Halo

Halo Alexandra Adornetto




Resenhas - Halo


347 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Rah de Oliveira 04/02/2011

Comprei Halo mais pela capa do que pela história.
Porque, sinceramente, já estou saturada de histórias de anjos. E por dentro sabia que mesmo a capa sendo incrível a história seria bem meia boca.
Dito e feito, clichê chato com final previsível.

Nos primeiros capítulos me empolguei bastante, os personagens eram legais, divertidos e interessantes.
Xavier, o mocinho, foge daquele estereótipo, super-bad-boy-fodão. Ele na verdade é bem popular, mas simpático e realista.

E temos a Bethany, que começa como uma personagem forte e bem humorada. Sua inocência de anjo conquista bastante e você se pega querendo ser amiga dela.

O amor de Xavier por Bethany, não é infundado, não veio do nada. Bethany é lindíssima, simpática, misteriosa e diferente. O que desperta o interesse do belo Xavier.

O romance entre os dois então começa a florescer, mas de uma maneira fofa e nada melosa.

Porém - lógico que tinha que ter um porém - a partir de certo momento começou aquela coisa Crepúsculo, Bethany que era uma personagem tão divertida, se tornou uma Bella da vida, não anda sem Xavier, não respira sem Xavier, desafia os céus por Xavier, briga com todos por causa do Xavier.
E o Xavier não ficou atrás não! Toda hora ele ficava falando para ela comer, não se esquecer de ir aula, fazia seus deveres, até RESPONDIA POR ELA! Licença, mas achei isso ultrajante. Ele estava namorando uma menina ou um filhotinho?
Confesso que na metade do livro a melação era tamanha que eu quase desisti de terminar.

E se você acha isso pouco, não se preocupe, fica PIOR!
Fui obrigada a colocar esse trecho:

" - Já mencionei que finalmente escolhi um apelido para você?
- Eu nem sabia que estava procurando um!
- Bem, venho pensando seriamente no assunto.
- E qual foi sua idéia?
- Biscoito. - anunciei orgulhosa!"

BISCOITO? BISCOITO? Bom senso mandou lembranças, né?

E além DISSO TUDO - é, colega, desgraça pouca é bobagem - Bethany ficou tão petulante que chegou a irritar. Eu que estava super me identificando com ela quis dar uns bons tapas nela. O que mais odeio são esses personagens que acham que sabem de tudo, se ferram e ficam chorando no final. Cara, tu fez a merda, agora aguenta sabe!

Achei muito forçado o jeito que a história toda se desenrolou. A autora poderia ter explorado muito mais. Feito a Bethany sofrer muito mais, pois ela mereceu muito.
Além de se contradizer toda hora, em erros como Anjos não suam nem se cansam e no capítulo seguinte ela já dizia que Bethany estava suada e passando mal, oi? Alexandra também floreia muito a escrita, são tantos adjetivos e comparações que uma hora cansa.

Concluindo, Halo é um romencezinho bem inocente e sem sal e muito cafoninha, por que, convenhamos, Xavier e Bethany? Só de ler esses nomes já me dá preguiça desse livro.

É uma boa se você é um(a) romântica assumida e quer passar o tempo. Mas se não, cuidado! Você pode acabar querendo arrancar a capa, guardar, e jogar o resto fora, haha.
Bruna 17/10/2010minha estante
Adorei sua resenha. Do inicio ao fim.
Mto boa a historia da capa.
kkkkkkkkkkkkkkkk


Thais Fraccari 21/10/2010minha estante
HAHAHA!! Ri muito com sua resenha!Ela ficou ótima!
Pelas resenhas que ando lendo desse livro, o pessoal não tá gostando não. Deve ser MUITO sem noção mesmo! To até achando que vou tirar Halo da minha estante de desejados do Skoob, até porque tenho ódio mortal de romancezinhos melosos *cof*Crepúsculo*cof*
Mas enfim, adorei sua resenha!! Realmente a capa é o que vende o livro ;)


Rah de Oliveira 21/10/2010minha estante
Nossa, gente, muito muito obgridaa pelos comentários! Achei que todos iam me matar por eu ser tão fria haha.
*-*


Andréa Bistafa 22/10/2010minha estante
Adorei sua resenha! hsuahsauh Eu to sentindo as mesmas coisas que vc descreve ai! O livrinho café com leite viu!


Gaby Branda 22/10/2010minha estante
eu SUPER acredito em você. resenha esclarecedora.


Juliana Costa 23/10/2010minha estante
Eu acabei de começar Halo e não tenho uma opinião formada sobre o livro ainda, mas eu ~adorei~ sua resenha. Todo mundo vive elogiando esse livro e foi meio que legal ler uma resenha que mostra o lado ruim de um jeito divertido. Já pensou em escrever um livro? haha


Rai Lira 26/10/2010minha estante
rsrsrsr... me diverti muito lendo sua resenha... estou até querendo ler o livro para ri mais um pouquinho... e vou me lembrar dos seus comentários... pode ter certeza!! rsrsrsr

:)


Bruno 29/10/2010minha estante
HSIUAHSIUAHSIU
Ia comprar o livro HOJE, mas mudei de idéia ao ler sua resenha :D


Rah de Oliveira 30/10/2010minha estante
Hahaha, valeu mesmo pessoal!
Acho que daqui a pouco a editora vai me processar por estar perdendo tantos consumidores.

Mas fico mais feliz ainda de ver que as pessoas também não suportam essas histórinhas melosas e sem graça!


Sofia 31/10/2010minha estante
ahhahahah obrigada!!
Estava quase comprando este livro porque achei a capa o máximo. Eu já tinha lido uma review que dizia que a Bethany era mais chata que um papel, aí já fiquei meio sem vontade de comprar, mas mesmo assim fiquei tentada. Agora... nem pensar! hahaha eu não suporto meninas tipo a Bela. Gosto de ler sobre meninas com personalidade.
Então obrigada :) Não vou comprar o livro. Provavelmente não vou ler tbm.
E biscoito matou! HAHAHA


Dy 19/11/2010minha estante
Adorei!!! Exatamente o que eu queria saber pra decidir se comprava ou não o livro!! hehehe


Ana Carolina 14/01/2011minha estante
Eu só ñ concordo com a parte do amor não ser infundado...pq logo no inicio Beth olha pro Xavier e mesmo sem conhecer ele já fica apaixonada..e isso acontece com ele tb, que sem ter motivos nenhum sente aquela "coisa" por ela. =/


Jheyscilane 05/02/2011minha estante
OMG acabei de cancelar o pedido desse livro! *pedi pela saraiva - mas pela capa mesmo* e um monte de gente disse que era ótimo perfeito bláblá ainda bem que deu tempo de cancelar, eu gosto de romances porém eles devem ser bem feitos, não é qualquer coisa não que eu engulo! Muito obrigado, sua resenha foi esclarecedora e convenhamos Biscoito não dá mesmo!


bárbara 12/02/2011minha estante
Adorei sua resenha, estou tantando terminar de ler esse livro, fazem duas semanas que estou no mesmo capitulo, só insisto mesmo porque não quero aumentar minha lista de livros abandonados...
E concordo com você, do nada a Bethany contraiu a Sindrome de Bella Swan...o que convenhamos é um saco!!!


Bel 14/02/2011minha estante
Nossa adorei sua resenha. Você disse exatamente o que minha amiga que me emprestou o livro disse. Que era super romance cheio de melação e que provavelmente eu não ia gostar. Ela amou, adora essas coisas. Agora fiquei com menos vontade ainda de ler. Gosto da série Crepúsculo, mas a Bella me irrita profundamete então acho que não vou ter paciênca pra ler isso. Enfim obrigada!


Stênio 24/02/2011minha estante
"Confesso que na metade do livro a melação era tamanha que eu quase desisti de terminar.", né? Também quase desisti. E olha que eu até gosto dessas estórias melosas, mas essa foi demais. E na maior parte, só enrolação :x

Mas Xavier sempre me lembrara o Chico Xavier. [2], rs


Jei 28/02/2011minha estante
ah, meu Deus. Ainda não li, mas já desanimei completamente.
Ah, Rah, adorei a resenha. ;)


Kathlyn 17/03/2011minha estante
Broxei lendo sua resenha. '_'
Será possivel que agora não tem mais nenhum romance jovem que não seja meloso e irritante?


Fernanda :) 25/04/2011minha estante
Eu ia começar a fazer a resenha do livro, quando parei pra ler a sua e...voilá! Voce descreveu praticamente tudo o que eu tinha em mente, não mudo uma vírgula. Adorei a resenha, ela ficou ótima!!


Isa 07/05/2011minha estante
Eu li esse livro e concordo totalmente com a sua opniao, no comeso do livro fiquei muito empolgada mas depois de ler todo achei piegas e completamente sem qualquer grasa.Amei a resenha voce tirou as palavras da minha boca!


Lucía 10/05/2011minha estante
Estou quase acabando o livro e concordo plenamente com você. No começo, parece uma boa historia, a partir da metade, ela não avança e fica melosa e repetitiva. Ficamos esperando um conflito real, mas ele não chega.
Adorei a tua resenha!


Bia 05/07/2011minha estante
Interessante sua resenha, de verdade me fez parar pra pensar. Mas, antes de comprá-lo deve ter lido sobre ele e a história provavelmente a atraiu pela capa em si, como você mesma disse se empolgou no começo e então começa a praticamente insultar o livro.
Bom o seu ponto de vista, porém um tanto excessivo. Eu ainda vou começar a ler e vou voltar para falar minha opinião. Agora, se a vossa senhoria não curte tanto romances melosos, então não é tão qualificada para fazer uma Resenha com fundamentos tão pessoais, pois foi isso que colocou ai . UHSUAHSSAS' mas de boa, da hora . e não fale de crepúsculo só porque os atores não colocaram suas almas nos personagens, pois o livro isso é encantador, para sonhadores, se você não é um .. sinto muito /não exatamente a você. :} faça mais resenhas ! Curti ,


d.c. 21/07/2011minha estante
Tava quase publicando minha resenha Q-U-A-S-E. Parei pra leu algumas antes e li a sua, MUITO BOA. Se eu publicasse a minha provavelmente seria um plagio da sua, sério. Comprei o livro e me arrependi completamente. A única vantagem que ele trás é a capa linda na minha estante por que a história não é boa além de ser MUITO clichê. O único personagem que me intriga é o Gabriel pq o resto é muito chato. Valeu por falar tudo o que a maioria das pessoas que leram o livro pensou (y)


Mari 26/10/2011minha estante
Você escreveu exatamente tudo o que pensei sobre esse livro. Eu até gosto de ler romances "bobos", mas esse superou qualquer coisa que eu tenha lido, porque chega um momento que a narrativa fica extremamente cansativa, nem as personagens conseguiram me cativar, em aspecto nenhum. E também me irritou muito o fato das personagens "que acham que podem e sabem tudo".
Mas bem, ótima resenha, mte.


Dri 14/11/2011minha estante
ótima resenha, falou tudo o que eu senti com esse livro do começo ao fim, affs mas um livro pós-crepúsculo, não que eu esteja falando mal de crepúsculo porque eu amo a historia mas esse plagio que os outros autores estão fazendo já está me enchendo a paciência, já to cansada disso. a unica coisa que eu gostei desse livro é a capa porque a historia é uma decepção total, muita historia pra pouco conteúdo o que é pior super clichê e cansativo, os personagem sofreram uma reviravolta total, no fim eu não estava gostando mais de ninguém, como eu disse a unica coisa que salva aí é a capa, o conteúdo é uma decepção, mais uma vez parabéns pela resenha !


Luana 17/01/2012minha estante
Estou no capitulo 5, e esta começando a ficar entediante... a história esta meio sem propósito, clichê demais! É a palavra que mais me entedia*
e Halo tem tudo pra ser assim.... depois que li sua resenha, pensei em desistir, mas ganhei de presente, acho que seria falta de consideração ... Mas vamos lá, vou ler e talvez faço uma resenha. Mas unica coisa que falo, não recomendo, para quem odeia a palavra clichê, como eu.


Lice 18/01/2012minha estante
Me senti do mesmo jeito que vc. Comecei a ler em Janeiro de 2011, o começo estava legal e li sem parar. Mas depois começou a ficar mto chato e meloso. Não aguentei e aposentei ele na minha estante. Só fui terminar de ler em Dezembro, depois de ter desistido de lê-lo umas 3 vezes.


Jamylle 12/05/2012minha estante
Eu estava louca para ler esse livro, mas agora estou pensando seriamente haha. Eu também só tive o desejo de ler pela capa, mas agora, não sei se ainda vale a pena. vlw pela resenha


Ana Beatriz 23/05/2012minha estante
Eu estava pensando a história seria muito melhor se eles não fossem anjos e a autora usasse isso como referencia a beleza deles
A Bethany age como uma adolescente normal então ela deveria ser uma seria até bom ver uma história em que uma menina normal começa numa escola normal com gente normal com problemas normais como uma adolescente normal
Já deve ter vários livros assim, mas eu acho seria bom ver + um


Ana Beatriz 25/05/2012minha estante
"Era ele quem me lembrava de beber muita água e quem afastava as perguntas sobre a minha família vindas dos meus colegas de turma. Chegou a responder por mim um dia, quando o sr. Collins perguntou por que eu não tinha conseguido terminar meu dever de casa no prazo
estipulado.
? A Beth está com uma série de compromissos no momento ? explicou. ? Ela vai entregar o trabalho até o fim da semana.
Eu sabia que, se me esquecesse, Xavier terminaria o trabalho para mim e o entregaria sem que eu soubesse."

Tem condição uma palhaçada dessas



Jaque 25/05/2012minha estante
Tá, eu queria ler este livro, como todas aqui pela capa. Mas agora, a vonta ja passou. Never!!!! Jesusss, vcs acabaram com meu "tesão", hahaha, definitivamente.


George 18/06/2012minha estante
história de anjos sempre são chamativas, curiosas... agora... muito meloso também não né? :P

Realmente o livro chama atenção pela capa... mas pelo que vejo, falta aquela ação que o deixa mais intrigante hehehe...

não lerei :)


Telzinha 28/08/2012minha estante
Legalzinho o livro, mas esperava mais, quem sabe o segundo seja melhor.


Teri 25/09/2012minha estante
kkkkkkkkkkkkkkkkk OMG! eu preciso compartilhar essa resenha! kkkk adorei! =P
tá, eu adorei o livro, mas respeito sua opinião.. e kk, apesar de vc n ter gostado, sua resenha está demais! shauhsu =P


Juan 27/09/2012minha estante
^^ Oi Ra, achei muito engraçado seu post, eu vi o livro pois pensei ter histórias parecidas com os que tenho lido recentemente, Fallen e HushHush. Mas me parece que esse é bem chatinho mesmo Vlw!


Lais 16/10/2012minha estante
Aiaiaii.. que Desilusãao.. kkkkkk

Achei que seria mais interessante esse livro.. maais..
Vlw pelo post.

=P


Stephany 15/12/2012minha estante
Concordo totalmente. O fato de que os anjos estão/estavam em alta quando o livro foi lançado deveria ter feito com que a autora explorasse isso de uma forma diferente, tentado trazer algo novo para se destacar, mas não. Consegui terminar de ler relativamente rápido porque eu estava de férias e entediada. Caso contrário, me distrairia muito facilmente com qualquer outra coisa e demoraria muito mais. Quando você citou as milhares de comparações e também a forma como Bethany não vive mais sem Xavier, me ganhou! HAUHAU Acredito que esse seja o ponto mais fraco do livro. Não foi o pior livro que eu já li, mas está longe de ser o melhor e eu não recomendo quando minhas amigas me perguntam sobre. Apesar de tudo, estou curiosa pra saber se a continuação está igual ou se colocaram novos personagens num enredo mais interessante. Talvez, um pouco mais de ação mudasse completamente o cenário. Parabéns pela resenha!


Manu 08/01/2013minha estante
Depois do "Biscoito" desisti de ler o livro de vez kkkkkkkkkk.


Anna Martinelli 14/01/2013minha estante
Concordo completamente! Mas, por incrível que pareça, o segundo livro é beeem melhor! Aí sim ela sofre mais, e as senas "Xavier e Beth" são bem menos frequentes, deixando que o Jake entre mais! Hades é incondicionalmente melhor!!! Até fiquei com vontade de ler o terceiro!


S 14/01/2013minha estante
Nossa! Eu li o livro esses dias e foi exatamente o que senti!!! Pelamor a Bethany cansa depois de um tempo, querendo morrer porque não tem o Xavier! Mas que droga é essa!?!??!?!?! Ela fica sem comer por causa do cara, totalmente Bella da vida! Haha! Sua resenha está 10!


Mari 12/08/2013minha estante
Halo é uma trilogia né. Estou no segundo livro. Mas não pude deixar de pensar tudo o que você escreveu na em sua resenha! Tem horas que eu reviro os olhos de tão cansativa que fica a Beth, que pra falar a verdade não é a minha personagem preferida do livro. A inocência dela me irrita, juntamente com Xavier que quer enfrentar o céu e o inferno (Epa, cara você só é um adolescente metido a herói, se toca!) para ficar com a Beth. No começo era lindo, mas essa parte do biscoito realmente foi a parte que eu só faltei tacar o livro pela janela, rs. O que salvou no livro sem dúvidas foi o Jake (eu tenho tendência a gostar dos vilões), ele gosta da Beth de um jeito diferente. Do jeitão dele, sem toda aquela história de biscoito do Xavier. Foi o que me fez continuar lendo a trilogia. No segundo fica bem melhor e com mais emoção, até porque Xavier aparece bem menos, mas como a Beth é chata e Bella(2) ela fica com os momentos "Xavier não vivo sem você". Mas acho o livro incrível, acho que autora soube escreve-lo, não consigo largar, mesmo com as frescura da Beth.


Isabele Alves 16/12/2013minha estante
Pensei em comprar esse livro mas, depois dessa resenha, desisti completamente.
Muito obrigada pelo aviso :)


Sah 21/01/2014minha estante
"Você pode acabar querendo arrancar a capa, guardar, e jogar o resto fora, haha." Meus sentimentos exatos.


Lana Wesley 29/04/2014minha estante
Depois da sua resenha desistir de ler o livro rsrsrs


Kau 01/10/2014minha estante
Depois do "Biscoito" desisti de ler o livro de vez kkkkkkkkkk.²


Fabi Carvalhais 07/01/2015minha estante
Então... Acabei de ver uma promoção no submarino da Saga Halo... E como sempre, antes de comprar um livro que num conheço, eu tenho o hábito de dar uma espiada no skoob e saber o que o povo anda falando sobre o mesmo. E quando eu li a sua resenha eu ri tantooooo, mas tantoooo, que me deu vontade de ler só pra ficar me lembrando dos seus comentários! kkkkkkkk
Parabéns! Sua resenha ficou muito f&%$#@!
shauihsuiahsasuiahs
Beijos!


Je 29/01/2015minha estante
Perfeita sua resenha!
Eu não li o livro e depois do que você falou nem vou ler, não sou do tipo que adora romances desses como crepusculo onde parece que os personagens perdem a personalidade ao se apaixonares, e começa aquela melação inexistente no mundo real, talvez seja por isso que as menininhas ficam tão frustradas com os caras reais, afinal por mais que exista amor o homem não vai agir feito um escravo, capacho ou coisa parecida, simplesmente porque ele sabe o quanto isso é ridiculo e eu admiro isso,amor sem melação, melação a cada 5 min "não posso viver sem você vou morrer" ninguém merece tanto sofrimento gente rs, eu acho que você foi perfeita na sua colocação, obrigada desde já!


Andreia Vedder 29/01/2015minha estante
realmente a capa é linda mas depois de Fallen a saga não tô a fim de ler mais romance nenhum de anjo, faço a sua resenha a mesma para Fallen, mas quem curtir estou trocando a Saga por A Dança dos Tronos :)) rsrs


Bruno 04/02/2015minha estante
Estava pensando em comprar por causa da promoção que vi na internet. Ainda bem que passei aqui antes pra ver as opiniões.


Marina 18/05/2015minha estante
Comprei a trilogia em promoção no submarino um bom tempo atrás, mas só comecei a ler agora. Geeeente, como essa Bethany é chatinha. Ela era um anjo e do nada se transforma numa menininha ingênua e mimada? To achando muito sem noção, mas ao mesmo tempo não to querendo parar de ler, kkkkkkkk.


Mônica 20/08/2015minha estante
Quando meu livro for lançado (daqui uns 100 anos :D) vou contratar a mesma pessoa responsável pela capa de Halo. Pois eu tb gostaria de ler por causa da capa hahaha
Ainda bem que tem resenhas como a sua que nos livram de gastar dinheiro a toa, com tantos livros bons por ai, e minha enorme lista de desejos para serem comprados ainda, seria um suicídio comprar esse livro e deixar os melhores pra depois.
Alguém tem uma capa desse livro sobrando ai?? Posso guarda-la como sugere a resenha hahaha


Rose_Asano 15/02/2016minha estante
Gostei muito da sua resenha, pois senti quase a mesma coisa lendo o livro.
Como comprei a série completa, vou continuar lendo. Quem sabe melhora?


Denise 13/03/2016minha estante
Nossa, disse tudo. Estou com muita raiva desse livro machista e tá difícil de terminar, mas vou ler até o final por uma questão de princípios. AINDA BEM que é e-book e que foi de graça, senão me arrependeria amargamente (apesar da capa ser bem bonita mesmo).


Luisa.Andrade 16/05/2019minha estante
vamos lá kkkkkkk, eu ia bem que começar a ler esse livro mais, depois dessa sua resenha ( que amei e ri para caramba) já não quero mais ler não. adoro romance, mais esses clichês eu odeio. esses nomes são horriveis não gostei. sem contar, que apelido mais esquesito.... chega parecer meio forçado, adoro historias de anjos, mais pela sua resenha eu odiei.


Lari_lasca 15/05/2020minha estante
finalmente alguem que me entende, desisti da saga no meio do livro, comecei a ler pq achei q seria como a saga Hush Hush mas fiquei tão sem paciência a leitura e tao arrastada




Bia09 07/11/2010

Já li inúmeras opiniões sobre esse livro, e acredito que você também. Todas eram muito controversas. Halo foi amado e odiado por muitos. Adoro começar um livro sem ter opiniões formadas sobre ele. Até porque, eu sempre leio resenhas dos meus colegas blogueiros e levo a maioria em consideração. Dessa vez, eu não sabia o que esperar e comecei a ler a história despida de pré-conceitos, pronta para simplesmente ter minha própria opinião.
E ainda bem que dei uma chance a Halo.
O livro é lindo, doce, puro e Bethany até que me fez gostar dela. Ela encarou o desafio de ser humana, vestiu a camisa, mesmo sabendo de sua inexperiência e acabou se contagiando pela maravilha de todas as nossas sensações, nossos sentimentos e nossa complexidade. Cada descrição de como ela ficava maravilhada com as coisas mais banais é um tapa na nossa cara. Por que simplesmente não valorizamos coisas mais comuns? Não nos damos conta do quão incrível é o toque de um tecido em nossa pele, o sabor de uma comida em nossa boca... pequenas coisas que nos são básicas, mas que fazem toda a diferença.
E principalmente o amor... há uma passagem do livro, essa da qual eu citei uma parte logo no início do post, onde Beth diz que não compreende como as pessoas podem usar a palavra amor com tanta facilidade, e ela está certa. Como podemos dizer que "amamos" um sapato e ao mesmo tempo dizer que amamos um alguém? É um tanto contraditório e eu realmente fiquei tocada com isso.
Xavier é fascinante. É um Edward Cullen mais inocente e, claro, humano. A maneira como ele cuida de Bethany e o jeito como os dois se amam é tão puro, que parece tangível.
E ainda há Jake Thorn, mas não vou falar nada sobre ele, só lendo para saber mais...

Para mais resenhas e promoções:
www.amormisterioesangue.com
Mari 12/11/2010minha estante
sua resenha me deu vontade de ler!!! :)


Dee Martins 06/05/2012minha estante
Sua resenha foi a única que me deu vontade de ler. :~
Vou dar uma chance.


Patricia 19/06/2012minha estante
Olá Bia! Gostei muito de sua resenha, pois, compartilho de sua opinião!

Adorei o livro, super encantador, e sua resenha transmite o que penso a respeito dele. (Também fiz uma resenha dele, caso queira lê-la :D )

Ao contrário de você, eu já havia lido resenhas, mas, nem por isto, minha vontade de lê-lo foi tirada, pois, adoro histórias de anjos.

Adorei o livro, um dos meus favoritos :)


Letícia 20/11/2012minha estante
Olá Bia.
Gostei da sua resenha, tu expressaste algumas coisas que eu senti ao ler o livro. Apesar dele não ter me agradado 100%, me fez pensar em algumas coisas. E a principal delas é essa parte que tu escreveste aí, da palavra amor. É realmente verdade como usamos a palavra amor ao mesmo tempo para coisas materiais e para pessoas que nos são tão caras. Também me tocou.
Até mais.


Kimberlly 27/11/2012minha estante
Adorei sua resenha, agora fiquei com muita vontade de ler o livro.




Márcia 04/03/2011

Anjos = bichinhos virtuais.
“Halo” trata de anjos (ninguém adivinha, né?); mas não qualquer tipo de anjos, e sim daquele tipo mais óbvio, enfeitado, e culturalmente aceito. Os anjos de “Halo” não cativam nenhum tipo de imaginação e – Deus nos livre! – criatividade. A autora apenas abriu a bíblia – ou seja lá onde se encontram esses “anjos do senhor” – e copiou tim-tim-por-tim-tim até mesmo as personalidades dos personagens. Aí fica fácil, né?

Bethany, Gabriel e Ivy, não tem nada, absolutamente nada, de particular, especial ou cativante. São “seres sagrados” enviados para a Terra com um objetivo mais que passado e chulo – salvar a humanidade. Em todos os cantos do mundo, os seres das trevas (totalmente opostos aos anjos, como não poderiam deixar de ser) estão usando de sua influência maligna para induzir os humanos a criar o caos. Mediante esse quadro de horror mundial e blábláblá, DEUS - devo me atrever a dizer que toda essa perspectiva de anjo em cima da bíblia e dos mandamentos é mais que absurda num livro que se propõe a entreter jovens através de um romance. A existência dessa “evangelização” no livro deveria ser avisada na sinopse para que as pessas não o comprem - resolve mandar dois de seus mais preciosos guerreiros (um arcanjo, Gabriel, e um Serafim, Ivy) para uma cidadezinha que correponde a nada mais que um buraco no mapa. Claro!

Junto com os dois, de brinde, vai uma novata que o leitor é obrigado a acompanhar durante toda a trajetória do livro. Sinceramente, as autoras de agora em diante deveriam se abster de narrações na 1ª pessoa. São cansativas e só funcionam se a personagem narradora for no mínimo interessante. O que Bethany certamente não é.

A história é toda formulada; deve ter dado tanto trabalho quanto um bichinho virtual. Não há surpresas, ou emoção, ou coisa alguma, apenas tédio. Bethany passa de “anjinho do senhor” para adolescente rebelde em poucos dias. Xavier passa de “cara interessante da escola” para “Edward 2”. Apenas Gabriel possui algum potencial como personagem, mas, é claro, como boa escritora que a Adornetto é, não aproveitou nem um pouco o único personagem que presta.
Talvez para tentar inserir um pouco de "ação" no livro, a coitada ainda trás um outro personagem "do mal" tão clichê, previsivel e burro quanto todos os outros. Como "a parte do mal" da história surge Jake, apresentado logo no início como o que realmente é. Para que alguma surpresa, não é, Alexandra?

Fiquei estupefata quando li algumas resenhas aqui referindo-se ao inicio do “relacionamento” de Bethany-Xavier como “natural”, “original” ou, pasmei!, “interessante”. A mim, pareceu apenas uma cópia muito mal feita do velho Crepúsculo. Até mesmo falas, diálogos inteiros, são claramente copiados à risca e disfarçados com aquele velho truque fundamental de “mudar algumas palavras” para que a professora não perceba. Mas é claro que, como em toda cópia, falta a essência do original. Em qualquer cópia, na verdade, falta qualquer essência e Halo é prova disso: um livro vazio, desprovido de qualquer capacidade de provocar emoções no leitor (só por essa falha absurda já desqualifico como livro).

Halo é mais um dos fracassos do gênero dos quais tanto falo.
Para credito da autora (único e bem fraco) admito que achei interessante a perspectiva da narrativa de um anjo e não do humano que se apaixona por ele. Mas a Bethany é tão burra que logo essa sentelha de interesse se esvai.
Lu 04/03/2011minha estante
Hahahahaha! Adorei o título: anjos = bichinhos virtuais.

Muito boa a sua resenha, Máah. Bem fundamentada e concisa. Parabéns!

Quero só ver se vou gostar quando o viajante chegar aqui. =p




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Carol- Books and Tea 10/10/2012

"Um amor que Ultrapassa as Barreiras do Céu e do Inferno"
Halo - Livro 1
Alexandra Adornetto- 472 páginas
Como o título da resenha já diz, amor acima de tudo, disso que se trata o enredo de Halo, o primeiro livro da trilogia Halo. Tendo que resistir ao céu e ao inferno, um amor além dos preceitos e limites, Um anjo celestial e um mortal, tem de resistir á tudo isso para que assim possam viver seu amor até então proibido.
O livro é apaixonante e muito bem construído pela jovem autora, que tinha apenas 18 anos quando escreveu, rapidamente você fica preso a ele, e não larga mais até o término, o sucesso foi tanto que logo após seu lançamento entrou logo na lista dos mais vendidos do New York Times.
Em Halo, você acaba se encantando por vários personagens, e não se prendendo apenas nos protagonistas e antagonistas o que é muito bom, Desde Bethany e Xavier até sua melhor amiga Molly, o livro conta a história de 3 irmãos anjos celestiais, Gabriel, o guerreiro e forte; Ivy, a curandeira; e Bethany; a mais jovem e humana de todas que possui uma inocência natural de anjo e uma ligação impressionante com os humanos. Por conta de sua inexperiência e sua curiosidade faz com que ela abrace de uma vez a vida humana, diferente de seus irmãos, que não procuram fazer ligação alguma. Ambos são totalmente diferentes do que toda Venus Cove já viu, são misteriosos, sedutores e extremamente bondosos. Beth, acaba se apaixonando por Xavier,lindo,divertido, coordenador da escola e que havia passado pela perda de sua antiga namorada em um incêndio que descobrimos o verdadeiro motivo, mais á frente. O romance de ambos, vai contra a vontade do céu, ao mesmo tempo que surge Jake, sombrio e tão misterioso quanto os irmãos, e que esconde um segredo inescrupuloso. Além das regras do céu, terão de enfrentá-lo, o que não será nada fácil muito menos agradável, me vi rindo em algumas partes até, principalmente no início. Porém, alguns trechos do livro ficam sem anexo, com mudanças repentinas tempo da história e colocação de personagens, creio que por conta de ser o início de Alex como autora. Mas recomendo o livro, com certeza.

OBS: Adorei o quote de Romeu e Julieta que foi colocado logo na 3° página do livro e o trecho da canção Halo, super haver com o livro não?rs

comentários(0)comente



Lu 25/06/2011

Não tenho muito o que dizer sobre "Halo". Na verdade, foi um erro tê-lo pego no livro Viajante, em primeiro lugar. Eu já tinha me prometido isso, quando larguei o pavoroso "Fallen". Realmente não sei explicar o motivo para dizer "Não". No fundo, eu tinha esperanças de que "Halo" não fosse tão ruim quanto me disseram.

É pior.

"Halo" segue a linha dos "livros parecido com Crepúsculo, mas com anjos ao invés de vampiros". E nada acrescenta de muito útil à mais do que reciclada fórmula de Crepúsculo. A protagonista desajeitada e enjoada está lá, assim como o mocinho lindo e de semblante triste. O amor deles parece improvável e é por isso mesmo que vão ter que lutar pelo amor imortal. E, pela sinopse, tem um terceiro vértice no triângulo formado por alguém misterioso e perigoso. Se ele é isso mesmo, não saberia dizer porque joguei a toalha antes.

O personagem mais interessante da história é Gabriel, o arcanjo de centenas de milhares de anos e que é o "mentor" da missão da qual Beth faz parte. Esquecendo as partes enjoadas sobre religião e missão de salvar os humanos do Mal, ele é o personagem mais interessante e torcia para ele aparecer mais vezes. Teria sido bacana ver as coisas pela sua perspectiva do que o da chatinha da Beth.

Beth, por sinal, quase me mata de tanta vergonha alheia. Ela é igualzinha a qualquer menina desajeitada, cheia de emoções humanas. Isso poderia render um livro mais legal se a ideia fosse de uma comédia. Mas como tem que seguir a fórmula melancólica de Crepúsculo", a história não cresce, não se desenvolve. Nem vou começar a falar de Xavier. Fail total da Alexandra Adornetto.

Sinceramente? Uma perda de tempo total e há livros muito melhores no mercado. Procure algum livro da Richelle Mead, Meg Cabot, Cassandra Clare, Suzanne Collins e Rick Riordan. Você será bem mais feliz.

Corra porque é roubada.





Joice (Jojo) 06/08/2011minha estante
Que pena, Lu. A capa é tão bonitinha, mas, não sei por que, sempre me pareceu uma roubada também. Acho que mesmo a sinopse não consegue ser consistente.


Débora Borba 18/08/2011minha estante
Um dos piores livros que já li, julguei pela capa (que é linda) e acabei me arrependendo.




@escritadecabeceira_ 25/07/2020

O primeiro livro é Halo: Um amor que ultrapassa as barreiras do céu e do inferno, que nos apresenta os três anjos que foram enviados para a Terra, Gabriel que se disfarça como um professor de música, Ivy que possui poderes de cura e Bethany, a mais nova, que é enviada como uma estudante e quem colocará a missão em risco. Bethany se encanta pela vida humana e logo começa a ter todas as experiências de um adolescente normal, e acaba se apaixonando por um humano, os vilões dessa trama, claro, se aproveitam dessa nova fraqueza e começam a colocar todos os seus planos em prática, de forma que é colocado em prova se o amor verdadeiro é tão forte que consegue combater o mal.

Instagram: @escritadecabeceira_
comentários(0)comente



Mari Doroteu 24/04/2012

O inicio do livro tava totalmente chato e clichê. Confesso que to um pouco cansada de historias em que os personagens principais sao sempre perfeitos demais, ricos, inteligentes, tem tudo o que querem e a populaçao inteira restante admira e inveja eles. Isso chega a ser bastante irritante, ainda mais quando a personagem principal é tao ingenua pra umas coisas e tao esperta pra outras. Como ela pode aprender linguas de uma hora pra outra e nao conhecer girias e expressoes do proprio pais que ela ta morando? Vai entender... A maior parte é uma historia boba e melosa, meio estilo crepusculo mesmo, em que a personagem passa a ficar totalmente dependente e obcecada com o seu namorado, achando que tudo gira em torno dele e que ela nao é nada sem ele. Realmente nao é o tipo de coisa que ta me agradando no momento. A partir apenas da pagina 300 que a historia começa a tomar um rumo um pouco mais interessante, com a chegada de um novo aluno que traz conflitos e problemas, promovendo alguma açao pro enredo, que antes estava parado e sem muitas reviravoltas. Algumas coisas me causaram um estranhamento e ate mesmo choque, como certas atitudes que a Bethany toma, considerando que ela é um anjo. Quer dizer, anjos pra mim sao criaturas sabias, puras e que, tecnicamente devem seguir uma serie de regras e deveres, o que no caso dessa historia, parece que a protagonista resolveu jogar tudo pro ar e agir como uma adolescente bobinha e inconsequente. Principalmente quando ela sugeriu que poderia se interessar por sexo. Tudo bem que seria uma coisa normal se fosse em outro livro qualquer, mas a menina é um anjo! Tipo, qual foi?? Entao sei la, a historia no geral é razoavel, acho que muitos aspectos poderiam ser melhorados...
comentários(0)comente



julia 17/11/2010

é uma leitura agradavel por isso terminei o livro em apenas tres horas.contudo é uma história muito morna,quase sem ação e quando ocorre é um pouco parada demais.outro fato que chama a atenção é que parece que a autora se inspirou em crepusculo para criar esse livro no entanto pra mim não ficou legal.está meio superficial e não chega nem perto do livro.
cade a ação no livro?ficou muito no final e quando ocorreu foi igualmente morno demais.toda história ficou centrada em xavier e beth(bertany) só que nao foi realmente algo positivo. a autora poderia ter investido mais nos outros personagens como gabriel e ivy.mesmo uma romantica como eu acho chato demais quando tudo num livro se resume a um casal que vê um no outro o centro do universo!
tem muitas coisas que poderia dizer do livro mas nao sairia mais da frente do meu pc entao só digo que não sei se realmente quero descobrir se essa trama melhora nos outros volumes...
Juninho 17/03/2011minha estante
Concordo plenamente com você, mas mesmo assim dei cinco estrelas para ele, justamente por ter me prendido até o fim, e o mesmo ter um final interessante dentro do enredo.
flw
OMNIA VINCIT




Julia 05/01/2014

O tipo de livro que você lê e quando repara já está no final. Uma leitura super fácil. Uma história mágica para os românticos. Um dos melhores livros sobre ambos por não retrata-los como anos caídos, como na maioria. E sim por mostra-los como criaturas puras e cheias da graça de Deus. Lindo lindo.
comentários(0)comente



Jessmuller 24/08/2020

Halo - Alexandra adornetto
A história é bem interessante, a relação entre Beth e Xavier é bem intensa, uns diriam exagerado até, depende do ponto de vista do leitor. Afinal, ela é um anjo, ele um humano. Deve-se esperar que o anjo seja o mais forte, mas na história, Beth, sendo anjo é muito dependente do amor, da presença de Xavier. Deixando ela muito vulnerável as "forças do mal".
Seria esse o papel do amor em nossas vidas? Deixar-nos vulneráveis? Não sei se é essa a mensagem, mas vale a pena a leitura, principalmente para quem gosta de intensidade.
comentários(0)comente



Nanda Cris 05/05/2011

Meloso demais, chato demais...
Gosto de romances, mas esse foi o supra-sumo da melosidade.
O livro inteiro é "Xavier isso...", "Xavier aquilo..." ou então "Vc me ama mesmo, Xavier?".
Bethany merece o prêmio mala do ano.

Esse livro só vale por 2 coisas:
1. A capa (linda demais)
2. Gabriel (que infelizmente só entrou, serviu o café e saiu)

E, me diz aí, que finalzinho corrido e caído foi aquele? Fala sério!
Os outros livros só vou ler por ebook e num dia em que eu não tiver nada melhor pra fazer.
Débora Borba 18/08/2011minha estante
Concordo plenamente,
1. A capa (linda demais)
2. Gabriel (que infelizmente só entrou, serviu o café e saiu)

E o final do livro, passa-se rápido demais, não sei se a autora é péssima em descrever, ou se foi uma tradução má feita.
Mas enfim, não vale a pena ler.




Andrea Hirano 14/10/2010

Xavier, é a perfeição em pessoa. Paciente, compreensivo, forte e apaixonado, mais parece um anjo que humano. Já Beth é pura inocência. Me surpreendeu essa leitura. Apesar de não ser muito agitado ele não fica cansativo em momento algum. Com um final já esperado e com uma deixa para o próximo volume.
comentários(0)comente



Pâm Possani 08/09/2012

Anjos & romance
O que dizer? Acho que nunca sei começar uma resenha. Isso. Mas enfim, vamos lá!Primeiro: o que achei do livro. O livro tem uma leitura leve, tem romance no ar e um leve suspense. Achei poucos erros ortográficos e vários quotes fofos.

" [...] Essa era uma das maiores tristezas em relaçãoi as pessoas - muitas vezes não há como exprimir seus pensamentos e sentimentos mais importantes, eles acabam não sendo ditos.
Pág. 20"


Bom, vamos lá. Gabriel,Ivy e Beth são anjos que desceram do céu para trazerem a paz se infiltrando na sociedade como pessoas normais. Gabriel (o arcanjo bonitão,ó céus) e Ivy (cura é o seu poder) são anjos mais frios, que se importam com a sociedade num todo, e não uma pessoa individual, e Beth é uma anja extremamente ingênua e humana - que consegue extrair um sentimento mais profundo por humanos individualmente.

"O futuro não é para ser temido, mas, sim, enfrentado.
Pág. 138"


Assim que Beth chega em Venus Cove, ela se vê encantada pela vida de adolescente do ensino médio. Além do mais, ela se apaixona por um humano, o que é quase ter a punição de cair do céu. O humano? Xavier Woods, simplesmente o cara mais lindo e fofo do colégio.

"- Se me quer...já sou seu.
Pág. 178"


O problema na verdade começa quando Jake Thorn chega a escola e monopoliza atenções e se revela um grande vilão,que vai acabar culminando na vida de Bethany e interfere não só na humanidade à sua volta como um conhecedor de algumas origens e bem...Não vou contar mais, mas é basicamente isso.

" Às vezes as pessoas se apaixonam completamente de tudo o que julgam estar procurando.
Pág. 158"


Um romance super fofo, doce e calmo. No começo ,confesso que Jake Thorn é excitante mas depois ele fica meio desfocado... Mas no final volta com tudo (leia e entenda pra saber :3) agora estou ansiosa pela continuação. O bom é que tem poucos erros ortográficos e vários quotes fofos.

" Às vezes a gente conhece uma pessoa e simplesmente encaixa. A gente se sente bem com ela, como se a conhecesse a vida inteira, e não precisa fingir ser o que não é.
Pág. 141"



site: https://www.interruptedreamer.com/2012/09/resenha-halo-de-alexandra-adornetto.html
comentários(0)comente



347 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |