Diário de um Zumbi do Minecraft

Diário de um Zumbi do Minecraft Herobrine Books




Resenhas - Diário de um zumbi do Minecraft: um desafio assustador


16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2


Unicórnio 29/10/2018

Bostenha
Eun achu esse livro muito chato,prefiro Peppa pig véi #Decepicão
comentários(0)comente



Isadora 05/06/2018

Gosto de zumbis. Gosto de Minecraft. E um livro que fala da vida de um zumbi no Minecraft?! Perfeito! Me diverti muito com ele, amei! Acredite se quiser... Se uma pessoa me pedisse um conselho de livros, pode apostar que eu diria esse! ;) Zac Zumbi é uma pessoa, ou... um zumbi de 12 anos que estuda na escola Monstro e tem uma vida dura como adolescente: Acordar toda noite, assustar aldeões, uma escola difícil... Um livro muito bom, me diverti muito com ele... Leia, sei que vc vai gostar! ;D Boa leitura!
Gláucia 05/06/2018minha estante
E pra quem não entende nada de Minecraft? Vai conseguir entender e se divertir também?




Arca Literária 24/04/2017

resenha disponivel no link a partir do dia 01/05/17
http://www.arcaliteraria.com.br/diario-de-um-zumbi-do-minecraft-123-herobrine-books/

site: http://www.arcaliteraria.com.br/diario-de-um-zumbi-do-minecraft-123-herobrine-books/
comentários(0)comente



Christian, O Leitor 30/03/2017

Um livro infantil
Este livro é bom para os jogadores que querem saber algumas coisinhas sobre o jogo, mas ele poderia ser classificado como um bom livro para ler a uma criança de quatro ou seis anos de idade.
comentários(0)comente



Isabela 04/03/2017

Diário de um zumbi do Minecraft
Esse livro fala de um zumbi que tem 12 anos. Nessa história, o zumbi acorda todos os dias para ir à escola monstro, seus melhores amigos são Creepy, Slimey, Esquely e Steve. O Steve é um humano, eles têm muita coisa em comum. O zumbi tenta conquistar Sally Cadáver e derrotar seu rival Jeff, o maior idiota da escola.
O irmão adora irritá-lo, e ele também tem um primo que se chama Piggy, ele é um porco-zumbi. O Piggy tem um melhor amigo que é Blaze, eles moram no Nether.
Perto de sua casa, mora uma bruxa, ela é muito chata e tem um nariz grande com uma verruga.
Seu tio é um Whiter, ele faz muita bagunça, ele contou que já participou de uma banda, mas era uma banda marcial.
Depois da aula, Jeff dasafia o zumbi a colocar a mão em um golem de ferro que protege as vilas. No dia seguinte, ele vai enfrentar o golem , o zumbi vai à vila e o encontra. No final, Steve salva o zumbi.
Gostei muito do livro porque gosto do jogo Minecraft, só que no jogo os zumbis e os monstros são maus e no livro, todos são bons.

Profª Sandra 04/03/2017minha estante
Adorei sua resenha, continue lendo bastante. A leitura é algo que fazemos a vida toda.




Danilo.Estrela 21/01/2017

Melhor Livro
O livro envolve histórias de um adolescente mas com uma pegada de Minecraft. Além de ter histórias curtas e um tanto hilarias.
comentários(0)comente



Silva 26/12/2016

Diario de um zumbi minecraft
Adorei este livro
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fran Ferreira 21/03/2016

Eu nunca vi nada a respeito de Minecraft ate o meio do ano passado (2015), mas somente o nome. Ganhei este livro e confesso achar que não gostaria, pelo contrario, fiquei até curiosa em conhecer o jogo, só não acredito que será um dos meus preferidos.
Voltando ao livro, até então não passava em minha mente um livro de zumbis em forma de diário, e sinceramente, gostei, não fiz muitas marcações mas o suficiente para a sua nota. Gostei e quero todos os outros.
comentários(0)comente



Gi 25/02/2016

Diário de um Zumbi do Minecraft: Um desafio assustador - Herobrine Books
*Leia no bloguito para ver imagens do livro*

Neste livrinho fófis eu conheci um adolescente morto e sem nome, que por acaso é um personagem do nosso velho e querido jogo MINECRAFT.

Nessas páginas ele nos conta em capítulos bem curtinhos, coisas sobre seus dias, tais como: escola, namoro, família, amigos e inimigos.

Foi divertido imaginar que após eu desligar o jogo, os personagens vão cada um pra sua casinha fazer suas tarefas! kkkk
Essa série daria um ótimo desenho para TV! Adoraria assistir as aventuras desse pessoal! ^_^

O autor conseguiu ser um zumbi adolescente! Cheio de duvidas, paixonites e preguicites. Um perfeito garoto de 12 anos, só que morto! kkkkk

A diagramação ficou bem legal. Letras grandes em papel amarelo e com algumas imagens do jogo para os pimpolhos que não conhecem entenderem do que se trata. A capa dura deu um toque a mais de beleza a série. Vou querer todos para ler pro Kevin quando ele nascer! \o/

Recomendo para os fãs das aventuras do Nate!

site: http://aestranhaestantedagi.blogspot.com.br/2015/10/diario-de-um-zumbi-do-minecraft-um.html
comentários(0)comente



rafazaakar 07/01/2016

ZaaKar.com Resenha - Diário de um zumbi de Minecraft
Cuidado, pode ter alguns Spoilers!!! Mas leia mesmo assim!

Sinopse: "Você acha que os zumbis são diferentes da gente? Então ficará surpreso com o que vai descobrir. Você tem nas mãos o diário de um zumbi de 12 anos. Nestas páginas, você terá a oportunidade de conhecer o dia a dia na Escola Monstro e vai saber o que realmente se passa na cabeça de slimes, esqueletos, creepers, endermen e outros personagens do universo Minecraft. Entre um passeio para o Nether e um quase encontro com o Ender Dragon, o maior desafio na vida de um jovem zumbi está em jogo: conquistar Sally Cadáver e derrotar Jeff, o maior imbecil da escola. A vida (ou seria a morte?) de um zumbi não é nada fácil...".

***

Tá, desta vez eu comecei do começo e entendi bem mais do “enredo”! Rs’
Para quem não conhece, Minecraft é um jogo eletrônico do tipo sandbox e independente de mundo aberto, que permite a construção usando blocos (cubos) dos quais o mundo é feito. Foi criado por Markus "Notch" Persson e o seu desenvolvimento começou por volta do ano de 2009. O jogo foi vencedor do prêmio VGA 2011 de jogos independente. O jogo é basicamente feito de blocos, tendo as paisagens e a maioria de seus objetos compostos por eles, e permitindo que estes sejam removidos e recolocados em outros lugares para criar construções, empilhando-os. Além da mecânica de mineração e coleta de recursos para construção, há no jogo mistura de sobrevivência e exploração.
Ele nada mais é que uma ferramenta criativa. Não há forma de vencer em Minecraft, uma vez que não há objetivos nem enredo dramático que necessite ser seguido. Os jogadores passam a maior parte de seu tempo simplesmente minerando e construindo blocos de material virtual, daí o nome do jogo. Uma vez que os jogadores tenham coletado e construído um inventário suficiente de recursos, eles usam estas aquisições virtuais para conceber casas e paisagens, muitas vezes construindo todos os tipos de estruturas de blocos.

“No outro dia tentei ser simpático e disse “Oi” para um aldeão. Ele desmaiou. Deve ter sido por causa do meu bafo. Minha mãe diz para eu não escovar os dentes. Mas hoje eu esqueci e escovei”.

Nesse primeiro volume da série, conhecemos um pouco sobre o Zumbi e também sobre a sua difícil vida de zumbi adolescente. Basicamente a coisa fica feia para ele quando a professora Ossuda pega um bilhete que ele escreveu para seu amigo Esquely e lê em voz alta na sala toda. O bilhete dizia que ele queria namorar com Sally, um cadáver adorável que estuda com ele desde sempre.
Com isso Jeff, que sempre tenta ser melhor que ele já fica de olho na oportunidade e vai para cima dela, tentando se gabar por ter visto um Golem de Ferro. Para não ficar para trás, Zumbi diz que já tocou em um. Cabeças e queixos caem e é então que a coisa fica feia.

“Minha mãe até me deu um spray para insetos. É só passar um pouquinho para que os insetos do pântano botem ovos em mim durante o passeio”.

Continuo afirmando que esse livro, por mais “juvenil” que seja – para não falar infantil – é muito engraçado. A escrita é curta e simples, repleto de imagens para ajudar quem lê a identificar e imaginar os personagens. Não tem “AQUELA” trama. É como o título mesmo diz, um diário feito pelo Zumbi contando como foi o dia e o que aconteceu de interessante.
O mais legal sobre tudo isso é a forma como a história é reversa. Caramba, ele é um zumbi, isso significa que tudo que é normal para um humano, é normal para ele só se for ao contrario. Cheirar bem é ruim, cheirar ruim é bom. Deixar de escovar os dentes, tomar banho e ter muitas espinhas é o normal para eles... Eu acho muito engraçado as situações, a forma como ele conta as experiências mais loucas do mundo como se fosse normal. Sem falar no amigo humano dele, o Steve, que quer ser um zumbi e que soca as árvores sem motivo algum.
Um bom livro para se distrair!
2/55

site: http://zaakarcom.blogspot.com/2016/01/resenha-diario-de-um-zumbi-de-minecraft.html
comentários(0)comente



Sarinha 04/01/2016

mt bom
d mais a leitura é mt Boa... adolescentes e crianças vai achar graça!! mas percebi q o escritor usou o expressão: "O queixo do fulano caiu...de verdade" no primeiro e no segundo livro. mas nada de mais
Samanta 14/01/2016minha estante
Legal!!! Agora você precisa resenhar o segundo, que você já decorou... Quer dizer, terminou kkkkkkk




Christopher.Andrade 31/10/2015

nosa
como que ler
Allan.Victor 18/12/2015minha estante
como q lê


Silva 26/12/2016minha estante
Como??




C. Aguiar @coelhoobrancoo 11/10/2015

Nossa história começa ao ler as páginas de um pequeno diário de um zumbi de doze anos. Ele conta seus dias em casa, na escola monstro e um pouco sobre seus amigos. Apesar de gostar de ser um zumbi e ter uma família tradicional de zumbis, ele tem um pouco de inveja da vida humana, as vezes até quer ser um humano e tem um amigo humano, porém essa situação não é bem vista na sociedade em que vive, por isso a amizade deles é secreta!

O autor é muito criativo e conseguiu mostrar diversos elementos do jogo de um jeito engraçado através do dia a dia de um zumbi.
Vemos diversas histórias e situações que nos fazem pensar; uma delas é o bullying e como o pequeno zumbi lida com isso.

Nesse livro encontramos uma grande surpresa, pois nos mostra quem nem todas as pessoas são o que parecem, melhor dizendo: nem todo zumbi é o que parece! Para os jogadores de minecraft com certeza essa vai ser uma leitura excelente, pois o livro está cheio de referências e piadas sobre o jogo, mas para aqueles que não conhecem nada com certeza vão ficar perdidos durante a leitura.

O livro possuí uma ótima diagramação e por existir poucas palavras em cada página a leitura pode ser feita em meia hora ou menos. Temos um exemplar de capa dura, o que eu admiro muito em um livro e não me recordo de achar qualquer erro no decorrer da leitura.
Foi uma leitura despretensiosa que me divertiu muito, eu recomendo para as pessoas que querem passar o tempo com algo bem leve.

site: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/
comentários(0)comente



Thaisa 31/08/2015

Uma aventura pra lá de divertida!
Tá, esse é um livro infantil? Sim… Mas quem se importa quando ele é divertido e fala sobre Minecraft?! Tudo bem que não sou uma jogadora assídua de Minecraft, mas sou apaixonada por jogos e quando vi esse lançamento da editora Sextante corri para implorar solicitar um exemplar.
Se você é um jogador e fã do game, vai se deliciar com esse diário de um zumbi com apenas 12 anos. Estamos bem acostumados a ver as coisas do lado dos humanos (ou dos bonzinhos), mas já pensou em ver a coisa da ótima dos monstros? Será que somos tão diferentes assim?
O autor , através de uma narrativa bem humorada nos apresenta o mundo do Minecraft na visão dos monstros, especificamente pela ótica dos zumbis, já que o livro é narrado por Zumbi, um morto-vivo de 12 anos que enfrenta todos os dilemas da pré-adolescência. Entre aprender a ser bom em assustar humanos, conquistar a primeira namorada e se livrar do valentão da escola, acompanhamos o dia-a-dia de diversos personagens desse universo e a busca por respostas. Tá pensando que é fácil ser um zumbi?
Herobrine conseguiu desenvolver um enredo que me arrancou ótimas risadas e explorou bastante todos os elementos encontrados em Minecraft. Apesar de não ter uma “introdução” à esse universo, mesmo os leitores que sejam leigos no assunto conseguirão se divertir com a história. Em cada capítulo tem imagens do game e isso ajuda muito no entendimento desses elementos que são citados.
A diagramação está muito bem feita. O livro é de capa dura com letras grandes, facilitando assim a leitura para os pequenos. Além das figuras inseridas entre os textos, os capítulos são curtinhos e tenho certeza que as crianças irão adorar! Bem, não só as crianças… 😀
Esse é o primeiro livro de uma série. Não espere nada muito profundo em termos de “lore” do jogo (se é que isso existe em Minecraft), mas te garanto que quem fã do game vai adorar ter/ler esse livro. Vale muito a pena e está mais do que recomendado! Estou louca para a editora lançar os outros livros da série, afinal, o primeiro diário de Zumbi termina no clímax da história e quero a continuação!
E para a alegria dos fãs, a editora criou um game GRATUITO de Zumbi. Se você quiser dar uma conferida e se viciar loucamente basta clicar AQUI.

Resenha publicada no blog Minha Contracapa:

site: http://minhacontracapa.com.br/2015/08/resenha-diario-de-um-zumbi-do-minecraft-um-desafio-assustador-de-herobrine-books/
comentários(0)comente



16 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2