Uma Esperança Mais Forte Que o Mar

Uma Esperança Mais Forte Que o Mar Melissa Fleming




Resenhas - Uma Esperança Mais Forte Que o Mar


55 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Rafa 28/07/2021

À deriva no mar gelado, sem terra à vista — apenas destroços do naufrágio da embarcação e cadáveres flutuando a sua volta —, a jovem de 19 anos Doaa Al Zamel flutua com uma pequena boia inflável na cintura e segura duas crianças pequenas junto ao corpo. As crianças foram confiadas aos braços de Doaa pelos parentes que se afogavam, todos refugiados a bordo de um barco perigosamente superlotado com destino à Suécia e a uma nova vida. Durante dias, Doaa flutua, reza e canta para as crianças. Deve continuar viva por elas. Não deve perder a esperança.

Mais do que uma história, esse livro é um relato forte e preciso da realidade da população síria em meio ao caos em que o país ficou com a guerra civil!!

Doaa é só mais uma das milhares de pessoas que saíram da Síria, buscando um novo começo, sem guerra, sem conflitos pelo poder, sem milhares de mortes de inocentes todos os dias!! Mas essa busca não foi nada fácil, como é decrito no livro!!

Podemos acompanhar todas as dificuldades que Dooa passou até chegar à Suécia. Das atrocidades da guerra na Síria, da passagem pelo Egito, até a travessia do Mar Mediterrâneo pra chegar na Europa!! Nada, absolutamente nada foi fácil nessa jornada!

A parte que mais me angustiou foi a travessia até a Europa!! Muita vezes foi difícil lidar com as passagens ali contadas. Coisas que só uma esperança muito forte pode ajudar a lidar e a superar!! É como diz o ditado: "Você só sabe o quanto é forte quando precisa ser forte"!!!! E Dooa foi, foi extremamente forte, em todos os sentidos!!!

Uma Esperança mais Forte que o Mar é um livro denso, e que precisa ser lido para que todos conheçam a história dessa mulher fantástica e admirável!!!


site: https://www.instagram.com/p/CQUVdtitGzY/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



Menina Ciria 16/07/2021

Sobre Síria...
Eu simplesmente não conseguia parar de ler. Sempre tive muita curiosidade sobre o país que trago em meu nome. Síria. A Guerra na Síria foi a maior guerra dos nossos dias. 5 milhões de mortos. Doaa e sua família estavam refugiados no Egito tentando fugir de tudo isso. No início foram bem recebidos pelos egípcios, mas depois os boatos sobre os homens assediadores se tornou verdade. Do Egito Doaa e seu noivo pagaram contrabandistas para os levar para a Europa. Nessa Odisséia o navio que levava os refugiados foi cruelmente afundado. Mais de 500 pessoas morreram. Doaa foi sobrevivente disso tudo. Para saber como tudo aconteceu você precisa ler esse maravilhoso livro narrado pela Mellissa Fleming. Em meio a tanta tragédia os questionamentos são válidos. Por que as potências internacionais não incentivam os países vizinhos a acolherem os refugiados da guerra? O Planeta Terra é um só e como comunidade precisamos ser mais tolerantes e acolhedores com as famílias que abandonam as ruínas de seu país procurando um lugar para simplesmente viver. A principal pergunta é: " Por que tão pouco é feito para acabar com as guerras, a perseguição e a pobreza que levam tanta gente a fugir para as praias da Europa?"
comentários(0)comente



Mari Amaral 13/07/2021

Ela perdeu tudo, menos a esperança...
Essa é a história de Doaa, da família Al Zamel de Daara, Síria, e dos eventos de 19 de dezembro de 2010 que afetaram sua vida para sempre. Tudo começou na Tunísia, quando um jovem ateou fogo no próprio corpo em protesto contra as condições de seu país. Mohamed Bouazizi não sabia que seu ato iria desencadear uma das maiores ondas de protestos da história, a Primavera Árabe.

E o que foi isso? Foi uma série de revoltas que ocorreram contra as péssimas condições de vida impostas à população por ditadores. O primeiro a cair foi Zine El Abidine Ben Ali que estava no poder há 23 anos na Tunísia e isso animou países vizinhos. Muammar Kadhafi que governava a Líbia há 40 anos caiu, no Egito o presidente Hosni Mubarak também, em outros países como Marrocos, Jordânia, Iêmen e Bahrein houveram novas eleições, reformas e graves conflitos. Na Síria a história foi diferente.

Uma revolta pacífica contra o presidente da Síria em 2011 se transformou em uma violenta guerra civil. Doaa participou ativamente em sua cidade dos primeiros protestos que exigiam melhores condições de vida e com ela vemos todas as mudanças que ocorreram na Síria até as drásticas consequências da guerra que foi a crise dos refugiados, considerada uma das maiores crises humanitárias desde a segunda guerra mundial.

Sabemos que pelo menos 400 mil pessoas foram mortas na guerra, mais de 5 milhões de refugiados saíram do país e o conflito obrigou pelo menos 6 milhões de sírios a se deslocarem dentro das fronteiras em condições terríveis. Muitos sírios tiveram que vender tudo o que tinham para se arriscar nas mãos de contrabandistas e atravessar o mediterrâneo rumo à Europa.

A travessia dos refugiados é feita em embarcações impróprias e extremamente lotadas, resultando em inúmeros naufrágios. Desde o início da guerra na Síria mais de 18 mil pessoas foram vítimas, incluindo Doaa e seu noivo que para escapar de um pesadelo arriscaram tudo o que tinham, inclusive a vida. História real, comovente e apesar de dolorida é inspiradora. Doaa é como uma força da natureza, o mundo precisava conhecer a história dessa moça que venceu um mar inteiro.

@thereader2408

site: https://www.instagram.com/p/CRPm2HErMyI/
comentários(0)comente



Vic @leituralismo 05/07/2021

Crise de refugiados, o mundo precisa falar sobre isso
• Com a eclosão da guerra na Síria, Doaa, uma jovem de 19 anos e seus familiares se deparam com um cenário em que a única possibilidade de se manterem vivos é fugir para outro país, sendo assim, eles conseguem refúgio no Egito. Após um tempo, Doaa percebe que o seu país de refúgio já não é mais tão receptivo e com o noivo, decide atravessar o mar até a Europa.

• Ressaltando que essa é uma história real que nos mostra a situação em que muitas pessoas vivem, a crise do refúgio. Doaa ao tentar fugir para a Europa, após um acidente com o barco em que estava, ficou à deriva por quatro dias em alto mar, sem alimento ou água potável, além de ajudar duas crianças que estavam sozinhas, pois os pais faleceram.
ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ
• Apesar de já ter um interessante pelos conflitos do Oriente Médio, eu ainda não tinha me aprofundado tanto sobre a questão da Síria, contudo, esse livro detalha bastante sobre os protestos, a primavera árabe e a guerra.
ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ
• Doaa é apenas uma das milhares de adolescentes que se encontram numa situação parecida como essas agora mesmo. Dá para imaginar?! Acredito que não podemos mais continuarmos fingindo que nada acontece enquanto milhares de pessoas fogem dos seus países devido a conflitos armados, questões econômicas, religiosas, etc. A crise dos refugiados é real e a cada dia cresce.
ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ
• Doaa hoje vive com toda a família em um país da Europa, infelizmente, o seu noivo morreu. Apesar de estar fisicamente bem, os traumas causados por tudo que ela viveu ainda pesam em sua memória.

resenha postada no ig @leituralismo ㅤㅤㅤ ㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤㅤ

site: @leituralismo
comentários(0)comente



Julia Oneda 04/07/2021

Essa é uma história real de uma família síria refugiada. Dooa é uma das integrantes da família, que narra a história de como começou a guerra em seu país, até o momento que obrigou a família buscar refúgio no Egito. Inicialmente o Egito foi um país super acolhedor onde conseguiram se estabelecer por um tempo, mas logo depois o país passou por uma crise econômica e política, tornando-se mais um lugar perigoso para a família de Dooa (a população acusava os refugiados pela crise). Dentre muitas adversidades, Doaa e seu noivo resolvem pegar um barco rumo à Europa (clandestino), na esperança de conseguir uma vida melhor. Durante o trajeto, um barco de piratas ocasiona propositalmente o naufrágio do barco onde está Doaa. A menina, de então apenas 19 anos, presencia diversas mortes e luta durante dias por sua vida.
É impossível ler essa história e não sentir a angústia, tristeza e o desespero de Dooa. Além de nos ajudar a entender como foi o início da guerra da Síria, o livro nos faz refletir sobre o trabalho importantíssimo de diversos países no acolhimento da população refugiada e os programas de auxílio à essas famílias.
Amparar e oferecer segurança e condições dignas para sobrevivência dessas pessoas é o que nos faz mais humanos.
comentários(0)comente



Jean 27/06/2021

O livro é maravilhoso.
Retrata a vida de Doaa desde de antes da guerra até o momento da publicação, ótimo para quem quer entender um pouco mais a situação da Síria que infelizmente piora a cada dia que passa.
comentários(0)comente



Aécio de Paula 12/06/2021

Uma Esperança Mais Forte Que o Mar - Melissa Fleming
Doaa e sua família passaram pelos perrengues que outras famílias sofreram na guerra da siria: fome, medo, desespero, mas conseguiram fugir para o Egito. Por mais traumatizante, não me parecia uma história surpreendente. Mas da metade do livro, meu Deus, é impactante!!! Doaa e seu noivo embarcam em um navio ilegal com mais de 500 refugiados para a europa, mas em alto mar o navio é criminosamente afundado por piratas. O horror narrado por Doaa dos sobreviventes boiando à deriva por alguns dias é angustiante. Só alguns sobreviveram segurando alguns objetos flutuantes. A leitura dessa parte é um filme de terror. A história real dessa moça chocou a mídia na época.
comentários(0)comente



Andréa 01/06/2021

Não tenho nem palavras pra descrever este livro e o quanto ele é bom.
A esperança mais forte que o mar, vai contar a incrível história de Doaa uma mulher Síria, que busca uma vida melhor longe dos conflitos de guerra da sua terra natal.
comentários(0)comente



marta.caregnato 24/05/2021

Impactante
"Uma esperança mais forte que o mar" é um relato impactante de uma refugiada, que obrigada a fugir dos horrores da guerra civil na Síria, passa por situações aterrorizantes.

Tudo começou com uma pichação no muro da escola. Alguns adolescentes, inspirados pelos protestos da "Primavera Árabe", picharam no muro de sua escola a frase: "você será o próximo, doutor". O que parecia uma brincadeira, foi interpretado como ameaça, e os meninos foram presos e torturados. Para o povo de Daraa, que já estava insatisfeito com o regime, isso foi a  "a gota d'água". Inicia-se, então, protestos, que logo dão início à guerra civil.

A família de Doaa, quando viu que não sobreviveria em meio à guerra, buscou refúgio no Egito. No início, o Egito recebia bem os refugiados, mas, após a derrubada de Mohamed Morsi, em 3 de julho de 2013, os refugiados sírios passam a ser tratados com hostilidade. E após muito sofrimento e humilhação, Doaa e seu noivo fogem clandestinamente para a Europa.

É impactante e comovente a jornada de Doaa Al Zamel. Sua história de sobrevivência é apavorante, mas é um relato necessário para a tomada de consciência da crise humanitária mais urgente de nossa época.

Melissa Fleming é diretora de Comunicações do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados. Flaming conheceu a história de Doaa quando ela já havia chegado na Grécia. Transformou sua história em livro e assumiu o compromisso de doar a maior parte da renda do livro para apoiar os refugiados.
comentários(0)comente



Claudia.Melo 09/05/2021

Impactante!
A Jornada de Doaa Al Zamel, a jovem síria, é aterrorizadora...

Tudo começou com uma pichação de um muro de uma escola na cidade de Daraa com um desafio curto e irônico ao presidente Bashar Assad, oftalmologista formado, sobre o início das revoltas no país: - Agora é sua vez, doutor.
Após a pichação, o adolescente e seus amigos foram presos e torturados, dando início a manifestações que marcaram o início da guerra civil.

Recomendo para quem gosta de livros de não ficção.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Elisabete Bastos @betebooks 26/03/2021

A busca da paz
Doa e sua família saíram da Síria devastada e fora para o Egito. No Egisto com mudanças políticas e por questões econômicas, o povo começou a ter uma uma reação negativa em relação aos refugiados sírios. Doa e Bassem querem uma mudança em suas vidas para casar e ter melhores meios de vida. Por isto, dão suas economias a atravessadores para navios sem condições de fazer o transporte de centenas de refugiados. A primeira tentativa não conseguiram. Na segunda tentativa, em 6/09/2014, embarcaram rumo à Itália. Varias trocas de navios. E eles foram atacados e arrebentaram o navio que estavam. Muitos morreram, crianças, pais, famílias etc. Doa conseguiu sobreviver e chegou a Grécia e depois para a Suécia. Enfim, a vida de refugiados, que tentam embarcar para melhores perspectivas de vida na Europa e enfrentam os perigos de atravessadores, que só querem o lucro, pouco se importando com a vida humana.
comentários(0)comente



Ronan Furtado 15/03/2021

História necessária para humanidade.
Fantástico! Uma história comovente que expõe a crise humanitária dos refugiados das zonas de guerra no oriente médio. Livro expõe muito bem as emoções e a dinâmica familiar de Doaa Al zemel, até a tomada de decisão que irá impactar sua vida para sempre. Uma tragédia contada do ponto de vista de quem viveu tanta dor faz você entender a gravidade de uma guerra longa e o quanto ela impacta uma nação inteira que sempre está em busca da paz e da qualidade de vida para seus filhos.
comentários(0)comente



Érika 26/02/2021

Comovente e impactante.
Livros narrando histórias reais são dos que mais me chamam a atenção. A história de Doaa foi algo muito forte e comovente.
É assustador o quanto de sofrimento existe nesse mundo. As condições de vida que algumas pessoas são obrigadas a ter e as situações nas quais elas se submetem para tentar sobreviver ou melhorar de vida beiram ao absurdo quando eu penso no quão diferente da minha realidade isso é.
Fico triste com a história de Doaa e de muitas maneiras me sinto impotente. Espero que as coisas melhorem e sigo buscando um jeito de mudar o mundo. Mas como?
Paz, amor e bem.
Ramon M. Santos 02/03/2021minha estante
Se comparado a séculos passados, o mundo está melhorando. Mas quanto mais lemos, mais vemos que tem muito ainda a ser feito


Érika 03/03/2021minha estante
Verdade, Ramon! Que tenhamos coragem para agir tentando melhorar ainda mais.




jhully 15/01/2021

Essencial
É assustador como existem tantas pessoas nessas condições. Porém, Doaa é de uma coragem, e uma determinação sem igual. Amei a leitura!
comentários(0)comente



55 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR