Inspiração

Inspiração Gisele Souza




Resenhas - Inspiração


38 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Páginas da minha vida 08/09/2021

Que química do casal
Vamos conhecer a história de Layla, uma menina que teve que virar adulta rapidamente, Layla perdeu o pai e a mãe acabou de afundando em uma depressão e morreu também, com isso Layla teve que cuidar de seu irmão mais novo e com isso ela viveu em prol de dar o melhor para o irmão então ela trabalhava como assistente em um escritório de advocacia durante horário comercial e após o trabalho cantava em um bar, Layla é apaixonada por música belo dia enquanto ela toca no bar aparece Bruno um médico cirurgião e mulherengo mas a troca de olhares entre os dois é intensa desde o primeiro momento e desde então vai surgir uma química que meu Deus. Bruno é avesso a relacionamentos o único homem no meio de 4 mulheres ela diz que não quer mais uma de metendo em sua vida, mas acontece que Bruno fica de quatro por Layla. Mas não foi só a química de Layla e Bruno que me chamou atenção nessa história mas a conexão entre Layla e seu irmão Lucas foi lindo de ler e a de Bruno com suas irmãs mesmo com tantas brigas e implicâncias entre eles. Eu adorei o livro.
comentários(0)comente



Rose 15/05/2021

Layla não teve uma vida fácil. Após a morte de seu pai, ela precisou crescer e se tornar responsável não apenas dela, como também de seu irmão Lucas. Ela se tornou irmã, pai e mãe, e para criar o irmão, precisou abrir mão de seus sonhos.

Mas a música ela nunca deixou de lado. Hoje ela se divide entre o emprego de secretária em um escritório de advocacia e as noites em que canta no Beer.

Por conta da vida complicada e da responsabilidade de criar o irmão, ela pulou a adolescência e nunca foi de namorar muito. Na sua vida as aventuras e loucuras dos jovens não tinham espaço.

Muito diferente de Bruno, que aproveitou muito bem a adolescência. Hoje, ele é um médico conceituado, e que curte sua solteirice. Lindo e inteligente, nunca teve problemas com as mulheres.

Eles eram o oposto um do outro, mas isso não impediu que a atração chegasse com tudo. Dois mundos distintos que se colidem. Enquanto um tem medo de amar e sofrer, o outro nem o amor estava procurando. Nesta equação, ambos vão sair de sua zona de conforto, mas estarão preparados para as armadilhas de um relacionamento?

Gosto muito da escrita da Gisele, e mais uma vez não me decepcionei. O romance é leve e gostoso. Bruno é um doce, e ver a interação dele com as irmãs e mãe era ótimo. Layla é uma pessoa muito forte, que abriu mão de si mesma por conta do irmão. Apesar de ter achado que ela foi um pouco infantil em um determinado aspecto, não dá para jogar pedra, pois quem nunca teve um ciúmes na vida? Agora fiquei curiosa para conhecer a história do Lucas, que pelo visto, promete algumas emoções…
Layla não teve uma vida fácil. Após a morte de seu pai, ela precisou crescer e se tornar responsável não apenas dela, como também de seu irmão Lucas. Ela se tornou irmã, pai e mãe, e para criar o irmão, precisou abrir mão de seus sonhos.

Mas a música ela nunca deixou de lado. Hoje ela se divide entre o emprego de secretária em um escritório de advocacia e as noites em que canta no Beer.

Por conta da vida complicada e da responsabilidade de criar o irmão, ela pulou a adolescência e nunca foi de namorar muito. Na sua vida as aventuras e loucuras dos jovens não tinham espaço.

Muito diferente de Bruno, que aproveitou muito bem a adolescência. Hoje, ele é um médico conceituado, e que curte sua solteirice. Lindo e inteligente, nunca teve problemas com as mulheres.

Eles eram o oposto um do outro, mas isso não impediu que a atração chegasse com tudo. Dois mundos distintos que se colidem. Enquanto um tem medo de amar e sofrer, o outro nem o amor estava procurando. Nesta equação, ambos vão sair de sua zona de conforto, mas estarão preparados para as armadilhas de um relacionamento?

Gosto muito da escrita da Gisele, e mais uma vez não me decepcionei. O romance é leve e gostoso. Bruno é um doce, e ver a interação dele com as irmãs e mãe era ótimo. Layla é uma pessoa muito forte, que abriu mão de si mesma por conta do irmão. Apesar de ter achado que ela foi um pouco infantil em um determinado aspecto, não dá para jogar pedra, pois quem nunca teve um ciúmes na vida? Agora fiquei curiosa para conhecer a história do Lucas, que pelo visto, promete algumas emoções…


site: https://www.instagram.com/fabdosconvites/
comentários(0)comente



Jens.med 27/10/2020

Inspiração
Layla Bonatti é uma jovem mulher de 27 anos que passou por poucas e boas na vida. Ela e seu irmão, Lucas, viveram uma vida boa e saudável sozinhos. Bem, até um momento. Com seu irmão passando mal, seu destino é cruzado com o do médico Bruno, um grande conquistador. Será que algo bom poderia vir dos dois?

Preciso dizer que AMO esse livro. Ele é aquele romance envolvente que te faz querer ler cada vez mais. Porém, o que eu mais gosto nele são os protagonistas.
☕A Layla (como quem já leu sabe e quem vai ler vai descobrir) passou por algumas coisas na vida que lhe tornaram uma mulher forte. Ela é aquela pessoa que dá a vida por sua família e que luta pelo que é certo, além de ter uma voz maravilhosa, que, por acaso, leva o Bruno a loucura.
☕O Bruno, como já falei, ele é um conquistador, mas não aquele tipo de cara que pensa "ai, todo mundo cai ao meu redor porque eu sou irresistível". Conforme vamos conhecendo ele, vemos o cara incrível que ele é e uma das coisas que mais adoro nele é a forma como ele apoia a Layla, seu anjo, no que ela quer fazer.

site: https://www.instagram.com/p/CGD-xLmjNtn/
comentários(0)comente



Ester 15/07/2020

Romance e música
comentários(0)comente



LorenaBritoPestana 30/03/2020

Não rolou
Simplesmente não gostei da escrita da autora. A história tinha tudo para dar certo, mas não foi bem trabalhada.
comentários(0)comente



@leiturasdajah 10/02/2019

Puro fogo
Bruno e Layla são um lindo casal ele médico garanhão ela batalhadora só que ver seu irmão bem quando as vidas dos dois se encontraram faíscas voam no ar ele se apaixonou ela tem medo de se entregar mas a cada dia eles se conectam se completam e irão fazer de tudo para viverem seu amor.
comentários(0)comente



Renata @riodelivros 27/05/2018

A primeira obra da Gisele foi Inspiração, escrita em 2013, o livro em questão faz parte de uma série, composta de 4 livros.
Na história que dá início a série, conhecemos  a Layla e seu irmão, Lucas, eles perderam os pais muito jovens e quando era apenas uma adolescente nossa mocinha assumiu a guarda do caçulinha. Eles só tem um ao outros, e logo nas primeiras páginas Lala vê o irmão passar por uma cirurgia de risco repentinamente... O médico do plantão se oferece para fazer a cirurgia por conta dele, já que o convênio não cobre o procedimento.
É assim que Bruno Petri entre na vida dos irmãos Bonatti , mesmo que indiretamente... Layla tem um trabalho formal, e de noite canta no Beer Bar, para ajudar a bancar a faculdade de medicina do irmão.

Em uma noite ela conhece um homem de instigantes olhos azuis (já estamos apaixonadas né, afinal o cara já salvou a vida do irmão dela!!!!!!). Nas primeiras interações do casal tivemos um certo estranhamento pois o Bruno se mostrava meio idiota, segundo as palavras da Renata "arrogante no início, depois nos rendemos aos encantos dele". O livro é divertido, trás alguns amigos e  família do Bruno a tira colo, com personagens bem complexos e segredos para serem revelados ao longo de toda a série.

O livro aborda assuntos importantes, embora não aprofunde nos temas. A Layla passa por situações de assédio no ambiente de trabalho e inicialmente opta pelo silêncio. A irmã do Bruno sofre um trauma nas mãos do namorado, situação que também não é muito explicada e aprofundada no 1° volume da série... O Bruno é médico, o irmão da protagonista cursa medicina e vários personagens estão ligados a essa ambiente, o que trás intrigas e um ar diferente a história.

Outro detalhe que aquece o coração são as músicas, livros com #playlist trazem uma experiência diferenciada. Esses livros são recheados de músicas maravilhosas. ?
comentários(0)comente



Thami @riodelivros 18/05/2018

@riodelivros apaixonadas por mais uma história da Gisele.
Na história que dá início a série, conhecemos a Layla e seu irmão, Lucas, eles perderam os pais muito jovens e quando era apenas uma adolescente nossa mocinha assumiu a guarda do caçulinha. Eles só tem um ao outros, e logo nas primeiras páginas Lala vê o irmão passar por uma cirurgia de risco repentinamente... O médico do plantão se oferece para fazer a cirurgia por conta dele, já que o convênio não cobre o procedimento.
É assim que Bruno Petri entre na vida dos irmãos Bonatti , mesmo que indiretamente...
Layla tem um trabalho formal, e de noite canta no Beer Bar, para ajudar a bancar a faculdade de medicina do irmão.
Em uma noite ela conhece um homem de instigantes olhos azuis (já estamos apaixonadas né, afinal o cara já salvou a vida do irmão dela!!!!!!). Nas primeiras interações do casal tivemos um certo estranhamento pois o Bruno se mostrava meio idiota, segundo as palavras da Renata "arrogante no início, depois nos rendemos aos encantos dele".
O livro é divertido, trás alguns amigos e família do Bruno a tira colo, com personagens bem complexos e segredos para serem revelados ao longo de toda a série.

O livro aborda assuntos importantes, embora não profunde nos temas. A Layla passa por situações de assédio no ambiente de trabalho e inicialmente opta pelo silêncio. A irmã do Bruno sofre um trauma nas mãos do namorado, situação que também não é muito explicada e aprofundada no 1° volume da série...

O Bruno é médico, o irmão da protagonista cursa medicina e vários personagens estão ligados a essa ambiente, o que trás intrigas e um ar diferente a história.
Outros detalhe que aquece o coração são as músicas, livros com playlist trazem uma experiência diferenciada. Esses livros são recheados de músicas maravilhosas.
comentários(0)comente



Monique Neves 21/11/2017

Lamentável
Esse é o 2° livro que li desta autora fofa. Ela é uma simpatia mas infelizmente não me cativou como leitora. Gostei mais do prequel no final do livro do que toda a história.
comentários(0)comente



Anna.Helena 10/07/2017

Romance e música
Gostei muito, pra ser feliz o que basta é escolher amar mesmo com as dificuldades.
comentários(0)comente



Raquel.Menezes 27/05/2017

Linda história de amor e uma lição de vida! Me identifiquei muito com esse livro, com certeza um dos meus favoritos! :D
comentários(0)comente



Jéssica Spuzzillo @pintandoasletras 01/03/2017

Inspirador...
Layla ,perdeu seus pais muito cedo e teve que ser responsável pela criação do seu irmão Lucas, de 11 anos. Sabe aquela personagem forte e guerreira? É ela ! Abriu mão dos seus sonhos e relacionamentos para oferecer sempre o melhor para o irmão.

Agora aos 27 anos , se recusa a ver que Lucas cresceu e se desdobra em dois empregos para pagar a faculdade de medicina dele. De dia é secretária e de noite canta em um bar famoso da sua cidade.

Em uma das suas apresentações, ela conhece o Doutor Bruno , um médico muito atraente e conquistador.

Bruno, se apaixonou assim que a ouviu cantando pois através da sua música ela transbordava muito sentimento.

A atração foi mútua , será que Layla vai deixar os seus medos de lado encarando esse relacionamento?Será que pela primeira vez vai deixar alguem ama-la? Deixar ser cuidada ao invés de ficar se preocupando sempre com o seu irmão e nunca ela?

Me apaixonei pelo Dr.Bruno, apesar de ser um pouco arrogante e galinha no começo , ele é um profissional bondoso e um irmão presente.

“Eu serei sua nuvem acima do céu . Eu serei seu ombro quando você chorar .Eu ouvirei sua voz quando me chamar .Eu sou seu anjo"

O relacionamento entre os irmãos Layla e Lucas , me comoveu, o laço afetivo deles é muito forte, ele é um menino incrível e muito fácil de se apaixonar.

Nessa história encontramos ação, prazer, amor, perdas, companheirismo e de fundo uma trilha sonora brasileira maravilhosa.

Os personagens secundários aparecem em boa parte do livro e alguns farão parte dos próximos volumes da série, então já dá para termos uma ideia do que esperar, estou louca para ler!

Recomendo muito esse livro pois é lindo a forma como o amor renova as esperanças e nos faz amadurecer.

Copiando o título do livro para resumir tudo o que achei com uma palavra: INSPIRADOR!

"Nenhuma montanha é alta demais para você escalar.Tudo que você tem que fazer é ter um pouco de fé na subida.Nenhum rio é largo demais para você atravessar.Tudo que tem que fazer é acreditar quando orar"

site: www.pintandoasletras.com.br
comentários(0)comente



Bia Santana | Viciados em Leitura 11/01/2017

Muito bom!
Olá, pessoal. Hoje trago a resenha de um livro que já estava na minha listinha de leituras há alguns meses. E posso dizer pra vocês, depois de alguns dias acompanhada de Layla e Bruno, que Inspiração começa muito bem essa série, pois é um livro inspirador (com o perdão do trocadilho com o título), encantador e apaixonante.

Nele, a Gi nos apresenta a história de Lyala Bonatti, uma linda jovem que sofreu a morte prematura de seu pai. Pouco tempo depois, por ter perdido seu grande amor e ter se transformar numa pessoa completamente oca, a mãe de Layla também vem a falecer. Com isso, a pequena Layla se vê sozinha para cuidar do irmão, Lucas.

Layla mesmo jovem, assume a responsabilidade de cuidar do irmão mais novo, deixando de lado a própria vida, seus sonhos, para que nada falte ao seu amado irmão. Anos depois, os dois estão vivendo relativamente bem. Para pagar a faculdade de medicina de Lucas, Layla trabalha como secretária em um escritório de advocacia e a noite faz o que ela realmente ama, que é cantar em um bar, o Beer.

Também vamos conhecer o delicioso médico, digo, o dedicado médico, Bruno Petri. Ele é um excelente médico, que dá duro nos plantões, mas também é um galinha e tanto! Não é segredo pra ninguém que ele vive tendo casos enrolados com médicas e enfermeiras, sem nada sério com nenhuma delas por não querer mais nenhuma mulher em sua vida. Isso porque Bruno está cheio delas. Tendo quatro já atrás dele, a mãe e as três irmãs, Bruno não pensa em ter relacionamento sério com ninguém, ou melhor dizendo, não pensava até bater os olhos no anjo de voz rouca que cantava no Beer.

Certo dia, Alberto, um amigo médico – e também galinha – de Bruno, o convida para ir ao Beer. Bruno fica encantadíssimo com a bela garota cantando e no momento do intervalo do show, quando Layla vai até seu camarim, Bruno vai atrás dela. Com seu jeitão galinha e safado, Bruno é totalmente direto e rouba um beijo de tirar o fôlego de Layla. Ela por sua vez fica completamente atordoada com a atitude do belo moreno de olhos azuis, mas se permite experimentar da deliciosa atitude e corresponde o beijo. Impressionado com a receptividade dela, Bruno fica determinado a conquistar o anjo de voz rouca.

Uma coisa que eu achei muito bacana no envolvimento dos dois, é que eles não tiveram muito mimimi, eles sempre foram diretos um com o outro. Mesmo mantendo seus muros erguidos, pois Layla após perder as pessoas que amava, tem medo de se envolver e perder novamente, ela se permite se levar por Bruno. Como isso é novo para ambos, eles vão vendo que o envolvimento é certo, que um se encanta pelo outro e eles não enrolam demais. Não tem aquele mimimi todo que estamos acostumados a ver. Há sim os receios de ambos, mas eles jogam limpo um com o outro a todo momento. E eu gostei demais disso!

Outra coisa que eu gostei muito, é que Layla é das minhas, quando ela está nervosa ela não para de comer, não fica sem apetite como muitas outras personagens que vejo por aí. Ela simplesmente cai dentro da comilança hahaha. Tamo junto, Lala!

Bom, paralelamente nós vamos ver outros dois casais conturbados, que já são dicas de futuros livros da série. São eles: Lucas e Sabrina - irmã mais nova de Bruno, que começam uma amizade que... bem... vai dar o que falar. E Alberto e Ana Luíza – irmã casca grossa de Bruno. Confesso que o livro dela eu estou mais curiosa do que com o livro do Lucas.

Inspiração é um livro muito bom e gostoso de ler, mesmo que no começo a leitura tenha sido um tanto quanto lenta para mim, por conta da semana que eu estava tendo. Achei a história de Layla bem bonita e emocionante, com todo o cuidado e amor que ela sempre teve com o irmão. Ela teve que abrir mão de muitas coisas desde nova, se tornou uma mulher responsável bem cedo e mesmo sendo uma mulher forte e guerreira, ela tem seus momentos de insegurança por não querer perder mais ninguém, mas a gente vê que ela vai lidando com as situações e vemos que Bruno está ali para ajudar ela com tudo isso.

Se você gosta de romance com um toque de humor, uma boa dose de drama e um delicioso tempero apimentado, então você tem que ler Inspiração.

site: http://www.viciadosemleitura.blog.br/2016/10/resenha-216-inspiracao-gisele-souza.html
comentários(0)comente



Notas.Literarias 09/08/2016

Lindo
Depois de 15 anos, eles conseguem viver bem, tem o amor um do outro que os fazem suportar os desafios diários, Lucas estudante de medicina, e Layla trabalhando em um escritório de advocacia e cantando em um bar as noites, o Beer, lá ela realiza o que verdadeiramente ama. Desde pequena seu sonho era cantar, com a música Layla consegue se expressar verdadeiramente, colocando em sua voz todos os seus sentimentos, isso é o que restou de seus sonhos e as noites no Beer é onde encontra sua felicidade.

Numa noite Lucas acorda Layla com dores abdominais muito fortes, e logo correm para o hospital lá o primeiro atendimento é realizado e ela se vê desesperada ela não pode se imaginar perdendo a única pessoa que tem em sua vida, contribuindo para seu total desespero Lucas precisa ser operado imediatamente mas seu convênio não cobre as despesas do tratamento, mas antes que ela se veja sem solução, como se fosse um milagre divino, um médico se sensibilizou com o caso de Lucas e assumiu as despesas da cirurgia.
Confira resenha completa no blog.

site: http://www.notasliterarias.com/2016/08/inspiracao-editoracharme.html
comentários(0)comente



Paula 27/03/2016

Realmente Inspirador
A primeira vez que li esse livro ainda nem pensava em escrever minhas impressões literárias, que por sinal ainda é bem recente. Li Inspiração pela primeira vez ainda em formato digital, assim como todos os livros da série. Foi com esse livro que conheci a escrita da Gisele e me encantei, foi amor a primeira leitura. O bom de reler um livro é que você percebe nuances que não havia atentado anteriormente, considerando que os momentos em que as leituras se encerraram são bem distintos; você já tem outras influências, vive outras contingências, experencia outros momentos emocionais em sua vida.
Mas vamos falar de amor... O amor desse casal é Inspirador...
A Layla é uma mulher muito forte. Apesar de jovem em idade, é uma mulher muito experiente em função das contingências as quais foi exposta. Um passado de grandes perdas a forçou um amadurecimento precoce e a dotou de grande responsabilidade, onde, em muitos momentos, abdicou de sonhos e acabou anulando-se como mulher. Com isso, construiu uma barreira quase instransponível para o amor. Parte disso foi para dedicar-se ao seu grande amor, seu irmão Lucas. Essa relação entre os dois, é um capítulo a parte no livro, mesmo com tanta dificuldade, tanto sofrimento, os dois construíram um amor fraterno tão lindo, tão intenso e tão forte, que todos sentimos vontade de ter um pouco disso em nossas vidas.
Muito dessa necessidade de se esconder do amor, dá-se, na minha opinião pelo grande histórico de perdas e de não ter se permitido sentir essas perdas, guardando-as no mais profundo espaço de seu coração devido a toda responsabilidade que caiu em seu colo; na verdade, era mais um comportamento de fuga/esquiva e com isso, ela vivia pela metade. Contudo, em nenhum momento transformou-se em uma pessoa poliqueixosa, pelo contrário, usou desse sofrimento para tirar forças para sobreviver. E usou outra grande paixão para lidar com seus sentimentos, aprendeu a manifesta-los através das músicas que cantava.... Todas tinham significado importante em sua vida, condizente aos momentos que vivia. Sublimava esse sentimento através dessa grande paixão.

Sempre me mantive forte e na linha. Não gostava de sentir demais... (Layla)
Nunca dei margem para ninguém mais se aproximar, sempre fomos só nós dois. Às vezes era um pouco solitário, contudo, mais seguro. (Layla)

Já Bruno é um grande médico e apesar de muito jovem, já alcançou um grande espaço na medicina, e com isso muito respeito dos seus colegas. Assume o juramento médico como direcionador de sua carreira, o que traduz todo seu sentimento e dedicação na sua escolha profissional; exercia a medicina por amor.

Minha retribuição consistia em salva uma vida e fazer o bem (Bruno).

Muito bem-sucedido na sua profissão, não se pode dizer o mesmo em seus relacionamentos.... É o verdadeiro exemplar de um garanhão, que não quer se prender a ninguém, muito em função do medo de perder sua liberdade.

Para isso acontecer, meu amigo, só se for um anjo enviado por Deus... (Bruno)

E os anjos disseram amém... O destino não se conformava com essas barreiras que ambos construíram e logo deu um jeito de juntar essas almas predestinadas. Um encontro que gerou um encantamento mútuo, mas, junto com esse sentimento, veio a necessidade de proteger-se, especialmente em Layla. E surgiram faíscas... Layla, mesmo tendo o desejo desperto, não se entregou a Bruno, gerando nele uma curiosidade ainda maior, tornando-se determinado em conquista-la, confundindo essa determinação com uma pretensão exagerada e excesso de autoconfiança.

Eu tenho um pequeno problema. Quando eu quero uma mulher, eu a tenho. Não importa quanto tempo demore, e, enquanto você estava naquele palco, tão linda, decidi que você vai ser minha (Bruno).

Contudo, para Layla, isso não era determinante, ao mesmo tempo que o desejo e o encantamento que sentiu por Bruno fosse avassalador e alarmante pela intensidade, o comportamento dele disparou um alerta de autoproteção, fazendo demonstrar uma falsa repulsa que instigou o instinto de caçador de Bruno. Esse primeiro encontro deixa uma promessa tácita de muita intensidade, desejo carnal, e, quem sabe, um tórrido e irresistível caso de amor!
Layla despertou em Bruno um lado que estava latente, que ele lutava ardorosamente para manter adormecido; uma relação que começou por causa de um desejo intenso, foi derrubando cada barreira erguida em seu coração. Com Layla não foi diferente, a intensidade do que viviam, foi derrubando, tijolo por tijolo desse muro supostamente instransponível. Juntos podiam ser eles mesmos, se explorar sem amarras, com uma atitude de entrega consciente, natural, um poder tão incrível... O poder do amor.... Foi tão arrebatador, que, mesmo em tão pouco tempo, parecia que se conheciam há uma eternidade tamanha a conexão estabelecida.

Ela era diferente. Apesar de ser quase uma completa estranha, sentia uma energia que nos ligava, era como se a conhecesse há anos (Bruno).

Muitos sentimentos contraditórios surgiram, diante da intensidade e velocidade dos acontecimentos, medo e desejo duelavam... Medo de entregar-se a algo mais profundo. Só que o relacionamento para ambos foi libertador... Layla permitiu-se mostrar-se multifacetada, características antes incipientes ou até mesmo desconhecidas se manifestaram naturalmente; permitiu-se ser mulher, percebeu-se ousada, doce, descobriu os prazeres de ser cuidada. Ao longo do livro, vemos um amor avassalador ser construído de maneira quase instantânea, sem ser piegas. Vemos na verdade, mesmo com tantos jogos de sedução, resistência e provocações, o encontro de almas predestinadas. Eles são tão intensos, lindos e apaixonados, que nos envolvem nesse romance tórrido e ao mesmo tempo, tenro.
Posso dizer que esse livro me Inspirou e motivou de duas maneiras diferentes nos dois momentos da leitura, mas igualmente intensas. Em cada momento, coisas diversas me marcaram. Na primeira vez, a história de amor do casal ficou em primeiro plano, o amor de entrega, o amor carnal, o amor fraterno, o amor amigo.... Enfim, o amor. No segundo momento, fiquei muito sob controle do enfretamento de medos, de escolhas necessárias. Escolher significa abdicar de algo, que pode trazer muito sofrimento, mas que pode ser muito natural e reforçador. Escolher pode significar perdas, mas pode significar começos ou recomeços. Depende de como lidamos e enfrentamos essas situações. Gisele foi capaz de me fazer refletir sobre o quanto nossos medos podem ser irracionais, que precisamos enfrenta-los de qualquer jeito; me fez entender que vivemos pela metade se nos prendemos em analisar demais as situações e temer demais nossas escolhas; me fez compreender que devemos sim, viver intensamente e sem medos que nos paralisem.
comentários(0)comente



38 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR