado nem um pouco: a estória de Roman me tocou um pouco apesar de clichê, mas o que me fez chorar foi o rumo que tudo seguiu.
(Não darei detalhes pois não gosto de spoilers)

Mas mesmo tendo chorado um pouco esse final me deixou com raiva, foi mais um motivo para dar 3 estrelas, poderia ter sido melhor se as coisas não tomassem esse rumo. Algumas pessoas podem se surpreender, mas esse livro me trouxe momentos de reflexão embora não sejam muitos, pretendo sim continuar a série e ver o rumo que tomara, quero dar mais uma chance pois acredito que essa séria pode melhorar.
comentários(0)comente



André 15/10/2015

Menos romance e mais ação e suspense
Ever é uma das personagens mais chata e sem noção que conheço. Está sempre tomando as decisões erradas e não confia nas pessoas que deveria. Isto fez com que eu não curtisse tanto os 3 primeiros livros da série Os Imortais, de Alyson Noël. Mas eu achei a idéia dos imortais e da magia negra interessante, por isso não larguei a série. Chama Negra é o 4º volume e o melhor até agora! Ever se envolve com a magia negra para pegar o antídoto que está em posse de Roman e salvar seu relacionamento com Damen, mas o feitiço não sai como esperado. Há menos romance (mas ele continua lá) e mais ação e suspense.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



ntampinha 31/07/2015

Sem palavras...
Sobre o enredo, confesso que não estava esperando ABSOLUTAMENTE NADA deste livro, mas de todos os livros até o momento, considero este o MELHOR.

Caramba! Que emocionante, que contagiante... Logo no início os ânimos se exaltam entre Ever e sua “amiga” Haven, e francamente, fiquei me perguntando porque essa protagonista estúpida salvou essa amiga da onça. Eita garota chata, mesquinha e egoísta, logo no início do livro torci para alguém acertar o chacra dela e dar fim nessa personagem tão ridícula #desabafo (kkkk).

E como se não bastasse a Haven, logo depois os ânimos se exaltam com Roman, com Jude e a partir daí, eu simplesmente engoli o livro. Pela primeira vez nesta série, não consegui parar de ler!

Os acontecimentos citados na sinopse se iniciam logo no princípio do livro e vão tomando uma proporção tão grande no decorrer do enredo, que pude ver Ever realmente afundar no caos e no desespero devido a sua obsessão por Roman. A evolução da personagem no decorrer da história é notável, a tão esperada evolução que esperei chegar em todos os três livros anteriores. Aqui, ela realmente evolui, amadurece, tenta melhorar e lidar com a burrada que tinha feito e no final... Nossa!!!!! O que dizer do final? Depois de um seguimento espetacular da história, cheia de pontos altos em seu clímax, só posso dizer que o final foi de tirar o fôlego.

Os livros anteriores me deixaram tão desgostosa que foi estranho até mesmo para mim, abrir este livro e gostar tanto de seu conteúdo. E apesar de Chama Negra não conseguir salvar a série como um todo, ouso dizer que é o melhor até o momento.

>>> Opinião Final: Ótimo! Maravilhoso! Espetacular! Não consegue salvar a série como um todo, mas Chama Negra é o melhor livro até o momento.
comentários(0)comente



Anderson 27/03/2015

Os Imortais- Chama Negra
Bom, a diagramação do livro segue o mesmo exemplo dos outros da série, portanto, não vou ficar falando sobre isto agora. A capa, assim como as dos livros anteriores, tem uma relação com a história e, em alguns casos, pode até mesmo ser um spoiler. A propósito, por mais que eu evite, esta resenha tem um pouco de spoiler para quem não leu os três primeiros livros

Diferente de Terra de Sombras, este livro tem mais ação que enrolação. A Ever, no entanto, continua sendo aquela mesma personagem meio burra que faz tudo errado, mas agora ela está mais que determinada a acertar as coisas. É uma pena que as coisas nem sempre saem como a gente quer, né? Como se não bastasse o fato de sua tia namorar seu professor de história e os dramas do relacionamento dela com o Damen (principalmente porque ela está cada vez mais próxima do Jude), agora ela tem como inimiga a sua "ex-melhor amiga" e fez um feitiço que acabou dando errado, deixando-a presa ao Roman.

Para não se encrencar ainda mais, a personagem principal começa a tentar desfazer o feitiço e, é óbvio, sempre piora tudo. Só para complicar ainda mais, as gêmeas de Summerland estão sendo cuidado pelo Damen, o que faz com que o casal se distancie cada vez mais. Bem, a escrita da Alyson está maravilhosa neste livro, a narração flui de um jeito incrível, ao contrário do que aconteceu no livro anterior.
No entanto, diferentemente dos outros livros (no qual o final é uma repetição entediante do final anterior, só mudando personagens), o final de Estrela da Noite traz um elemento novo: um enigma, em forma de canção, que Ever deve desvendar para poder desfrutar da felicidade. Resta saber se no próximo livro da série, Infinito, a autora irá explorar de maneira interessante esse novo elemento ou se continuará apegada ao ciclo vicioso dos livros anteriores.
Eu tenho esperanças que ela utilize esse novo elemento para criar uma situação completamente diferente das situações relatadas nos livros anteriores e que, com isso, a história fique mais emocionante, seja mais atraente e também surpreendente – acho que a novidade é algo que faltava ao enredo desse livro, pois desde o segundo livro ficou tudo muito previsível.
Chama Negra é uma mistura de romance, drama, mistério, surrealismo e intrigas, e conseguiu me prender desde a primeira frase. Apesar de continuar fazendo tudo errado, a Ever amadureceu muito e deixou um pouco da sua teimosia de lado. O final como sempre, me deixou surpresa e com vontade de ler o quinto volume da série.


site: comandoliterario1.blogspot.com
comentários(0)comente



Rafael 01/03/2015

"Os piores inimigos, são aqueles que já foram nossos amigos um dia. Porque esses sim, sabem como nos atacar."
Nota: Essa resenha foi escrita em fevereiro de 2014

Diferente de quase toda a blogosfera, eu gostei bastante de Terra de Sombras, o que me fez ficar ainda mais animado para Chama Negra - uma das minhas capas e títulos preferidos da série. E, agora, ao terminar a leitura, posso dizer que ele foi tão bom quanto os anteriores, principalmente após o destaque sobre Roman.

Todos os momentos que ele proporcionou nesse livro serviram para mostrar que ele é o melhor personagem da saga, desculpem fãs do Damen. E Haven também se saiu muito melhor nesse livro do que como a who que era nos anteriores. Roman não vale nada, Haven está indo pelo mesmo caminho... Mais uma vez os vilões roubam cena.

Como vocês viram, meu foco no começo da crítica foi logo em Roman e Haven, afinal, os dois são os protagonistas desse livro, ao lado de Ever. Damen não tem tanto destaque, mas é por ele que toda a história de Chama Negra ocorre. A mocinha ligada ao seu maior inimigo e ainda se sentindo atraída por ele. Isso é, no mínimo, perturbador para Ever, não?! Apesar de todas as raivas que Ever nos causou durante a série, é impossível não torcer para que ela consiga se libertar. Mas Roman, claro, aproveita cada segundo sobre o controle que exerce na personagens, atraindo-a para as maiores e melhores enrascadas que vocês podem imaginar. Destaco a cena do roupão que a minha favorita.

Haven, como eu disse, deixou de ser uma mosca morta e vem virando uma vilã aos poucos. É nesse livro, inclusive, que sua rivalidade com Ever sobe de vez, após mais um dos planos de Roman. Temo ainda Jude, que também está bem presente nesse livro - até mais que Damen -, e ele é um personagem que gosto, mesmo não torcendo para que ganhe a Ever.

Enfim, o livro é basicamente isso - Ever e sua atração por Roman. Chama Negra continua mantendo o nível da série, então é óbvio que vale a pena continuar. Estou mais que ansioso para ler o próximo, Estrela da Noite, e espero que seja tão bom quanto os outros.

site: http://crushforbooks.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



121 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |