A Epopeia de Gilgamesh

A Epopeia de Gilgamesh Sin-léqi-unnínni




Resenhas - A Epopéia de Gilgamesh


44 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
Caio.Lobo 20/01/2021minha estante
E aqui nasce a tragédia.




Haroldinho 31/12/2020

A fabulosa história mais antiga do mundo acerca de um homem e a descoberta de sua mortalidade. Além do apuro poético, não comprometido nem pelas lacunas (?) no texto, também ressalto o fato de que surgem aqui alguns mitos recriados e reiventados à exaustão ao longo do tempo, como a passagem bíblica do dilúvio e a criação do homem a partir do barro. Um achado.
comentários(0)comente



Samuel.Nonoka 15/12/2020

Os comentários dessa versão enriquessem ainda mais essa obra
comentários(0)comente



daynnem 12/12/2020

Li por causa do livro da literatura
É algo antigo, não acho que agrade muito, a não ser estudiosos da literatura/história.
comentários(0)comente



Felipe 14/11/2020

Excelente
Uma versão atualizada sobre as tabuinhas da história mais antiga que se tem conhecimento.
Além da história super interessante, a tradução excepcional comentada trás inúmeras referências e fontes que deixam a leitura mais fascinante a cada capítulo.
comentários(0)comente



Beto Fabiano 02/11/2020

Legado
Escritos importantes para constatamos - uma vez mais - o quanto do cultura ocidental judaico-cristã bebeu e bebe das mais variadas fontes.
comentários(0)comente



Fran.MendonAa 11/10/2020

Sincretismo cultural
Desde a época do colégio, as culturas pré históricas me intrigavam. Por que há semelhanças com o cristianismo? De onde surgiu tudo? Qual é a certa? Depois de um tempo percebi que religião certa ou errada nunca existiu, e sim que houve uma troca de informações lá antes de Cristo. Era muito comum os rios da região encherem tanto que pro limitado conhecimento significava um dilúvio. Sim, há essa possibilidade.
Mas, de qualquer forma, todo povo tem seu herói, Gilgamesh é o herói dos sumérios, porém, há relatos dele também nas escritas assírias e babilônicas.
O livro é um compilado de todas as tábuas sobre esse rei, nelas há a sua história e os mitos. Há relatos dos deuses sumérios e de como tudo se desenrolou na perspectiva suméria.
Confesso que existem muitas semelhanças com Hércules, Noé e alguns trechos da Criação cristã. Novamente, não é preciso apontar qual é a correta, mas é certa a presença do sincretismo, aqueles povos conviveram entre si, foram escravos, vendedores, vizinhos. Então é absolutamente provável a inter-relação cultural.
O livro traz antes de tudo uma ambientação de especialistas, para sanar as nossas dúvidas e curiosidades sobre uma cultura quase nunca abordada.
Eu gostei bastante, mas recomento só para quem tem interesse no assunto, não é uma leitura tão cativante haha.
comentários(0)comente



Ve Domingues 02/10/2020

Como é interessante entrar em contato com obras milenares. "Gilgámesh" existe a mais de 4 mil anos, sendo mais antigo até do que Homero. Saber como se estruturavam as sociedades antigas é algo que me encanta: suas crenças, seus temores... Por isso, digo que vale muito a pena a leitura. Foi uma ótima experiência!
comentários(0)comente



Bu 14/09/2020

Um bom trabalho
Introdução excelente, lhe situa temporal, regional e culturalmente, textos de apoio muito bons, e também nos é mostrado a história de tradução como também o encontro das placas e onde estão situadas até então. Os textos da Epopeia não está disposto como um poema, mas não atrapalha na compreensão do escrito, e nem as partes que ainda faltam não compromete o resultado final das histórias.
comentários(0)comente



yas 14/09/2020

Aos amantes da história e da literatura
Atemporal esta é uma obra que me envolveu e me trouxe muitas reflexões, principalmente no sentido dos rumos aos quais Gilgamesh segue, como também, a importância desta história para nossa cultura como maneira de enxergar sociedades ocidentalmente renegadas agregando tanto ao conhecimento que temos sobre a antiguidade.
comentários(0)comente



Kenny 25/08/2020

Leitura Curiosa
Não sei se foi algum efeito da tradução, mas não encontrei nada de grandioso na história, porém fui bastante entretido pela epopéia e em alguns momentos fiquei até emocionado.

A tradução em prosa, por mais que possa modificar alguns aspectos da história. Deixa a leitura bem mais leve, ao ponto que a maioria vai conseguir ler sem dificuldades.
comentários(0)comente



Moises Celestino 21/08/2020

Obra clássica...
"A Epopéia de Gilgamesh", poema épico clássico, valorizado pelo rico conteúdo literário, é daqueles tipos de literatura que merecem revisão por parte dos amantes do mundo das letras. Recomendo!
comentários(0)comente



carol 17/08/2020

2000 a.C
A primeira grande história de um herói semideus, não surpreendentemente, está cheio de elementos que vão acompanhar as grandes narrativas posteriores, como a Bíblia e os mitos gregos. O semi-Deus sempre esquece com facilidade do ?semi? e deixa sua arrogância irritar aos homens e aos Deuses. Enkidu foi destinado para destruir Gilgamesh, mas não o fez por meio de seus braços mas sim pelo coração, foi o espelho do destino de Gilgamesh: a morte.
comentários(0)comente



Ariadne 17/08/2020

Comecei a leitura com muitos receios, afinal estamos falando de um texto épico super antigo. E qual não foi minha surpresa ao descobrir que a história é extremamente envolvente. Os textos de apoio ocupam quase metade do livro, mas são muito importantes e bem ricos em detalhes. É ler e aproveitar.
comentários(0)comente



Mandy 04/08/2020

Um mito clássico da antiga Mesopotâmia. Antes do dilúvio bíblico já haviam relatos na epopeia de Gilgamesh.
comentários(0)comente



44 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3