O Projeto Jane Austen

O Projeto Jane Austen Kathleen A. Flynn




Resenhas - O Projeto Jane Austen


10 encontrados | exibindo 1 a 10


Iara.Antunes 29/10/2018

O livro aborda uma viagem para o passado de dois jovens que foram escolhidos para voltarem a 1815 para descobrir qual doenças tirou a vida de Jane Austen e conseguir cartas e livros dela. O livro apresenta características da época e com Liam e Rachel foram treinados para poder se aproximar da vida e família de Austen, trás menções a obras conhecidas da autora.
Porém com não é uma ciência exata viagens no tempo o quanto o passado e futuro foram modificados com as escolhas dos protagonistas.
O final do livro foi decepcionante, pois só explicou pouco sobre as consequências do das mudanças de Liam e Raquel e as escolhas que eles terão que fazer depois de absorver os fatos modificados da sua vida após mudarem o passado.
O livro é interessante, mas na minha opinião em algumas partes foi mal escrito e não me prendeu na leitura.
Mathias.Weirich 29/10/2018minha estante
Aparentemente um livro decepcionante, pois apesar do tema abrir um grande leque de assuntos a autora não aproveitou corretamente tudo o que a história disponibilizava


Iara.Antunes 29/10/2018minha estante
Exatamente!




Diandra 01/05/2018

Tanto potencial, entretanto ...
Sendo fã das histórias da Jane Austen não pude deixar de realizar esta leitura, onde a proposta central seria salvar Jane de seu destino trágico. Porém, o livro me decepcionou muito ao tentar trazer uma explicação sobre o presente dos protagonistas e como eles haviam viajado para o século XIX, as explicações são tão vagas e superficiais que se ñ tivessem ocorrido seria mais vantajoso para a história.

Entretanto, o livro não possuí só pontos negativos, a ambientação do período histórico retratado é excelente, e ter uma Jane Austen mais ativa e presente na narrativa fez toda a diferença.
comentários(0)comente



PriS 02/06/2018

O projeto jane austen
Apaixonada por Jane Austen, fiquei fascinada com a ideia do livro. Achei fantástica a ideia de imersão no tempo em que Austen vivia. Adorei a escrita da autora e a história em si mas acho que poderia ter terminado de outra forma e em alguns pontos da leitura, poderiam ter desenvolvido mais os acontecimentos ao invés de deixar subentendido por diversos momentos no decorrer da leitura, mas no geral, AMEI!
comentários(0)comente



Lauraa Machado 21/07/2018

Uma ideia interessante para ser lida sem altas expectativas
Esse é o livro mais difícil de avaliar de todos que já li. Os dois primeiros terços dele valem quatro estrelas, mesmo com alguns defeitos que são presentes em todo o livro. Mas o último terço é bem ruim, talvez não mereça nem duas estrelas. O último capítulo, aliás, foi especialmente péssimo, e a única razão que consigo pensar para isso foi a autora já ter perdido a inspiração para essa história no meio do caminho.

Honestamente, ainda acho que é um livro interessante para alguém que quer ler sobre a Jane Austen como personagem, que queira aprender um pouco sobre a vida dela e de seus parentes (já que a protagonista tinha estudado sobre a vida e menciona vários fatos desde o começo), mas que não espere um livro para mudar sua vida. Eu mesma fui com bastante cuidado para não criar expectativas, mas é difícil quando um livro junta dois amores meus, Jane Austen e viagem no tempo. Essa foi uma das ideias mais incríveis que já encontrei e ela, apesar de ter passado uma boa parte do livro tendo sido bem aproveitada, deixou a desejar.

Acredito que o maior erro fatal do livro - que ganha até do final e do último capítulo, já que ele esteve presente desde o começo, - foi a protagonista. Acho que nunca encontrei uma personagem narradora com tão pouco carisma na minha vida. Ela não é uma pessoa ruim, mas todas suas qualidades não têm peso nenhum quando eu nunca consegui me sentir levemente interessada pelo seu ponto de vista na vida. Além de ter uma personalidade incrivelmente entediante, ela nunca se aprofunda de verdade de um jeito único, só dela. Talvez o contraste entre sua pessoa e as antigas à sua volta parecesse suficiente para um leitor se identificar com ela na opinião da autora, mas definitivamente não foi para mim. Rachel é, em uma única palavra, esquecível. Como alguém que viaja no tempo para roubar um manuscrito da Jane Austen consegue não ser memorável?

Além disso, toda a questão sexual e romântica dela chega a se tornar irritante rapidamente. Muitas vezes, senti que a autora estava tentando criar um romance digno de Jane Austen, outras que estava tentando fazer o oposto, mostrar realismo na sua época, um realismo que não aparecia em seus livros. O que sobrou foi um erro enorme em forma de romance superficial e um desperdício do seu colega, Liam, que parecia ter uma personalidade bem mais profunda e com mais potencial para ser desenvolvida, e acabou mantendo praticamente a mesma incógnita que o mundo de onde eles saíram.

Aliás. Esse mundo. Meu deus, que criação péssima desse futuro. Durante o livro todo, eu estava até aceitando as indiretas vagas, mesmo que já cultivando a opinião de que esse foi outro erro da autora, que deveria ter deixado o mundo como o nosso, com a única diferença da criação de viagem no tempo - algo que poderia ter sido explicado como sigiloso. Mas, conforme o livro passa, a autora começa a dar outras indicações desse futuro que só se complicam mais, fazem menos sentido ainda, parecem lúdicas só como menção e nunca são explicadas, talvez em uma tentativa de evitar infodumps. Nunca vi um mundo futurístico mais chutado, mais aleatório e desnecessário. O livro seria tão melhor sem isso.

Mas ele não estaria curado de outro problema presente do começo ao fim (e que fica pior a cada vez que se aproxima mais do fim). Esse livro é, infelizmente, um pouco lento demais, de vez em quando se tornando entediante também. O ritmo dele poderia ter sido bem mais emocionante, emocionante talvez como um livro da Jane Austen ou qualquer romance de época moderno mais exagerado e forçado, só para criar um apelo maior para a história. Mas coloco a culpa disso mais na protagonista sem carisma e qualquer desenvoltura para deixar tudo mais divertido.

Depois de tantas críticas, minha nota parece até ridícula, não? Mas tenho que admitir que algumas partes do livro, algumas cenas, interações e conversas mais do que me satisfizeram. A personagem Jane Austen, por exemplo, foi ótima e em nenhum momento me decepcionou. Adorei como os protagonistas a conheceram pela primeira vez, fiquei nervosa como se fosse comigo, e a relação dela com a Rachel também se desenvolveu de um jeito bacana. É realmente uma pena esse livro não ter sido melhor.

Então, se você está curioso para a história, leia sem expectativas. Mesmo não sendo um livro ótimo, é uma experiência bem interessante.
comentários(0)comente



mara sop 25/03/2019

O que você faria se pudesse conhecer um ídolo?
Rachel e Liam são viajantes do tempo, que voltaram à Inglaterra regencial na esperança de roubar cartas e o manuscrito de The Watsons, de ninguém menos que Jane Austen. Mas será que eles conseguirão realizar sua missão sem alterar o futuro? Ainda mais por Rachel ser médica e ter a capacidade de identificar a doença misteriosa que matou a autora? Qual serão as consequências de seus atos? E como estará seu mundo quando voltarem?
Esse livro me fascinou! De verdade! Eu simplesmente adorei o relacionamento de dois viajantes no tempo com a família Austen, tendo que se adaptar a um tempo tão diferente do deles. A Jane do livro também uma personagem cativante, desconfiada e relutante à primeira vista, mas surpreendente depois de cativada.
Eu li algumas críticas negativas sobre o livro, mas preciso dizer que achei a história incrível, bem desenvolvida e me prendeu do início ao fim. Uma ótima pedida para fãs de Jane Austen e De Volta para o Futuro!

site: https://goo.gl/ToALCN
comentários(0)comente



Estéfani 26/02/2020

Sabe quando o livro não é ruim mas também não chega a ser exatamente bom? Então, é o que acontece com O Projeto Jane Austen. Dá pra perceber que as coisas foram pensadas com certo cuidado e a escrita é satisfatória, mas em termos de história e personagens achei que ficou um pouco a desejar, embora o livro entregue razoavelmente o que a sinopse promete.
comentários(0)comente



Sarah 10/03/2020

Uma aventura com viagem no tempo e Jane Austen? Eu pensei que esse livro entraria na minha lista de favoritos fácil, porém foi a decepção do ano até agora. A protagonista não me cativou e quando o romance entrou em cena piorou tudo. Não senti um pingo de química! Nem tudo foi perdido, Flynn é boa conhecedora sobre costumes da época regencial e retrata bem a claustrofóbica liberdade de uma mulher naquela sociedade patriarcal. Conhecer a família Austen e a nossa misteriosa querida escritora foi sem dúvida a melhor parte, pena que não foi o foco do livro.
comentários(0)comente



Thaís Brito 26/04/2020

Poderia ter sido ótimo, mas chegou quase lá
A ideia é maravilhosa: Jane Austen e viagem no tempo. É interessante um livro que traz a narrativa em primeira pessoa sobre uma mulher que admira a autora e tem a importante missão de voltar à Inglaterra regencial para recuperar manuscritos perdidos de Austen. Fiquei encantada com os detalhes da preparação da viagem, com o estranhamento da mulher moderna naquele cenário e com todo o choque de realidade provocado pelo encontro de concepções diferentes do que é ser mulher para a sociedade.

Jane Austen é a personagem central, e toda a demora para que ela realmente apareça na história constrói um suspense. Fiquei feliz porque os diálogos da autora são condizentes com o que esperamos dela a partir de suas biografias e dos relatos que sobreviveram sobre ela. Consegui também me interessar pela personalidade de seus irmãos, especialmente Henry Austen (o preferido dela), e pela misteriosa Cassandra.

No entanto, o livro seria melhor e entraria para a minha lista de favoritos não fossem algumas escolhas feitas para a história da protagonista Rachel. Eu gostei da personagem como me foi apresentada no começo: decidida, bem resolvida com sua sexualidade, independente, questionadora. A partir do momento em que ela passa a se apegar demais à noção de um romance (que nem é tão convincente e carece de elementos para que a gente realmente torça por ele), a personagem passou a ser menos densa do que parecia ter sido nos capítulos iniciais.

Ainda assim, valeu a pena mergulhar nessa viagem, imaginar um passado em que a vida de Jane Austen tomaria outros rumos, pensar no peso destas alterações para o futuro e conhecer mais alguns detalhes do cotidiano e da vida das mulheres na Inglaterra de 1815.
comentários(0)comente



Dri F. @viajecomlivros 19/08/2020

Esperava mais
Rachel e Liam são as pessoas selecionadas para fazerem uma viagem no tempo. Eles são enviados para a Inglaterra de 1815, para tentar recuperar as cartas enviadas por Jane Austen a sua irmã, e também o manuscrito do último livro dela que não chegou a ser publicado.

Eu gostei muito dessa sinopse porque traz alguns assuntos que eu amo, como Jane Austen e livros que se passam na Inglaterra.
E tinha esse e-book a um tempão, então embarquei nessa leitura empolgada!

Mas ... não foi tudo que eu esperava.
A trama é muito interessante, afinal eles realmente conseguem entrar em contato com Jane Austen e sua família, e vemos uma versão criada pela autora de como ela seria e tudo mais.
Mas achei a narrativa extremamente cansativa. Não vi muitas explicações sobre o projeto, a relação de Liam e Rachel também não fez muito sentido para mim, sei lá, não pareceu convincente.

Gostei da ideia da história e das partes com Jane mesmo mas não me encantei pelos protagonistas e pelo restante.

Enfim, se você curte tanto Jane Austen quanto eu, acho que vale a leitura sim. Mas obviamente que livros são extremamente pessoais né, algo que eu não amei pode ser apaixonante pra você!

Se você gostou dessa resenha, vem conhecer meu Instagram literário @viagenscomlivros. Lá você encontra resenhas diárias, booktags divertidas, listas de livros por gêneros, autores e editoras, dicas de livros e e-books em promoção todos os dias, e também dicas de séries e filmes. Vem conhecer!
comentários(0)comente



Aquesia M. Castro 01/09/2020

"Que tipo de maluco viaja no tempo?"
A história é bem inusitada devido à essa viagem no tempo.
Tem um ritmo lento com algumas poucas cenas que deixam o coração acelerado, mas não é maçante. Como é narrado pela protagonista, o livro é cheio de pensamentos e reflexões dela e, ainda, é bem rico de detalhes, contribuindo muito para que a leitura seja devagar.
A autora conseguiu ambientar o leitor em um cenário de 200 anos atrás com precisão devido ao conhecimento da vida de Jane Austen e de sua família.
Contudo, acredito que a autora se perdeu um pouco no andamento da história. Conforme o final foi se aproximando, minha leitura começou a ser arrastada, sem grandes expectativas.
O livro não é ótimo, mas é uma experiência interessante.
comentários(0)comente



10 encontrados | exibindo 1 a 10