As Vantagens de Ser Invisível

As Vantagens de Ser Invisível Stephen Chbosky




Resenhas - As Vantagens de Ser Invisível


1469 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Carlinha 20/11/2017

Achei um tanto confuso, abstrato... Mas ainda sim, interessante. É escrito em forma de cartas, eu particularmente não gosto desse formato, mas os acontecimentos seguem uma ordem, então não fica sem sentido. Por ser a história de um adolescente, tem alguns trechos que falam de sexo, drogas e bebidas de forma bem explícita e detalhada. Fora isso, fala de amizade, família, escola e todos os altos e baixos da vida de um adolescente.
comentários(0)comente



Angelica Cristinna 17/11/2017

Lindo
Acabei de ler e já quero ler novamente.. simplesmente lindo
comentários(0)comente



PeeRms 13/11/2017

Tbm gosto
Dessa edição !!
comentários(0)comente



Sam 06/11/2017

6 de outubro de 2017
Querido amigo,
É minha primeira resenha. Devo dizer que estou muito ansioso, e com antecipação, peço-lhe paciência, é minha quarta tentativa.
Achei que seria muito bom escrevê-la no mesmo modelo de narrativa do livro. Não sei se já percebeu, mas é sobre As Vantagens de Ser Invisível. Minha namorada e eu estabelecemos alguns livros pra ler no mês, e por sorte fiquei com esse na lista.
Se você ainda está lendo, obrigado, agora eu começo a falar sobre a experiência proporcionada pelo livro. Você, com toda certeza, vai se encontrar no livro, em diversas situações. Todas as primeiras coisas que aconteceram com o Charlie, e o modo como ele vai narrar suas experiências. Você vai dar gargalhadas, muito boas. Vai sentir preocupação, e vontade de chorar junto com o protagonista em diversas partes. O principal é, você vai aprender lições importantes sobre pessoas, a importância de amigos verdadeiros e o peso de decisões e indecisões.
Isso não é algo realmente bom, mas minha namorada disse que vou aprender fazendo, e acredito nela. Inclusive, se isso está publicado é porque passou pela betagem dela, acho que ela não deixaria que eu publicasse algo muito ruim (ou deixaria?).
Aqui eu encerro, espero que não tenha odiado, porque o tempo perdido lendo isso não voltará.
Com amor, Sam.
comentários(0)comente



Claudia 30/10/2017

É bom, mas pelo o tanto que falavam eu esperava mais. Talvez se tivesse lido em outra época teria me identificado, já fui uma pessoa passiva e introvertida como ele.
Charlie é um jovem com problemas que passam despercebidos porque ele não tem nenhum amigo para ouvi-lo. Eu dei uma chance para o livro pois não havia gostado do filme (talvez pelas atuações, mas não) e aqui não foi diferente. Charlie faz tudo para os outros e coloca os seus desejos em segundo plano, o que me incomoda muito, porque no fim de tudo, ele não tem amigos. Ele está sozinho enquanto os outros estão vivendo a vida. Como isso é "perfeito"? Ele não se identifica com ninguém, não tem nada para se comparar a não ser os seus livros. Seus relacionamentos, em suma, foram vazios e superficiais. Enfim, acredito que muitos já passaram por algo assim na vida, e acredite, você não quer ser o Charlie.
comentários(0)comente



Carool.Gerage 20/10/2017

Tristeza.
Esse livro consegue de várias formas te afogar em todas as suas próprias tristezas.
comentários(0)comente



markanteana 18/10/2017

Gostei dele.
Um motivo pelo qual eu gostei desse livro é como a amizade do Charlie, Patrick, Sam e todo mundo foi importante. Me fez querer ter um grupo assim, me deu um bom sentimento em relação a isso. O Charlie é um garoto muito especial e as vezes é difícil entender o que ele está falando (pelo menos comigo) mas no fim tudo acaba fazendo um sentido e da para entender. O final é que me fez ficar com uma pulga atrás da orelha, mas tudo bem, foi uma ótima leitura.
comentários(0)comente



Julia 14/10/2017

Simplesmente perfeito
comentários(0)comente



Carol.Camargo 14/10/2017

Charlie é um menino que já sofreu muito nessa vida e com a perda do amigo dele ainda mais. até que ele conhece Sam e Patrick e sua vida muda completamente, ele acompanha os irmão a todo os lugares como festa, jogos, e é parceiro ate nas drogas,
é um ótimo livro, mas você tem que ter a mente aberta com varias questões mas o livro é maravilhoso e recomendo para todo mundo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luciano 29/09/2017

Depressão, traumas e identidade.
Charlie se coloca como descartável desde a morte do amigo e confidente. Deslocado no mundo das escolas americanas, isolado e com um mistério mal resolvido com o qual ele lida sem perceber, o personagem nos entrega cartas que nos colocam na primeira camada de invisibilidade nessa relação entre personagens. É difícil não se apegar às suas confissões tão honestas. É praticamente um diário enviado em pedaços para o leitor.

A honestidade das cartas nos colocam dentro da mente do Charlie, nos faz pensar sobre depressão, ansiedade e questões que não enfrentamos. Ele se coloca em segundo plano na maioria das relações que constrói, ele se pune, se magoa, vai levando e não tem uma voz ativa até determinado ponto da história. É "invisível" aos olhos dos amigos, em um ponto positivo enquanto guarda segredos e demonstra fidelidade, mas também é invisível a si mesmo enquanto pessoa. Ele permite que os outros estejam bem em detrimento da própria felicidade.

E é envolvente demais a lucidez dele em relação a escola, família, a organização social entre os estudantes e a amizade que ele constrói com Patrick e Sam. Gosto também de como o livro trata sexualidade, especificamente na história paralela do Patrick e como a visão dele de quem observa de fora é melancólica e respeitosa. É um conto muito verdadeiro sobre importância da amizade, depressão e construção da própria identidade.

As últimas cartas resolvem os mistérios, questionam Charlie e ainda a visão do leitor sobre qualquer paralelo que ele possa fazer com a própria realidade. A cena dele na despedida da Sam é a chave que esclarece todo o livro.

Eu lembro que quando estava na escola eu li "Diário de um Adolescente Hipocondríaco", que é inteiro sobre um menino inglês chato e suas angústias adolescentes. Eu achei o formato parecido, a diferença é que em "As Vantagens de Ser Invisível" eu li um relato extremamente honesto em relação aos conflitos da idade e até sobre temas que vão bem além. É um bom livro - e rendeu um bom filme. Espero que seja lembrado com o tempo.
comentários(0)comente



Pri 28/09/2017

Apaixonada
O livro consegue ser singelo, tocante, engraçado e muito triste ao mesmo tempo. A leitura é muito fluída (li em duas tardes) e marcante. Vi o filme há bastante tempo, mas não me marcou, agora pretendo rever.
comentários(0)comente



Lucas.Moura 26/09/2017

Maravilhoso
Assisti o filme antes ler o livro , então já sabia de muitas cenas que iria ocorrer , por isso não achei muito surpreendente , porem o livro tem uma vive muito boa e momentos tristes , achei muito bom , porem preferi o filme rsrsrs.
comentários(0)comente



Bea Oliveira 26/09/2017

Resenha: As vantagens de ser invisível, de Stephen Chbosky | Bea Oliveira.
As Vantagens de Ser Invisível conta a história do Charlie, um menino de 15 anos, que está começando a amadurecer. E não bastando todos os desafios que a adolescência trás, seu melhor amigo acabou de se suicidar.

O livro todo gira em torno de Charlie e sua busca por si próprio, e isto passa a ser mais intenso quando ele conhece Sam e Patrick, dois irmãos que vivem a lá Carpe Diem. Com eles, Charlie aprende sobre amizade, e sobre como conviver com pessoas, além de embarcar em um processo de mudança e aprendizado.

"Você é invisível. Você vê as coisas. Você guarda silêncio sobre elas. E você compreende.

Ao longo da história, percebe-se que Charlie não é um garoto comum, ele possui peculiaridades que são explicadas ao longo da história, e um ponto interessante é o crescimento dele no decorrer do tempo. Nós acompanhamos ele se apaixonando pela primeira vez, lidando com seu primeiro relacionamento e lutando contra conflitos internos para conseguir finalmente fazer parte de algo.

O livro também vai trazer muitas referências musicais e literárias e vai ser muito comum você parar a leitura para ouvir as músicas que Charlie tanto fala ou se ler o livro que ele está lendo.
Apesar de aparentemente ser um livro inocente, o autor aborda assuntos polêmicos como: violência doméstica, homossexualidade, drogas etc. Porém, gostei muito do modo como os personagens lidam com isso, e principalmente em como os novos amigos de Charlie o ajudar a entender o mundo.

Patrick é o amigo gay que vê sempre o lado bom de tudo e que sempre está ali para te trazer alegria. Bill é um daqueles professores que vai além da sala de aula e investe no aluno para que ele possa descobrir seu próprio potencial. A irmã de Charlie também é alguém decisivo para podermos compreender a personalidade do garoto. E os dois são responsáveis por momentos de tensão e ternura ao longo do livro. A única personagem a qual não gostei foi a Sam, pois com toda sua pose de independente e segura por vezes senti que ela brincava com os sentimento do Charlie, levando ele a momentos de paranoia, com jogos sujos para te-lo sempre em seus pés.

"Eu estou me apaixonando pela Sam e isso dói muito"

Outro ponto que não me agradou foi o desfecho, pois senti que o autor atribui a causa de todos os problemas do Charlie a uma causa que é revela no final, e é visível que este não poderia ser o único causador. O livro de Stephen Chbosky é uma leitura moderna e atemporal, porém muitas vezes difícil de ser lida, minha nota para ele é 3 estrelas.

"Se um dia eu tiver filhos e eles ficarem perturbados, não vou dizer a eles que as pessoas passam fome na China nem nada assim, porque isso não muda o fato de que eles estão transtornados. E mesmo que alguém esteja muito pior, isso não muda o fato de que você tem o que você tem."

site: https://biblioteca-r.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Guria Migrante 23/09/2017

Para se sentir infinito!
Charlie passou por certos traumas com a morte do seu amigo Michael e sua tia Helen.
Agora, Charlie tem que voltar ao colegial.
Esbarrar na turma dos desajustados torna esse processo bem diferente do que ele poderia esperar, ainda mais quando ele se envolvido por esta menina, a Sam.
Confira o vídeo!
Beijinhos da Ge!

site: https://youtu.be/-OlVfvly0ZE
comentários(0)comente



1469 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |