Movido Pela Maré

Movido Pela Maré Nora Roberts




Resenhas - Movido Pela Maré


37 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Moonlight Books 27/02/2019

Resenha completa no blog Moonlight Books

Este volume foca mais no romance, diferente do anterior que focou mais na relação dos rapazes com Seth, em especial na forma como o menino e Cam se conectaram. Eu gostei mais de Arrebatado pelo Mar, pois acho que o equilíbrio entre romance e a história de Seth foi melhor, dando a cada um destes aspectos da trama o espaço devido.
Os Quinn vão ter que ser fortes nesta luta e não vejo a hora de saber o que vai acontecer na sequencia. Sigo apaixonada por esta família, que a cada dia fica maior e mais cativante.

site: http://www.moonlightbooks.net/2019/02/resenha-movido-pela-mare.html
comentários(0)comente



Cris.Pimentel 18/07/2018

Pega pela maré
Ah, agora sim!
Amei o livro do Ethan, o casal tem uma história linda e vamos conhecendo melhor todos os personagens.
Achei este livro muito superior a Arrebatado pelo Mar, os protagonistas são mais reais e carismáticos.
comentários(0)comente



Ardito 18/06/2018

Diminuiu a marcha
Um livro bom, porem deu uma queda do primeiro para ele. Desta vez conta a historia do Ethan ( 2º dos filhos dos Quins ) com Grace. Ethan um cara com medos na cabeça de se apaixonar e ser igual aos pais, Grace uma mae solteira que ama Ethan desde muito tempo. Final muito bom.
comentários(0)comente



Maria Cicília 08/02/2018

Procurei uma palavra para descrever o livro e a que me pareceu mais apropriada é ma-ra-vi-lho-so. Típico romance, me encantei ainda mais com cada personagem da estória. O segundo livro supera o primeiro, desta vez o enredo é contado em torno do segundo irmão, Ethan, que é super fofo e apaixonante, as vezes um pouco machista (um ponto negativo que encontrei na narrativa). Ainda, o livro mantém traços de humor e a tristeza no passado de alguns personagens.
comentários(0)comente



Pretenses 24/04/2017

Águas calmas, mistérios ocultos
A cura de antigas feridas e as novas feridas são lindamente descritas por Nora, nesse momento onde tudo que Seth precisa, parece ser aquilo que Ethan tem a oferecer. A empatia é um sentimento que pode aproximar pessoas pela capacidade de entender, mas cobra seu preço no momento em que reviver aquelas histórias, trazem algo do passado para o presente. E nesse momento Ethan está determinado a transformar o negócio da família, talvez até mais que Can e Phil, a construção de barcos, num tremendo sucesso, tanto por si mesmo quanto por seus irmãos.
.
.
.
Quer saber mais? Leia no blog Pretenses!

site: https://blogpretenses.blogspot.com.br/2017/03/movido-pela-mare-resenha_22.html
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

Movido pela Maré – Nora Roberts – #Resenha
Esse é o segundo livro da trilogia da Gratidão e uma das minhas favoritas da autora. Em alguns livros da autora chego a passar raiva com personagens cabeça dura que não cede aos seus desejos. No caso desse mesmo sendo um dos meus favoritos tive vontade de socar demais os personagens. Porém, as demais cenas compensam tudo. Não consigo falar dos livros de uma forma que não seja mostrando toda a admiração e respeito pela a autora. Já rolou muitos boatos de que na verdade não é ela quem escreve os livros e tudo mais. Eu de verdade não me importo com isso porque adoro todos eles desde o da série mortal até os avulsos. Mas, voltando para esse livro. Ela consegue mostrar como o amor entre os irmãos - mesmo que não seja de sangue - é mais forte do que qualquer laço. E ninguém poderia fazer nada que prejudicasse essa ligação.

O segundo livro conta a história de Ethan. Hoje um homem formado não quer se envolver com nenhuma mulher devido ao seu passado muito conturbado. Ainda que cada um deles se veja muito em Seth ele é o que mais se identifica e sabe os traumas que o garoto pode carregar para sempre em sua vida. Ele aceita a vida que tem até que um evento muda tudo. Ethan se vê perdido e sem saber que rumo levar. Mas, logo decide que pode se tornar um covarde e deixar a melhor coisa de sua escapar ou lutar até o final para ser feliz como nunca antes.

E então ele acordou, sentindo ainda a estranha sensação da mão grande e familiar sobre o ombro.

Eu simplesmente fico apaixonada pelos mocinhos que a Nora escreve. Com Ethan não foi diferente, no momento em que comecei a ler já estava apaixonada. Ele é muito teimoso e não aceita seus sentimentos. Resolve deixar tudo na amizade porque sabe que quando for atrás do que deseja terá que lidar com seu passado. Mesmo sendo um homem adulto, tendo seu trabalho no barco e começando o trabalho com barcos com seus irmãos não é capaz de deixar o passado ir embora. Afirma aceitar tudo o que lhe aconteceu porque é parte de sua personalidade, no entanto, ainda sofre por tudo porque não consegue ter uma vida completa. Não é um bad boy, mas também não é nenhum santo. Quando decide ir atrás daquilo que deseja não poupa esforços em conseguir. Um momento eu fiquei irritada porque foi covarde demais em não enfrentar seus problemas, ainda bem que no final se resolveu.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2014/12/movido-pela-mare-nora-roberts-resenha.html
comentários(0)comente



Tali @letrasmaislivros 30/08/2016

Movido Pela Maré
Este é o segundo livro da Trilogia da Gratidão, e o irmão em foco é Ethan. Cam, Ethan e Phillip são irmãos de criação, adotados quando menores pelo casal Ray e Stella Quinn. Cada um deles seguiu seu caminho, porém quando Ray está em um leito de hospital após um acidente grave, os três precisam se unir para cumprir seu último pedido: cuidar do novo menino adotado por ele, Seth.

Ethan é o mais calmo e contemplativo dos irmãos. Porém, por baixo da sua aparência de calma e tranquilidade, ele esconde muitas cicatrizes de seu passado antes de ter sido adotado pelo casal Quinn. Antes de Ethan ser o homem que é hoje, ele foi um menino assustado e que foi abusado. Por um milagre de Deus ele foi encontrado por Stella e Ray antes de perder a vida.

Grace Monroe tem 23 anos e trabalha muito para conseguir sustentar sua filha Aubrey, de 2 anos, já que é uma mãe solteira. De dia ela trabalha limpando casas, e de noite é garçonete em um bar. Ela e Ethan se conhecem praticamente durante todas as suas vidas e nutrem sentimentos fortes um pelo outro, apesar de nenhum dos dois nunca ter tomado a iniciativa.

Depois dos três homens adultos e independentes voltarem a morar sob um mesmo teto para cumprir com a promessa de cuidar de Seth, Grace passa ainda mais tempo cuidando da limpeza da casa e com isso os ela e Ethan passam a se aproximar ainda mais e não conseguem negar o que sentem um pelo outro.

O negócio que os irmãos Quinn decidem abrir no primeiro livro, de construir embarcações, anda a todo o vapor e todos os irmãos, incluindo Seth, participam do processo. Porém, alguns problemas surgem, e colocam em cheque a segurança dele, quando sua mãe biológica tenta entrar em contato com eles e ameaça levar o menino consigo.

O livro tem uma estória fluída e viciante, como todo livro de Nora Roberts, e estou ansiosa para ler o próximo livro da trilogia, que terá foco em Phillip, e descobrir se o menino conseguirá ficar com os Quinn, além de descobrir o grande mistério por trás da adoção de Seth e sua relação com Ray Quinn. Esta é uma estória sobre amor fraternal, carinho e gratidão; e a recomendo a todos os leitores que apreciem estórias sobre uma família e fale a respeito de adoção.

site: https://letrasmaislivros.blogspot.com/
comentários(0)comente



Cris 31/03/2016

Neste segundo volume da Trilogia da Gratidão, uma história dramática que fala de três homens que voltam para casa a fim de honrar o último desejo do pai... cuidar de Seth, um menino problemático que precisa de uma família. Esse retorno ao lar ensinará a eles mais do que algum dia poderiam sonhar a respeito do significado de uma família e suas responsabilidades. Agora é tempo de aprender também o significado da aceitação e do amor.
comentários(0)comente



Beta Oliveira 01/01/2016

É bonito, é doído, é cru, é mal, é sincero, é confuso, é paixão, é amor, é família. É Nora fazendo a festa e a gente se divertindo com isso. Vai perder?

Confira o texto completo no Literatura de Mulherzinha.

site: http://livroaguacomacucar.blogspot.com.br/2016/01/cap-1121-movido-pela-mare-nora-roberts.html
comentários(0)comente



Zana 18/11/2015

Segundo livro da Trilogia da Gratidão: Ethan.
Vamos antes a uma breve pincelada no contexto da série: Ray e Stella Quinn formavam um casal maravilhoso. Eles adotaram três garotos problemáticos em situação de risco: CAM, Phillip e Ethan. Os meninos cresceram e seguiram suas vidas. Ao ficar viúvo Ray Quinn passou a cuidar de outro menino em situação similar aos seus outros filhos já adotados chamado Seth, contudo antes da adoção se concretizar morreu em um acidente de automóvel. Pairam mistérios sobre as circunstâncias envolvendo o acidente e a paternidade do menino. Para atender a vontade do pai falecido, os irmãos Quinn se unem novamente passando a conviverem na mesma casa com a intenção de obter a custódia de Seth. O fantasma de Ray Quinn, que antes aparecia e conversava com CAM, agora aparece para Ethan. Como visto no livro um, CAM se casou com Ana, a assistente social encarregada do caso Seth. Enquanto eles não retornam da lua de mel, Ethan está sozinho cuidando do menino, pois Phillip se encontrava encarregando de outros assuntos.

Dos três irmãos, Ethan sempre foi o que dividia a paixão do pai pelo mar. Um cara introspectivo, ponderado e aparentemente tranquilo. Todavia, por baixo das águas aparentemente calmas de Ethan, ocultava-se um passado extremamente infeliz e doloroso, fruto de uma mãe prostituta que o negociava. Ele acreditava ter um sangue maldito que não pretendia perpetuar, de tal modo decidiu nunca se casar. Por isso, mesmo amando Grace desde sempre, nunca se declarou e terminou vendo ela se casar com outro, ter uma filha e se divorciar. Lentidão parecia ser o sobrenome do moçoilo, e não Quinn.

Grace sempre amou Ethan, mas o rapaz para tomar iniciativa era mais lerdo do que um peixe-boi nadando, por isso ela sempre acreditou que ele somente a via como a uma amiga. Atualmente separada, Grace trabalhava em vários empregos para sustentar a filha e um desses trabalhos consistia em fazer os serviços domésticos da casa dos irmãos Quinn. Antes ela era a única mulher a reinar na casa dos homens Quinn, fato prestes a mudar quando do retorno de Ana e CAM das núpcias. Inicialmente elas pisam em ovos uma com a outra, mas depois se acertam e desenvolve uma bela amizade.

Foi muito bom ver CAM comendo na palma da mão da esposa, o rapaz procurava ficar ‘pianinho’ diante o gênio da amada. Presenciar a Ana com seu jeito dinâmico se relacionar com o Ethan é bastante divertido. É ela que aconselha Grace a tomar uma atitude em relação ao Ethan, sacudindo o relacionamento dos dois. Induz, também ao lerdo do peixe-boi Ethan a nadar de forma mais ágil, e, enfim, descobrir através das suas sombras emocionais quem realmente era, livrando-se dos seus traumas.

O gostoso de ler na série Gratidão ainda fica por conta de vivenciar a intimidade dos irmãos Quinn, o amor, a amizade, o companheirismo e as brigas. O processo lento de amor e confiança que vai se desenvolvendo entre eles e Seth. Neste segundo volume, é especialmente deleitoso ver o modo de Ethan lidar e administrar a paixonite do garoto Seth por Grece, e acompanhar a adição de Ana e Grace a família Quinn, fato que contribuiu para tornar o quadro ainda mais atrativo e divertido. Agora é ver como Phillip vai se sair quando encontrar sua predestinada em ‘Protegido pelo porto’. Confira.
Érica 18/11/2015minha estante
Aiinn esses mocinhos bundões são o Ó! Vontade de dar uma bifa na cara!
Mas eu to curtindo suas resenhas dessa trilogia, acho que vou gostar. Já vai começar a ler o próximo? Quero a resenha! Rsrs


Zana 18/11/2015minha estante
: )) ainda assim gostei mais do Ethan do que do CAM. Seguindo a minha técnica de revesamento de leitura agora vem um histórico rsrs




Leila 23/06/2015

Eu não li esse livro eu DEVOREI, kkk
Bom demais!

Essa trilogia da gratidão da Nora Roberts é considerada a melhor pelos fãs e dos dois que li esse foi o que mais gostei, amei a história de Ethan e Grace, duas figuras simples e de coração puro, um sentimento antigo e verdadeiro um nutria pelo outro, foi muito legal ver o desenrolar do romance entre eles, lógico que sempre tem um que "bate a cabeça" (no caso foi o Ethan) por causa de seus traumas do passado, mas no final tudo deu certo...

A guarda de Seth ainda está se desenrolando, a historia começou no livro 1 de Cameron e Anna, deu sequencia nesse e sei que se finalizará no último, paralelo à historia do Phillip e sua amada (que ainda não sei quem será, rs)!
comentários(0)comente



Dreeh Leal 09/05/2014

Movido pela maré - Trilogia da Gratidão - Livro 02 - Nora Roberts
A saga dos irmãos Quinn para obter a guarda definitiva de Seth continua. Após a morte de seu pai, os três irmãos tiveram que reaprender a morarem junto e acima de tudo relembrar o significado de família e de responsabilidade. Desta vez Ethan – o irmão mais calmo e menos briguento, mas nem por isso com um passado menos dolorido – é o foco das atenções. Ethan foi o único que continuou na cidade, era quem compartilhava com o pai o amor pelo mar, pelo litoral de Maryland. Pescador de profissão, sua nova empreitada é transformar o negócio da família – a construtora de barcos intitulada Embarcações Quinn – em um grande sucesso. Ethan e Seth têm muito mais em comum do que imaginam e isso inclui uma mãe biológica sem escrúpulos. A troca que acontece entre eles serve não só para aproximá-los, como também reconfortá-los. Quem seus pais biológicos foram não devem ditar que tipo de homem você será. As feridas abertas em sua infância fazem com que ele não acredite que possa conquistar a mulher dos seus sonhos. Mal sabe ele sobre todo o sentimento que Grace vem nutrindo e guardando ao longo dos anos. A aproximação deles não é fácil, mas com uma mãozinha aqui e outra ali tudo tende a se encaixar.

O primeiro livro da trilogia me envolveu demais, e por isso fui com toda a expectativa do mundo acompanhar a continuação dos acontecimentos. Mas dessa vez não rolou. Apesar de gostar de ter conhecido um pouco mais da história dos personagens, o casal não me conquistou. Compreendo todas as atitudes e medos de ambos, mas... Vou explicar melhor.

Grace e Ethan se conhecem a anos – que por si só já era um ótimo motivo para o casal fluir bem – e secretamente nutriam um amor. A diferença de idade somada à infância conturbada e todas as consequências psicológicas que ela pode trazer sempre foram uma barreira para que ele pudesse confessar o que sentia. Grace também tinha seus motivos, a vida dura que levou sendo mãe solteira somada a uma pequena falta de autoestima levaram-na a acreditar que nunca teria uma chance com ele. Enfim, da pra entender o motivo de ambos certo? Mas não da pra entender o porque os dois são cegos e nunca perceberam os sintomas um do outro. Isso me cansou profundamente.. Ainda bem que o romance é só uma das partes deste livro.

Nora continuou escrevendo com maestria. Seus diálogos e personagens bem construídos sempre são um diferencial de seus livros. O caldeirão de valores e sentimentos apresentados também sempre me encanta: família, amizade, amor, medo, superação, determinação. Acho incrível como ela consegue contar histórias tristes sem tornar o livro pesado.

A diagramação segue o padrão do primeiro livro. Boa fonte e com um espaçamento considerável. O único ponto negativo continua sendo as páginas brancas. Não entendo o porquê a Bertrand (e algumas outras editoras do Grupo Editorial Record) continuam insistindo nisso. Tira todo o chame do livro, além de dar uma baita dor de cabeça. Enfim, a capa é um ponto altíssimo! Eu sou apaixonada pelo padrão que estabeleceram para as capas da série. Sempre mostrando o mar e com detalhes florais.

O que me levou a não gostar do livro é algo bem particular, o que não significa que todos irão se entediar assim como eu. A cada novo passo de Seth e dos Quinn eu me encanto mais com esses irmãos. A série toda é muito recomendada!

site: http://www.maisquelivros.com/2014/02/resenha-movido-pela-mare-nora-roberts.html
comentários(0)comente



Regiane 07/01/2014

Especial!!!
Foi o primeiro livro que li da Nora Roberts e simplesmente me encantei.... Uma história envolvente, que trata do drama em que vive a família Quinn e de todo o passado doloroso do protagonista Ethan, que não quer se permitir viver um presente feliz ao lado da mulher que ama por achar que não é digno disso... Adorei conhecer a família Quinn e me apaixonei pelo Ethan... é um livro que sempre indico, pois se tornou um dos meus favoritos, tanto o livro como o seu protagonista!
Foi o livro que me apresentou à escrita de Nora Roberts e confesso que adorei o modo como ela lida com as emoções... Enfim, é um livro lindo, que pra mim foi muito marcante!
Super recomendo!
comentários(0)comente



Larissa Guedes de Souza 08/04/2013

Movido pela Maré
Veja esta e outras resenhas no blog http://bibliomaniacas.blogspot.com.br/

Neste livro o protagonista é o segundo irmão Quinn, Ethan, e, apesar de normalmente não gostar muito das traduções de títulos de livros e filmes, neste caso achei perfeita. Não é a tradução literal, mas faz todo sentido. Ethan é mesmo Movido pela Maré, em todos os sentidos.

Ethan tem, como seus irmãos, um passado doloroso e obscuro, mas quando foi acolhido pelo casal Quinn sua história mudou e agora ele é um pescador que tem uma vida pacata na pequena Chesapeake Bay. Ele é um homem calmo, sensato, calado e chega até a ser misterioso. Dentre todos os irmãos Quinn, Ethan foi o que eu menos gostei, sinceramente. Lendo essa descrição ele até pode parecer perfeito, um príncipe mesmo, sem manias de garanhão conquistador. Mas ele não é. Ele é devagar mesmo! Ele gosta de Grace há uns 10 anos e todo mundo sabe disso, mas o cara nunca fez nada, cheio de “não-me-toques” com ela. Depois de um longo e tenebroso inverno ele finalmente a chama pra sair. Ele conseguiu ser mais devagar que o Ross Geller de Friends.

Gostei do livro, só que é o que menos gostei desta série. O romance de Ethan e Grace é bonito. Mais bonito ainda é a relação que ele tem com a filha dela, e esse é um dos motivos pelo qual ela se apaixona por ele. Mas eu achei que a maneira como eles agem às vezes nesse relacionamento é completamente contraditória com a personalidade já criada para eles. Por exemplo (sem spoilers, prometo!), Grace sempre foi centrada e normal, de repente ela meio que enlouquece e vira uma neurótica cheia de frescuras.

Outra coisa que me irrita muito no livro é que o Ethan é desses que acha que não merece o amor da mulher, por ele ter sofrido muito no seu passado. Ele acha que ela merece mais do que ele, que tem o passado tão manchado. Em certas ocasiões, em certos livros, essa característica do cara é super fofa e charmosa, mas nesse caso, achei super irritante. O cara é apaixonado por ela há mil anos, ela é apaixonada por ele há mil anos e ele acha que os dois não devem ficar juntos, sem motivo nenhum. Ela sabe o que ele passou e quer ele, mas ele vem com essa história de você não deve me querer. Fala sério!

Mas se desiluda, o livro é bom! Para alguns é o preferido da série, mas para mim não foi. Leia você e tire suas conclusões! E só para não terminar falando mal, um dos aspectos positivos do livro é que apesar de ser focado no Ethan e na Grace, os outros personagens e as outras histórias não ficam completamente em segundo plano. Há uma continuidade do romance de Cam e Anna, e já uma introdução da vida de Phill. E lógico, há todo um desenrolar e evolução da história de Seth, o mais novo irmão Quinn.

Veja mais resenhas em http://bibliomaniacas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Vivi 17/02/2013

Maravilhoso....
Que história linda...tão doce e romântica!!!

Me apaixonei pelo Ethan...com um passado doloroso e cruel, conseguiu se tornar essa pessoa tão linda!
Essa trilogia é maravilhosa! leitura fácil, gostosa, prazerosa...envolvente!

Super indico!
comentários(0)comente



37 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3