Santuário

Santuário William Faulkner


Compartilhe


Santuário





O mais conhecido de Faulkner, que o notabilizou, sobre ele escreveu o romancista, crítico literário e membro da Academia Francesa, André Malraux, ao apresentar a obra aos franceses, em 1933, no seu prefácio:

"Há um destino único, que se levanta por trás de todos esses seres diferentes e assemelhados, como a morte atrás de uma enfermaria de incuráveis. Disse também, que "Sanctuary" representa 'a inserção da novela policial na tragédia grega'. Diz ainda, Malraux: 'O essencial não é que o artista seja dominado, mas que, passados cinqüenta anos, ele escolha cada vez mais aquilo que o domina em função de sua arte. Alguns grandes romances foram, antes de mais nada, para seus autores, a criação da única coisa que os pôde ocultar. E da mesma forma que Lawrence se volta para a sexualidade, Faulkner se refugia no irremediável."

Também o escritor sul-americano Mario Vargas Lhosa, que hoje se encontra entre os nomes mais importantes da Literatura Universal, deu o seu depoimento sobre o célebre romance de Faulkner, Sanctuary, no seu livro de ensaios "A verdade das Mentiras", publicado pela editora ARX no Brasil, em 2ª edição, no ano de 2002:

Na verdade, "Sanctuary" é uma das obras-primas que escreveu e que merece figurar, depois de "Luz de Agosto" e de "Absalom!, Absalom!", entre os maiores romances da saga Yorknapatawpha. A verdade é que por seu tremendismo (movimento artístico espanhol, formado no século XX) horripilante, pela crueldade e pela pusilanimidade potencializadas que expõe num nível de vertigem e pelo sombrio pessimismo que o reveste, o livro é irresistível. Precisamente: somente um gênio poderia ter contado uma história com semelhantes episódios e personagens, de um maneira que terminasse, não somente aceitável, mas, inclusive, feiticeira para o leitor. À extraordinária maestria com que está contada, esta história feroz, até o absurdo, deve sua auréola de ser uma inquietante parábola sobre a natureza do mal e sobre essas ressonâncias simbólicas e metafísicas que tanto excitaram a fantasia dos críticos.

Literatura Estrangeira / Comunicação / Crime / Drama / Ficção / História / Romance / Suspense e Mistério

Edições (4)

ver mais
Santuário
Santuário
Santuário
Santuário

Similares

(11) ver mais
Absalão, Absalão!
Luz em agosto
Luz em Agosto
The Yearling

Resenhas para Santuário (8)

ver mais
Drama pesado em clima de romance policial
on 29/1/09


O romance é um marco para mim; eu o li aos 16 anos pela 1ª vez e tornei a ler duas vezes. É drama realista, quase naturalista - porém Faulkner é sutil para chegar a isso; seu estilo fragmenta as cenas em capítulos curtos como a montagem de um filme - em tons sombrios, pesado, brutal - e de um controle absoluto da palavra. Obra-prima!... leia mais

Vídeos Santuário (1)

ver mais
Santuário, de William Faulkner

Santuário, de William Faulkner


Estatísticas

Desejam84
Trocam6
Avaliações 4.0 / 177
5
ranking 38
38%
4
ranking 36
36%
3
ranking 18
18%
2
ranking 5
5%
1
ranking 4
4%

48%

52%

?
cadastrou em:
21/01/2009 19:20:41
Júnior Leal
editou em:
26/01/2017 16:16:27