A Estreia de Fani

A Estreia de Fani Paula Pimenta




Resenhas - Fazendo Meu Filme


672 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


William Souza 13/12/2010

Perfeito
É brasileiro, é encantador e a narrativa parece muito com a da Meg Cabot. Fazendo Meu Filme, é um livro que eu li e me apaixonei instantaneamente. É o melhor livro teen nacional!

Fani é um garota normal de 16 anos e que vive em Belo Horizonte, ela vai ao shopping, conversa no MSN, no telefone e é viciada em filmes. Sua história começa a se desenrolar a partir que sua mãe a inscreve em um programa de Intercâmbio e logo em seguida ela é aceita. A partir daí sua vida gira entorno da viagem e é bem quando ela descobre que o amor da sua vida está bem ao seu lado.

Tudo se resume há: Antes e depois de Fazendo Meu Filme.

Eu NUNCA imaginei que fosse gostar TANTO de um livro brasileiro. Quando o burburinho em cima de FMF começou na blogosfera, na hora eu quis ler, não só pela capa que já chama muita a atenção, mas por uma sinopse que te faz querer pegar o livro e ler ali mesmo na livraria.

Inevitável não voltar à adolescência e reviver tudo na perspectiva da Fani, lendo o livro, o primeiro amor, a primeira festa da turma. E tudo isso passando horas no MSN e no telefone.

Os personagens são muito bons, desde a Fani, passando pela Gabi, Nathália e chegando ao Léo. Eles podem muito bem ser a turma que anda com você, e dá para perceber que neles não há superficialidade.

É um livro com 55 capítulos, e cada um deles é um título de algum filme, que se encaixa direitinho no contexto vivido pela Fani. Alguns filmes citados são: As Patricinhas de Bervely Hills, Enquanto Você Dormia, Moulin Rouge, Para Sempre Cinderela, O Diário da Princesa entre outros. Como a Fani classifica cada filme seu por estrelinhas, eu peguei a mania e todos que vejo saio classificando.

Outra coisa totalmente DEMAIS são as playlists que a Paula criou, com músicas nacionais e internacionais, que expressam o que os personagens estão sentindo. Eu baixei música por música e ouço sempre!

A Paula escreve de um jeito que é impossível de largar o livro, são tantos detalhes feitos com carinho para nós leitores. Não é apenas mais uma história, são sentimentos transcritos em cima de palavras e personagens. É por tudo isso que a Paula Pimenta é considerada a nossa Meg Cabot brasileira.

E se você ainda não leu Fazendo Meu Filme, está esperando o que para correr até a livraria, biblioteca, prateleira do/a amigo/a mais próxima e começar a ler? Você não vai se arrepender.

http://viciodecultura.blogspot.com/2010/09/fazendo-meu-filme-estreia-de-fani-paula.html
Giovanna 14/03/2011minha estante
Assino embaixo!


ÉRICA MOH 11/10/2011minha estante
CONCORDO PLENAMENTE COM TUDO QUE VOC~E DISSE... É O LIVRO MAIS MÁGICO QUE LI...CONEGUIU PRENDER MINHA ATENÇÃO DO COMEÇO AO FIM


Dand 11/11/2011minha estante
Geeente q perfeito, fiquei mt afim de ler *--* entra pra lista de 2012


Debi 20/11/2011minha estante
Agora quero ler mais que nunca!!


patryciar 03/03/2012minha estante
Concordo! O livro é maravilhoso, estou louca pra ler a parte 3.


IzabelleS 19/09/2012minha estante
louca pra ler! ainda mais que sou de bh, vou me identificar kkk


Nic 19/11/2012minha estante
Melhor. Livro. Do mundo.


Mari 19/12/2012minha estante
Eu realmente AMEI esse livro, eu não dava nada pelo fato de parecer ser um livro infantil e de estória clichê, porém me apaixonei pelo livro e pelos personagens! FMF se tornou uma das minhas séries preferidas, Paula Pimenta está de parabéns!


clarita 25/08/2013minha estante
Conserteza é o melhor livro do mundo . Quando comecei a ler o 1 não soseguei ate acabar o 4 mas valeu muuuito a pena .E maravilhoso. Paula Pimenta milhoes de parabéns pra voce !!!


Gabriella 21/09/2013minha estante
Acho que sou a única que não achou o livro "tudo isso"ele é bem fraquinho pra mim.


Fabii 30/05/2014minha estante
Fica entre uns dos Melhores Livros! A personagem prinicpal é uma fofa.


Mayara 03/09/2014minha estante
Sua resenha me deu vontade de ler (~gritinhos histéricos HAHAHA ?)


Emilly 14/12/2014minha estante
Concordo plenamente! Esse livro é maravilho, espetacular! É o melhor livro nacional que já li!
É tão incrível que é difícil parar de ler, eu queria sempre ler e ler... porque é um livro maravilhoso!
Também baixei todas as músicas que são citadas no livros e ainda a Fani, me fez ter um vontade de fazer intercâmbio para Londres! (hahahah). Quando me lembro me dá uma saudade, desses personagens sensacionais.
A pior parte foi quando ele acabou e deixa com um gostinho de quero mais! Porém não tenho o 2 então re li ele de novo... e pra entregar (emprestado da priminha e.e) foi um S-O-F-R-I-M-E-N-T-O!!! Eu chorei, não queria de jeito nenhum devolver o livro! Foi preciso muita insistência de minha mãe pra isso... Mas isso tudo porque ele é muito envolvente!
Ainda vou comprar o meu e as outras continuações, com certeza! FMF é um livro incrível de uma escritora maravilhosa. Se você gosta desse gênero, não vai se arrepender!


Ingrid Faria 09/01/2015minha estante
Concordo com tudo que disse. Pensei que eu tinha sido a única que tinha pego a mania de Fani; classificar filmes com estrelinhas!


Angel 19/04/2015minha estante
Eu simplesmente ameiii... Lindo, encantador, engraçado, romântico...não tem como não se apaixonar! Super indico pra quem ainda não leu :)




Camila 18/02/2010

Fazendo Meu Filme
Quem é fã do teen chick-lit como eu não pode deixar de ler esse livro! Li em quatro horas e nem precisei usar o marcador de página! A história é simplesmente adorável! Já vou correr na livraria para comprar o segundo livro!

http://leitoracompulsiva.wordpress.com
comentários(0)comente



Lena 05/04/2010

Esqueça as garotas que descobrem ser princesas e as que se apaixonam por um vampiro. Fani podia muito bem ser eu, você ou qualquer uma garota, dessas viciadas em filmes de romance, com problemas de nota e apaixonada pelo professor de Biologia. Mas não subestime o livro: É assim que ele conquista o coração de quem o lê, de um jeito tão cativante, ao proporcionar à tantas garotas que se identifiquem com uma heroína de um livro e no final dá uma saudade tão grande da Fani, do Leo, da Gabi e da Natália como se eles tivessem de repente se tornado seus amigos.

Ri, chorei, fiquei angustiada, ansiosa, aliviada, me emocionei mas principalmente me apaixonei, e agora vou correndo comprar a continuação, esperando que essa série, como um filme de uma vida quase real, não termine nunca!
comentários(0)comente



Ende 12/05/2010

O maior achado da literatura brasileira jovem dos últimos anos.
Tenho orgulho de dizer isso com toda a segurança que me é possível: temos uma das melhores escritoras do mundo aqui no Brasil, ao nosso alcance.

A sinopse, ou mesmo muitas das resenhas, enganam. Não é que elas contem mentiras, não é que elas diminuam o livro, mas simplesmente, nenhuma se aproxima do quão prazerosa é a leitura de "Fazendo Meu Filme" de verdade. Para fazer isso, elas não seriam resenhas e sinopses, mas transcrições do texto impecável de Paula Pimenta.

O grande encanto da adolescência não são as experiências pelas quais passamos nesta idade mágica, mas a maneira como vivenciamos intensamente essas experiências. E Fani, a personagem principal deste romance, que nos narra a sua trajetória, nos faz sentir como ela, e é nisso que Paula Pimenta é mais genial. Não só as coisas que vão acontecendo com Fani nos fazem sorrir para em seguida chorar, para em seguida sorrir de novo, como a mão exata de Paula não deixa que o texto se perca um segundo sequer. Personagens aparecem e desaparecem, e ela quebra a narrativa em primeira pessoa com emails e conversas de MSN que culminam no assunto principal deste livro: o intercâmbio que Fani fará no final do ano. A descrição dos cenários de Belo Horizonte, a verossimilhança das falas de pais, irmãos, amigos, amores, a intensidade com que Fani vai vivendo e nos levando junto, num ritmo frenético, é simplesmente imperdível. E na última página, você não vai aguentar esperar para ler o próximo livro da série, é melhor que já o tenha em mãos quando chegar lá.

PS: leia o Fazendo Meu Filme 1, mas se prepare: a Paula Pimenta vai se superar no livro seguinte!



comentários(0)comente

Paula 12/05/2010minha estante
Verdade, a Paula Pimenta é demais. Quero muito que lance Fazendo Meu Filme 3! :-D




Belú 24/02/2009

Muito fofo, com trechinhos de filmes que dão um ar especial ao livro... retrata a vida de uma estudante no brasil... o que é um diferencial... faz referencias a musicas perfeitas... e tem uma historia de amor mto linda... super recomendo!!!
Nathalia 06/11/2011minha estante
Ai...Eu támbem amei os trecinhos dos filmes




Dani 17/12/2010

Primeiro: eu estou muito feliz por esse ser um livro nacional. Fazendo Meu Filme, além de ser muito bom, dá a sensação de estar mais perto do leitor justamente por se passar aqui mesmo no Brasil. Ou seja, em vez de conhecer personagens como Stephany, Leonard e Nathaly, encontramos Estefânia (Fani), Leonardo e Natália. Personagens que, com 16 anos, dependem da carona dos pais e comem pão-de-queijo.

Eu gostei de Fazendo Meu Filme. Não foi, oh, o melhor livro do gênero juvenil que eu já li — até porque, com Meg Cabot por aí, comparações são inevitáveis — mas com certeza foi um livro bom.

Por isso que eu fiquei meio desapontada, já que tenho a péssima mania de me deixar levar por opiniões alheias e elevar demais as minhas expectativas quanto a um livro antes de lê-lo. Parte de eu não ter gostado tanto assim do livro quanto eu imaginaria que fosse gostar deve-se ao fato de a Fani parecer meio infantil às vezes, considerando que ela tem 16 anos.

A escrita da Paula Pimenta é simples e ágil, adequada aos adolescentes. Mas, como eu disse, é impossível não comparar a Meg Cabot. Eu sei que é errado avaliar um autor usando outro como comparação, porém foi algo que não calou a boca dentro da minha cabeça enquanto eu lia. Em contrapartida, essa mesma escrita simples e ágil, somada aos capítulos curtos, faz com que a gente não largue o livro.

E eu também tenho elogios, é claro. Primeiro, a capa. Ela é linda! É rosa e linda! Outra coisa: a fofura. E eu não estou falando de coisas melosas, porque isso chega a me dar enjoo. Estou falando da fofura mesmo, aquele calorzinho que a gente fica no peito. Pode ser piegas, mas várias vezes eu fiquei "owwn" internamente durante a leitura, principalmente nos momentos da Fani com o Leo. No entanto, houve alguns momentos em que eu fiquei com um pouco de vergonha alheia pelo Leo principalmente, mas tudo bem.

E eu não podia deixar de mencionar os trechos de filmes no início de cada capítulo, é claro. Uma ótima sacada da Paula, e que contribuiu para o efeito "own".

Enfim, eu sei que vai ter gente que não gostará muito da minha resenha, porque, embora que tenha gostado de Fazendo Meu Filme, não achei essa Coca-Cola toda que tantos acharam. Mesmo assim, fiquei tremendamente feliz por ter lido esse livro. Foi encantador e, entre os livros juvenis nacionais, foi o melhor que eu já li.


Resenha completa em: http://danificavel.blogspot.com/2010/12/fazendo-meu-filme-de-paula-pimenta.html
comentários(0)comente



Melina Souza 27/11/2012

Vocês não imaginam o quanto eu estava ansiosa pra ler a série Fazendo Meu Filme da escritora mineira Paula Pimenta. Por enquanto eu só li o volume 1 e mal posso esperar para comprar os outros livros dela. Depois de muito tempo, finalmente comecei e agora estou “desesperada” para saber o desenrolar da história.

Pra não perder o costume, vou falar um pouco dos “aspectos físicos do livro” e depois da história. Começando pela capa (aliás, eu mantenho essa mesma opinião para todas as capas dos livros da Paula Pimenta), achei linda demais tanto pelas imagens escolhidas como pela fonte e pelo alto-relevo. *Confissão: a primeira coisa que me atrai a comprar um livro é a capa e não foi diferente com o FMF!* A diagramação - margem, fonte e espaçamento – é excelente.

Quem leu minhas outras resenhas sabe que eu amo mil vezes mais páginas amareladas, mas a história de FMF me empolgou tanto que não fiquei cansada com as páginas brancas (normalmente eu fico mais sonolenta com elas). Aliás, me empolgou tanto que eu acabei o livro no mesmo dia.

O livro começa com a lista de DVDs da Fani, a protagonista, e já nessas primeiras páginas comecei a me identificar e me envolver com a história porque muitos dos filmes que estão nessa lista me marcaram de alguma forma.

Os capítulos são curtos e cada um abre com uma frase de filme. Amei isso!

FMF – A estreia de Fani é o primeiro livro de uma série de 4 volumes. Nele nós conhecemos Estefânia Fani, uma adolescente do ensino médio que ama filmes (o que você já nota pelo começo do livro), suas amigas, seus amigos, seu “amor secreto”, sua família… e, ao longo da leitura, vemos como sua vida sofre uma reviravolta com a possibilidade de passar um ano fora fazendo intercâmbio.

É uma leitura envolvente, apaixonante e é impossível você não ficar se imaginando no lugar da Fani.

Resenha completa: http://melinasouza.com/2012/09/09/fazendo-meu-filme-1-a-estreia-de-fani-paula-pimenta/ :)
comentários(0)comente



Lisse 29/08/2010

Esse livro me ensinou uma grande lição: "Que eu tenho que parar de subestimar os escritores brasileiros!!" Primeiro eu comecei com a Thalita Rebouças, e agora a Paula Pimenta. Eu sou obrigada a dar a mão à palmatória porque o livro é o máximo e eu perdi tempo, podendo tê-lo lido à mais tempo.
O livro já me cativou no começo por que a Fani, ou a Estefânia (ah! não a chame assim porque ela não gosta hein! kkk) não é aquela garota bobinha, que faz você revirar os olhos de tão infantil que é, nada disso. Ela é uma jovem madura para a sua idade que está terminando o ensino médio, e que precisa decidir que rumo tomar na sua vida.
E encontramos muitos personagens divertidos. A super amiga da Fani - Gabi. O amigo das duas, o Leo. Tem a Natália que é louca pelo Mateus. Tem umas sebozinhas também (como sempre) para dar mais vida (e intriga) ao livro; e os pais maluquinhos da Fani e o seu irmão que se sente.
Essa jovem encantadora do livro, tem uma obsessão que também é minha: Filmes! Fiquei encantada com essa parte do livro; no começo somos apresentados aos seus 55 filmes prediletos e depois, na medidad que vamos fazendo a leitura, cada capítulo tem uma fala preferida do filme indicado e você entende porque aquele filme está naquele capítulo. Achei super demais essa ideia da autora, fiquei um livro dinâmico e muito alegre. Faz você dar altas risadas e também chorar ao mesmo tempo. Bom, sobre o choro, não sei se você, caro leitor, é como eu que não pode ver nada bonitinho e fofo que cai no choro. É sério, chorei mesmo quando o livro acabou, e não foi um chorinho sem graça não, vou um rolar de lágrimas intenso, e acho que o pior ainda é ter sido em lugar público; ônibus não é lugar para cair no choro, tenho que parar de levar meus livros para ler no ônibus, não é legal kkkkk.
As músicas não me tocaram tanto, mas acho que para quem curte nacional vai ser legal. Eu não curto muitas não. E o melhor de tudo, é que entendi o sentido do nome do livro. Estou louca para ler o segundo, que infelizmente ainda não comprei; mas na minha próxima ida na Saraiva, com certeza ele vai vir na minha sacola.

Meu Trecho Favorito: "Sempre achei que os melhores filmes são aqueles que terminam e deixam no ar os futuros acontecimentos, para que possamos inventar por nós mesmos uma continuação. Minha vida é assim. Não sei como serão meus próximos capítulos, mas posso imaginá-los e tentar vivê-los o mais fielmente possível ao roteiro que eu mesma vou criar."
Então é isso, minha gente! Não façam como eu, que tive que aprender uma lição. O livro é ótimo, leitura mais do que recomendada, é obrigatória!!
comentários(0)comente



Andresa 25/07/2010

For read again and again and again...
É um daqueles livro gostosos de ler e quando termina ficamos triste e morrendo de saudade.
Consegui me identificar muito com a personagem, tanto pelos gostos como pelo jeito de ser. Se você tem entre 13 e 17 anos, eu recomendo.
É um livro que relata bem os nossos problemas tipicos da adolescencia. Comece a ler e divirta-se!

OBS: A escritora é brasileira então as situações são ainda mais parecidas com as nossas.
Andresa 24/08/2010minha estante
Fui na bienal no dia 21/08 para conhecer a Paula Pimenta (autora do livro), fui a primeira da fila, ganhei o autografo nos meus livros e gente ela é maravilhosa, muito simpatica mesmo. Fazendo meu filme com certeza é um dos meus livros favoritos.




Estela 23/08/2012

Amei
Li Fazendo meu filme 1 logo que lançou a primeira edição, eu vi aquele livro rosa lindo na livraria e não tive como não levar pra casa. Mas descobri já nas primeiras páginas que o livro era lindo não só na cor. A história prende e faz a gente se apaixonar pelos personagens, se sentir amiga deles! É o meu livro preferido. Eu já disse varias vezes e repito: Eu não gostei de Fazendo meu filme. Eu amei!!!
comentários(0)comente



Willine Lima 25/10/2011

5 estrelas é pouco!
Gente, que livro é esse, hein? Caraaaamba! Agora eu entendi o porque de todo mundo que lê gosta. ;)
Sabe aquele livro que você termina e morre de saudade? Aquele livro que você termina e quer voltar à primeira página e ler tudo de novo? Aquele livro que você sente tudo o que a personagem sente, como se você fosse ela? Aquele livro que você se indentifica totalmente com a personagem?
Eu estava querendo mesmo um livro que mexesse comigo, e achei! O livro é simplesmente perfeito, p-e-r-f-e-i-to!
Ainda não leu esse livro? CORRE PRA LER!
Pra começar, eu não demorei 6 dias pra ler (como diz no histórico! e olha que eu sou lerda pra ler hein?!) eu adiantei muuuuuito, teve dia que eu lutava pra não pegar pra ler, porque do ínicio pra depois da metade eu li voando, e depois eu não queria mais ler. Eu queria ter o FMF 2 em mãos, pra continuar a leitura, mas aí eu não aguentei mais e peguei pra terminar de ler hoje, e ainda queria deixar o último capítulo pra o outro dia, mas quando eu vi eu levei um susto, o livro tinha acabado. De tão perfeito que é.
Se você for olhar, a história é muito básica, muito simples, muito normal de acontecer hoje em dia... Uma história simples da vida de Fani, uma garota adolescente no ensino médio, que tem suas paixões, suas amigas, seus estudos.. tudo que uma adolescente tem. Mas a paixão que a escrita tem, a narrativa, o carinho da autora de escolher cada detalhe... Eu que sou leitora, me senti a Fani o tempo inteiro, imagina a Paula Pimenta? Até porque eu me indentifiquei mais do que tudo nessa vida com a Fani!
Quando eu comecei a ler, eu estava com grandes expectativas, grandes mesmo... E eu não me decepcionei nem um pouco, pelo contrário, eu gostei mais do que eu imaginei que gostaria.
Os personagens são simplesmente uns amores! A Gabi e a Natália, eu me senti praticamente amiga delas! A Fani... Eu preciso mesmo falar, gente? O Leo?! Quero um Leo pra mimmmmmmm! No livro é tudo muito perfeito. Se tornou um dos favoritos concerteza. E quem vê, acha que: ''ah, uma história besta igual essa, não ensina nada demais, é sobre fatos que acontecem hoje em dia''.. Leia o livro e depois você vai entender do que estou falando, eu estou falando de carinho. A autora simplesmente consegue conquistar! Acho que ela poderia escrever a história mais simples do mundo que ainda ia ser bom de ler!
E gente, como assim a série é só até o 4? Tem que ter no mínimo 10 hein! Mas ainda bem que é uma série, se fosse um livro só eu ia morrer de tristeza. E falando nisso, gente... EU PRECISO DO FMF 2 A-G-O-R-A! Eu como disse que estava com grandes expectativas antes mesmo de começar a ler já tava morrendo pelo FMF 2, imagina agora que eu li o 1?
Mas enfim, o livro (brasileirissimo) está recomendadíssimo porque ele é perfeitíssimo, líndissimo, belíssimo, fofíssimo e muitos íssimos! Eu amei. Não tem nem como dar uma nota. Recomendo mesmo pra todo mundo, principalmente as meninas (não que os meninos não devam ler. rs). Tenho certeza que você vai amar, não vai se arrepender. Não tem como não gostar.

comentários(0)comente



Mell 19/07/2010

http://croissantparisiense.blogspot.com
O livro é um chick-lit brasileiro e isso já é algo maravilhoso. E não pude deixar de lembrar dos livros da Thalita Rebouças, que é uma fofa, diga-se de passagem. Ambas as escritoras sabem mesmo escrever numa linguagem jovem e eu me senti compreendida muitas vezes com as situações vividas por Fani neste livro. Estephania, aliás, mas ela prefere ser chamada de Fani. Ela cursa o segundo ano do ensino médio (igual a mim) e odeia matemática e física, como eu. Seu maior hobbie são os filmes (nesse ponto já discordamos, pois meu maior hobbie são os livros hahah) Ao longo do livro, ela se mete em várias enrascadas e situações gostosas de se viver, como tardes nos clubes, festas e baladas, shopping com as amigas, uma recuperação, vários cho-ro-rôs, etc. Possui super amigas e um melhor amigo sensacional e tão fofo que me fez ter inveja. O Leo é um cavalheiro e adora CDs, se dá super bem com a Fani e passa um tempo enorme dando indiretas à ela sobre o seu amor, mas ela percebe isso tarde demais, depois de passar por muito ciúme e ansiedade. E para estragar toda a situação, a garota tem uma paixão platônica pelo seu professor de matemática, que acaba revelando-se um canalha. Paralelamente a isso, Fani faz uma prova de intercâmbio para a Inglaterra meio sem ânimo (sua mãe a manipulou, digamos) e passa em primeiro lugar. O livro termina com um "gostinho de quero mais", quando Fani entra na sala de embarque e você espera por sua aventura no exterior.
Como eu AMO a Inglaterra, estou roendo as unhas para ler o segundo volume da série (Fazendo meu filme, Fani na terra da rainha), que conta a aventura de Fani naquele país delicioso de viver! Estou esperando a semana de provas passar porque tenho que ler O cortiço (ecat!)
Uma coisa que me deixou meio triste foi o afastamento dela do Leo e dos amigos e familiares. Mas isso acontece muito em nossas vidas, e sempre vai acontecer. Sem contar o fato de que fazer intercâmbio ajuda e muito a vida de qualquer pessoa, e vocês sabem do que estou falando ;)
comentários(0)comente



juuh 20/01/2010

Quem não leu ainda esse livro não sabe o que esta perdendo porque ele é incrivel não deixa nada a desejar para os livros americanos,Fani e as aventuras dela, e suas amigas São perfeitas... esse livro te faz ter vontade de voltar a adolescencia de novo e o melhor é que ele se passa no Brasil.
Belly 10/01/2012minha estante
Todos os (3 fazendo meu filme)São maravilhosos, perfeitos nenhum livro me chamou tanta a atenção como o da Paula Pimenta sou completamente apaixonada pelos livros dela e em especial(A estreia de Fani,Fazendo meu filme 1)(o fazendo meu filme 2 Fani na terra da rainha)e o(fazendo meu filme 3 o roteiro inesperado de fani)Todos eles são perfeitos amooo de paixão eles me fazem sentir grandes emoções eu choro eu grito eu fico feliz eu sinto inveja da fani por ela ter um namorado e melhores amigas e amigos perfeitos me animo em cada pagina.Esse é o unico livro que me encantou inteiramente o unico que tive e tenho vontade de "quero mais"See esse abençoado livro see acabar eu morroo,pois é como see ele fosse a minha vida em cada pagina e encada edição que leio sinto vontade de que ele nunca pode acabar,pois ele e perfeito as adolescente endoidam ele é muito perfeito não só pela capa mais pelo conteudo pelas(os)personagens que são tudo amO d+ esse livro e espero que ele nunca deixe de existir,pois ficarei triste espero que ele não só vai a edição 3 desejo que ele ultrapasse o numero de filmes do Harry potter e que com certeza existirá um (final feliz para as ou os personagens em especial Fani e Léo)eapero que possa criá-la como filme tbm que será mais que perfeita ficaria muito massa ter todas as edições que ja tenho e ainda por cima os filmes da serie beijão:)Euu recomendOOO!!:)>




Léia Viana 15/06/2011

Envolvente!
O que eu posso escrever desse livro? Que ele é muito fofo, que me trouxe de volta as lembranças da adolescência e encheu meu coração de vivacidade e ternura? Ainda assim é muito pouco para descrever o meu estado de euforia quando eu li, melhor, devorei “Fazendo o meu filme 1”.

Que delícia de leitura!

A autora foi muito criativa ao iniciar os capítulos com trechos de fala de filmes, deu todo um charme a narrativa, além de dar uma prévia dos próximos acontecimentos, deixou a obra mais humana, com uma sensação de que se lia um diário/agenda, daquelas que colamos bilhetinhos trocados, papel de bala, ingressos de cinema, essas coisas que quase todas as adolescentes já fizeram. E isso, me aproximou muito da personagem “Fani”.

Outra grande sacada da autora foram as conversas pelo MSN e as trocas de e-mails, o que deixou a linguagem bem moderna.

A história do livro é centrada em Fani, uma adolescente comum, que estuda, tem suas amigas e é apaixonada por cinema, tem uma coleção de DVDs em seu quarto e, nutre uma mania de classificá-los em estrelinhas, algo bem similar que muitos fazem, inclusive eu, aqui no Skoob, só que com livros.

A vida de Fani começa a mudar quando a sua mãe resolve incentivá-la para um intercâmbio. Fani, que até então acreditava estar apaixonada pelo seu professor de Biologia, não percebe que o amor estava o tempo todo ao seu lado, em forma de um menino criativo, bem humorado e super protetor, chamado Léo.

Como eu quero um Léo na minha vida! Acho impossível não se apaixonar por ele.

Entretanto, Fani começa a refletir como será a sua vida longe de tanta gente que ela ama, como: suas amigas, seus pais, irmãos, sua rotina e de seu verdadeiro primeiro amor... Léo.

Impossível parar de ler, fiquei muito envolvida com a narrativa e muito apaixonada pela história, apesar de já ter passado (e muito) da minha adolescência, gostei muito de poder “relembrar” alguns pedacinhos dela com a leitura desse livro.

Entrou para os meus livros favoritos e super recomendo a sua leitura!
Gabi 16/06/2011minha estante
Adorei a resenha, Léia!!!! Eu, que ainda não terminei minha adolescência, fiquei morrendo de vontade de lê-lo!!!
Parabéns!




Evelyn Ruani 05/07/2011

DESAFIO LITERÁRIO 2011 - Tema: Novos Autores / Mês: Julho (Livro 1)
Fazendo meu filme é realmente como li em várias resenhas e ouvi de várias pessoas, um livro muito fofo. Traz sentimentos, pensamentos e lembranças muito gostosas desse momento tão mágico da vida que é a descoberta do primeiro amor, as amizades, a escola e as novidades que vão se abrindo para o futuro. É uma fase deliciosa da vida e poder relembrar dela com a leitura desse livro foi realmente muito gostoso.

A narrativa de Paula Pimenta é muito agradável e não deixou a desejar, faz com que tenhamos vontade de continuar sem parar. Acho isso muito importante, principalmente em se tratando de um livro infanto-juvenil. O desenrolar dos acontecimentos é bem desenvolvido e as personagens são cativantes. Impossível não se apaixonar por Leo e não ter vontade de abraçar a Gabi. Sem contar, é claro, com a Fani que é uma gracinha!

Não tem como não se reconhecer (muito embora já tenha passado e muito dessa fase rs) em alguns pensamentos e atitudes da Fani, uma estudante de 16 anos com suas descobertas e anseios típicos da adolescencia. Tudo na vida dela parece mudar quando, de repente, se vê sendo pressionada pela mãe a fazer uma prova de intercâmbio, que a princípio parecia ser uma ótima oportunidade e a deixou super animada. Porém com o passar dos dias e principalmente depois de ver que passou na prova em primeiro lugar, Fani começa a se questionar se é realmente isso que quer, e começa a pensar em suas amizades que terá que deixar para trás por um ano inteiro, principalmente Leo, seu melhor amigo e primeiro amor.

Gostei do trabalho da Paula, principalmente porque explora a relação da Fani com a família, os amigos, os "inimigos", e principalmente com ela mesma de forma cativante. Sem contar que é uma história bem-humorada e divertida, com alguns altos e baixos que são bem reais e atingem os leitores. Muito legal também é que Fani é apaixonada por filmes, e por isso todos os capítulos se iniciam com citações dos filmes que ela mais gostou. Achei muito fofo e um trabalho rico e detalhista da autora que torna o livro ainda mais bonito e cativante.

Leitura recomendada!
Lu 05/07/2011minha estante
Adorei a resenha, Ly! Fiquei com ainda mais vontade de ler esse livro!


Fe Sartori 05/07/2011minha estante
Aeee Vê,
bora para os próximos =D
beijooos




672 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |