Jóquei

Jóquei Matilde Campilho




Resenhas - Jóquei


21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2


Marie 23/03/2021

Amei o livro
Amei o livro. Poesias lindas que nos levam para vários lugares diferentes, vários sentimentos do dia a dia. Diz sobre o amor, sobre o verão. Uma viagem pura. Agora eu entendo o porque chamam a Matilde Campilho de ?poeta nômade?.
comentários(0)comente



Cibele 04/02/2021

Novidade na estante
Matilde Campilho tá super em alta nas indicações de leitura. Acabei caindo na rede dessa autora que é charme puro e me encantei também com sua poesia. Me conectei bastante a algumas desse livro... outras, nem tanto... mas a indicação é boa!!
comentários(0)comente



Luan Souza Araújo 22/01/2021

Matilde é um belo achado. Conheci ao assistir entrevistas e vídeos recitando poesia. Sua perspectiva me deixou um tanto encantado. De fato, a leveza com que a autora fala é impressa em seus poemas. Em Jóquei, Matilde trata sobre o que passa nos olhos do cotidiano; sobre os ruídos que muitas vezes nossos ouvidos não captam. Mesmo um leitor não tão ávido por poesia consegue enxergar particularidades em sua narrativa. Deitado na rede, as horas se passaram diante das páginas.

Existe algo de bastante abstrato em alguns poemas que não consegui captar. Algo que grudou na cabeça, mas não assimilado. Talvez eu precise refinar a leitura poética. Talvez eu precise refinar minha percepção do cotidiano.
comentários(0)comente



Luds 30/12/2020

"É tudo uma questão de amor e prisma"
Livro lindíssimo, pra devorar e se deliciar com cada palavra. Fiz uma leitura em voz alta de alguns dos poemas e foi um deleite! Vai ficar na minha cabeceira pra consultas recorrentes e releitura de muitos dos textos.
comentários(0)comente



Fafi 09/12/2020

Não entendi nada
comentários(0)comente



Sancha 27/10/2020

Cotidiano
A poesia do cotidiano que Matilde Campilho nos apresenta é extremamente detalhista e em algumas situações bastante reflexivas sobre como percebemos e interagindo com o nosso dia a dia.
comentários(0)comente



Peleteiro 14/06/2020

Com um notório domínio narrativo, o livro se destaca pelas reminiscências e pela sensibilidade da autora. Apesar de ter curtido muito alguns dos últimos poemas, o que me encantou foram alguns dos textos em prosa, como ?notícias escrevinhadas a beira de estrada?, e ?Tiger balm?.
comentários(0)comente



anacazzuni 26/05/2020

Livro sensacional, muito bonito!
Desde que meu amigo me apresentou as poesias dela eu babo pelo trabalho dessa escritora. Ela escreve de uma forma muito sensível, bonita e diferente. Você fica sem ar.
comentários(0)comente



Diego Cruz 12/05/2020

Matilde Campilho é maravilhosa e faz a gente enxergar tudo mais bonito com seus detalhes em suas poesias arrebatadoras. Livro excelente!
comentários(0)comente



Mari Gil 24/04/2020

Único!
Esse livro fez eu me reconectar com a poesia dos outros e com a minha.
comentários(0)comente



Mariana 15/02/2020

"É preciso estar atento. Certas canções despertam em nós a vontade de uma história que já aconteceu mas que não vai acontecer mais. Algumas histórias têm a duração exata de uma música rock, outras se dividem em cantos. No intervalo dá para comprar pipocas."
.
Fiquei totalmente fascinada com a poesia da Matilde Campilho, é o tipo de escrita que me prende a cada verso. Não vai sair tão cedo da minha mesa de cabeceira! Recomendo muito...
comentários(0)comente



Alyne Lima 14/02/2020

Poesia ?
Ler mais mulheres é uma das minhas metas para a vida! E esse livro foi uma grande descoberta para mim.
comentários(0)comente



Kiam 14/10/2019

Não há (no mundo) coisa banal para Matilde
Essa mulher captura o eterno dos cafés, das manhãs, do terceiro olho dos rapazinhos disfarçados de caubóis, das meninas a desenhar-se com canetas esferográficas, da vida.

Obs: escute, isto é sério. Você irá querer mais Matilde. Ela tem apenas esse livro publicado.
comentários(0)comente



Carol 06/09/2019

Escute só, isto é muito sério!
Os poemas de Matilde Campilho, publicados em Jóquei, são um despertar pro encantamento, incitam um resgate do olhar pras coisas simples, pros acontecimentos cotidianos mais triviais, mas nem por isso menos mágicos ou menos necessários pra profunda existência.

Pra saber um pouco mais sobre o meu olhar a respeito da poética de Matilde, vejam meu texto sobre ela publicado na minha página do Medium:
comentários(0)comente



Amanda 03/05/2019

Não tenho lágrimas pra mais nada depois desse livro.
comentários(0)comente



21 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2