Subliminar

Subliminar Leonard Mlodinow




Resenhas - Subliminar


35 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Emili 11/05/2014

Não é um livro cansativo!
Nossa, não entendo como várias pessoas não gostaram do livro, achando-o cansativo.
Eu simplesmente adorei! Leonard não perde o compasso, nos mostrando a todo o momento vários experimentos que nos surpreendem. Realmente a mente humana é incrível! Vale muito a pena ler esse livro!
Auristela 14/07/2015minha estante
Estou de acordo contigo. Li numa passada, achei leve, divertido. Enriquecedor.
Abraço,

Auri


Gui Olí 06/07/2016minha estante
E se for comparar com livros acadêmicos, esse não é nada cansativo.
É muito tranquilo de ler! :)




Vanessa Gravini 11/08/2013

Cansativo
Foi possível perceber como a mente trabalha para fazer certas escolhas, porém, o livro se torna enfadonho a partir do momento que descreve inúmeros estudos de caso; até entendo que sejam importantes, mas tudo o que é demais cansa. Finalmente acabei de ler (já não via a hora)
Diego Lops 25/01/2018minha estante
Conhecimento e informação demais cansa. Cansa os cérebros preguiçosos.




Isa 21/02/2014

Psicologia e ciência para iniciantes :)
Com Subliminar, Mlodinow utilizou pouco mais de trezentas páginas para estabelecer os avanços feitos nas partes do cérebro que mexem com nossas decisões, preferências e intuições. Fundamentando-se em pesquisas famosas (e outras nem tanto), ele consegue abordar o assunto de modo engraçado (a mãe dele é a melhor) e até dinâmico, por meio de ilustrações.

A leitura foi consideravelmente rápida, apesar de eu perder o interesse entre um experimento e outro, já que basicamente três quartos do livro referem-se à tentativas de descobrir a verdade ou de chegar mais perto dela por meio deles. Para ler um capítulo facilmente e sem pausas, é preciso ter muita vontade :P. Lendo a sinopse, não imaginei que ele envolveria tanto a ciência - neurologia e afins -, mas isso não interferiu na minha leitura; aliás, eu até gostei ainda mais do livro!

Ele abre os olhos para aquelas decisões pequenas que fazemos no cotidiano e que pensamos fazê-las ao acaso, mas que, na verdade, algo em nosso cérebro nos convenceu a escolhê-la bem antes e por uma razão que pode ou não ser lógica - como a dos sobrenomes. Mlodinow me fez questionar cada ponto da minha vida e ainda conseguiu me fazer sorrir, apesar da pequena crise de existência feita por ele. Acredito que este foi um dos meus primeiros livros mais voltados à assuntos científicos (biologia, psicologia, sociologia) que eu já comprei e li por livre e espontânea vontade. Para aqueles que desejam se inteirar nesses assuntos, recomendo bastante esta obra.
comentários(0)comente



Anitta.Rodrigues 27/02/2019

Livro incrível
O livro é demais. Com certeza entrou para minha lista de favoritos. Após (e durante) a leitura é impossível não se surpreender com os fatos apresentados e questionar todas as suas ações.
A visão sobre mim e minhas ações e atitudes, desejos e pensamentos foi melhor entendida após esse livro, também o pensamento em relação ao próximo.

Terminei a leitura agora e já quero reler.
comentários(0)comente



Damata 05/02/2019

Como opera o vasto submundo da mente humana.
Mlodinow demonstra como possuimos 2 cérebros que operam de formas e forças diferentes. É no nivel inconsciente que interpretamos tudo o que vemos, escutamos, lembramos e sentimos do mundo a nossa volta. Vasto conhecimento em neurociência e psicologia, demonstradas nas mais recentes descobertas. Recomendo para quem quer entender melhor os mecanismos que nosso cérebro utiliza para interpretar o mundo. Além dele ter sido um dos melhores amigos do físico Stephen Hawking.
comentários(0)comente



Robson Furtado 03/12/2018

Impressões
A melhor palavra pra definir esse livro é: Interessante. Confesso que esperava mais pelo que me falaram. Enfim, se você já tem algum envolvimento com neurociência, este livro não vai lhe trazer muitas novidades. Ele fala como o inconsciente no entendimento moderno atua. O destaque dele é que o autor cita dezenas de estudos e experiências, estando quase todos nas referências, diferente de muitos livros que lançam aquele famoso "estudos apontam" ou simplesmente tiram a "informação" da bunda (Não significa que todos os estudos citados sejam confiáveis). Caso não tenha tido muito contato com neurociência previamente, o livro vai lhe mostrar como nossa percepção, crenças, pensamentos e comportamentos são moldados e produzidos à luz desse campo de conhecimento. No geral, é uma leitura bem fácil, fluída, rápida e agradável. Não é uma leitura indispensável, mas a recomendo caso goste do assunto ou se quiser conhecer um pouco sobre ele.
Judeu 02/02/2019minha estante
Obrigatório por sua análise. Li outros textos que abarcam um pouco a neurociência como Os Dragões do Éden de Carl Sagan e me interesso um pouco sobre a área. Amo divulgação científica gosto da forma de escrever do Mlô.

Poderia recomendar outras leituras básicas sobre neurociência que seriam, a seu ver, realmente indispensáveis?


Robson Furtado 02/02/2019minha estante
Cara, apesar de gostar muito da área, não tenho tantas leituras sobre os campos de estudo que a compõem. Acho que além do Mlodinow, você pode procurar coisas de autores como António Damásio e Ivan Izquierdo. Se vc gostou da escrita do Mlodinow e Carl Sagan, provavelmente vai gostar dos livros do neurologista Oliver Sacks que puxam mais pra literatura, mas abordando neurociência. O livro Cem Bilhões de Neurônios do autor Roberto Lent talvez seja um bom livro pro que vc está procurando por se tratar de conceitos fundamentais. Talvez valha a pena procurar materiais dos campos de estudo que integram a neurociência.


Judeu 07/02/2019minha estante
Muito obrigado pela resposta. Irei me instruir mais a respeito. Sou de exatas, mas também sou um eterno curioso sobre as ciências em geral.




Dvalmont 29/12/2013

Simples e surpreendente
Um livro excelente, de - apesar do assunto - fácil leitura e muitas vezes até engraçado. Mlodinow discorre sobre como nossa mente é suscetível ao inconsciente e como esta ferramenta nos ajudou a sobreviver e atravessar os tempos de forma não perfeita, porém precisa. Uma ótima leitura e bem reveladora...
comentários(0)comente



AllanATS 10/10/2015

“Existe um caminho que vai dos olhos ao coração sem passar pelo intelecto” Gilbert Chesterton
Leonard Mlodinow consegue com sucesso transmitir através de seus livros conhecimentos científicos de maneira brilhante e fácil para o público leigo ou com pouco conhecimento dos moldes da ciência. Embora possua formação em física, suas análises em outras áreas como psicologia e estatística são riquíssimas e de boa referência sendo utilizado até em estudos dessas áreas.

O livro subliminar almeja através de seus capítulos deixar claro o grande poder da mente subconsciente e como ela influencia diversos dos nossos comportamentos. Através de referências clássicas e atuais ele busca mostrar o quanto nós subestimamos esse incrível lado da mente que é pouco estudado e que fornece os principais cernes do conhecimento humano.

O livro é dividido em duas partes formado por 10 capítulos. A primeira parte é definida “O cérebro duplo”, apresenta como os cientistas atualmente vêm e classifica o papel do cérebro em atividades conscientes e inconsistentes e como essas atividades estão correlatas. Nessa parte conhecemos mais sobre as diferentes partes do cérebro e como elas se relacionam entre si.

A segunda parte do livro “O inconciente social” transmite a ideia de como a mente evoluiu para os moldes atuais gracas a importância do processo social. Nossa mente se adaptou ao padrão social para garantir a sobrevivência de nossa espécie. Mesmo isso tendo um lado positivo, muitas coisas ruins também podem ser observadas dessa evolução. A capacidade de classificar as coisas e as pessoas facilita a maneira como nossos blocos de pensamentos são construídos, mas trás alguns aspectos negativos como o preconceito e os esteriótipos. Afinal, quem nunca viu um japonês e pensou que ele é bom em matemática?

O último capítulo lembrou-me um livro de auto-ajuda (talvez por ser todo focado em como o cérebro enxerga o “eu” ) e trás de uma perspectiva científica o quão o ser humano é especial e único.

O verdito final…

Sinto-me confortavelmente feliz toda vez que termino de ler um livro como o do Mlodinow pois, enxergo-me com uma visão diferente (como uma pessoa diferente daquela que abriu o livro). Visto que o conhecimento ganho com esse livro pode influenciar em nosso padrão de vida e ajuda a perceber o porque de pequenas atitudes inconsistentes que tomamos todos os dias.

Recomendo a leitura em longos períodos, pois é um livro que trás a tona questões reflexivas (além de pequenos testes) e que pode precisar de algum tempo pensando e tentando implementar algumas coisas que são apresentadas.

Recomendo a leitura aos profissionais que trabalham com a mente (psicólogos, psiquiatras, etc)

Aqueles que já se interessaram e estão adicionando em suas listas de leitura duvido que, ao término do livro, vocês não se sintam com mais conhecimento de como sua cabeça funciona!

Outras resenhas estão disponíveis lá no Blog ;) Livrorando.wordpress

site: https://livrorando.wordpress.com/
Claudio 26/09/2017minha estante
Parabéns pela resenha Allan. Conseguiste fazer um breve resumo do livro com as suas devidas considerações.




Ju 02/03/2014

Interessante
Neste livro, Leonard Mlodinow trouxe informções de como andam as pesquisas em torno da neurociência. Com este título bastante controverso soube argumentar em favor dele com relatos de experimentos realizados no passado e nos dias atuais. Para leitura rápida, vale a pena.
comentários(0)comente



Luan Poppe 28/09/2018

Demorei um pouco pra ler o livro, mas de umas duas semanas pra cá consegui ler de forma constante, então acho que essa demora não prejudicou minha experiência com o livro.

De forma geral, achei o livro interessante, especialmente em relação ao conteúdo que foi passado pelo autor. É muito fascinante ver como o nosso incosciente tem tanta influência sobre nós, nossas ações e pensamentos. Nesse aspecto, o livro é muito bom e traz muitas informações interessantes. Porém, tenho que admitir que não gostei muito do ritmo de narrativa do Leonard. Por vezes parece que a escrita fica meio arrastada, por vezes não empolga tanto quanto acredito que poderia empolgar. Uma das coisas específicas que me incomodou um pouco foi constantemente ele explicar com detalhes como pesquisas foram realizadas. Acho que ele perde muito tempo explicando essas pesquisas, e foca menos no que a gente pode concluir a partir dessas pesquisas.

Por fim, achei o livro bom, mas termino de ler com a sensação de que ele poderia ser melhor. No mais, recomendo para quem quer entender um pouco mais como nosso inconsciente influencia todas as áreas de nossa vida!
comentários(0)comente



Dogivaldo 13/02/2019

Livro muito bom
O livro serve para quebrar alguns mitos sobre a nossa racionalidade. Nem sempre somos tão objetivos e pensantes quanto achamos.
comentários(0)comente



Valério 05/02/2018

Excepcional
Aqueles que, como eu, são incansáveis buscadores de conhecimento sobre si, que querem a todo custo entender porque somos como somos, terão aqui uma importante peça do quebra-cabeças.
Mlodinow explica, de forma clara e detalhada o comportamento que adotamos na maioria das vezes e que pensamos ser fruto de nosso raciocínio e análise, quando não passa de condicionamento. Somos muito menos senhores de nossos atos do que imaginamos.
Uma análise interessantíssima de psicologia social e comportamental.
Um estudo científico que consegue ao mesmo tempo ser leve, tornando-o acessível mesmo para que nunca leu nada sobre neurociência cognitiva.
Subliminar desvenda vários caracteres que explicam o ser humano e sua forma de agir.
Henrique 05/02/2018minha estante
Adoro este tema. Vai pra minha lista!


Valério 05/02/2018minha estante
Então vai gostar. Abs




Victor.Santos 06/09/2019

Melhor do que parece
Livro ótimo! Leve e com muita ciência. Trata de como somos influenciados e não nos damos conta disso, e por meio de vários experimentos demonstra isso.
comentários(0)comente



salim.rabelo 26/12/2016

Para quem gosta de argumentações científicas
Para quem prefere uma leitura com uma retórica mais empírica, com menos dados ou citações, pode ser um pouco enfadonho. Porém, quem gosta de pesquisa, busca se aprofundar no tema indo atrás de citações e tem um perfil mais analítico, o livro, com certeza, será um verdadeiro deleite.

Não o considero uma leitura pesada, densa, ou de difícil compreensão, mas ele pede momentos de divagações para poder refletir sobre as constantes contradições expostas pelas novas descobertas da ciência.

Super recomendado.
comentários(0)comente



35 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3