O céu dos suicidas

O céu dos suicidas Ricardo Lísias


Compartilhe


O céu dos suicidas





Um jovem colecionador, formado na universidade e que manifesta tendências impulsivas, vê seu mundo gradualmente se desintegrar ao perder seu melhor amigo, André, que cometeu suicídio. Atormentado pela culpa de não ter sido capaz de salvá-lo e pelo remorso, ele empreende uma viagem, tanto mental como geográfica, para rememorar o sofrimento final do amigo e tentar entender o que poderia ter feito para salvá-lo.

Com um comportamento cada vez mais errático, agressivo e inconstante, o protagonista questiona o que aconteceu para sua vida atingir o ponto de agonia pela qual passa, com as lembranças dolorosas dos momentos instáveis de André, distúrbios de sono, vozes e ruídos em sua cabeça. Em capítulos curtos, sua odisseia à procura de respostas, nem sempre fáceis, se desenrola em uma jornada carregada de ansiedade e emoções.

Alternando momentos de desesperança com uma grande busca, seja para compreender as próprias origens quanto para entender seu sofrimento, o protagonista de Ricardo Lísias constrói uma narrativa com forte peso dramático. Em O céu dos suicidas, seus impulsos e sentimentos à flor da pele revelam um homem que necessita de uma resposta para enfim encontrar a paz.

"Neste O céu dos suicidas, Ricardo Lísias confirma estar entre os melhores escritores da literatura contemporânea no Brasil. Retomando o estilo nervoso de seus livros anteriores, desta vez a ansiedade vem ao primeiro plano, e o que vemos é uma pessoa completamente ferida a buscar uma resposta, mas a procurar também uma redenção impossível. É um sujeito que expia sua culpa, dividindo-a com o leitor", escreve Pedro Meira Monteiro para a orelha do livro.

Para o professor da Universidade de Princeton, o narrador criado por Lísias "lembra um caçador sonolento que tentasse acertar o alvo no meio da noite, lutando para que seus olhos não se fechem. Mas o caçador (que corre atrás do sentido) é vencido sucessivas vezes pelo cansaço e pelo desespero, entregando-se impotente ao mundo dos loucos e dos delirantes: momento em que o sujeito não consegue fechar os ouvidos ao grito agonizante do que o cerca."

Ficção / Literatura Brasileira / Romance

Edições (1)

ver mais
O céu dos suicidas

Similares

(10) ver mais
A chave de casa
A Maçã Envenenada
Eles Eram Muitos Cavalos
Não há lugar para a lógica em Kassel

Resenhas para O céu dos suicidas (22)

ver mais
on 21/4/12


O CÉU DOS SUICIDAS, Ricardo Lísias, Alfaguara, 186 páginas Nunca ouvira falar em Ricardo Lísias. Nunca escutara referência alguma a "O Céu dos Suicidas" até o dia em que, procurando sugestões no site da Cultura para presentear um amigo, me deparei com aquela lindeza de capa. Eu, uma pretensa colecionadora de cédulas e de selos, vejo um livro 'falando' delas e deles. Cuidadoso trabalho da editora! Depois, o título me tocou forte: como já tive suicida na família e já ouvira, sobejame... leia mais

Vídeos O céu dos suicidas (1)

ver mais
O céu dos suicidas (Ricardo Lísias)

O céu dos suicidas (Ricardo Lísias)


Estatísticas

Desejam145
Trocam1
Avaliações 3.4 / 425
5
ranking 18
18%
4
ranking 30
30%
3
ranking 35
35%
2
ranking 12
12%
1
ranking 4
4%

36%

64%

Felipe
cadastrou em:
15/03/2012 19:30:27
Jenifer
editou em:
24/09/2019 00:18:05