As Vantagens de Ser Invisível

As Vantagens de Ser Invisível Stephen Chbosky




Resenhas - As Vantagens de Ser Invisível


1446 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Tati 16/07/2017

Visibilidade.
Charlie é um adolescente solitário, observador e com uma mente complexa que compartilha com os leitores do livro cartas sobre sua vida, desde lembranças de sua infância até seus atuais momentos na adolescência. Na verdade, não se sabe se Charlie realmente se chama Charlie, pois ele começa sua primeira carta nos dizendo que mudará o nome da maioria das pessoas para manter seu anonimato. Após o suicídio de seu melhor amigo, Charlie faz amizade com alunos do último ano de sua escola, e além de conhecer um mundo ao qual não pertencia ao lado dos irmãos Sam e Patrick, descobre também em Sam o seu primeiro amor (obviamente não correspondido como tudo nessa vida injusta). Com o passar da leitura, podemos entender que um determinado acontecimento na infância de Charlie o fez ser um adolescente complexo, esclarecendo muitas coisas que acontecem no decorrer da história.


site: https://limaoquenada.blogspot.com.br/2013/07/resenha-as-vantagens-de-ser-invisivel.html
comentários(0)comente



Elo 21/06/2017

?
Sempre consegui acompanhar a leitura, mas td tem uma primeira vez. Pra mim, esse texto me pareceu monótono, todas as vezes q eu abria pra ler....
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Sala Literária 24/05/2017

Resenha As Vantagens de Ser Invisível
As Vantagens de Ser Invisível conta a história de Charlie, um garoto de 15 anos, que está passando por momentos difíceis. Ele acabou de perder o melhor amigo que se matou e ainda luta contra a dor da perda da tia. Charlie é doce, inocente, mas ao mesmo tempo nem um pouco santo. Ele é um adolescente que fuma, usa drogas, se mete em brigas, porém não vê maldade em algumas atitudes e comentários das pessoas ao seu redor. Fiquei me questionando durante o livro se ele teria algum distúrbio psicológico ou algum trauma, já que ele cita em alguns momentos que foi levado ao hospital por não estar bem.

Pouco tempo depois de perder seu amigo, Charlie conhece Sam e Patrick, dois irmão que não são a melhores figuras para de inspiração. Eles tem atitudes nada corretas, mas me cativaram muito ao se mostrarem amigos de Charlie.

Continue lendo aqui:

site: http://www.salaliteraria.com.br/livros-estrangeiros/as-vantagens-de-ser-invisivel/
comentários(0)comente



Momo Del Rey 21/05/2017

Ai, gente! Que livro lindo! Que livro fofo...e triiiiiiste, muito triste! Eu amei cada página. O Charlie é adorável, não tem como não gostar dele! Mas todos os personagens de As Vantagens de ser Invisível são cativantes, cada um à sua maneira. Até mesmo aquelas situações mais previsíveis em histórias de vida da adolescência ganham uma forma mais agradável e prazerosa, pois é tudo muito bem conduzido pelo Chbosky.

O que eu mais gostei no livro foi a surpresa das últimas páginas. Quando você pensa que já imagina o final, algo bem interessante acontece. É triste, muito triste. Tenho que admitir que fiquei tão chocada que não acreditei...Li umas três ou quatro vezes pra ver se era aquilo mesmo, se eu tinha entendido errado...E quando você se dá conta de que É aquilo mesmo, você simplesmente fica devastado. Acho que dá pra sentir a mesma coisa que você sentiria de verdade se soubesse que algo do tipo aconteceu com alguém que você conhece.

Mas enfim, recomendo com muitas estrelinhas! É um livro adorável que merece estar em todas as estantes.
comentários(0)comente



Gweeel 17/05/2017

(...) e foi o suficiente para que eu me sentisse infinito.
De fácil leitura, As Vantagens de Ser Invisível, livro em formato de diário (ou cartas), fala sobre amor, amizade, saudade, medo, conflitos e traumas psicológicos.
Começamos a conhecer pouco a pouco um garoto inocente chamado Charlie que ao desenvolver da trama se é permitido ir mais a fundo no seu ser. Até chegar a entender o porque dele agir de certas maneiras em algumas situações.

Uma mensagem retirada do livro muito importante a se levar para a vida...

"Então, eu acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui."

