Uma janela para o céu

Uma janela para o céu Marina Machado




Resenhas - Uma janela para o céu


67 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


@crvg.santdel 20/10/2021

Nada demais.
Livro bem bobinho e clichê. Não desgostei, mas também não foi nada que tenha me prendido. Se gosta daqueles romances bem água de salsicha, esse se enquadra perfeitamente. ?
comentários(0)comente



Nick 18/10/2021

Uma janela para o céu
Um romance bem água com açúcar. Adorei a história mesmo sendo água com açúcar, agora quero conhecer Nepomuceno e quero conhecer a janela para o céu.
Amei o encerramento dos ciclos, a parte de reconhecimento de erros e a escolha de seguir em frente
comentários(0)comente



Ellen Fidelis - @geekerela_ 10/08/2021

Um livro maduro e reflexivo.
Eu li esse livro totalmente no escuro, não fazia ideia do rumo da história e me surpreendi bastante com a direção do enredo. É um chic lit com humor, drama e romance. Gostei da forma como terminou apesar do aperto no coração que senti. Me identifiquei com muitas coisas nesse livro, os dilemas da personagem, o apego ao passado, como primeiros amores são doloridos de lembrar quando a gente cresce. Pois é algo que nunca esquecemos. De como nem sempre o que sentimos e queremos é o certo para a nossa vida. Isso é dolorido de enxergar quando amadurecemos.
Também a pressão que a mulher tem em ser bem sucedida e ao mesmo tempo querer um casamento feliz e ter filhos, quando o relógio biológico está sempre a espreita o tempo todo pressionando. Ser mulher é mesmo difícil, principalmente por ser um ser tão sentimental e ainda ter que encarar todos estes obstáculos.
Também achei muito interessante a parte sobre como quando envelhecemos precisamos acertar a conta com os nossos pais para podermos nos libertar. Precisamos esclarecer todos os nossos traumas e passado com eles, pois travam o nosso futuro e também entender o lado deles. É a coisa mais difícil de nossas vidas, pois se não os entendemos e não os perdoamos nunca conseguiremos seguir em frente. E se tem algo que é difícil é perdoar quando nós vemos com uma certa idade e percebemos todo o tempo perdido.
O livro realmente me surpreendeu por toda a maturidade, principalmente por ser o primeiro livro da autora, está de parabéns minha conterrânea! Orgulho de poder ler e avaliar tão bem um livro de uma escritora da minha cidade Goiânia Goiás.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Kewllyta 15/03/2021

Amor real ou amor ideal?
Em muitas páginas eu ri das situações pela quais a protagonista passa e consegui até me imaginar nelas. Livro leve, gostoso de ler e se você for atenta percebe as lições que ele tem a te passar sobre perdão, aceitação, cura, traumas, tipos de amores, amadurecimento e, o mais importante: dialogar, conversar com as pessoas da sua vida sem deixar amarras e coisas do passado pendentes.
Infelizmente, percebi que em algumas conversas do grupo do WhatsApp com as amigas a personagem Paola sabia de coisas que Julyana nem havia contado ainda, acho que esses erros precisam de uma revisão da autora.
E fiquei extremamente feliz em ganhar um livro duma escritora da minha cidade!
comentários(0)comente



