Férias Infernais

Férias Infernais Cassandra Clare...




Resenhas - Férias Infernais


20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Dany 12/11/2018

Férias Infernais me surpreendeu positivamente
O livro é composto por cinco contos com a temática de férias macabras, sobrenaturais.
Fazendo um resumo geral da obra, os contos desse livro são muito leves, muito rapidinhos de ler, com começo, meio e fim bem definido e vários deles me deixaram com um enorme desejo de que aquele ambiente e aquela história criada pertencesse a mais que um conto, porque me fizeram querer ler mais sobre. Gostei de todos os contos, alguns mais que outros claro e me surpreendi com o quão boa era a narrativa de algumas autoras das quais não tinha lido nada delas antes.
Alguns contos como "Cruzeiro" da Sarah Mlynowski e "A Lei dos Suspeitos" da Maureen Johnson me surpreenderam bastante com o final.
"A Casa dos Espelhos" da Cassandra Clare me decepcionou um pouco porque eu fui com muita expectativa por ela ser uma autora que amo e ele foi chatinho de ler, apesar do final ter sido bom também.
Já o "Não Gosto da Sua Namorada" da Claudia Gray e "Nenhum Lugar é Seguro" da Libba Bray foram em sua totalidade ou tiveram em algumas passagens o poder de me despertar sentimentos nostálgicos com relação a outras coisas fora da literatura que gosto muito.
Na resenha do blog, eu falei mais um pouco sobre o que cada conto retrata sem dar spoilers claro e além disso fiz algumas indicações de livros das autoras presentes nesse livro. Fazendo esse post, eu mesmo peguei muitas e muitas indicações maravilhosas, então acho que deveriam dar uma olhadinha.

site: https://literalizaando.wixsite.com/literalizando/blog/resenha-f%C3%A9rias-infernais-v%C3%A1rios-autores
comentários(0)comente



Caverna 17/10/2018

Cada volume da série é composto por cinco contos sobrenaturais que envolvam o tema em questão. Dessa vez, o foco foi férias, e vou contar um pouco sobre as histórias.

O conto inicial se chama Cruzeiro e foi escrito por Sarah Mlynowski. Liz e Kristin são duas amigas que resolveram passar as férias num cruzeiro. O objetivo principal do passeio além de se divertir é que Kristin perca a virgindade. Logo no primeiro dia elas conhecem Hailey, uma garota da idade delas que está viajando com a mãe, e pouco depois as três se juntam para aproveitar os dias de sol, paquerar e arranjar um rapaz para Kristin. O problema, no entanto, é que há boatos de vampiros assassinando pessoas em cruzeiros como aquele. E se for verdade? E se Kristin acabar escolhendo justamente um deles? Apesar do clichezão vampiresco, o final surpreende e torna toda a trama muito mais legal. A escrita da autora é bem leve, foi o conto mais descontraído, ágil e com narrações do volume. Foi uma boa introdução, principalmente pela forma como Sarah discorre sobre os vampiros, sem romantizar a la Crepúsculo.

O conto seguinte se chama Não gosto da sua namorada escrito por Claudia Gray e sinceramente é o mais chato. Cecily é uma bruxa e ela e sua mãe pertencem a um coven. Somente mulheres são aceitas, e graças a isso, desde criança ela é obrigada a conviver com Kathleen, que só sabe caçoar de Cecily. Todas as férias o coven se reúne, só que dessa vez Kathleen não está sozinha: ela trouxe o novo namorado, Scott, extremamente educado, super bacana, o completo oposto de Kathleen. Intrigada, Cecily começa a pensar como era possível os dois, tão diferentes, se gostarem, e é quando surge uma ideia em sua mente. Seria Kathleen capaz de enfeitiçar Simon para gostar dela? Fica claro na história que Cecily é invejosa, mas Kathleen não fica nem um pouco atrás com suas atitudes. O conto tem potencial, mas a escrita da Claudia é um pouco mais densa e a história realmente não me conquistou.

O terceiro conto se chama A Lei dos Suspeitos escrito por Maureen Jonhson. É o meu segundo favorito. Charlie e sua irmã Marylou estão indo encontrar Claude, primo delas. O plano das garotas era ficar em Paris com o primo, mas ele já alugara uma casa no interior da França e pediu para que elas fossem para o local, enquanto ele resolvia alguns problemas, e depois também iria. Três dias depois na casa (mansão, na realidade) alugada e nenhuma notícia do primo, elas começam a ficar entediadas e resolvem conferir os arredores, na esperança de algum morador ter um telefone para se comunicarem com Claude. Mas o que Charlie encontra em sua busca é Henri, um homem claramente perturbado que conta uma história sobre a lei dos suspeitos. Ao retornar à casa, as irmãs recebem a visita de um jovem chamado Gerard, que as alerta sobre uma maldição envolvendo a história contada por Henri. Se não quiserem morrer, elas precisam fugir. Esse conto em especial é cheio de adrenalina e nos faz questionar a sanidade dos personagens. Seria a maldição real? Quem teria escutado por último a história e estava agora contaminado? A leitura do conto foi frenética, não consegui largar até saber qual seria a resolução.

O quarto conto se chama A Casa de Espelhos escrito pela Cassandra Clare e era o conto pelo qual eu mais ansiava. Talvez por conta disso tenha me decepcionado. Violet é apaixonada por Evan, mas as coisas se complicam quando seus pais começam a namorar e se casam. Ter que dividir a mesma casa com o menino que amava sem poder demonstrar isso era terrível, mas viajar nas férias para uma casa de verão e ver Evan interessado na vizinha era pior ainda. Noite após noite, Evan retorna da casa dela com os olhos cansados e dizendo coisas sem nexo. A empregada, no entanto, os alertara: não vá para a praia. E foi lá que a vizinha misteriosa os encontrara. O que afinal de contas ela fazia com Evan? Seria Violet capaz de salvá-lo? Cassandra Clare e seu vício em irmãos postiços. A história não é ruim, mas é apressada e sem grande desenvolvimento dos personagens. O foco é exclusivo no suspense acerca da vizinha e por conta disso todo o resto fica de lado. A escrita dela é ótima, mas o desenrolar da história não surpreende, o que tornou o conto bem morno.

O último conto se chama Nenhum Lugar é Seguro escrito pela Libba Bray e fecha o volume com chave de ouro. Poe, Baz, John e Isabel estão fazendo um mochilão pela Europa. Depois de seguirem todo o roteiro e conhecerem um pouco da cultura de cada lugar, eles decidem ir para Necuratul, a Cidade dos Amaldiçoados. A cidade está prestes a ser derrubada para construírem no lugar uma usina, e por isso haverá um grande festival, como despedida. O grupo de amigos aproveita o embalo e se hospedam na cidade. Desde o momento em que partem para o local, a viagem se torna bizarra. Os moradores locais os avisam para jamais entrarem na floresta ou oferecer pão aos mortos. As histórias tenebrosas e as superstições são características na região, mas até onde seria apenas uma lenda, e em que ponto passava a ser verdade? Como estavam apenas afim de curtir o festival, eles nem dão muita atenção para o assombro que cobre a cidade, até o dia em que se aventuram pela floresta e provam que os moradores sempre estiveram certos. A cidade é mal-assombrada por espíritos vingativos e eles terão que descobrir como escapar. Esse é o conto mais longo e também o mais próximo do terror. Daria um filme perfeito daqueles em que os turistas se metem logo onde não devem. Gostei muito dos personagens, são inteligentes, apesar da burrada de entrarem na floresta, e a história prende o leitor com a maior facilidade. Dentre todos, foi o que eu mais gostei.

Vi muitas resenhas criticando o livro e acho que a melhor coisa que eu fiz foi ter esperado passar alguns anos para enfim conferir a obra. Muito provavelmente se eu tivesse o lido na época em que vampiros e bruxas estavam em alta, eu mais teria me irritado do que aproveitado as histórias, mas todas me agradaram, algumas mais do que outras, o que é normal quando se trata de contos, e eu recomendo sim para todos os amantes do sobrenatural.

site: http://caverna-literaria.blogspot.com/2018/10/tocandoterror-ferias-infernais.html
comentários(0)comente



Amanda @LittleCruella 01/10/2018

Férias Infernais por LittleCruella
Férias Infernais - A Casa de Espelhos ' Cassandra Clare ' - Nesse conto conhecemos dois irmãos de criação que são apaixonados um pelo outro mas não podem ficar juntos devido ao casamento de seus pais. Violet e Evan estão com seus pais em uma praia ' deserta ' por assim dizer onde conhecem uma 'jovem' que mora na casa ao lado Anne, que aparentemente é uma pessoa normal que não é bem isso. Violet tem que salvar Evan do mal, como será que ela faz isso?

Ferias Infernais - Nenhum Lugar é Seguro ' Livra Bray ' - Gente esse conto me deu muito mais muito medo, tava lendo ele a noite e nossa Senhora! Nesse conto vemos 4 amigos que estão viajando pela Europa conhecendo lugares novos até ficarem sabendo de uma floresta e uma cidade mal assombrada, eles decidem ir lá e é ai que a vida dos 4 muda completamente, pois nessa cidade à rituais satânicos. LEIAM!

site: https://www.instagram.com/littlecruella/
comentários(0)comente



Bia Araújo 03/09/2018

Esse é sem dúvida o melhor dos quadro livros da série, o último conto até me deu calafrios, sério, gostaria de vê-los transformados em série pra tv ou filmes. Acho muito legal sobrenatural adolescente. Me fisgou.
comentários(0)comente



Andréia 11/07/2018

Resenha Férias Infernais - www.starbooks.com.br
*Livro cedido pela editora para uma resenha honesta*

Para aqueles que gostam de contos, Férias Infernais é uma ótima pedida. Apesar do título, por eu já ter lido os demais livros da coleção ''Short Stories From Hell' eu sabia que não seriam contos pesados e de terror, e eu felizmente estava certa.

Os contos não são de terror, teve um só que tinha um ar mais de suspense, mas nada chocante. Cada autor é responsável por um conto, ao todo o livro contem 5, escritos por autores reconhecidos na literatura contemporânea, e cada um, em sua maioria contem algo paranormal e ou sobrenatural. Vou comentar um pouco sobre os contos.

Cruzeiro, Sarah Mlynowski – Duas amigas, Liz e Kristin, vão a um cruzeiro com duração de três dias, mas então começa um boato que cruzeiros tem sido atacados, pois algumas pessoas andam desaparecendo deles e quando seus corpos são encontrados – se encontrados- algo está faltando. Enquanto nossas protagonistas começam a se questionar se algo realmente está acontecendo, procuram um rapaz para a grande primeira vez da Kristin. || Não conhecia o trabalho da Sarah, Cruzeiro foi o conto mais descontraído e eu adorei ter começado a leitura por ele, e o final conseguiu me surpreender.

Não gosto da sua namorada, Claudia Gray – Narra a estória de uma jovem bruxa que vai passar as férias na praia onde é obrigada pela mãe a conviver com sua arqui-inimiga, e lá conhece um jovem encantador, ele é perfeito, ao menos seria perfeito, se não fosse pela namorada megera. || De todos os contos esse foi o que eu menos gostei, a protagonista não me agradou muito, ela todo ano só sofre nas mãos da outra bruxa e achei controverso o fato de ela ser tão inteligente e nunca ter feito nada para provar que a outra tentava prejudicá-la até algo realmente sério acontecer.

A lei dos suspeitos, Maureen Johnson – Conta a estória de duas irmãs americanas que vão para a França conhecer alguns parentes e estão em busca das férias perfeitas, mas por alguns imprevistos elas acabam indo para o interior do país e lá coisas um tanto quanto perturbadoras começam a acontecer. || Demorei um pouco para ‘‘entrar no clima’’ desse conto meio thriller, mas gostei bastante da criatividade da autora e do desenvolvimento de tudo dessa estória maluca que me lembrou um filme trash.

A casa de espelhos, Cassandra Clare – A mãe de Violet acaba de se casar e inesperadamente ela se vê sendo arrastada juto ao novo irmão postiço, Evan, para a lua de mel do casal numa casa alugada à beira-mar. Mesmo sendo uma circunstância estranha tudo seria normal, se não fosse pela vizinhança e por uma moradora de uma certa casa cor-de-rosa. || A Cassandra Clare é a autora desse conto, então antes de iniciar a leitura eu já estava curiosíssima para saber o que viria e não me decepcionei! A narrativa é ótima e criativa, amei o final, foi um dos contos que eu mais gostei.

Nenhum lugar é seguro, Libba Bray – Primeiro e único conto do livro que tem como protagonista um homem. Poe é um jovem que acaba de terminar o ensino médio e para comemorar, resolve fazer um mochilão pela Europa acompanhado por alguns amigos, mas a grana acaba antes da hora e então resolvem fazer um itinerário mais barato indo à uma cidade/vilarejo do interior da Europa Oriental e digamos que eles são surpreendidos com o que encontram.

‘‘Chega a um vilarejo e nota grandes pingentes de olhos malignos que os moradores penduram em suas janelas. Talvez dê risada com as superstições excêntricas. Isso, amigos, é o tipo de babaquice arrogante que pode acabar com a vida de um cara. Elas não são tão excêntricas nem são superstições. Existe uma razão para aqueles aldeões ainda estarem vivos.’’

Nesses contos o normal não existe, então tenha isso em mente durante toda a leitura. Gostei de todos os contos, não teve nenhum que não me entreteve, lembrando que não os considero arrepiantes; o que eu menos gostei foi o ‘‘Não gosto da sua namorada’’e o que eu achei mais próximo a um filme de terror e que faz jus ao título do livro foi ‘‘Nenhum lugar é seguro’’, foi um conto que eu imaginei como filme e gostaria de ler mais sobre.

Adoro ler livros de contos, pois permite que conheçamos vários autores, Férias Infernais é um bom exemplo disso, mesmo já tendo ouvido falar de várias das autoras desse livro, eu não conhecia o trabalho da maioria delas e depois de conhecer um pouquinho das suas respectivas escritas, com certeza irei atrás de alguns do seus livros.

Todos os contos são de leitura fácil e rápida e não têm ordem específica de leitura. A edição da Galera está ótima e tenho certeza que todos que curtem fantasia irão curtir a leitura de Férias Infernais, assim como eu.

site: http://www.starbooks.com.br
comentários(0)comente



Abby 08/03/2018

Esse livro reúne 5 contos de terror, escritos por 5 das melhores autoras norte-americanas da atualidade. São eles: O Cruzeiro, Não Gosto da sua Namorada, A Lei dos Suspeitos, A Casa dos Espelhos e Nenhum Lugar é Seguro. Vou tentar ser bem rápida nas resenhas, pra conseguir falar dos 5 contos.


O Cruzeiro
O primeiro conto é o que considerei mais fraco, em questão de história mesmo. A escrita de todos eles é ótima, mas a premissa de vampiros já deixou de me agradar há anos. Neste conto, duas amigas embarcam num cruzeiro, com o propósito de fazer com que uma delas perca finalmente sua virgindade, e lá conhecem uma garota “misteriosa“, que diz que ultimamente os cruzeiros vem sendo atacados por vampiros, que sugam todo o sangue das vítimas e depois são jogadas ao mar. Não é muito misterioso, não dá medo, e por isso considero este conto o mais fraco dos cinco.

Não Gosto da sua Namorada
Este conto relata a história de Cecily, uma adolescente que é bruxa, junto com sua mãe. E uma das regras mais importantes para elas é que: os homens jamais devem saber que a bruxaria existe. Confesso que ele também não me agradou muito, pois achei muito fraco comparado aos outros, e muito adolescente.

A Lei dos Suspeitos
Este terceiro já me chamou a atenção. Conta a história de duas irmãs que vão passar as férias na Itália, mas se veem perdidas num casebre no interior, com pessoas muito suspeitas a sua volta e uma maldição que pode afetá-las e mudar suas vidas para sempre. É muito bom, pois ele mexe com o seu psicológico.

A Casa dos Espelhos
Este quarto, conta a história de uma família que vai passar as férias num país distante. A família possui muitos problemas, e um deles é o fato da protagonista ser apaixonada pelo seu irmão postiço (o filho de seu padrasto). Coisas estranhas começam a acontecer com ele quando uma mulher misteriosa aparece em suas vidas.

Nenhum Lugar é Seguro
O conto que finaliza o livro é um dos melhores, com certeza. É o tipo de história que você lê imaginando dentro de uma tela de cinema. Conta a história de um grupo de amigos que resolvem fazer um mochilão pela Europa, antes de começarem a faculdade. Durante esta viagem, eles resolvem “brincar” com as crenças de um lugar que fica na Europa Oriental. Ele é digno de um real filme de terror.

Não posso dizer que os contos são terrivelmente assustadores, e que você vai se “cagar” de medo. Mas, todas as histórias têm o seu quê de horror e fantasia, e é uma leitura muito agradável pra quem tem vontade de se aventurar no gênero.

site: http://blogdreamon.blogspot.com.br/2017/11/resenha-ferias-infernais-cassandra.html#more
comentários(0)comente



Petrova 20/01/2018

Férias Infernais | Por Minha Fuga da Realidade
Férias Infernais é o quarto livro da saga Infernais. Todos são coletâneas de contos com temática sobrenatural. Desta vez, o assunto principal é férias! Esqueça os banhos de sol na beira da praia ou uma aconchegante trilha na floresta, neste livro os passeios serão mais sombrios e mortais.
Em "Cruzeiro", duas amigas estão prontas para embarcar em suas férias no Cruzeiro para Lugar Nenhum, um nome peculiar para um cruzeiro, não é mesmo?! Lá, conhecem uma garota que está preocupada com estranhos desaparecimentos que andam ocorrendo em cruzeiros pelo país. E os culpados seriam os vampiros. Será verdade? Cada novo rosto parece suspeito. Quem será o assassino?
"Não gosto da sua namorada" nos traz as lindas e poderosa Bruxas. Desta vez, o Ofício, é praticado apenas por mulheres e os homens não podem sequer sonhar que magia exista. E se você tivesse a chance de desmascarar aquela "amiga", mesmo sendo necessário quebrar algumas regras... você faria?
"A Lei dos Suspeitos", para alguns psicólogos pode ser mortal, até mesmo nos dias de hoje. Quando Charlie e Marylou descobriram que suas férias seriam na França, não podiam imaginar o tormento que seria, nem que isso aconteceria com uma simples história sobre a Revolução Francesa (1793).
"A Casa dos Espelhos" nos mostra que mulheres devem ser fortes. Não é todo dia que temos uma bruxa para ajudar em casos de violência doméstica. Infelizmente...
Em meio a um grande terror, "Nenhum lugar é seguro". Poe Yamamoto nos avisa que quando aquela vozinha na sua cabeça gritar "CORRA! NÃO É SEGURO!", nós devemos ouvi-la. Se não, as coisas podem acabar muito mal... Mas talvez este seja o seu destino. Quem sabe?
Dos cinco contos, meus dois preferidos foram "A Lei dos Suspeitos" e "Nenhum Lugar é Seguro", sendo este segundo o melhor, na minha opinião. A escrita da Libba Bray se sobressai às outras, com uma lenda mais crível e boas descrições, ambientadas em um cenário bem macabro. Ao todo, o livro é uma boa pedida para esse período de férias. Um livro pequeno, perfeito para caber na mala e fazer-lhe companhia em momentos tediosos.
A edição está linda. Uma capa simples, mas que deixa clara a mensagem do livro. As páginas amareladas e o bom espaçamento contribuem no conforto na hora da leitura.
Depois de "Formaturas Infernais" esse é meu mais novo queridinho desta saga. Espero que hajam mais... Quem sabe um "Casamentos Infernais"?

site: http://minha-fuga-da-realidade13.blogspot.com.br/2018/01/resenhando-ferias-infernais.html
comentários(0)comente



Francieli.Forte 29/09/2017

Férias infernais
O livro férias infernais nós trás cinco contos sobre férias que eram pra ser perfeitas e por algum motivo acabaram acontecendo coisas erradas. O primeiro conto nós traz a história de duas amigas que vão para um cruzeiro, uma delas querendo perder a virgindade,e acabam sabendo de uma noticia de um vampiro que esta atacando cruzeiros, o que acaba se tornando assustador para as meninas.
O segundo conto a história de Cecili que ela sua mãe todas as amigas são bruxas e seus maridos não sabem, todos os anos vão para a praia juntos, o problema é que junto está Ketlen a sua pior inimiga e esse ano traz junto seu namorado maravilhoso que Cecili acaba se apaixonando e assim fazendo alguns feitiços.
O terceiro conto conta a história de duas irmãs que vão passar as férias na França achando que farão vários passeios divertidos, mas acabam indo passar os dias em uma casa em um campo deserto e acabam se envolvendo em uma história terrível de morte.
Quarto conto relata a história de uma família que vai passar as férias na praia quase deserta, e em uma casa perto existe uma mulher que seduz os homens e depois acaba fazendo eles sumirem, pois ela querer acabar com os homens do mundo, pois seu marido lhe fazia muito mal, e um dos homens que foi passar as férias acaba sumindo.
O último conta a história de quatro amigos que acabaram de se formar no ensino médio e vão viajar para se divertir, e acabam indo para uma cidade almadiçoada onde lá acaba acontecendo coisas horripilantes.
comentários(0)comente



Vittória Brasil 19/07/2017

Finalmente essa série voltou a ser boa!
Ok, eu me considero uma pessoa muito persistente para ser capaz de ler essa série até o fim.
Formaturas Infernais é muito bom, agora Amores e Beijos Infernais são uma coletânea de contos chatos e vazios (alguns poucos se salvam), mas Formaturas Infernais é, felizmente, capaz de recuperar a glória do primeiro livro.
O primeiro conto, "Cruzeiro" é agradável e tem o quê de surpresa (mesmo que seja bem previsível pelo número de pistas que a escrita deixa da grande virada de jogo do conto); o segundo conto, "Não gosto da sua namorada" também tem uma conclusão criativa (e que se sai melhor no caráter surpresa que o primeiro); o terceiro, "A lei dos Suspeitos" é mais uma narrativa diferente e que, mais uma vez, surpreende no fim; o quarto (que é o da Cassandra Clare, primeira experiência que tenho de leitora com algo dela... Confesso que adorei! Com certeza me animou para ler suas séries), "A casa de espelhos" me divertiu e achei que foi um final merecido, mesmo que de certa forma não ser nada surpreendente; e o quinto e último (o melhor fica para o final hahaha), "Nenhum lugar é seguro" me divertiu muitíssimo! Tudo bem que é o clichê da vila pequena com culto satanista, mas caramba, adorei!
Muito satisfeita em concluir essa série.
comentários(0)comente



Letícia Pagliato 19/03/2016

Férias Infernais
Decepção define, esperei muito mais dos contos desse livro, apenas dois salvam.
Leiam a resenha de Férias Infernais no meu blog e saibam mais :D

site: http://minhaqueridaestant.blogspot.com.br/2016/03/2-resenha-ferias-infernais.html
comentários(0)comente



Rosangela.Maximiano 07/03/2016

Decepcionante
Adorei o livro "Formaturas Infernais" e achei que este seria tão bom quanto, mas me enganei. Os contos são sem graça.
comentários(0)comente



Italo Teixeira 21/01/2016

Férias Infernais foi um livro no qual eu comprei em promoção na Amazon sem esperar muito dele. Geralmente livros de contos não conseguem me prender bastante e nesse caso a única escritora que eu já conhecia era Cassandra Clare, logo imaginei que o livro seria batido, simples e rápido. Nenhuma leitura surpreendente, porém eu tive um grande engano!

Como citei acima Cassandra Clare era a única escritora na qual eu conhecia e tive uma enorme surpresa a cada conto lido. Todas as cinco escritoras escrevem de forma instigante seus contos fazendo em todos os casos o final bem impactante e curioso.

O primeiro conto se passa em um cruzeiro, duas garotos estão abordo quando pessoas começam a desaparecer e a mídia coloca a culpa em um vampiro. Elas ficam bem aflita, mas mesmo assim aproveitam a viagem e conhecem novas pessoas... mas quem é ou não confiável?

No segundo conto, Não Gosto de Sua Namorada, mudamos de um conto com vampiras para bruxas. Nesse conto uma adolescente chamada Cecily que faz parte de um convento de bruxas viaja para um tipo de reunião do tal convento, chegando lá ela descobre que sua maior inimiga Kathleen está namorando, e pior, com um cara lindo. Nessas férias Cecily vai ter que aturar Kathleen enquanto descobre os "podres" de sua rival.

E esses são apenas os dois primeiros de cinco contos maravilhosos. Eles estão bem escritos porém não são contos assustadores demais, pelo contrário, tem sim seu toque de terror e fantasia, mas são bem simples.

O livro está em uma edição bem comum, com folhas amareladas e uma margem e espaçamento agradável. O nome de cada conto está escrito com a mesma fonte usada no título da capa. Então, se você é o tipo de leitor que gosta de contos, fantasia e uma pitada de mistérios nos livros, não pode deixar de ler Férias Infernais.

site: http://ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/2016/01/resenha-ferias-infernais-por-varias.html
comentários(0)comente



Maria Fileto 13/01/2016

O livro segue o mesmo esquema dos anteriores - Formaturas, Amores e Beijos Infernais - contos de vários autores sobre temas sobrenaturais. Em Férias Infernais as autoras são Cassandra Clare, Libba Bray, Maureen Johnson, Claudia Gray e Sarah Mlynowski e as estórias se passam durante as férias em que situações nada convencionais proporcionam aos personagens...

Dividido assim em cinco contos, cada um explora um assunto do mundo sobrenatural.
1. Cruzeiro - Sarah Mlynowski
Pelo título já sabemos que vamos estar a bordo de um grande navio e só isso já pode gerar um pouco de medo, vide estórias como Titanic, Poisedon ou Navio Fantasma. No conto, duas garotas embarcam para o tal cruzeiro em busca de aventuras, conhecer garotos e dar alguns amassos. Mas o que elas ficam sabendo logo de cara por uma nova amiga é que não é uma boa época para viagens por causa de ataques de vampiros... O que acontece com essas garotas??? Leiam e descubram...

2. Não gosto da sua namorada - Claudia Gray
Todos os anos Cecily passa uma semana de férias com sua família e as famílias das amigas de sua mãe numa praia na Carolina do Norte. Até aí tudo bem, certo? Errado. Cecily e as outras mulheres são bruxas e se reunem para aprimorar suas técnicas e criar seus próprios livros das Sombras. Quando Kathleen aparece com um namorado as coisas se complicam e Cecily passa a achar que tem alguma coisa errada com o cara e tenta resolver sozinha. Essas férias vão ensinar uma lição ou duas pra essas garotas?

3. A lei dos suspeitos - Maureen Johnson
Charlie e Marylou são duas irmãs americanas em sua primeira viagem a França. Foram convidadas a passar as férias com um primo francês em Paris, mas acaba que vão parar num vilarejo no meio do nada, e sozinhas, pois o tal primo não pode acompanhá-las. NO começo elas até gostam daquele sossego, mas com o passar dos dias as meninas ficam um pouco entediadas e é aí que as coisas se complicam. Charlie conhece Henri que mora numa casa próxima e que esta sujo e cheirando a cebolas e lhe conta uma estória assustadora sobre a origem dos nomes de Charlie e sua irmã. A partir desse ponto so lendo pra saber. Prepare-se para desvendar esse conto de terror psicológico onde o suspense impera e deixa o leitor ligado na estória e curioso pra saber seu final.

4. A casa dos espelhos - Cassandra Clare
Quando Violet e sua nova família viajam para a Jamaica esperavam apenas curtir o sol numa praia paradisíaca e deserta que era muito mais bonita ao vivo do que pelas fotos. Logo que chegam alguns fatos são revelados e nada era do jeito que parecia, além dos empregados, apenas uma casa rosa e com vidros grandes demais no muro era habitada e essa vizinha vai mudar a vida de todos. Depois dessa estada na praia suas vidas nunca mais serão as mesmas. O que será que a viagem reserva a família de Violet? Leia e descubra, mas cuidado onde pisa...

5. Nenhum lugar é seguro - Libba Bray
No último conto, quatro amigos resolvem mochilar pela Europa antes de começarem a faculdade, mas porque visitar apenas as cidades de praxe, Paris, Londres, Veneza ou Munique, se você pode visitar algumas belas cidades do Leste Europeu? E é isso que eles resolvem fazer. Olhando no guia encontram uma cidadezinha que tem tudo pra ser um prato cheio no quesito assombração. Mesmo assim os quatro amigos viajam quinze horas de trem e mais uns tantos quilometros de carroça pra conhecer essa pérola. Assim que colocam os pés na cidade as coisas já ficam estranhas e daí pra frente eles são envoltos numa atmosfera de supertição e rituais macabros.
Enfim, "escute o lagarto, Holmes, e faça um favor a si mesmo. Corra." Corra e leia logo esse conto...
comentários(0)comente



Monica 27/09/2015

Fraco
Achei fraquinho. Não tem impacto, algumas estórias são "melhorzinhas", mas não vi nada demais. Deixou muito a desejar...
comentários(0)comente



priscila.carelli.58 24/09/2015

Leitura quase infernal...
O livro Férias Infernais é composto por cinco contos de autoras renomadas. No geral é uma leitura bem fácil, podendo ser finalizada realmente rápido.Os dois primeiros contos não são tão bem escritos, na minha opinião, e são também os mais fracos do livro. Os outros três não são excelentes, mas são bem melhores que os primeiros. As histórias são fracas e nem um pouco assustadoras, a maioria dos finais é previsível e bastante clichê, Falta muito para ser considerado terror. Mas é sempre uma boa opção para aqueles que não gostam ou querem se adaptar ao gênero.
comentários(0)comente



20 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2