Uma história que nos faz dar mais atenção aos pequenos detalhes que nos rodeiam, dando mais importância às atitudes e mais espaço para os sentimentos se manifestarem.
Recomendo para todos.
Vitor 17/05/2017minha estante
Melhor que todas as minhas resenhas juntas o/
Muito bom, talvez no mês de julho eu tenha tempo de le-lo




Indy 12/05/2017

“A gente aceita o amor que acha que merece”
Como todos os livros que viram filme sempre tem o seu momento “modinha” e como sempre, não tive o menor interesse em ler, porém graças a um insistente amigo falar sobre, decidi arriscar na história que ao meu ver parecia ser apenas mais uma narrativa de um adolescente que descobre que pode ser “vida loka” no ensino médio.

“Eu me sinto infinito” foram as quatro palavras que me fizeram pensar ao final do livro. Em as vantagens de ser invisível o leitor é apresentado à Charlie um estudante de 15 anos que acabou de entrar no ensino médio. Um menino introvertido que tem seus questionamentos sobre a vida, que tenta conviver com os traumas de sua infância, e que não é bem compreendido por sua família.

No desenrolar da história encontramos Sam e Patrick que trás uma visão de mundo “novo” a vida de Charlie, encontramos um professor que todo leitor desejaria ter... e começamos a observar como pessoas, lugares e coisas podem nos transformar em um novo ser. Esse livro aborda um tema que só é revelado de modo muito sutil no final, que faz o leitor pensar como um mesmo problema pode afetar de diferentes modos cada pessoa. Todos nós podemos escolher em cometer os mesmos erros que os outros, ou aprender com eles e seguir em um rumo diferente.

Esse livro mostra a lealdade, a construção de amizade, a inocência e o crescimento de um jovem, e como as pessoas que estão ao seu redor podem contribuir ou até modificar sua personalidade. Ao ler cada capítulo (que aliais são feitos em cartas, como ser Charlie estivesse enviando à uma terceira pessoa) o leitor se apaixona e ri em determinados trechos, ao pensar que em algum momento ele também foi um pouco assim.

Tem uma cena que sinceramente amei e quase chorei, não vou comentar pois acabarei dando spoiler, mas foi o momento em que o personagem principal estava tendo a desconstrução do seu “eu”, trazendo a tona todos os conflitos e temáticas que não foram explicitas ao longo do livro, demostrando como uma situação pode mudar tudo em sua vida e como ter pessoas ao seu lado pode te mostrar que apesar de tudo você pode sim sobreviver ao caos que te rodeia.

site: http://blogumlivroporfavor.blogspot.com.br/search/label/As%20vantagens%20de%20ser%20invis%C3%ADvel
comentários(0)comente



Nádia 02/05/2017

#resenhapomarliterario As vantagens de ser invisível
" Então, esta é a minha vida. E quero que você saiba que sou feliz e triste ao mesmo tempo, e ainda estou tentando entender como posso ser assim."
.
Quando comecei a leitura do livro pensei: " droga! mas uma sensação teenager!" Mas no decorrer do livro fui mudando minha opinião. A narrativa do Charlie é cativante. E a profundidade e pureza dos sentimentos que ele transmite me tocaram. No fim gostei do livro. Mais íntimas do que um diário, as cartas de Charlie são estranhas e únicas, hilárias e devastadoras. Não se sabe onde ele mora. Não se sabe para quem ele escreve. Tudo o que se conhece é o mundo que ele compartilha com o leitor. Estar encurralado entre o desejo de viver sua vida e fugir dela o coloca num novo caminho através de um território inexplorado. Um mundo de primeiros encontros, dramas familiares e novos amigos.

site: https://www.instagram.com/p/kF1tKmmv9a/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



Nyara.Batista 01/05/2017

Um livro sensível e cativante.
O livro As vantagens de ser Invisível conta a historia de um tímido e recluso jovem chamado Charlie, que escreve cartas para um " querido amigo" .
O autor Stephen Chbosky escreve o livro em forma de cartas,e aborda temas difíceis como abuso de álcool, drogas, homossexualidade e abuso sexual de uma forma leve e simples.
Os personagens são bem construídos e cativante.Nos faz lembrar de amigos e colegas que temos ou tivemos na época da escola. O livro é ótimo, sensível e é indicados para todas as idades.
comentários(0)comente



Eu Pratico Livroterapia 29/04/2017

As Vantagens de Ser Invisível
Charlie é um adolescente de 15 anos, tímido e introvertido, que tem que lidar com o suicídio do melhor amigo, problemas escolares, problemas familiares, questões existenciais e o primeiro amor. Ufa!, muita coisa para um menino que começou o Ensino médio. E é nesse clima, que ele conhece Sam e Patrick, dois veteranos que sabem curtir o que a vida tem a oferecer. Charlie, começa uma aventura de autodescoberta junto com esses amigos e outros que surgem ao decorrer da história. Aprende a lidar com os casos da vida, se apaixona e passa a viver intensamente.

O livro é todo em cartas endereçadas ao um amigo, ao amigo morto? Você pergunta. Lhe respondo que assim que terminei ler, senti a sensação de que as cartas eram endereças a mim, ao leitor. Não sei te dizer como, porém tudo que foi escrito me tocou profundamente, cada aventura, cada novidade vivência, que por mim era comemorada, cada sentimento de angustia ou solidão que ele sentiu, eu senti. Ao meu ver, por ser um livro em formato de cartas, houve uma conexão maior com o leitor. Eu me senti parte de tudo aquilo. Queria abrir os braços na traseira de uma Pickup, enquanto passo por um túnel, e me sentir infinito.

Um destaque importante nesse livro, é o trio de personagens principais. Uma amizade linda construída em meio a toda agitação do período escolar, e todos problemas pessoais. Sam e Patrick, só ajudaram a construir um Charlie mais aberto as possibilidades, que outrora, era uma pessoa completamente fechada em seu mundo, não apenas pela morte do seu amigo, mas também pela morte de sua tia que possui uma forte ligação com ele. Rodeados de problemas, essa amizade se sobressai como uma luz no fim do túnel. Graças a essa ligação, e tudo que ela poderá proporcionar, Charlie talvez encontre seu final feliz.

"Nós aceitamos o amor que achamos merecer."

As vantagens de ser invisível, foi adaptado para o cinema no de 2012, roteirizado pelo próprio autor, Stephen Chbosky, e protagonizado por Emma Watson, Ezra Miller e Logan Lerman. Não preciso dizer que eu amei esse trio, né? Interpretaram com tanta verdade esses personagens, que para mim virou uma das melhores adaptações de livros que eu já vi. Verdadeiro sucesso de bilheteria, a adaptação cinematográfica só acarretou mais destaque ao livro.

Confesso que, eu tenho um apego enorme por esse livro. Sem dúvidas alguma ele é o meu favorito, pois me tocou de uma forma inesplicável e me transmitiu todos os sentimentos do personagem. Com ele, eu vivi a alegria, a diversão, a descoberta, a tristeza, a depressão, com ele eu vivi o livro! E até hoje, sinto falta das cartas do Charlie.
" Eu sei que tem pessoas que dizem que essas coisas não acontecem, e que isso serão apenas histórias um dia. Mas agora nós estamos vivos. E nesse momento, eu juro. Nós somos infinitos"


site: http://www.eupraticolivroterapia.com.br/2016/11/resenha-as-vantagens-de-ser-invisivel.html
comentários(0)comente



Marcos.Gomes 23/04/2017

Despertou o leitor que eu não era!
Foi graças a este livro que comecei a ler. Confesso que li depois que vi o filme (um dos meus favoritos), e o livro foi mais do que eu esperava!
comentários(0)comente



Karolline 22/04/2017

[RESENHA] As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky
O livro é um conjunto de cartas que Charlie escreve para alguém sem nome. Não sabemos nada sobre esta pessoa que vira um amigo oculto de Charlie, e ao longo do livro eu esperei realmente que houvesse uma pista que informasse algo sobre esta pessoa, mas no final não descobrimos nada. Talvez essa informação não acrescentasse em nada na história, mas eu fiquei curiosa. A escrita é bem simples e singela, aos poucos você começa a perceber o modo de pensar e agir do personagem principal, e percebe que há algo errado ou pelo menos um tanto estranho, pode ser a inocência que ele demonstra ter todo o tempo, ou apenas a percepção de que Charlie nunca parece estar totalmente onde está. Ele não pensa antes de agir, mas também não age conforme seus desejos, e em poucos momentos observamos o garoto fazer algo por si próprio. As cartas que ele escreve descrevem seu cotidiano, e em alguns relatos, ele se perde em vários comentários sem muito sentido o que me deixava meio confusa. Isso por que a escrita é conforme a linha de pensamento do mesmo na maioria das vezes.

"Não sei se você já se sentiu assim, querendo dormir por mil anos. Ou se sentiu que não existe. Ou que não tem consciência de que existe. Ou algo parecido. Acho que querer isso é muito mórbido, mas eu quero quando me sinto assim. É por isso que estou tentando não pensar. Só quero que tudo pare de rodar. Se ficar pior, eu terei de ir ao médico. E teria aquela coisa ruim novamente."

Os personagens não foram bem descritos no livro, e nem era para serem já que a trama gira em torno do próprio Charlie. O que aconteceu com ele? Por que e como? São perguntas que você irá se fazer a todo instante, mas não seja tão ansioso pelas respostas. O livro é fácil de ler, mas não quer dizer que você não tenha que forçar um pouco sua cabecinha para compreender a mente do garoto. O personagem possui uma doçura triste às vezes, e sua felicidade parece instável, tendo ele sempre que estar perto de alguém para se sentir um pouco menos solitário e bem consigo mesmo. Porém vemos que a família dele não percebe muito o comportamento de Charlie, e a carência de atenção que ele possuía pela família nunca era suprida devido a isso. Somente após o "climax" que as coisas mudam.

O garoto parece não se importar "tanto" com a ausência de afetividade dos pais e irmãos, por que tinha os amigos Sam e Patrick para faze-lo "participar" de algumas aventuras. Somente com esses amigos observamos uma alegria mais real no garoto, uma vez que para mim, Charlie sempre vivia em seu próprio mundo. Ele se apaixona, se droga, da uns Pt's e se sente infinito. Talvez esses momentos bons bastassem, porém como na realidade, quando estamos sozinhos as tormentas voltam a nos perseguir, e também era assim com Charlie.

[...] Esse é um livro muito bom, que aborda temas curiosos e com questionamentos e pensamentos do Charlie que você consegue levar para sua vida real. O livro é simples de ler e eu o li em uma semana por que não pude me dedicar totalmente a ele, mas a leitura flui bem e você certamente poderá ler em poucos dias.

*** Para ler a resenha completa acesse o post no blog.



site: http://www.palavrasambulantes.com/2017/03/resenha-as-vantagens-de-ser-invisivel.html
comentários(0)comente



Luigi 20/04/2017

Eu me sinto... Infinito
Caramba, caramba, caramba.

Eu decidi que tinha que ler essa obra quando fiquei sabendo que ela existia. Já tinha visto o filme, já tinha visto algumas vezes, na verdade. Por um bom tempo enrolei para começar a ler, não sabia exatamente o que esperar do livro. Que bom que eu o li.

Em uma narrativa de cartas conhecemos Charlie, o nome que ele usou para assinar suas cartas para um amigo que nunca conheceu, mas que foi uma parte muito importante de seu primeiro ano no colegial. O ensino médio pode ser estranho para algumas pessoas, mas Charlie aprendeu a lidar bem com seu primeiro ano. Amigos, família, namoros.

Eu gostei bastante da narrativa por me lembrar de Drácula, de Bram Stoker, que era narrado em diários. Cartas assim também me parecem diários, ainda mais quando estão reunidas. Conhecemos uma vida adolescente de pessoas como nós, pessoas que passaram por momentos complicados da vida. A própria adolescência é algo confuso, cheia de emoções e dúvidas, cheia de problemas e prazeres. Acho que às vezes nos esquecemos de como é passar por esses anos.

É uma história cheia de emoção, acho que isso pode definir a obra de Chbosky.

Os segredos que Charlie guardava, até mesmo dele, eram tão pesados. Tão fortes. Acompanhando seus dias de invisibilidade diante do mundo aprendemos que há bem mais do que ser apenas um amigo, apenas um ombro. Participar. Era o que ele queria, o que ele precisava, mesmo que ele não soubesse disso na época.

Eu acho que esse livro acabou se tornando um dos meus favoritos. Sinto que aprendi mais sobre a vida enquanto lia. Fiquei… Ah, não há bem como descrever isso. Acho que o meu prazer de ler as cartas de Charlie foi tão grande que deixei que a leitura demorasse mais do que o esperado. Duas semanas lendo sobre a vida do rapaz. Vivenciando com ele e seus amigos, Patrick, Sam, Bill, Bob, sua família. Eu me senti ali. Me senti junto deles.

site: https://diariolunar.wordpress.com/2017/03/21/resenha-as-vantagens-de-ser-invisivel-stephen-chbosky/
comentários(0)comente



. 18/04/2017

Me sinto Infinito
O livro “As Vantagens de Ser Invisível” de Stephen Chbosky, conta o drama diário de um adolescente problemático de 15 anos, calouro no ensino médio que tenta conhecer a si mesmo e enfrentar seus conflitos. Entretanto, possui muitos desafios a enfrentar tais quais: a morte de sua tia Helen de quem Charlie era muito próximo a qual nunca superou, o suicídio recente de seu único e melhor amigo, os problemas na escola e a tremenda dificuldade em fazer novas amizades.
O desejo de Charlie é deixar de ser um adolescente tão passivo, inerte em sua própria vida, que sempre deixa os outros tomarem decisões por ele e ser de fato o protagonista de sua vida. Porém tudo muda quando ele conhece os irmãos Sam e Patrick, dois adolescentes amantes da vida e que o ajudam em seu novo processo de mudanças, ensinando – o como encarar as adversidades.
Charlie é um adolescente doce, amável, traumático, altruísta, muito inteligente e apesar de suas novas aventuras com seus amigos, Sam e Patrick com drogas, sexo e rock ‘n roll, é também um adolescente puro em seu interior.
O livro é composto por cartas das quais Charlie escreve e endereça para um “amigo” (ironicamente desconhecido) e funciona como um diário, o qual conta esmiuçadamente tudo que acontece em seu dia – a – dia e todos os seus mais íntimos e profundos pensamentos. Esse estilo do livro aproxima ainda mais o leitor dos personagens, e deixa o livro mais leve e de melhor entendimento.
As Vantagens de Ser Invisível é sem dúvida alguma um livro para fazer o leitor mergulhar em sua história e refletir sobre a vida, sobre a forma como tem sido sua existência, o tratamento que tem oferecido às pessoas e se tem realmente aproveitado a vida. Através da narrativa doce e amável de Charlie somos tocados de tal forma que nos emocionamos a cada acontecimento em sua vida: rimos, choramos e chegamos a ficar chocados também.
Esse livro é de fato um daqueles livros que marca profundamente e deixa o leitor com um “gostinho de quero mais”. Nos deixa a pensar em como seria se o autor tivesse continuado a obra, ou como nós mesmos como leitores fantasiaríamos o desfecho dos personagens depois da cena final. O autor Stephen Chbosky, trata de forma muito simples a qual não deixa de ser real e séria, assuntos ainda difíceis e delicados de tratar, como: gravidez na adolescência, sexo, drogas, bebidas, homossexualidade, suicídio, depressão, violência doméstica etc.
Indubitavelmente ao terminar de ler “As Vantagens de Ser Invisível” o leitor se sentirá “infinito”.
comentários(0)comente



Carla 16/04/2017

Desafio a não se identificar...
Esse é um livro muito encantador e inovador, a forma como foi escrita age como o primeiro impacto sobre o leitor, porque você se pega interagindo com o personagem, você sente a emoção que o autor estava querendo transmitir.
O Charlie é um adolescente incrível que passou por muitas coisas difíceis, e mesmo assim não deixou de querer que alguém o compreendesse, ele estava disposto a viver novas aventuras... Foi um caso serio tentar conter a risada e o choro, me emocionei completamente quando ele conseguiu fazer novos amigos, e esses amigos sendo o Patrick e a Sam, foi como chegar ao céu!
Gente o Patrick é um cara absurdo de tão engraçado, e amei a forma que ele e a Sam acolheram o Charlie, consegui visualizar meus amigos neles, loucos sim, porem uns loucos que sempre estarão lá por mim!
Esse livro me mudou e inspirou a aproveitar cada segundo do lado das pessoas que amo, me lembrou de como é se sentir deslocada e solitária, mas também me lembrou de que podemos sentir alegria intensa do mesmo modo.
comentários(0)comente



1446 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |