Bordados

Bordados Marjane Satrapi




Bordados





Os almoços de família na casa da avó de Marjane Satrapi, em Teerã, terminavam sempre com o mesmo ritual, enquanto os homens iam fazer a sesta, as mulheres lavavam a louça. Logo depois começava uma sessão cujo acesso só era permitido a elas, o bordado. O bordado iraniano seria equivalente ao brasileiríssimo tricô, não fosse uma acepção bastante particular, a expressão designa também a cirurgia de reconstituição do hímen, uma decisão pragmática para as mulheres que não abrem mão de ter uma vida sexual antes do casamento, mas sabem que precisam corresponder às expectativas das forças moralistas do país. O grupo que se reúne na casa da avó de Marjane é uma amostra de mulheres com moral e experiência bastante variadas, mas sempre às voltas com o machismo e a tradição. Casamentos malfadados, virgindades roubadas, adultérios, frustrações e golpes, mostram que no Irã amar e desamar pode ser ainda mais complicado do que podemos supor.

Literatura Estrangeira

Edições (1)

ver mais
Bordados

Similares

(14) ver mais
Persépolis
Vincent
Guadalupe
Você é minha mãe?

Resenhas para Bordados (21)

ver mais
Delicioso!
on 3/5/10


Todo autor que atinge o estrelato, deve de alguma forma, renegar sua obra-prima. Isso porque, acredito, todas as demais obras acabam sendo alvo de comparações muitas vezes desonestas por parte de seus leitores. Se a obra-prima de Marjane Satrapi é sua auto-biografia Persépolis, não tenho a menor dúvida que desde então, ela tem tentado de tudo pra dizer que a história de sua vida não era a única coisa interessante que tinha pra dizer. Como eu não procuro estabelecer comparações entre a... leia mais

Vídeos Bordados (1)

ver mais
Biografando Bordados

Biografando Bordados


Estatísticas

Desejam407
Trocam2
Avaliações 4.2 / 850
5
ranking 45
45%
4
ranking 35
35%
3
ranking 17
17%
2
ranking 2
2%
1
ranking 0
0%

16%

84%

João gregorio
cadastrou em:
02/04/2010 10:33:12