Beije a Garota

Beije a Garota Tara Sivec




Resenhas - Beije a Garota


34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3


Queria Estar Lendo 27/02/2021

Resenha: Beije a Garota
Beije a Garota é o terceiro livro a trilogia The Naughty Princess Club, da Tara Sivec, publicado no Brasil pela editora The Giftbox. O livro traz o humor característico da autora com cenas fofas & bregas e personagens mais profundos do que eu estava esperando nessa releitura de A Pequena Sereia.

Ariel é bocuda e intensa e está sendo despejada de casa porque, desde que se divorciou de Sebastian, vive em um aperto financeiro. Ela esperava que as coisas mudassem quando começou o The Naughty Princess Club, uma empresa de strip tease com as amigas.

No entanto, desde que a empresa começou a funcionar, Ariel ainda não conseguiu se convencer a subir em um palco e tirar a roupa. Ela não entende bem porque isso está acontecendo: das três amigas, espera-se que ela fosse a primeira, já que nunca teve problemas em falar de sexo e sedução.

Porém, quanto mais conhecemos a personagem - e ela conhece a si mesma - descobrimos os traumas e marcas deixadas por um relacionamento abusivo. Apesar de nunca ter sofrido violência física, Ariel teve de enfrentar muitos abusos emocionais e psicológicos. Além de afundarem sua autoestima e confiança, os anos que passou com o ex fizeram com que ela erguesse muros altos para manter outros homens longe de si mesma.

Mas Eric Sailor "não é como os outros caras". Sócio de PJ - o par romântico de Cindy em No Badalar da Meia Noite - e herdeiro de uma empresa de iates, Eric ficou caidinho por Ariel assim que a conheceu. Apesar dos constantes foras que leva, Eric enxerga Ariel além da casca grossa. Coisa que nem sempre suas amigas fazem. E oferece ajuda sem pedir nada em troca.

Eu tinha tudo para odiar o Eric porque não gosto nem um pouco dessa ideia de "insistir" no romance. Mas Tara Sivec abordou o relacionamento dos dois de uma forma diferente do que eu esperava.

Eric não é insistente, não é inconveniente. Ele e Arial se cruzam bastante, já que as amigas dela estão em relacionamentos sérios com os amigos dele. Mas até começarmos Beije a Garota eram interações pequenas e engraçadas, geralmente no Charmings - o clube de strip do PJ e do Eric - e consistia basicamente em Eric querendo a Ariel e ela falando "vai sonhando".

No entanto, quando chegamos em Beije a Garota, Ariel - que também é bastante orgulhosa de sua independência - se vê sem alternativa. Ao ser despejada, não consegue pedir ajuda para as amigas. Os anos de abuso fazem com que ela se sinta um estorvo e não quer atrapalhar ninguém. Quer resolver seus próprios problemas. Mas, na língua de Arial, "resolver problemas" consiste em ignorá-lo esperando que o universo esqueça deles ou os resolva sozinho.

E é aí que entra Eric, oferecendo um lugar onde ela possa morar. A partir daí o relacionamento dos dois vai se desenvolvendo de forma divertida, gostosa e recheada de companheirismo. Eric faz o que pode para mostrar a Ariel a pessoa incrível que ela é e ajudá-la em sua jornada de volta a confiança que teve um dia.

O destaque desse relacionamento é definitivamente o humor. No Badalar da Meia Noite e Na Cama com a Fera são livros engraçados, mas Beije a Garota é um livro com personagens engraçados. Ariel e Eric são o tipo de casal com quem seria ótimo tomar uma cerveja. A química entre eles é ótima e eles pensam na mesma frequência.

O que faz com que o livro tenha vários momentos excelentes - em especial tudo que envolva Derrick Alfredo, o gato de Eric, e a cena de yoga com cabras.

Beije a Garota é um livro curto e rápido de ler, que me deixou muito feliz. Foi realmente delicioso, Tara Sivec cumprimiu o que prometeu com os personagens nos dois primeiros livros e entregou a minha história preferida da trilogia, fechando com chave de ouro.

De quebra, ainda ganhamos três epílogos: temos um para Cindy e PJ, um para Belle e Fera, e um para Ariel e Eric, claro. E eu adorei todos eles.

O livro está disponível no formato físico e e-book - e se você é assinante do programa Kindle Unlimited da Amazon, consegue emprestar a cópia digital de graça.

Mais do que recomendo Beije a Garota e a trilogia The Naughty Princess Club: ela é divertida, leve e você nem vê as horas passando.

site: http://www.queriaestarlendo.com.br/2021/02/resenha-beije-garota-tara-sivec.html
comentários(0)comente



VanessaKroline 26/02/2021

?
Nunca pensei que em poucas páginas um livro traria tantas informações. E não só com este (PRINCIPALMENTE com esse!), mas a Tara soube muito bem criar as histórias, informações e situações. Muito grata por ter conhecido a escrita dessa autora e ter apresentado esse trio de mulheres, que divertiram, alegraram e encorajaram nessas leituras.
Amei cada história, casal e personagens, e aqui me despeço.
Recomendo a trilogia que nem eu sabia que leria.
Ps: ainda tô digerindo o epílogo, foi realmente muita informação!
Tchau The Naughty Princess Club!
comentários(0)comente



Mare 21/02/2021

Muito triste que acabou essa saga.
Esse com certeza é o livro mais engraçado dos 3, e tem o melhor desenvolvimento do casal principal.
Ariel é minha favorita desde o começo e o jeito que a autora falou sobre o relacionamento abusivo que ela passou foi muito bom.
Muito feliz de saber oq aconteceu com todas depois do final de casa livro e com certeza vou sentir falta dessas meninas loucas.
comentários(0)comente



Nai 09/02/2021

QUE DESFECHO, SENHORAS E SENHORES! QUE DESFECHO!
Ok, eu estava com MUITAS expectativas para esse livro, por ser o último e por eu ser completamente apaixonada pela Ariel desde o primeiro livro. Em resumo, a única coisa dizer é: QUE DESFECHO INCRÍVEL! O livro aprofunda a amizade das garotas, tem romance, conflitos e hot! É divertido e romântico, gostoso de ler. Vale muito a pena! É é o tipo de trilogia que eu releria para sempre sem enjoar. Amei e super recomendo
comentários(0)comente



Maila 05/02/2021

#resenhaCQNC BEIJE A GAROTA
“Dei uma olhada em você e soube que, pela primeira vez na minha vida, eu teria que dar duro para conseguir o que queria, mas que valeria cada segundo.”

Ariel é a mais despojada, espontânea e desbocada do trio de amigas, que formam o club de strip, porém por trás desta personalidade forte e irreverente está uma mulher frágil que sofreu demais com um casamento abusivo. Além de tudo, ainda tem dívidas com o banco e perde sua casa, juntamente com todas as suas antiguidades. Falida e sem um teto para morar, vai encontrar refúgio na pessoa que mais a irrita no momento: Eric Savioli.

Dono da Boate de Strip junto com PJ, Eric é charmoso, mas um tremendo mulherengo. Ao se deparar com a situação que Ariel está vivendo, se compadece e oferece um de seus iates para que ela possa morar com seus sete linguados.

Mesmo fechada para o amor, nossa mocinha se encanta com este homem que terá cuidado e paciência para curar as feridas que a vida lhe causou, enquanto descobre a sua sensualidade para poder se juntar às meninas no striper. Entretanto, alguém muito importante não quer que este casal fique junto, será que o amor e a química será tão forte assim para resistir?

“ Talvez você só precise encontrar o homem certo. Alguém que deixe você para cima, em vez de para baixo, que tem orgulho de estar ao seu lado e lutar pelo que puder, não porque ele acha que você não pode fazer isso sozinha, mas porque ele não consegue ficar olhando, sem fazer nada.”

Ah... chegamos ao terceiro e último livro da trilogia The Naughty Princess Club. Confesso que estava super ansiosa para conhecer a história da Ariel, o fato de ela ser a mais espontânea e também a mais resistente a dançar estava me deixando curiosa.

A releitura deste livro ficou incrível! Mas uma vez a autora acerta em cheio nos personagens e detalhes da história. Tara já provou ter uma escrita cativante e fluída, com este livro não foi diferente. Me prendeu do começo ao fim da leitura, aliás não queria que acabasse. Chorei sim, ri bastante e me encantei com TODOS os livros. Em breve terá post falando da trilogia como um todo.

site: https://www.instagram.com/p/CDuDNFlD7Ky/
comentários(0)comente



Carol 19/01/2021

Fechando muito bem a trilogia
Eu gosto da Tara Sivec há algum tempo já. A conheci por algumas fanfics muito doidas, mas hilárias e esse não se perdeu nos livros publicados.

Embora tivesse gostado muito do primeiro livro dessa trilogia (a história da Cindy), o segundo título me irritou demais (o "romance" da Belle). Então, estava meio sem saber como seria essa experiência. Ao mesmo tempo estava bem curiosa porque a tensão entre Ariel e Eric tem se desenvolvido aos poucos desde o primeiro volume.

Posso dizer a vocês que eu adorei essa leitura. Resgata muito do início da história, traz temas importantes (abuso psicológico) e não destrata a questão (como fez com algumas coisas no segundo livro). Ao mesmo tempo, Tara consegue manter muito humor. É tanta coisa doida, mas ao mesmo tempo faz sentido. E é impossível não rir. De verdade. A narrativa te aperta o coração em alguns momentos, te faz gargalhar em seguida e logo depois fica HOT HOT HOT. Hahahaha

Se tornou a minha favorita dessa trilogia. Recomendo muito!
comentários(0)comente



Cah 17/12/2020

Risada do começo ao fim
Um versão boca suja, afrontosa e no fundo insegura da Ariel, não há muito o que dizer, este foi o meu favorito da serio devido as partes cômicas, os dramas permaneceram leves mas ainda sim pertinentes, e o fechamento foi maravilhoso!
comentários(0)comente



Bella 17/11/2020

Um bom final
Ainda não sei qual é o meu favorito, mas achei que esse livro acabou de uma maneira bem legal a série. A vilã foi um tanto real e estranha ao mesmo tempo. Eu amei o gato! Achei fofissimo o fato de trazer um encerramento pra todo mundo.
comentários(0)comente



Ju 03/10/2020

Leve
Primeiro vou ressaltar que comprei o livro pela capa e pelo gênero. Como estava no início do isolamento e tinha muita coisa acontecendo, ele serviu para distrair. Mas confesso que não curti muito. Não simpatizei com a Ariel, prefiro o Erik e o pai dela. Achei ela chata e grosseira, tem horas que nem havia necessidade. Gosto de gente sincera, mas que sabe como falar com as outras e tem seu carisma (No caso dela não senti). Fora isso o livro é leve, rápida leitura, divertido em alguns pontos e trás um tema que muitas mulheres vivenciam em seus relacionamentos. Eu gostei muito da capa, dos brindes, diagramação bem bonita e o papel usado na impressão é bem gostozinho de tocar e achei de boa qualidade ( minha opinião).
comentários(0)comente



Evellyn 28/09/2020

Acabei
É um alívio saber que terminei a serie The Naughty Princess Club e tb uma tristeza perceber o quanto foi decepcionante...

Como o esperado, o livro que senti mais dificuldade em concluir/gostar - e eu não tive uma lua de mel em nenhum dos outros. Ariel é uma personagem que eu nunca nutri simpatia desde o inicio então já imaginava que no livro dela, essa sensação poderia aumentar. Se você gosta de personagens meio nervosinhas e que falam o que vem a mente doa a quem doer, com a boca meio suja, talvez possa gostar muito, mas eu realmente a acho pouco carismática e toda essa fachada de mulher durona não ajuda em nada a aumentar a empatia - embora seja realmente uma fachada.

Beije a Garota é o tipo de leitura que deve fazer sucesso em algumas linhas de pensamento, mas para mim, foi só um grande martírio mesmo. A história não é ruim, mas acho que toda a falta de carisma que eu sentia pelos personagens principais atrapalhou o que poderia ser uma leitura mais satisfatória. E acho que minha raiva por essa trama ser baseada em A Pequena Sereia deixa tudo pior porque acho que as caracteristicas dos personagens se distanciam tanto em alguns pontos e em outros a autora faz tanta questão de deixar a referencia obvia que a raiva só aumenta.

Uma pena, porque eu realmente achei que seria uma série que eu poderia amar. Mas é só uma para por na lista de concluídas 2020.
comentários(0)comente



'duarda 10/07/2020

Todas merecemos um conto de fadas
Se eu já achava a Ariel maravilhosa, ter um livro TODO narrado por ela fez ela se mostrar ainda mais incrível do que eu esperava
Eric também, pqp disparado o melhor príncipe até agora, eu nem sei lidar com como esse romance entre os dois fez eu me sentir!!!
Adorei que uma parte da fórmula dos livros anteriores não se repetiu, e que a autora deu toda uma carga além para o fechamento dessa série perfeita.
Nem preciso dizer que cheguei a chorar de rir, não é mesmo? Tara Sivec é muito rainha do humor, não sei lidar!

ps: Anastasia melhor adolescente ever!
comentários(0)comente



Jéssica 24/06/2020

Um final lindo para uma trilogia maravilhosa!
Das três amigas, Ariel foi aquela que me conquistou desde o início, com sua língua afiada e humor sarcástico. E agora, depois de conhecer melhor sua história, não tem como não se solidarizar com ela.

Seu casamento deixou marcas profundas em sua autoestima, e acompanhar sua jornada de superação foi muito inspiradora, assim como ver sua relação com Cynthia e Belle ficar cada vez mais forte e todo o apoio que ela recebeu, tanto das amigas quanto do Eric.

Por falar nele. temos aqui um verdadeiro príncipe! De todos os outros mocinhos, ele é "perfeito, 0 defeitos": o mais maravilhoso e carinhoso, além de apoiar e fazer o possível pela Ariel, mesmo quando ela ainda relutava em aceitar sua ajuda.

Cheguei ao final dessa trilogia com o coração quentinho, um sorriso no rosto e, mais importante, com um grande aprendizado sobre empatia, sororidade e empoderamento feminino; essas garotas são verdadeiros exemplos de superação!
comentários(0)comente



Marina 21/06/2020

Falarei dos 3 livros de uma vez só.
Foi uma surpresa esses livros, estava meio pra baixo com esse negócio de isolamento e achei essa trilogia, conseguiu me animar dei boas risadas, as histórias são bobinhas pra animar o coração.
Recontagem moderna de contos de fadas Cinderela, A bela e a fera, e Pequena Sereia são fofinhos, pequenos, pra sorrir.
3 mulheres maravilhosas, que se uniram, ajudaram e empoderaram, 3 histórias de amor e amizade.
Lindas.
comentários(0)comente



Adrya (@brechobooksrecife) 03/06/2020

Que fofinnnnnn, adorei o livro (depois que a Ariel deixou de ser uma grosseirona sem educação), como houve uma melhora no desenvolvimento dela e do Eric, e deles como um casal. Senti ainda falta de mais relacionamento mas enfim, gosto do dia a dia, mas não deixou o livro ruim a falta dele. Adorei como a autora inseriu vários personagens da Pequena Sereia na narrativa da estória, morri de rir em várias situações. Foi muito fofo os epílogos de cada uma. Não foi uma das melhores trilogias que já li mas valeu bastante pelo divertimento.
comentários(0)comente



Três Leitoras 30/05/2020

Resenha: Beije a Garota - The Naughty Princess Club #3
Ariel demonstra ser a mais vivida e menos tímida do grupo, mas ela é a única que não faz stripper e no seu livro vamos entender o porquê de tudo isso. Mas antes de chegar na motivação da sua insegurança, preciso contar a situação atual dela.

Se você leu os dois primeiros livros, sabe que as amigas se uniram por todas estarem indo de mal a pior com relação as suas finanças e a Ariel chegou em um ponto triste e é assim que a história começa. Ela foi despejada da sua casa e todos os seus pertences serão leiloados. Ela se vê perdendo tudo o que tinha, mas perder as suas antiguidades a deixou arrasada.

Em meio a essa confusão, ela não sabe para onde ir, não quer atrapalhar as suas amigas que estão construindo suas vidas ao lado dos seus amados. E é aqui que Eric, sócio do PJ, entra como salvador! Desde o primeiro encontro deles, a gente percebe que eles trocam farpas e onde tem faísca pode ter fogo, não é mesmo?

A Ariel, mas eu também, ficou surpresa pelo fato de ele a compreender tão bem, inclusive o porquê das suas ações impulsivas e briguentas e talvez seja por essa razão que ela aceita a sua ajuda e acaba indo morar em um dos seus barcos.

Eric tem tudo que ela não gosta e é por isso que ela está decidida a não lhe dar muito espaço, porém ao mesmo tempo ele é atencioso, gentil e leal! E acaba se tornando difícil resistir a este charme! Só que como disse no início, Ariel tem algumas inseguranças, que foram fomentadas em sua cabeça pelo ex marido, ele controlava seu comportamento, suas roupas, o que ela comia. Ele fez com que ela não se sentisse bonita, atraente e digna e para completar a cereja do bolo, é o responsável também pela sua situação financeira, já que ele conseguiu na justiça que ela pagasse uma pensão para ele.

Ariel não acredita no amor e seu desejo é que as coisas permaneçam assim, porém um certo cara não medirá esforços para derrubar cada uma das suas barreiras.

Se entregar a esse amor não será nada fácil para a Ariel, ainda mais quando tem a ação de fatores externos, as coisas não sairão como desejado e ela se verá mais uma vez perdendo coisas que ama. Mas será que o destino ou um certo playboy charmoso permitirão que isso aconteça?

Todo o desenrolar da história será através de cenas inacreditáveis e hilárias, mas como nos dois primeiros livros, a autora nos dará uma lição sobre amor próprio, autoestima, determinação, lealdade e empoderamento. Tudo isso, mantendo sempre um sorriso no nosso rosto e muitas gargalhadas durante a leitura.

Além da trajetória da Ariel, a autora nos presenteia com três epílogos, nos dando mais um dose de cada um dos casais, nos deliciando com os próximos passos das suas vidas e nos deixando com aquele gostinho de quero mais.

Ler Tara Sivec é sinônimo de ter dias felizes durante a leitura! Uma história com doses de amor, diversão, drama, comédia e amizade!

site: http://www.tresleitoras.com.br/2020/05/resenha-beije-garota-naughty-princess.html
comentários(0)comente



34 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3