A Lista que Mudou Minha Vida

A Lista que Mudou Minha Vida Olivia Beirne




Resenhas - A Lista que Mudou Minha Vida


52 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Lailie 02/10/2021

Às vezes, é só preciso um empurrãozinho?
Eu comecei a ler por indicação de uma amiga e fiquei pensando: ?ai será?? Porque eu não curto muito livros do gênero chick-lit. Porém, comecei a leitura rindo, porque conseguia ver na Georgia algumas pessoas que eu conheci na vida, que estão confortáveis em suas zonas de conforto, não gostam de desafios ou mudanças.
O grande ponto de partida deste livro é ver a Georgia recalculando rotas diante a notícia que a irmã dá. Logo, ela recebe a incumbência de riscar 10 itens de uma lista que a irmã fez até o aniversário dela. É apenas algo, porque tem tudo o que ela jamais cogitaria fazer na vida. Por outro lado, a situação dela no trabalho também está complicada, porque a chefe vai casar e eles mesmo, serão os responsáveis pela organização do evento. Ou seja, tem tudo pra dar merda?
Acontecem algumas situações engraçadíssimas envolvendo a lista e o emprego, que você fica: minha filhaaaa???? Hahahahahahaha
Enfim, A lista que mudou a minha vida é aquele livro cômico, que você não precisa pensar muito, tal qual um filme de comédia romântica de baixo orçamento, inclusive daria uma ótima adaptação.
comentários(0)comente



Dani 26/09/2021

Bem fofo e engraçado, em alguns momentos a relação da protagonista com a irmã era meio irritante, assim como a própria protagonista rs. O resultado final foi fácil demais sendo sincera, mas é uma boa leitura para se distrair.
comentários(0)comente



Nice (book.is.nice) 18/09/2021

Um bom livro do gênero
Essa é mais uma daquelas comédias onde a protagonista foge dos padrões de beleza e vive sua vida na mesmice, sua vida muda quando sua irmã é diagnosticada com uma doença que será um impedimento para ela completar sua lista de coisas a fazer até os 30 anos, sendo assim Georgia recebe a tarefa de completar essa lista e dar mais sentido à sua vida.

Ouvi esse livro em áudio book, gostei da história no geral, mas não achei nada demais.

Confesso que algumas partes, como o diário de corrida, acabaram me cansando pois repetiu muito durante o livro.
comentários(0)comente



Analu 07/09/2021

Bom...
O livro é bom... mas poderia ter sido melhor. Eu senti muita falta de aprofundamento real da protagonista. Não consegui me apegar a ela logo de cara. Só fui me apegar um pouco praticamente no final do livro. Ler esse livro foi uma montanha russa de emoções. Comecei gostando, depois não estava mais conseguindo ler, parei por meses, voltei e depois parei novamente. Foi o livro que demorei mais tempo para ler. Comecei em janeiro e fui terminar agora em setembro. Eu percebi que o livro foi mais sobre a Amy do que sobre a Georgie. Mesmo que tenha uma lista por trás e ela tenha vindo da Amy, percebi que a Georgia não tinha uma personalidade. Ela praticamente vivia pela irmã. Não senti que tenha sido uma leitura memorável. Apesar de ter deixado uma lição muito bonita e uma lista para nós leitores completarmos.
comentários(0)comente



Lua 20/08/2021

É um livro leve, conseguiu me tirar de uma ressaca literária absurda e sou grata por isso. A Georgia é envolvente e gente como a gente, vive perdida em seus próprios pensamentos, tem suas inseguranças e isso ajuda a se identificar com a personagem, tem um plot que faz a pessoa tremer de ódio, mas é fantástico. Também me lembra quando Jasper Jordan disse em The 100 "viver é mais do que apenas existir".
comentários(0)comente



cora 06/08/2021

eu AMO livro com listas então já aviso que sou suspeita pra falar.

que experiência gostosa acompanhar a Georgia nos seus desafios. amei o senso de humor e a leveza, mesmo contendo alguns temas delicados. com certeza seria uma daquelas comédias românticas que a gente faz questão de assistir umas 900x na tv.
comentários(0)comente



Jéssica 06/08/2021

Comédia romântica levinha.
Georgia é uma garota que está em sua zona de conforto e é obrigada a sair dela depois que se vê na obrigação de cumprir uma lista de afazeres que vai mudar seu modo de ver a vida.
O livro é uma comédia romântica gostosinha de ler, é um livro mais adolescente. Não é meu tipo de livro favorito então não gostei muito. Mas a leitura é fácil, tem umas partes engraçadinhas (as vezes um pouco forçadas), e umas partes mais emocionantes. Para quem gosta desse tipo de livro levinhos para ler eu recomendo!
comentários(0)comente



Nana Barcellos | @cantocultzineo 05/08/2021

sair da zona de conforto...
A protagonista desta comédia romântica não quer saber de confrontos. Georgia não gosta da aula de Zumba, mas frequenta para agradar a irmã; é uma designer talentosa, mas não tem coragem de expor seus projetos para a chefe. Ainda divide um apê aos pedaços com uma garota pra lá de festeira, mas as duas mal trocam duas palavras por dia. Tudo muda quando Amy, sua irmã, é diagnosticada com Esclerose Múltipla e precisa readaptar toda sua vida, despedindo-se de algumas atividades prazerosas.

Amy sempre foi o oposto de Georgia: ativa, amante de desafios, disposta a maratonas, além de ajudar as crianças da escola em que trabalha a ter a mesma paixão. Quando recebe o diagnóstico é como se vários planos se despedaçassem diante de seus olhos, inclusive uma lista de desafios que realizaria antes de seu aniversário. As irmãs sempre foram apaixonadas por listas. Então Amy decide refazer a lista, assim Georgia deverá se arriscar e cumprir os desafios antes de seu próximo aniversário - enquanto divide todas as atrapalhadas com Amy.

Ao ler os dez desafios listados, Georgia fica horrorizada. Talvez o pior seja aquele que exige mostrar seus projetos para Bianca - sua chefe. Georgia sabe que isso seria o próprio pesadelo. A jovem decide começar pela tarefa mais fácil: arrumar um crush pelo Tinder. Não demora e logo marcam um encontro em um pub de Londres. A noite é extrovertida. Jack, o rapaz, é bom de lábia - literalmente, hehe - e consegue status no coração de Georgia. Bom, ainda mais quando ela se dá conta de que esqueceu seu diário no pub e que certamente está com ele. Só que tem um problema: o Jack do pub não era o mesmo Jack do Tinder.

O nosso foco é o Jack do pub. Claro que ele retorna ao romance de uma maneira clichê, mas bem divertida - pobre da Georgia que não sabe onde se esconder. Ha! Ele jura que não leu o diário, apenas a lista. Vocês acreditam nele? Fato que o deixa muito enturmado e animado com os desafios. Todos os dez são importantes e têm um momento de destaque na trajetória de Georgia. Contudo, o principal é a corrida que ela precisa realizar e que gera a seguinte ideia entre Jack e ela: organizar uma corrida beneficente em prol da EM.

Em paralelo, ainda sem coragem de mostrar seus projetos para a chefe, Georgia trabalha na organização do casamento da mesma. Os pedidos excêntricos de Bianca se superam a cada capítulo: de pombas adestradas a ursos cantores. Ainda que preocupada com o estado de saúde da irmã, Georgia se envolverá em várias situações divertidas e cheias de aprendizados. Podem ter certeza: ela não será a mesma quando assoprar as velas em seu próximo aniversário.

"LISTA DA GEORGIE
1. Comer em um restaurante 5 estrelas.
2. Fazer uma aula de salsa.
3. Pular de paraquedas.
4. Marcar um encontro pelo Tinder.
5. Pedalar em um parque.
6. Correr dez quilômetros.
7. Fazer um bolo perfeito.
8. Mergulhar pelada no mar.
9. Tentar andar de skate.
10. Mostrar seus projetos para Bianca!"

Olha que fazia tempo que eu não me divertia tanto com uma leitura de romance. Parte das cenas de A Lista Que Mudou Minha Vida me arrancaram boas gargalhadas. Georgia é uma protagonista muito simpática, em alguns momentos me lembrou Bridget Jones - aliás, algo que eu ansiava por se tratar de um chick-lit britânico de narrativa jovial -, então dificilmente não seria laçada por suas tiradas e deboches. Toda realização da lista rende ótimas cenas, especialmente quando ela treina para alcançar os 10km propostos por Amy. Eu - super sedentária - me senti representada. Ha!

A construção da estima de Georgia é o que se destaca: ela é justa com a idade que tem, próxima aos trinta e com várias neuras. Não está feliz com seu corpo, mas também não é o fim do mundo; sem relacionamento amoroso, tudo bem preciso pagar as contas. Como mencionado, a protagonista não é lá muito fã de confrontos e esse é obstáculo de sua história. Apesar de render risadas, dá pena que ela não consiga negar os desejos louquíssimos da chefe. Embora, conforme as metas da lista são cumpridas, a mente de Georgia começa a expandir em relação várias coisas em sua rotina profissional.

O romance é adorável - Jack também esbanja carisma e é fofo -, mas não é a prioridade. A relação das irmãs é lindíssima de acompanhar, além de toda questão da lista que é para fortalecer ainda mais a conexão entre elas. A situação de Amy é construída com respeito, destacando como afeta não só o emocional dela, mas também do namorado, da irmã e da família. A ideia da autora não é de transformar o romance sobre a condição dela, mas ser justa, inclusiva, discutindo empatia e convivência familiar. Ela explora o suficiente para não destoar do gênero proposto, né?

"Chamem as autoridades, a antiga Georgia Miller desapareceu. Por favor, abram caminho para a nova e melhorada Georgia Miller, que acorda às 6h20 (da manhã!), pronta para sua primeira corrida como uma verdadeira adulta que está no controle."

Ainda sobre Jack, o romance entre os dois é marcado pela típica fuga de sentimentos. Georgia não sabe se está pronta para entrar em um relacionamento, então sempre nega a existência de uma faísca a mais por ele. Mas Jack é esperto e cheio das artimanhas para se aproximar dela. Parte dos desafios são cumpridos com um empurrãozinho dele. Meu crush do ano, ele mesmo.

Outros personagens também marcam as aventuras de Georgia. A mãe é uma figura e sempre aparece para dar pitacos incômodos para a protagonista. No ambiente do trabalho a interação fica por conta de Natalie e Sally - esta última garante uma atenção a mais pelo fato de sua personalidade enganar a protagonista. Acredito que Sally não achava Georgia madura o suficiente até a organização da corrida. Por fim passou a vê-la com outra opinião.

"Na verdade, acho que a lista de Amy pode estar tendo um bom efeito em mim. Mal são três da tarde e eu tomei um banho completo, me hidratei e estou trocando meus lençóis por iniciativa própria. Olhe para mim, eu sou a Victoria Beckham.
E fui correr hoje de manhã e não morri no processo!"

A Lista Que Mudou Minha Vida é aquela leitura perfeita para confortar a mente. Difícil não querer montar o nosso próprio desafio, ou nos imaginar em meio aos escolhidos por Amy. Acho que me sairia bem na salsa. Ha! O final é adorável, confirmando que a história de Georgia vai muito além de sua vida amorosa. Olivia Beirne entrega um enredo ágil, jovial e carismático. Só acho que a autora deveria liberar um conto de Georgia fazendo um bolo...

Edição digna Faro: maravilhosa. A lista está muito presente no início dos capítulos pra gente acompanhar o status de Georgia. Há outras, como a manutenção do treino de 10km que a protagonista está fazendo; os comentários são ótimos. E, claro, tem uma em branco para o leitor preencher. Na revisão notei uns errinhos de digitação típicos de primeira edição, mas nada que atrapalhe o rendimento de leitura. A capa lindíssima, amo azul, cheia de referências para alguns dos desafios realizados por Georgia.

"Talvez esta noite seja realmente divertida. Talvez eu realmente encontre o amor da minha vida e a gente acabe tendo um casamento de seis minutos como uma grande piada e todo mundo vá falar que a gente é charmoso e original."

Torcendo e muito para a editora publicar outros livros da autora. Pelo que li das sinopses, ela parece gostar de escrever sobre irmãs.

site: https://cantocultzineo.blogspot.com/2021/07/livro-lista-que-mudou-minha-vida-olivia.html
comentários(0)comente



tata 31/07/2021

A lista que mudou minha vida
Ai que livro engraçadooo. Uma leitura rapidinha e daquelas comédias românticas que amamos. Daria um filme perfeito (nem sei se tem adaptação)
comentários(0)comente



Raquel Canali 10/07/2021

O livro é bem previsível...Mas eu já esperava que fosse! É um daqueles livros p relaxar e ler alguma coisa bem leve e divertida. A Georgie me irritava em alguns momentos, mas é a típica personagem de chick-lit! A irmã da personagem principal é diagnosticada com esclerose múltipla, gostaria que a autora tivesse explorado melhor como é o dia a dia de algum com a doença.
comentários(0)comente



Vasya - A Corsária 07/07/2021

Uma Resenha Meio Ruim Para Um Livro Muito Bom
"Às vezes - diz devagar - a vida dá uma volta completa e temos de continuar a viver. Não sabemos bem como, mas é por isso que aqui estou... - Volta a pousar a mão no meu rosto quando as lágrimas caem pelas bochechas. - E isso é o que tu fazes por mim. Não significa que a vida tenha acabado. Só temos de encontrar coisas para fazermos juntas."




#92 - Eu estava esperando um livro de autoajuda e recebi uma comédia romântica, não
vou mentir não, adorei!
Mesmo depois de terminar, ainda acho essa capa feia, sei que ela têm os elementos da história mas parece muito esses desenhos de palestras e livros didáticos que você não quer nem chegar perto.
Mas enfim o que importa é a história, né.
Tenho que admitir que não sou muito chegada a esses livros onde uma pessoa está doente/morrendo e deixa uma lista para outra pessoa fazer, parece deprimente e estranho porém ao mesmo tempo também nos fazem lembrar que ficar esperando e deixando os dias passarem pode não ser a melhor opção no final das contas, então tá tudo meio a meio e eu deixei isso pra lá.

A história de Georgia e sua irmã foi algo que eu senti que não apareceu tanto, eu não sei, elas tiveram poucas interações e mesmo que todas as cenas delas juntas foram boas e até muito mais do que suficiente, eu queria ter visto mais momentos delas juntas - pro laço de irmandade e tal. Porém como o livro era sobre a vida da Georgia e tudo mais, eu entendo porque esse sentimento de faltou aqui hein, porque a escritora tinha que dar um pouquinho de cada aspecto da vida da moça, como:
A chefe maluca e exigente - se tem algo que desgostei nesse livro foi lá no final quando a Bianca se tornou a vadia má que odeia ver os outros fazendo sucesso, oh gente precisava? Ela estava tão engraçada sendo a excêntrica dos ursos cantores

O romance entre o homem que ela não odeia tanto assim - Jack perfeito! Se ele errou? Não sei não vi, tudo que sei é que ele é perfeito ainda mais quando escreveu o diário e entregou pra Georgia (você que 100 razões para amar uma mulher bem feito Dominic Slater, Bronagh é um livro horrível puta que pariu)

A lista sendo comprida, o desenvolvimento e crescimento da personagem, e muitas outras coisitas que ocorreram e fizeram desse livro muito engraçado, Georgia me representou em tantos momentos ao longo de suas aventuras que eu só pude rir e ficar em paz com essa leitura.

comentários(0)comente



24/06/2021

Fofo
Livro fofo, super gostosinho de ler, capítulos curtos, dei risada em vários momentos, e o mais importante, achei inspirador pra sairmos da zona de conforto!
comentários(0)comente



Nika 18/06/2021

Lindo...
Tem a parte clichê que todo romance pede...
Mas o que é mais lindo e vale ser ressaltado é o amor das irmãs e como isso da força uma para outra para seguirem em frente e enfrentar e superar os problemas
comentários(0)comente



Marluce 15/06/2021

Divertidíssimo
Lindo, muito divertido.
Amei essa história, já quero fazer minha própria lista.
Dei muitas risadas.
Uma leitura leve e fluida, muito fácil de fazer.
Amei.?
comentários(0)comente



Evelyn Marinho 29/05/2021

A lista que mudou minha vida
Achei um livro bem fofinho e me peguei rindo em vários momentos. Teve algumas coisas nos personagens que me incomodou, mas acredito que isso seja normal nesse tipo de romance. Foi ótimo para intercalar com outros livros mais tensos. Adorei!
comentários(0)comente



52 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR