As Tumbas de Atuan

As Tumbas de Atuan Ursula K. Le Guin




Resenhas - Os Túmulos De Atuan


3 encontrados | exibindo 1 a 3


Kaio Machado 08/05/2017

Seja bem vindo às Tumbas!
Saudações mochileiros! Hoje trago a resenha de As Tumbas de Atuan, livro dois do ciclo de Terramar!
Li no kindle, a versão física será lançada entre o dia 9 e o dia 14 de maio! As versões digitais já estão disponíveis!
.
Não darei Spoiler! Nem do primeiro, leia tranquilo!
.
Desde quando terminei o livro um fiquei à espera do segundo volume, me apaixonei por aquele mundo lindo e ao mesmo tempo sombrio, pela forma com que a autora trata a magia e pela mitologia que criou naquela terra de magos, reis, dragões e um poder que emana acima de tudo, como se o próprio mundo fosse um ser vivo e pensante!
Mas quero falar do livro, da continuação daquele que me encantou, o qual tanto esperei! E foi uma surpresa agradável não encontrar ali o gavião logo de cara, ele demora a aparecer, nesse livro existe outro personagem principal, na verdade outra. Uma jovem que é a representação do quão cruel esse mundo pode ser, do que faz com suas crianças e de como a ignorância do homem destrói vidas, acaba com sonhos e prende almas numa escuridão sem fim! Mas é também um reflexo da alma doce e serena de uma menina que só conhece aquele lugar, que vive nas sombras mas têm a ingenuidade de uma criança. Em certas passagens vemos outras como ela, cheias de sonhos mas que estão presas a um destino que escolheram para elas!
Mais que tudo esse livro é um reflexo da alma e esse mundo um reflexo do nosso!
É lindo ao mesmo tempo que assustador ver o desenrolar da trama, você sente com a personagem e se pergunta quando ele irá aparecer, o Gavião, e quando isso acontece não é da maneira que eu esperava. Nada nesse livro é o que esperava. E isso foi uma surpresa muito boa, fiquei triste apenas por ser curto, mas mesmo assim é uma história completa e bem no estilo de Ursula, sem rodeios mas que te encanta, colocando tudo onde deveria estar! Não vejo a hora de ler o próximo!
.
A todos que gostam de escrever!
O posfácio desse livro é incrível, me fez refletir sobre o que é escrever e sobre as histórias que existem hoje! Não deixem de ler!
Para mais dicas e resenhas me acompanhe no instagran @42_livros

site: https://www.instagram.com/42_livros/
comentários(0)comente



Café & Espadas 13/03/2017

Retornando para o Arquipélago
Se você leu a minha resenha sobre O Feiticeiro de Terramar e adquiriu o seu exemplar para acompanhar o início das aventuras do mago Gavião pelas terras do Arquipélago então, possivelmente, você já deve ter sido capturado pela magia que transborda das páginas dessa obra de fantasia espetacular.

O primeiro volume da série Ciclo Terramar da autora Ursulla K. Le Guin me rendeu uma leitura daquelas que eu não tinha há tempos: leve, bem construída, com uma escrita deliciosa e irretocável, personagens verossímeis e cativantes, tudo bem complementado em um mundo vasto e pronto para ser explorado.

Sendo assim você pode imaginar a minha expectativa quando recebi o segundo volume da série, As Tumbas de Atuan, em mãos. A vontade de mergulhar novamente em Terramar era tamanha que logo comecei a folhear as primeiras páginas da aventura.

O que veio em seguida foi uma sequência de baques e quebras de expectativas que me deixaram até levemente tonto: não havia Arquipélago, não havia Ged, não havia nada. Era o começo de uma viagem totalmente nova dentro de um mundo já conhecido.

Publicado originalmente em 1971, As Tumbas de Atuan ainda não recebeu uma nova edição como O Feiticeiro de Terramar, que foi publicado pela Editora Arqueiro ano passado. Sua única publicação nacional foi feita em 1994 pela Editora Brasiliense (com tradução de Noêmia R. A. Ramos) e ilustrações de Ruth Robbins e Gail Garraty.

Eu cheguei a mencionar na outra resenha que essa edição estava disponível em alguns sebos pelo Brasil (você pode achar facilmente pelo site Estante Virtual, que aliás, recomendo fortemente.) Então fica aqui essa dica se você não quiser – ou não aguentar – esperar a Arqueiro lançar o segundo volume com a edição reformulada.

Mas aqui vai um aviso: não espere ver Ged logo no começo dessa nova aventura. Ursulla irá mostrar nesta obra uma outra faceta de seu mundo fantástico.

- Leia o restante da resenha no site do Café & Espadas (link abaixo)

site: https://cafeespadas.com/as-tumbas-de-atuan/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
katitas.lima 17/11/2014minha estante
Estou lendo a tetralogia, estou no segundo livro, aliás. Estou gostando muito, achei nostálgico pra mim que li Tolkien e o amado Christopher Paollini com seu ciclo da herança (Eragon). Eh bom mais.


Bruna 14/02/2017minha estante
Não creio que seja uma alusão direta à fé em si, mas ao culto que perde de vista aspectos importantes. Sendo a autora Taoísta, não creio que ela tenha criticado a religião em si, mas o modo com que muitas são levadas.

Sobre par romântico, eca. Ele já era um mago famoso e velho a essa época, tendo pelo menos uns 30 anos de idade, enquanto ela devia ter seus 15.




3 encontrados | exibindo 1 a 3