Luciano Otaciano 26/02/2021

Um clichê bastante agradável!
Para quem me acompanha aqui no blog sabe que romance não é o gênero por mim preferido, no entanto eu leio romance, muito embora com pouca frequência. Este aqui foi uma leitura agradabilíssima para mim, embora haja ressalvas. Quer saber os motivos? Confira a seguir! Uma Janela para o Céu me enganou direitinho. A capa e sinopse me venderam um livro romântico, divertido e leve – exatamente o que os chick-lits têm de melhor. Entretanto, apesar de ter tudo isso a trama surpreende por ir além, por focar na história de uma mulher madura, insegura em alguns momentos, e ansiosa por encontrar o amor. É de se agradar histórias românticas que abordam temas importantes como perdão, recomeço e amor verdadeiro (não do tipo idealizado, mas aquele que é construído aos poucos, no dia a dia). E a história da Marina tem tudo isso e muito mais.
Julyana acabou de flagrar o namorado em uma cena comprometedora com uma garota bem mais nova. E, como se não fosse suficiente, ela também descobriu que a mãe mentiu a respeito de coisas importantes do seu passado – uma delas, por exemplo, é a identidade do seu pai, aquele com quem ela sempre sonhou conviver mas nunca teve a oportunidade de conhecer. Em um rompante de dor e mágoas, Julyana (que não é mais tão novinha e sente o peso dos seus 35 anos) resolve tirar um período de férias para voltar para o interior de Minas, região em que sua mãe vive, e confrontar de uma vez por todas o passado. O problema é que ao chegar lá a jovem descobrirá novas mentiras e acabará ainda mais magoada com a mãe, insegura com tudo o que deixou de viver e aproveitar por causa dos segredos de sua família, e ansiosa para superar o passado. E é nessa ânsia por um novo futuro que ela reencontrará um namorado de juventude, alguém que ela sempre amou e amará. – Ou seja, puro clima de mentiras, perdão e reencontros, não é mesmo? Partindo dessa premissa Marina cria uma obra envolvente e bem elaborada, embora inegavelmente clichê.
Podemos dizer que Julyana está em crise. Ela está cansada de viver relacionamentos falsos, que duram menos de dois meses, e de sentir que nunca será amada verdadeiramente. Além disso, nossa protagonista quer paixão, companheirismo, amizade e, quem sabe, a oportunidade de criar uma família. Mas parece que Julyana sempre escolhe os caras errados ou que, depois dos trinta, não é mais vista como uma mulher desejada. Como disse, ela está em crise. E achei interessante como a autora aborda isso, mostrando as dificuldades que toda mulher encontra nessa fase: sonhos profissionais (é plausível que a obra aborda esse tema sem deixar que o romance ofusque quem a protagonista é), vontade de superar mágoas e erros antigos (aqui temos a abordagem da ligação da jovem com seus familiares, principalmente com a falta que ela sente da figura paterna), e uma necessidade de ser amada. Como disse no começo da resenha, achei que o livro focaria apenas no romance, mas foi uma surpresa agradável ver essa mulher – doidinha, briguenta, birrenta em alguns momentos (às vezes parecia que ela era bem mais nova do que sua idade cronológica apresenta) – descobrir que o amor verdadeiro está, antes de mais nada, no amor próprio. No final o que fica do livro é a jornada da protagonista: erros, vitórias, recomeços e o muito perdão. Sem dúvida o que mais me agradou na leitura foi à jornada de amadurecimento da nossa protagonista e suas conversas, engraçadas e descoladas, com suas melhores amigas. Elas possuem um grupo no Whatsapp e conversam sobre tudo e mais um pouco. Certamente isso dá identificação do leitor com as personagens. Entretanto, um dos pilares mais importantes da história, que é o romance, não me convenceu inteiramente. Logo de cara percebemos dois possíveis pares românticos para Julyana, seu namorado antigo e um lance proibido com um homem que ela acabou de conhecer. Um deles é real e encantador, o outro é seguro e ao mesmo tempo impossível. Entre escolhas e desejos, percebi que nossa protagonista perdeu tempo demais com o homem errado (que na realidade não é errado, porque sem ele Julyana não teria embarcado em uma jornada de amadurecimento). Queria ter visto a paixão nascer e explodir, o dia a dia e as conversas, e a construção de sonhos. Sinto que a protagonista teve tudo isso, mas não com o homem certo, é a impressão que dá. Outro ponto que me desagradou também foi a falta de romance propriamente dito. Contudo é um bom livro clichê, que fará leitores que curtem este tipo de obra se entreter satisfatoriamente.
No geral, temos um livro divertido, cheio de peripécias e planos mirabolantes, e que foca na jornada de amadurecimento da protagonista. Aqui lemos sobre crescimento, superação do passado e a busca pelo amor verdadeiro. Algo clichê é verdade, mas bastante corriqueiro.
Recomendo para aqueles que gostam de chick-lits que vão além do esperado e surpreendem por abordar temas mais reflexivos. Em resumo, Uma Janela para o Céu agradará em cheio os apreciadores do clichê literário. Espero que tenham curtido a resenha. Até a próxima!
Kewllyta 15/03/2021minha estante
Você disse tudo o que achei do livro. Obrigada


Luciano Otaciano 20/03/2021minha estante
Oi. Que bom que gostou!




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Shirlei 24/01/2021

A historia do livro e até legal, eu li bem rapido, mas em alguns momentos eu achei mta enrolação, nao foi dos meus favoritos.
Vale a leitura para um passatempo.
comentários(0)comente



Gisele Silva 14/11/2020

Legal...
Livro com autora brasileira que faz com que você entre na história, que queira visitar lugares citados no livro que você não conhece e relembrar lugares que você já foi.
comentários(0)comente



Júlia Brandão 17/09/2020

Julyana Barocci é uma mulher bem-sucedida, determinada e tem o emprego que sempre almejou, mas não tem sorte nenhuma no amor. Ela tem 35 anos, mas não consegue um relacionamento estável e duradouro.
É aí, que pensamos, “Ela vai encontrar um boy magia maravilhoso”, terão várias cenas quentes e eles vão viver felizes para sempre. Mais um clichê espetacular, que amamos ler. Só que não! Nossa protagonista será confrontada com vários segredos do passado. Segredos familiares que determinaram muito do que ela é hoje.
A partir daí, a busca pela verdade vai levar Julyana a uma viagem que ela nunca imaginou. Com a sua determinação, ela tentará tirar os “e se” que fazem tanto parte da sua vida.
A história é simplesmente maravilhosa, uma boa surpresa de 2020. Esse livro superou todas as minhas expectativas, com uma narrativa leve e empolgante, você simplesmente não consegue parar de ler. Além de nos fazer questionar: Será que o que eu quero é mesmo o que eu necessito? É mesmo o melhor pra mim?
O amadurecimento emocional da protagonista é nítido ao longo da narrativa, ela passa a ser mais segura de si, do seu corpo, dos seus sentimentos e desejos, mas sem ser aquela personagem boba e que chega no final do livro super imponderada. Ela já é uma mulher forte, mas com todo ser humano, tem as suas fraquezas que se bem trabalhadas te fortalecem.

site: https://www.instagram.com/estante.da.juh/
comentários(0)comente



Keith 13/09/2020

Quotes: "Uma Janela Para o Céu
- "Que é a vida senão uma série de loucuras inspiradas?"

- " Todo acontecimento ou fato histórico traz sabedoria e evolução para a sociedade, pelo menos é o que as guerras e as grandes revoluções, aparentemente, nos deixaram - além do sofrimento. Assemelha-se ais episódios e fases da vida. Nascemos e inicia-se em nossa ampulheta um escoamento impressionante. "

- "Passado é passado e, para a salubridade de todos, precisa ser esquecido. O tempo não volta. Ele é açucarado na boa infância, mas às vezes é cruel quando nos tornamos adultos."

- "A vida não é retilínea, mas cheia de curvas, aclives e declives, o que às vezes a torna desgovernada ou mágica."

- "A vida passa rápido demais, por isso é importante sonhar, errar, acreditar e amar, em todas as fases."

- "Tudo passa! O vento, a chuva, o furacão e, então, surge um sol brilhante, o qual te mostra que hoje é um novo dia e que sua vida somente engrandece, se você mudar."

- "É comum acharmos que nosso sofrimento e inconstâncias são causados por determinados acontecimentos ou pessoas, mas na verdade tudo depende do quanto aceitamos o presente. O apego ao passado e ao futuro nos prejudica e nos faz regredir ou estagnar. As coisas mudam quando nós mudamos."

- "Então, passado é passado. Não devemos remoer, pois ele pode contaminar o presente. Temos que tirar proveito, enxergar o lado bom, novas possibilidades e seguir em frente."
comentários(0)comente



sah.segurado 05/09/2020

Certo de que vale muitas risadas
Gostei bastante da história, da didática do livro, leitura fácil, "giras" e modos de falar atuais que nos cativam e nos fazem rir. A protagonista principal tem um passado mal resolvido, e quando resolve ela evoluiu totalmente seus pensamentos, é bom ler e ver a entrega dela por tudo que faz. Enfim gostei.
comentários(0)comente



caua 29/08/2020

Julyana e uma mulher que segundo ela está chegando aos 40 anos e sem se sentir feliz com isso ela já ela trabalha com que ela gosta que é escrever e uma editora de revista. Um dia quando ela está trabalhando aparece uma pessoa que ELA nunca tinha visto falando que era seu pai ela também nunca conheceu seu pai. Quando comecei a ler eu gostei bastante vê ela descobrir coisas sobre a família dela mas depois começo o romance aí comecei a ler ele devagar ELE também me FEZ refletir sobre algumas coisas foi bom o livro
comentários(0)comente



Lala 26/08/2020

Recomendo
Uma Janela Para o Céu... é tão bom quando o nome do livro faz parte da história! Eu por morar no interior tenho minha própria janela! Simplesmente apaixonada!!
comentários(0)comente



Marcinha 18/08/2020

Maravilhoso!!!
Julyana, mineira, 35 anos, mora em São Paulo e tem o emprego dos sonhos em uma editora.
Leva uma vida agradável e divertida com suas duas amigas de trabalho, Alice e Paola, sempre nas noites por aí. Mas quando a questão é relacionamento, Julyana se vê perdida em seus desastres amorosos. Aos 35 anos "ainda" não encontrou alguém para algo sério. E em meio a este cenário atual, algumas surpresas surgem em sua vida! Romeu, seu pai biológico. Daniel, seu chefe e crush proibido. E Lucas, um amor da adolescência.
Julyana tem muitas perguntas sem respostas sobre seu passado e decide tirar umas ferias para visitar sua mãe, em sua cidade natal, e finalmente entender alguns fatos.
Após isso ela embarca em uma aventura que vai lhe proporcionar uma grande transformação!
Julyana se torna mulher, madura, diferente e finalmente se encontra.
Ai, ai... que livro! Que leitura maravilhosa, gente! Uma comédia romântica muito aconchegante, onde em várias páginas me vi, me reconheci. Como eu havia dito antes de iniciar essa leitura, o fato da protagonista ter minha idade, me influenciou muito a querer ler. E de fato me representou em muitas partes. Eu me diverti demais, ri tanto com as amigas Paola e Alice, que chegou a doer o maxilar às 3hs da manhã! O enredo é lindo, os personagens secundários bem desenvolvidos e todos muito cativantes. E, o que me fez dar a última estrela rs, o fato de se passar em meio ao estilo de música que mais gosto, que é o Rock. Com isso, 5 estrelas é até pouco!!! Eu li pelo celular e acabei comprando o exemplar físico, pois amei e preciso dele na minha estante!
comentários(0)comente



67 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR