Playboy Irresistível

Playboy Irresistível Christina Lauren




Resenhas - Playboy Irresistível


67 encontrados | exibindo 61 a 67
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Paula Juliana 12/05/2014

Resenha: Playboy Irresistível - Beautiful Bastard - Livro 03

''Você já sentiu que as pessoas que mais lhe significam não são as que você mais vê? Ultimamente, sinto como se não estivesse direcionando meu Coração onde importa.''

Simplesmente o melhor livro da série para mim. Playboy Irresistível da série Beautiful Bastard deu um show. Um show de personagens gostosos. Um show de conquista e provavelmente o mais quente livro da série.
Will maravilhosamente destronou Bennet de seu reinado para mim! (Risos!) Não sei onde essa autora consegue tanta imaginação para criar esses homens dela. Simplesmente de tirar o fôlego!

Hanna nossa mocinha é uma nerd. Viciada em trabalho e estudos, ela simplesmente esqueceu que a vida não é só isso. Então seu irmão vem para uma visita e lhe dá uma sacudida, diz que para ela ligar para seu melhor amigo que morra na mesma cidade e pedir ajuda para ele lhe dar um toque de como ser mais social. Imaginem só que esse amigo de seu irmão é o homem que fez Hanna ter muitas fantasias sensuais na sua adolescência, mas que nunca a viu como mulher!

Wiil o Playboy do pedaço. Lindo, rico, gostoso e charmoso. Ele sabe fazer uma mulher se sentir bem! Masssssss... o bonito tem amantes e não relacionamentos! Não que ele seja avesso aos relacionamentos amorosos como eram seus amigos Bennet e Max. Ele só não encontrou a mulher ideal.

Hanna liga para Wiil. Os dois se reencontram depois de anos sem se ver e Will não vê mais a garotinha Ziggy e sim a mulher Hanna!

Porém, a nossa protagonista tem uma visão de Will. Do garoto que ela conheceu aos seus 19 anos e não do homem com seus 31 anos. E até ela perceber que o homem está sendo sincero e que ela é mesmo diferente para ele, nada de casual ou outra qualquer, nosso mocinho tem que rebolar e correr muito! (Quem leu vai entender!)

''Mas agora eu sabia por que as mulheres verdadeiramente perdiam a cabeça por ele. Porque no fim, ele realmente sabia todas as necessidades que uma mulher tinha. Que eu tinha. Ele me arruinou para qualquer outro homem, mesmo antes do primeiro toque. E quando se inclinou por trás de mim arrastando os lábios através da minha orelha – não era um beijo, não exatamente – e perguntou, “Você acha que vai gritar quando gozar dessa vez também?” – eu estava perdida.''

Com certeza boas risadas garantidas. Deu para matar a saudade de todos os personagens da série. Deu de suspirar por Will e querer sacudir Hanna e ao mesmo tempo rir muito com ela e sua espontaneidade.

A História é ''viciantemente'' gostosa. Will foi uma bela surpresa para mim. Não senti que ele cometeu nenhum erro durante a narrativa. Seus sentimentos sempre verdadeiros e intensos. Nada de querer matar o mocinho aqui. Para mim foi uma grande torcida pelo romance e amei o caminho todo percorrido pelo casal. Foi um livro para fechar a trilogia com chave de ouro! AMEI!

''No final se ama um desejo e não o que se é desejado.''

http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/04/resenha-playboy-irresistivel-beautiful.html

site: http://overdoselite.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Paula 03/03/2014

Era o que eu esperava
Meu Deus, simplesmente maravilhoso, não sei se ainda continuo apaixonada por Max ou me encantei com Will, que casal fofo! Novas descobertas para os dois, so achei que poderia esticar o final mais um pouco, adorei o cruzamento das histórias de Bennet e Clhoe x Max e Sara. Recomendadissimo!!!!!
comentários(0)comente



Regiane.Braga 02/09/2018

Playboy irresistível
Hanna e Will.. irresistíveis.. achei maravilhoso a forma como o mocinho se apaixona, ele não quer saber de compromisso e é surpreendido pelo amor arrebatador por Hanna ..
comentários(0)comente



Terapiadolivro 02/01/2016

Bom!
De toda a série foi o que menos me interessou! Achei Will e Hanna muito confusos e sem muita química! Mas o romance é bem gostoso de ler.
comentários(0)comente



Karol Santos 06/01/2016

Nerd Pegador
Playbloy Irresistível, é narrado em primeira pessoa intercalando entre o casal principal da vez que Will Summer e Hanna Bergstrom (Ziggs). Depois de muitos anos de paixonite de adolescência por Will, Hanna decide encontrá-lo, após um intimato de seu irmão mais velho, para ela viver mais a vida, e nada melhor do que pedir pra um nerd pra lá de liberal e profissional nos relacionamentos casuais pra ensiná-la. Porém entre as regras de relacionamentos Will se vê envolvido com Hanna e acaba caindo na própria armadilha: enquanto ele procura algo mais sério e ela como uma boa aluna quer manter tudo no âmbito casual.
Este foi meu primeiro livro do ano de 2016, confesso que deixei esta serie um pouco de lado quando percebi que ela era muito extensa e com grande troca de personagens, coisa que não me agrada. Mas...
..És que as autoras tem uma escrita tão envolvente que me vi viciada em todos os livros, até parei de me perder em como todos os personagens se conhecem e de certa forma são uma grande família.
comentários(0)comente



Priscila 20/06/2018

Gostei de tudo!!!
Nesse volume vamos conhecer mais o Will Summer (que aparece em Paixão Irresistível, quando Bennedit, Max, Will e Neil vão para Las Vegas). Will trabalha com o Max e é um playboy assumido. Tem carrões caros e mantêm uma rotina comum, sem contar que ele que ele corre todos os dias de manhã, para manter a forma e também para participar de um evento de triatlo.

Também vamos conhecer Hanna Bergstrom. Hanna é uma super CDF, que trabalha em um laboratório, na verdade ela fica enfiada em um laboratório. E com isso ela sofre uma intervenção de seu irmão Jengen e de seu pai. Jensen diz para ela saia mais e tenha uma vida normal, mas ela debocha do irmão. Então ele propõem que ela ligue para Will, para que ele possa “ensiná-la” a ter uma vida mais social, já que ele é beeeeem sociável.

Aqui vai uma observação: Will é o melhor amigo de Jensen. Eles se conheceram na faculdade, e passava alguns dias na casa da Família Bergstrom. Então, Hanna conhece Will a muito tempo e sempre teve uma paixão secreta por ele. Will até beijou sua outra irmã, a Liv. Então Hanna já sabia da fama de Will, mesmo fazendo muito tempo que não se viam.

Voltando a história: Hanna decide ligar para Will, com o pretexto de que seu irmão havia lhe pedido. Claro que Will já sabia que Hanna ligaria para ele, e então ele marcou com Hanna no parque para uma corrida. Hanna aceitou e no dia combinado, estava no parque para a tal corrida. Quando o Will viu Hanna, ele quase não a reconheceu e acabou chamando pelo seu apelido: Ziggy.

Quando Hanna se virou e viu Will, sentiu seu coração palpitar (acredito que sentiria o mesmo se visse uma antiga paixão). Eles se cumprimentaram e começaram a conversar. Hanna lhe disse que precisa se socializar e também queria sair com outra pessoas, conforme seu irmão havia lhe dito e também (claro), que Will já sabia disso.

Will começou a lhe dar algumas dicas enquanto eles corriam um pequeno percurso. E Hanna estava ouvindo tudo atentamente. Eles se encontravam todo dia para corrida, que rendia muitas conversas e dicas e cada dia Will reparava mais e mais em Hanna. Até que surgiu uma festa, no apartamento de um amigo de Hanna, onde a mesma lhe convidou para ajudá-la. Enquanto conversavam na festa, Hanna bebia muito e ficou bem alta e bem corajosa também. Por que?? Ela puxou o Will, e eles foram para um quarto escuro e Hanna praticamente atacou Will, lhe dizendo que queria que ele a tocasse.

Will se sentiu totalmente perplexo a atitude Hanna e quase recuou. Mas ele estava tão excitado e atraído por ela, que acabou cedendo e fazendo o que ela queria. Havia uma química intensa entre os dois, e Will não estava entendo o que estava acontecendo e achou que aquilo era pura adrenalina e também muito tesão. Depois de os dois estarem bem “satisfeitos”, saíram do tal quarto e voltaram para a festa.

Hanna estava bem alta ainda e logo se envolveu em uma conversa com um outro cara. Will vendo aquilo de longe, percebeu que ela não precisaria mais dele e foi embora. No dia seguinte ela o encontrou e eles conversaram sobre o encontro que ela teria com o tal cara e também o que havia acontecido entre eles. Depois disso, Hanna teve seu primeiro encontro e durante o mesmo, mandava mensagens para Will com dúvidas sobre o faria e o que poderia acontecer no encontro.

Claro que Will respondia a todas as suas mensagens, assim como também o seu desejo por ela também crescia. Até que um dia eles transaram loucamente e Will se viu em uma situação nova: estava se apaixonando e não queria ficar com mais ninguém além da Hanna.

Olha tenho que lhes dizer, que essa história me encantou mas não muito. Acho que as outras histórias me cativaram muito mais que essa e isso não significa que não gostei, pelo contrário. Já conhecia o Will, por causa de Paixão Irresistível, e estava muito curiosa para saber como seria a sua história. E quando estava lendo, percebi que o desenvolvimento da história dele estava diferente. Na verdade, os acontecimentos estavam diferentes.

Como assim?? Bom, em Cretino e Playboy, os acontecimentos eram: a estagiária tinha um caso com o patrão e assim em diante. E nesse livro do Will, não foi assim. Achei a história mais “natural” e isso me cativou e me prendeu durante a história toda. A mesma tem uma emoção mais moderada do que a história do Bennedit, por exemplo, onde me emocionei muito mais do que essa.

Mas quando terminei e simplesmente gostei do final, senti meu coração bem quentinho com o amor dos dois. Um amor mais intenso e um pouco possessivo, mas mais intenso. E isso também me cativou. Ah, e todo o drama que acontece nos primeiros livro quase não tinha nessa história. E isso me pegou totalmente desprevenida (hahahaha e como viu) e algumas poucas vezes achei entediante, na verdade achava um pouco entediante as inseguranças da Hanna.

No geral: a história tem um tom diferenciado dos outros livros, deixando a mesma mais “natural”. Os personagens continuando sendo bem construídos e nessa história, eles tinham uma ligação mais intensa, deixando as coisas mais quente entre eles. Todo o cenário foi, também, bem construídos e totalmente amarrados a história. Simplesmente gostei de tudo.

Recomendo muito a leitura desse livro, e também dos livros anteriores.

site: http://bresenhando.blogspot.com.br
comentários(0)comente



ocantinhodarafa 07/12/2017

Livro lido em 2017
Presente de Niver da amiga Jake, amei a leitura, o tipo de livro que eu me apaixono pelo protagonista kkkkkk
comentários(0)comente



67 encontrados | exibindo 61 a 67
1 | 2 | 3 | 4 | 5