O Ladrão de Raios

O Ladrão de Raios Rick Riordan




Resenhas - O Ladrão de Raios


1627 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Dehh.Oliveira 17/04/2018

Percy Jackson e o ladrão de raios
Todos os livros mitológicos são bons, porem, Percy Jackson, foi a história que mais me chamou atenção, todos os cinco livros são ótimos já li todos, mais o que eu mais gosto de ler é Percy Jackson e o ladrão de raios. Quando mais jovem eu lia muitos gibis alguns falavam sobre a mitologia grega, alguns anos depois eu comecei a assistir Os cavaleiros do zodíaco, a história de Seya e seus amigos que protegiam a Deusa Atena, e me interessei muito sobre ele, quando descobri o manga eu logo comprei todos.
Comecei a me interessar muito sobre mitologia grega... quando assisti Percy Jackson eu adorei, quis de imediato ler o livro e quando encontrei o primeiro eu me apaixonei pelo livro e pela história que ele contava, lia noite e dia... sim eu também identifiquei Percy Jackson com Harry Potter, porem gosto mais de Percy Jackson pelo motivo de adorar mitologia grega... Eu acho esse livro ótimo, e recomendo !
Luh 17/04/2018minha estante
muito bom parabéns !!!


Luis.Felipe 17/04/2018minha estante
Bom


Fabio.Piantoni 18/04/2018minha estante
Interessante tua resenha. Senti falta de compreender um pouco mais sobre a coleção, o enredo da obra, assim como seu autor! continue postando! Gostei!




Vitoria.Beatriz 16/04/2018

Lêem gente super recomendo
Esse é só o primeiro livro de uma coleção maravilhosa depois q vc termina esse da vontade de terminar a coleção mais depressa o possível...
comentários(0)comente



Laura 13/04/2018

O que dizer!?
Foi este livro que fez eu me apaixonar pela leitura! Um livro fantástico, que prende completamente, hoje terminei de ler ele pela 5° vez! E vou ler outras mil vezes.
Obrigado Rick Riordan! Acho excelente a escrita, me envolvo com os personagens, me vejo nos personagens! Percy Jackson meu primeiro amor literário.
comentários(0)comente



Cali.Martins 11/04/2018

O livro do semideus
Percy Jackson com certeza marcou minha pré adolescência e minha adolescência de forma muito positiva, é divertido, cheio de aventuras e ação. Me fez rir em determinados momentos e chorar em outros.
comentários(0)comente



Priscila 31/03/2018

Favorito!! 2
Bom quando eu li, eu li com a outra capa clássica que é bonita. Mas essa capa, meus caros leitores, é simplesmente maravilhosa. Para quem não me conhece, sou designer de formação e como designer, tenho esse gosto por ilustrações incríveis. E sim eu acho essa capa, lindíssima e super harmoniosa. Aliás não só essa capa, mas todas as outras que juntas formam uma cena, de acordo com uma cena em particular de cada livro. Sem contar que a diagramação e o tamanho da tipografia são excelentes.

Bom vamos a história: Toda a história desse livro é excelente e super bem escrita. Fiquei intensamente apaixonada pela saga, e já me considero uma filha de Poseidon (Oii sogro.. hahahaa). Achei a história super divertida e muito com sarcasmo da forma como Percy conta tudo. Aliás eu já dei risada na primeira página. A história sou bem cativar extremamente bem, não me deixando extremamente fadigada.

Simplesmente adoro o Percy, mesmo sendo muito sarcástico, ele também é bem corajoso e é bacana a forma como ele descobre de quem é filho, e por que nunca conheceu seu pai. O que o deixa meio bravo. Mas ao sair em perseguição ao raio de Zeus, ele dá uma esquecida nisso.

Adoro os outros personagens também, como a Anabeth, filha de Atena, e Grover, o sátiro. Eles casam muito bem com o Percy. E essa aventura, traz muitas informações sobre eles mesmo e também sobre os Deuses. E a forma como os Deuses são descritos é incrível.

E a parte do livro que gostei mais é quando eles vão ao encontro de Hades, para poder libertar a mãe de Percy. Hades a prendeu achando que Percy era o ladrão do raio de Zeus, quando na verdade mais verdadeira ele não era.

Nem preciso dizer que amo Percy Jackson!!! Só posso dizer coisas boas. E olha que eu vi o filme primeiro, e com certeza eu prefiro o livro do que o filme, por que no livro a história sempre será mais completa.

Recomendo!!!

site: http://bresenhando.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Juju 20/03/2018

Percy Jackson
A saga de Percy mostra um mundo fictício de personagens mitológicos gregos além de mostrar um garoto especial filho de Poseidon, Deus da água, onde descobre muitas coisas em sua nova casa: O acampamento Meio sangue. Eu indico essa série a todos interessados em deuses gregos.
comentários(0)comente



HenryDi 18/03/2018

Dando uma nova chance
Na primeira vez que li “O Ladrão de Raios” eu tinha 12 anos, assim como o protagonista, no entanto, já era muito mais maduro que ele. Isso fez com que minha experiência não fosse tão boa, pois o Percy era muito “bobo” e as incessantes cenas de ação eram cansativas e repetitivas. Li toda a série do Percy, sempre tentando gostar o máximo possível, mas realmente não rolou. Eis que, passado alguns anos, me vejo dando uma nova chance ao Rick Riordan e comprando de uma vez só (num momento de insanidade) todos os livros mitológicos escritos por ele (eu amo o Black Friday).
Fui ler os livros com uma nova perspectiva. Antes, a “imaturidade” do Percy atrapalhava minha identificação com ele, mas hoje eu tento pensar como o garoto que fui aos oito anos de idade, levando a nostalgia a substituir minha antiga irritação. Dessa forma os pensamentos e atitudes do Percy se tornaram aceitáveis, até por que ele não é realmente imaturo. Ele pensa como um garoto comum de 12 anos. Eu é que era mais maduro e mais sério aos 12, me identificando com muito mais facilidade às personagens de livros YA e New Adult [que costumam ter entre 15 e 25 anos].
Enfim, passado o momento em que explico minha relação com a saga, chega a hora de analisar o livro em si: a história é simples, sem muita profundidade, cheia de cenas de ação e tiradas cômicas. Para alguns isso é ruim, para outros é incrível, pra mim é simplesmente OK.
A forma como o autor recria as lendas e mitos dos deuses gregos, deixando tudo menos violento e assustador e tornando mais alegre e cômico, é bastante criativa.
A primeira aventura de Percy Jackson não traz muitos ensinamentos e reflexões como outros livros infanto-juvenis, mas isso não tira o mérito da obra, afinal Rick Riordan em nenhum momento se propôs a escrever algo que mudasse vidas. “O Ladrão de Raios” é puramente entretenimento rápido e fácil, com o objetivo de divertir jovens num curto período de tempo e mostra-los que ler pode ser prazeroso.


site: https://www.instagram.com/p/BgPNrI7l4F-/?taken-by=henrydi_aka_oniongod
comentários(0)comente



Im.Augusto 19/02/2018

RESENHA - P. J. E o Ladrão de Raios
Percy Jackson é um garoto como tantos outros que não se ajustam aos padrões sociais. Em seis anos ele já frequentou seis escolas, e acredita que isso tenha ocorrido porque tudo de ruim acontece com ele, principalmente durante as excursões escolares, o que então motiva imediatamente sua expulsão da instituição em que se encontra.
O garoto acredita que não pode ser melhor que os outros, nem mesmo tão bom quanto eles, pois seus problemas de dislexia ? dificuldades para ler, escrever e soletrar ? e de transtorno do déficit de atenção não o permitem.
O único professor com quem ele tem mais afinidade na atual escola ? a Academia Yancy, um internato particular de Nova Iorque, exclusivo para crianças consideradas portadoras de problemas -, o Senhor Brunner, mestre de latim, acredita realmente que ele é mais talentoso do que imagina.

Senhor Brunner mais conhecido como Quíron na mitologia grega é o diretor de atividades do Acampamento Meio-Sangue. Ele é um centauro (um cavalo branco da cintura para baixo) e um eterno treinador de semideuses. Ele é um grande professor e mentor e é extremamente sábio e inteligente, ao contrário dos outros centauros. Ele também é um excelente lutador, perito em arco e flecha. Embora é dito que ele é imortal, na mitologia ele não é, pois Hércules trocou sua imortalidade quando ele estava a beira da morte pela vida de Prometeu, mas nas séries do Acampamento Meio-Sangue é dito que os deuses concederam a imortalidade a Quíron para que ele pudesse ensinar os meio-sangues. Ele é o filho de Cronos. Na mitologia grega, Quíron ensinou muitos dos heróis famosos, como Aquiles, Hércules/Herácles e outros.

Em uma excursão para o Metropolitan Museum of Art, ele descobre inesperadamente que tem poderes desconhecidos, revelados subitamente quando sua colega de escola, Nancy Bobofit, humilha Grover, seu melhor amigo. De repente, sem saber como, ele ingressa em um universo paralelo, no qual seus professores não são mais o que parecem ser. Percy acaba descobrindo que é um meio-sangue. Ele acaba tendo que fugir o mais depressa possível, juntamente com Groover (seu melhor amigo na academia Yancy) que agora revelara a ele que era o seu protetor e sua mãe. No caminho da fuga a mãe de Percy, o explica que o que estava acontecendo era culpa de seu pai e que para onde iam ele estaria seguro. Acabam indo parar em um acampamento, o Acampamento Meio-Sangue, e então Percy descobre que estava sendo acusado de ter roubado o Raio de Zeus, mas como ele não é o ladrão, ele recebe uma Missão que é resgatar o raio e entregá-lo para Zeus evitando uma guerra entre os Deuses. E ele recebe a ajuda de Groover e de Annabeth
comentários(0)comente



Wagner 09/02/2018

Um bom início para uma série
Rick Riordan nos apresenta o primeiro livro, com um enredo de ritmo ágil e empolgante. A história é simples, segue o formato típico da jornada do herói, e Percy Jackson é um personagem carismático e de fácil identificação. Há inúmeras semelhanças (propositais ou não) com a série Harry Potter, com a grande diferença que nesse, o mundo é o universo da mitologia grega. E infelizmente, o excesso de mitos que surgem são pouco explorados e acabam por "queimar" fichas que poderiam ser usadas mais tarde. A forma que a história é contada também é muito rasa e o autor subestima o leitor. O livro mediano, mas com fortes possibilidades de crescimento da história nos livros subsequentes.
comentários(0)comente



Jady 09/02/2018

Bom mas infantil
O livro aborda a jornada de Percy Jackson, em primeira pessoa, que descobre que na verdade o mundo da mitologia existe realmente, e ele faz parte dele.
Existem muitos pontos positivos sobre o livro como o fato de que a história em si, mesmo sendo básica, é muito interessante; e apesar de não usar os mitos com tanta fidelidade, talvez pelo fato de serem mais sangrentos e trágicos, o leitor acaba por absorver informações e se abrir para o mundo da mitologia.
Alguns leitores podem se sentir talvez um pouco incomodados pelo estilo da escrita e da história de Rick Riordan. Mas mesmo assim é um livro de qualidade indicado principalmente para aqueles que estão ainda começando a jornada pelo mundo dos riscos pretos em fundos brancos.
comentários(0)comente



Talia 03/02/2018

Nenhuma resenha, apenas nostalgia.
Aviso: esse texto contém pouca ou nenhuma resenha de verdade, estou apenas o escrevendo como registro das minhas memórias. Se você quiser ler algo mais objetivo, tenho certeza que vai encontrar o que procura em algum dos outros comentários desse livro.



Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios foi o livro que me fez começar a ler pra valer, lá pra meados de abril de 2013. Eu tinha 12 anos e antes disso lembro que só pegava algum livro fino de capa bonita da biblioteca da escola. Eu não entendia nada da história de nenhum deles e só os pegava uma, duas vezes por mês, mas pelo menos era uma constante que mantive que me ajudou a pegar O Ladrão de Raios depois.

Eu me lembro que antes desse livro a maior história que eu já tinha lido foi na 4° série, devia ter 9 ou 10 anos na época, e era uma versão resumida de umas 100 ou um pouco mais de páginas das Mil e Uma Noites. Eu fiquei toda orgulhosa na ocasião achando que eu lia demais apesar de, como sempre, não ter entendido nada da história.

Eu peguei Percy Jackson para ler porque uma amiga minha, Bruna, tinha a coleção e um dia ela levou o primeiro livro para ler na escola. Eu fiquei super interessada e pedi para ela me contar sobre o que era. Não sei se depois disso ela se ofereceu para me emprestar ou se fui eu que pedi emprestado. De qualquer forma, eu acho que ela demorou para me dá-lo ou ela me deu esse e demorou para me dar os outros. Só sei que consegui o livro e o resto da série de alguma forma: ou por ela ou pela biblioteca da escola ou por algum outro meio do qual não me lembro mais, mas eu consegui.

Eu o li não sei como, foi o maior livro que tinha lido até então e ele não era nenhum pouco parecido com os que eu já tinha lido. Não me lembro do que achei da história, mas devo ter gostado pra estar onde estou hoje. Acho que dei algumas risadas e desde aquela época não suportava a Annabeth e romance.

Eu avalio este livro com base na nota que eu daria se eu conhecesse o Skoob lá. Não reli nenhum dos livros desde aquela primeira vez e tenho medo de relê-los e não gostar tanto, além de eu já estar saturada de Rick Riordan. Por isso me atenho as lembranças e Percy Jackson e o Ladrão de Raios sempre vai ter um lugar especial nelas.
comentários(0)comente



Marque a Página 30/01/2018

RESENHA DE: PJO E O LADRÃO DE RAIOS | #resenhamarqueapagina | NOTA: 5/5🌟
Nome: Percy Jackson e os Olimpianos em O Ladrão de raios.
Editora: Intrínseca
Autor: Titio Rick aka, Rick Riordan
Páginas: 385
Nota: 5/5🌟

O livro fala sobre um garoto de 11 anos que vai numa viagem com a escola e acaba descobrindo ser um semideus.
Meio bizarro não? Obviamente no livro não é tão rápido. Mas é bem engraçado.
Percy Jackson achava que era um garoto normal, tendo somente a má sorte como companheira eterna. Mas achava que era mesmo só o seu TDAH ( transtorno de déficit de atenção e hiperatividade). Até que um dia sua mãe, ao tentar o levar a segurança, é capturada.
O lugar seguro que foi levado era o Acampamento Meio - Sangue, casa para os semideuses. É lá que ele descobre que é filho do Deus Grego do Mar, Poseidon. E que é destinado a muitas coisas.
Percy estava sendo acusado de ter roubado o raio mestre de Zeus. Para limpar seu nome, ele vai com seu bff de anos, Grover, e com Annabeth para descobrir o verdadeiro ladrão de raios e, com sorte, o paradeiro de sua mãe.

site: https://www.instagram.com/p/BeT0kfnlkAn/?taken-by=marqueapagina2
comentários(0)comente



Stéphanie.Candido 27/01/2018

Esse livro é um dos meus favoritos
Se você gosta de fantasia e aventura leia Percy Jackson. É um livro empolgante do início ao fim, com um enredo diferente e divertido. Ele traz as velhas histórias da mitologia grega de uma forma bem legal e envolvente!
comentários(0)comente



Jéèh.Aiolfi 25/01/2018

Infantil ou adulto?
A minha história com Percy Jackson e bem longa, por isso acho que devo me explicar aqui. Há muito tempo que venho protelando em ler Percy Jackson. A época que virou uma “febre”, foi quando ia lançar o primeiro filme da franquia (que que acabou não virando uma franquia.) E naquela época se não me engano, estava lançando os últimos filmes da saga Harry Potter no cinema, e eu já tinha lidos todos os livros de Harry Potter, e quando vi a sinopse do filme, não me interessou porque como eu estava muito apaixonada por Harry Potter, achei bem parecido, e não quis ler os livros. Então lançou o segundo filme e resolvi ver o primeiro filme, porque eu iria com meus amigos ver o segundo filme no cinema, vi o filme com pé atrás, porque vi várias críticas ao filme, muitos fãs diziam que era uma má adaptação. Vi o primeiro filme, e gostei, e então resolvi comprar dois primeiros livros porque os filmes tinham me agradado. Mas para infelicidade na época, não consegui ler 4 capítulos, achei muito chato, e difícil de se seguir com a leitura, então desisti. E então passou anos, e nunca me interessei de ler, mas no final do ano passado, eu vi o box com os 5 livros, em promoção, e pensei comigo, “quer saber vou me arriscar, e vou tentar ler de novo” e então no inicio desse ano comecei a ler. Eis minha opinião sobre o Ladrão de raios:

Demorei para ler, porque achei o começo infantil, e sim descobri que é um livro para crianças, mas também é para adultos. Como você vê a historia sendo narrada em primeira pessoa, e a personagem ser uma criança, eu senti muitas das opiniões dele sobre as situações acontecidas no decorrer da historia é bem infantil, e meio boba, mas conforme a história ia avançando eu percebi que Percy vai ficando mais “adulto” e suas percepções vão mudando, deixando a historia menos “chatinha” como no início. Outra coisa que notei é que quando vai se tratar das mitologias gregas, o livro se torna um pouco confuso, porque ele faz citações sobre determinada historias, muito vagas, mas nesse ponto eu acredito que o autor tenha feito de proposito, para no “obrigar” a pesquisar sobre, mas mesmo que essa tenha sido a intenção não deixa de ser confuso as vezes. Do meio, até o final, a historia ficou melhor, e me prendeu bastante, gostei muito do final, por ser diferente da adaptação no cinema, foi como ver uma história nova, e fui pega de surpresa em muitas situações.
comentários(0)comente



Isabelle.Lopes 23/01/2018

Muito bom !
Sério muito obrigada Rick ! Foi por causa desse livro que minha vida de leitor começou . Percy Jackson , Annabeth Chase e Grover e o trio que eu mais amo , sério eu já tinha amado o filme quando fui ler o livro era muito diferente , é um diferente bem melhor .
comentários(0)comente



1627 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |