Guardians

Guardians Luciane Rangel
Ana Claudia Coelho




Resenhas - Guardians - Volume 1


65 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Carolina Gama 28/08/2017

Muito legal
"Guardians" é a saga de 12 jovens, de várias partes do mundo, que têm como missão lacrar a barreira dimensional que faz com que os temidos Youkais, espíritos malignos, se misturem ao mundo dos homens, sugando a energia de quem podem para se manter aqui. Cada guardião corresponde a um signo e cada um tem seus poderes específicos, ligados aos seus elementos naturais e passados de pais para filhos, já que os mesmos foram guardiões em outros tempos. Basicamente, esse é o tema. Só que, quando vi o livro pela primeira vez, achei que seria uma história adolescente, que não me prenderia tanto, como prendeu.

Para começar, nem todos os guardiões sabem que são guardiões. A primeira personagem que conhecemos nesse sistema é a Anne (Guardiã de Câncer), que se vê surpreendida por um Youkai não tão evoluído, em forma de animal, que a ataca em sua casa durante sua própria festa, cheia de gente rica que ela nem conhece. Órfã de mãe, ela se vê protegida nos braços da governanta, que é uma mãe, literalmente, para ela. Na verdade, o ataque só ocorre porque, em uma foto publicada em um jornal, ela aparece usando um cordão supostamente deixado pela mãe já falecida e o mesmo contém a medalha de seu signo. Por isso, também conhecemos logo de cara Shermmie (Guardiã de Leão) e Maurício (Guardião de Touro), que entram na festa como penetras e conseguem chegar até ela, com a missão de levá-la, além de salvá-la do ataque, para que se reúnam com os demais guardiões no lugar central da história: o Japão. Depois de altas explicações e de entendermos que a Anne pode, finalmente se sentir querida e ter amigos, que ela nunca fez, a história começa.

Ao longo dos capítulos, que são extremamente dinâmicos, a autora mostra o que acontece no Brasil e no Japão, intercalando todos os acontecimentos e ainda assim, os mantendo ligados. Adorei a Shermmie e o Mau, mas de início não me encantei pela Anne, por achá-la muito boba, inocente, até que a dúvida veio e todos, inclusive eu, achamos que ela podia ser uma falsa guardiã. Aos poucos novos personagens aparecem e não dá mais para segurar a vontade de saber o que vem depois. Hikari (Guardiã de Áries), Eric (Guardião de Peixes), Sofie Gautier, antiga guardiã, que os treina, Micaela (Guardiã de Gêmeos) e Maire (Guardiã de Libra), Hayato (Guardião de Sagitário), Sniper (Guardião de Escorpião), Qiang (Guardião de Capricórnio), Ryan (Guardião de Virgem) e Live (Guardiã de Aquário) completam um grupo sem igual. Cada um de um canto do mundo, com uma idade, uma raça, uma opção sexual, um jeito diferente e mesmo assim, todos encantadores.

É emocionante descobrir que cada um deles tem uma dificuldade, uma personalidade diferente e uma visão diferente sobre tudo. No mundo real, no cotidiano, eles vão derrotando Youkais de forma inusitada, aqueles que conseguiram ultrapassar a barreira e tomaram lugares de animais, pessoas e até crianças, enquanto treinam para encarar a luta pelo retorno da tranquilidade para o planeta. Os guardiões são capazes de sentir a presença dos Youkais, aliás. E é lógico que enquanto a batalha não ocorre, os núcleos agem, treinam, se enrolam, riem, paqueram e tudo mais. Além de que nem todos os guardiões despertaram sua energia, o que dá muita história paralela para contar. É exatamente nesse meio tempo que você se apaixona por tudo, apesar de querer matar a autora pela alta dose de ansiedade que ela te causa, né.

É um livro completo, um livro que te prende e faz esquecer do tempo. Muito, muito legal.

site: Resenha postada nos tempos de Entre Livros
comentários(0)comente



Marriete 25/04/2017

Guardians (Vol. I) ? Resenha Autora: Luciane Rangel Plataforma: Amazon
Anne vive isolada do mundo, sem amigos, órfã de mãe, e, com um pai indiferente a sua pessoa, tem como único apoio, Mara, a única que a trata com carinho. Em uma festa na mansão onde mora, recebe a visita de Shermmie e Maurício, dois jovens a quem nunca viu na vida. Ela não sabia qual o propósito da presença dos dois em sua casa e entendeu menos ainda quando um ser monstruoso a ataca sem mais nem menos. Ainda totalmente confusa, Anne escuta as explicações dos jovens que afirmam que os três são guardiões e que sua missão é fechar uma barreira dimensional para que monstros como aquele não viessem a atacar os humanos. Ainda insegura, Anne os segue até o Japão e encontra com outros guardiões, além de Sophie, antiga guardiã e atual responsável pelo grupo. A antipatia de Sophie por Anne é imediata e ninguém tem a menor ideia do motivo.

 

Sophie é uma mulher aparentemente fria mas que no fundo esconde alguns segredos e traumas. Ela precisa esquecer de si mesma e treinar os doze guardiões para que a barreira seja fechada e salvar a humanidade. Seus inimigos, os Youkais, já espalharam caos o suficiente e precisam ser detidos. O que dificulta a missão, é que nem todos os jovens despertaram sua energia, e, cada minuto é essencial para que a missão tenha êxito.

 

Aventura, lutas, romance, fantasia e segredos são alguns dos elementos existentes em Guardians volume I. É a primeira vez que leio um livro com influência oriental tão forte, (enredo, menção idiomática, caracterização dos personagens), etc. Embora nem todos os personagens sejam orientais, percebe-se a grande influência na atitude dos mesmos com uma pincelada de ocidentalidade.

 

Ainda é muito estranho para mim, e, embora eu não saiba usar as palavras corretas, não posso dizer que o livro é ruim, pelo contrário, a narrativa empolga bastante.

 

Li e recomendo.

 

Guardians#VolumeI#LucianeRangel#Resenha#MarryAquinnah#AutoraNacional#LiteraturaNacional#LiteraturaBrasileira#Amazon#Kindle#AmazonBr#KindleBr#AmoLer#Instabooks
comentários(0)comente



Dhiri Silva 06/06/2014

GUARDIANS V1
Se tem um livro que com certeza poderia virar uma animação seria Guardians, pois tem uma historia simples, completa e emocionante.
O livro conta a historia dos 12 guardiões que são representados pelos signos do zodíaco, que precisam se reunir para lacrar uma barreira de espaço tempo para que o nosso mundo não seja invadido pelos yukais. Mas infelizmente a geração anterior desfalcada de um guardião não conseguiu fechar o lacre todo, tanto que quase 20 anos depois, novos guardiões(filhos dos guardiões anteriores) são solicitados para lacrarem a barreira novamente.
Sob a direção da antiga guardiã de Áries Sofie Gautier, os 12 jovens são reunidos para serem treinados e se aperfeiçoarem seu poder, além de encarar vários conflitos étnicos, sócias, entre eles. Segredos que serão revelados. Entretanto haverá duvidas se a guardiã de Câncer Anne Soares, é uma espiã ou não, além dos problemas que essa duvida resultara

site: http://blogdodhiri.blogspot.com.br/2013/09/livro_24.html
comentários(0)comente



Miloca 20/05/2014

Em meio a uma festa, Anne é surpreendida por Shermmie e Maurício, que se dizem Guardiões e acreditam que ela seja uma deles. Mais especificamente a Guardiã de Câncer. Shermmie e Mau salvam Anne do ataque de um youkai, ser maligno habitante de outra dimensão, e a levam para o Japão em seguida. Lá vão encontrar os demais guardiões.
No Japão, Hikari teve mais uma de suas brigas com a mãe, Sofie, e foi para o apartamento de Toshihiko – o mais velho dos atuais guardiões – esfriar a cabeça. Ele é o guardião de Sagitário o meu signo e ela a de Áries. Kari tem Hayato como um irmão mais velho, apesar de ele ter um caso com sua mãe – a ex-guardiã de Áries e atual líder da nova geração.
Assim como Anne, Hikari enfrenta youkais, mas diferente da primeira, consegue se defender sozinha, pois cresceu sendo treinada por sua mãe. Na verdade, todos os 12 guardiões deveriam ser treinados desde pequenos por seus pais ou turores – Mau foi treinado pelo pai de Shermmie –, mas Anne não recebeu treinamento, ou melhor, nem sabia que fazia parte desse seleto grupo.
Além dos poderes que os Guardiões desenvolvem e do treinamento para lutas, alguns deles usam armas nos combates com os demônios youkais, a exemplo de Hikari e seu sabre francês.
O grupo se reuniu em uma casa aparentemente abandonada no centro de Tóquio, e é um grupo bem heterogêneo: Anne, Maurício e Shermmie são brasileiros, Toshihiko e Hikari são japoneses, Sniper é inglês, Qiang chinês, Mic é italiana, Maire é irlandesa, Ryan e Eric americanos, e Live é indiana.
Mas chega de falar do lado bom. Nenhuma história é completa sem os vilões: os youkais e seu líder. Eles vivem em uma dimensão paralela e há uma barreira que os impede de atravessar para o lado humano, ela foi erguida pelos antigos guardiões – a geração de Sofie –, mas está enfraquecida e eles começam a passar e alguns atacam humanos.

Personagens e fatos que se destacaram para mim: Mau é como um amoroso irmão mais velho; Ryan tem TOC por organização, mas é fofo; Sofie tem muitos segredos – preparem-se para o mistério.
...

site: http://colecionadores-de-historias.blogspot.com.br/2012/01/resenha-guardians-luciane-rangel.html
comentários(0)comente



Rose 30/04/2014

Existe uma barreira dimensional que é guardada por 12 pessoas, 12 guardiões escolhidos pelo signo de cada um. O poder de uma guardião é passado de pai para filho, sempre para o filho mais velho e do mesmo signo do pai (entenda-se pai ou mãe). Os guardians são responsáveis por manter fechada esta barreira dimensional, que vez ou outra começa a rachar por conta dos youkais que invadem nossa dimensão para destruir. Normalmente os guardiões são treinados desde pequenos, mas nesta história, encontramos Anne Soares, a guardiã de Câncer, que vive uma vida de princesa enclausulada em sua mansão e sem saber realmente o que é viver e que é uma guardiã.
Como a barreira está se rompendo novamente, os guardiões precisam se reunir para fechar a barreira e manter os youkais fora de nosso caminho. Mas esta nova geração de guardiões praticamente não se conhecem e terão que aprender a confiar uns nos outros e a resolverem suas diferenças, rivalidades, anseios e temores. Sem falar no problema maior, nem todos os guardiões despertaram sua energia, e para fechar a barreira é necessário que todos os 12 estejam com suas energias despertadas. Fora isso, existe o problema da Anne, que nem sabe se realmente é uma guardiã. A vida de todo o planeta e desta nova geração está nas mãos da antiga guardiã Sofie (Áries) que tem como missão guiar este grupo até o destino final.
Como eu disse, é um livro super envolvente e a história tem um dinamisno que não cai na mesmice, sem falar no final com gostinho de quero mais. Recomendo a todos que gostam de uma história recheada de surpresa e emoção, e claro alguns mistérios a serem descobertos.

site: www.fabricadosconvites.blogspot.com
Clarice.Castanhola 26/07/2015minha estante
Parece uma leitura divertida acredito que irei gostar =D




Taby Igrejas 01/02/2014

Uma leitura dinâmica e divertida!
Ação, aventura, comédia, mistério e romance. Tudo na medida exata. Uma barreira dimensional protege os humanos de seres malignos: os youkais. Para proteger as pessoas existem os Guardiões, doze deles, um para cada signo. Esses Guardiões são responsáveis por lacrar essa barreira que contém imperfeições, fendas que permitem os youkais entrarem em nosso mundo e atacarem inocentes. Os guardiões lutam contra os monstros e a missão deles e lacrar a barreira.

Treinados por Sofie Gautier, umas as guardiãs da "antiga geração" que agora é líder do grupo de novos guardiões. Todos foram treinados menos Anne Soares. Uma jovem brasileira, a suposta Guardiã do signo de Câncer.
O livro começa no Rio de Janeiro, Brasil, com Maurício (Mau) e Shermmie. Guardiões de Touro e de Leão que foram até o Brasil em busca da guardiã de Câncer. Diferente dos demais guardiões que sempre souberam da missão de defender o mundo dos youkais e lacrar a barreira.... Anne não fazia ideia da existência de seres de outra dimensão. Shermmie e Mau, salvam a jovem de um youkai e explicam toda a situação: Era necessário que todos os guardiões se unissem para lacrar a barreira.

"Os doze Guardiões. São humanos que têm em seu corpo uma energia originada do seu signo regente, capaz de, em conjunto, lacrar a barreira. Essa energia é passada de geração a geração." (pág. 23)

Leia a resenha toda no blog: Simples Leitora.

site: http://simplesleitora.blogspot.com.br/2014/02/resenha-guardians.html
comentários(0)comente



Página 394 25/11/2013

Existem doze guardiões, cada um regido por um signo do zodíaco. Eles estão em várias partes do mundo e agora precisam se unir e fechar a barreira que separa nosso mundo dos Youkais.
O problema começa quando nem todos os guardiões manifestam sua energia e por isso não podem lacrar a barreira que está cada dia mais fina. Enquanto esperam tem a tarefa de se conhecer melhor e descobrir se a guardiã de câncer é quem diz ser.

A história se passa no Japão, mas vários idiomas são falados, já que cada guardião veio de um país. Adorei as ilustrações, são lindas. Eu amei e espero ansiosa o dia em que poderei ler o segundo livro.

site: http://pag394.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Diae 18/10/2013

A barreira que separa o mundo humano, do mundo dos youkais esta se rompendo rápido. Há alguns anos atrás os Doze Guardiões tiveram a missão de selar essa barreira, no entanto, apenas onze deles estavam presentes e com o poder desfalcado, não foi suficiente para completar o trabalho para sempre, o que resultou do aparecimento de fendas na barreira nos anos seguintes.

Para poder controlar as atividades youkais e para selar de uma vez por todas a barreira, novos Guardiões foram escolhidos, um poder que se passa de geração para geração, de pais para filhos. Só que diferente dos Guardiões do passado, a nova geração terá que enfrentar a falta de incompatibilidade dos elementos, aprender a conviver em si e a dificuldade de que dois deles ainda não despertaram seus poderes.

A batalha para defender nosso mundo esta iniciada, de que lado você ficará?

***

Quando Guardians chegou, fui imediatamente começar a leitura. Minhas expectativas eram grandes, afinal as criticas eram bem positivas, e posso dizer, que fui completamente fisgada por Guardians!

Uma leitura super gostosa, de fácil compreensão e que flui rápido, li em apenas dois dias, fiquei com aquela sensação de satisfação e ao mesmo tempo de perda e ansiedade, afinal, as dúvidas que esse primeiro volume deixou foram muitas e o desfecho do livro me fez querer ainda mais o volume dois e três.

Guardians é simplesmente viciante! Luciane consegue prender seu leitor com uma estória cativante, personagens muito bem feitos e engraçados, cenas de ação ótimas e mistérios de nos prender mais e mais em sua obra! Foi praticamente impossível largar a leitura pela metade, quando dei por mim, mais de cem páginas haviam sido lidas, e eu apenas pensava: Só mais um capítulo. Mas Guardians é tão envolvente, que as páginas iam sendo virando e eu apenas queria ler mais.

Impressionante como a personalidade de cada Guardião, suas qualidades e defeitos, se remetem aos próprios signos regentes. Pode ter certeza que você encontrará a sensibilidade e preocupação de peixes, a coragem de touro, a força de leão, a inteligência de gêmeos e muito mais! Gostei muito de cada personagem, o legal, é que a autora pegou diferentes etnias de vários países, três guardiões são brasileiros!

Não irei falar de todos os personagens, pois são muitos, mas entre os apresentados, meus favoritos são: Sniper, guardião de Escorpião (um pouco metido, com pinta de sedutor) e Shermmie a guardião de Leão. Entre brigas e momentos engraçados, os dois me conquistaram! Claro, que também não posso deixar de comentar sobre o Guardião do meu signo: Eric, o Guardião de Peixes! Um pouco distraído e desleixado, fã de musica e super atencioso com seu amor! Ah simplesmente, um fofo!

Mas voltando ao livro, fiquei encanta pelas palavras da Luciene e pelos seus por Guardiões, uma estória em terceira pessoa repleta de magia, amizade, segredos e mentiras, um prato cheio aos fãs de fantasia! Vale re-saltar que Guardians possui algumas ilustrações feitas pela Ana Claudia Coelho, onde podemos assimilar melhor os personagens e ações. Achei lindo o trabalho da Ana, que foram bem desenhados e que encaixaram muito bem no livro!

Só tenho que agradecer a Luciene por ter organizado o Book Tour e por ter me dado a chance de conhecer seu trabalho! Já inclui Guardians - Volume dois e Guardians – Volume três para minha meta desse ano e pretendo cumpri-la!

site: http://www.daimaginacaoaescrita.com/
comentários(0)comente



mari 05/10/2013

Guerreiros/Humanos
Não poderia começar essa resenha com "Anne era uma adolescente normal, que foi atacada e blá, blá, blá...", pois ela definitivamente não era uma adolescente normal. Na verdade ela não era nem adolescente e sim uma adulta. Com um gosto clássico e refinado, mal saia de casa, tinha aulas particulares e aos 22 anos vivia "presa" dentro daquela mansão, onde seu pai não lhe dava muito atenção e tinha a companhia de Mara.
Durante uma festa na mansão, Anne é atacada por um ser estranho mas dois jovens aparecem para salvá-la. Os dois jovens acreditam que Anne é a Guardiã de Câncer e lhe falam sobre a existência de uma outra dimensão, o mundo youkai. Ela não tem muito tempo para decidir se vai para o Japão ou não, unir-se a outros guardiões para treinar e juntos fecharem a barreira entre os dois mundos. Mas do que ela abriria mão para ir? Ela realmente tinha uma "vida" ali? Antes que percebesse já estava rumo ao Japão com Shermmie e Mau.
Luciane Rangel envolve-nos nessa história envolvente e torna-se impossível não querer devorar em horas o livro. Personagens reais com qualidades e defeitos, com a missão de serem os guerreiros que salvarão o mundo ao fecharem a barreira (pelo menos mantê-lo seguro por um tempo) e ao mesmo tempo sendo humanos com problemas, sentimentos e conflitos.


site: http://livroqualquer1.blogspot.com.br/2013/10/guardians.html
comentários(0)comente



Pri Bunny 13/06/2013

Resenha publicada no blog Bunny Books
Recebi o livro Guardians 1 pra ler em um booktour promovido pela autora (acho que tá rolando mais um booktour, vai lá) e o livro chegou pra mim quando eu estava naquele período de "mimimi não quero blogar". Assim como livro da Luene (que resenho em seguida, Lu!). Ma'vam'devagar.
Guardians tem essa vibe meio Cavaleiros do Zodíaco, e a ilustração de capa e algumas ilustrações internas são em estilo mangá. Meu primeiro pensamento - ó o preconceito literário - é que teria uma pegada mais infantil. Engano meu. É muita ação num livro só.
A protagonista, tecnicamente, é a Anne, uma brasileira, já adulta, que vive uma vida de princesa na torre - super rica e bem educada, mas não tem ideia de como funciona o mundo lá fora. A história começa quando dois guardiões caem de para-quedas na casa dela (não literalmente) logo depois de ela ser atacada por um youkai (um demônio de outra dimensão). Eles explicam para ela que, hey, surpresa, ela é uma guardiã e eles tem todos que correr para o Japão (!!!) para fechar a barreira entre o mundo humano e o mundo dos youkai, antes que mais deles venham tocar o terror do lado de cá.
Bom, tudo no susto. Como eu disse, muita ação. Não simpatizei de cara com a Anne, minha favorita era a Shermine Shermie. Quando eles chegam ao Japão vamos, aos poucos, conhecendo os outros guardiões, de outros signos. São 12 no total (um pra cada signo, duh) e também tem a Sophie, que era a antiga guardiã de Áries (meu signo yay), da geração anterior de guardiões, que serve de "guia" da nova geração.
Vou confessar que a princípio fiquei um pouco desorientada com o livro. Quando um livro tem muitos personagens, minha tendência é ter vontade de pular páginas - até porque, o livro varia os pontos de vista, de um personagem para outro. E eu ficava querendo pular logo pro ponto de vista dos meus personagens preferidos :p
Mas isso tudo acaba sendo bem relevante porque, desde que a Anne chega no Japão, você percebe que tem algo errado na parada. Quando estamos vendo as coisas pelo ponto de vista da Sophie, ela dá informações que não condizem com o ponto de vista dos guardiões. Cheguei a voltar umas páginas, porque não fazia sentido. Ela insiste em desprezar a Anne e dizer pelas costas dos guardiões - exceto o seu namorado, que certamente sabe de alguma coisa - que aquela menina obviamente não é a Guardiã de Câncer, como alega. Sophie, aliás, não é como um baú de segredos, ela é um contêiner de segredos. Sua filha, Hikari, tenta a todo custo entender as atitudes esquisitas da mãe, mas no meio de todos esses dramas familiares (tem um bocado de dramas amorosos no livro também, apesar do que eu disse antes) ninguém tem exatamente tempo sobrando para terapia: o portal do mundo youkai está se abrindo cada vez mais e eles não tem mais tempo de se preparar e nem de esperar que a energia das novatas desperte.
Bom, eu acho que eu até sei qual é - opa, quais são - os grandes segredos da Sophie que podem desandar a missão dos Guardiões, mas a Luciane fez a coisa de um jeito que eu não tenho mais certeza de nada. Ela dá um monte de pistas, mas ao mesmo tempo, fiquei me perguntando se aquilo fazia sentido. E como eu disse - quando você menos espera, quando você está lá, preocupado com o andamento de algum drama dos guardiões, de repente, BAM, ataque youkai. Isso só mostra que a barreira está se abrindo cada vez mais, o tempo está diminuindo e os guardiões ainda não resolveram os problemas entre si o suficiente para que consigam trabalhar em equipe para fechar a barreira.
(Notem que até minha resenha está em ritmo acelerado - eu escrevo isso sacudindo os pés sem parar. Eu li o livro todo nesse empolgação.)
Enfim, não tem muito mais o que eu possa dizer sem dar spoiler. Minha vontade É de dar spoiler, esse foi o tipo do livro que li e fiquei me roendo pra comentar com alguém que tivesse lido.
Bom, essa resenha está enorme então aqui vai o "tl;dr": vale muito a pena e o final vai te deixar se roendo pra ler o próximo. A história vai te dando elementos para criar teorias e de repente você vê que não tem páginas suficientes para terminar a história E revelar todos os segredos (claro que não, é uma saga). Eu só tô esperando acalmar a tormenta das contas pra comprar o meu.
comentários(0)comente



Anna Gabby - L&V 14/04/2013

Uma aventura incrível, com pitadas de humor!
Guardians conta a história de 12 guardiões de diferentes nacionalidas que precisam lacrar uma fenda entre o mundo humano e a dimensão youkai. Mas os youkai não vão assistir apenas, né? Eles tentam matar os guardiões para que a energia dos signos morra e a fenda se abra permanentemente. Além disso os Guardiões precisam aprender a conviver uns com os outros e a lidar com os problemas entre eles.
Cada guardião como as pessoas do dia a dia tem uma formar diferente de te conquistar, Hikari é muito animada, Maurício é divertido, Sniper é hilário, Maire é fofa... Acho que deu para entender rs Eles são irritantes em alguns momentos e em outros dá vontade de abraçar.
A narrativa feita pela Luciane é muito boa, pois nos dá uma visão mais ampla da história, de um jeito que sabemos e não sabemos o que está acontecendo. Nesse primeiro livro ela nos mostra um pouco sobre os guardiões dando visão e espaço para todos, e deixando várias coisas no ar para que especulemos (mil conspirações passaram na minha mente rs). Por se tratar de uma trilogia, muitos assuntos ficaram em aberto.
Para quem não sabe o livro é ilustrado pela Ana Claudia Coelho. São ilustrações belíssimas ao estilo mangá. Elas mostram algumas das cenas, por mim poderiam ter posto mais hehe Olhando os desenhos da Ana Claudia, até eu fiz uma pequena reprodução dos Guardiões, não tão bons quanto os dela, mas eu já fiquei feliz ^-^ Na parte de imagens vou colocar duas ilustrações da Ana Claudia para vocês sentirem o clima.
A diagramação do livro é simples, as folhas são brancas e a fonte tem um tamanho regular. Como a narrativa da Luciana tem vários cortes a cada um deles temos uma barrinha divisória com os símbolos dos 12 signos do zodíaco. A capa, mais um ilustração da Ana Claudia, traz os 12 guardiões e sua "líder" Sofie Gautier, ex-guardiã de Câncer.
Eu indicaria o livro para quem gosta de aventuras, o livro tem várias cenas de lutas. Ultimo comentário é que se você gosta de conhecer outras línguas ao final do exemplar há um vocabulário com as expressões de outros países usados pelos personagens, as línguas são o francês, italiano e japonês, é claro :)
Já encomendei meus três volumes de Guardians, preciso saber o resto da história!!!
comentários(0)comente



Fernanda Faria 17/03/2013

Guardians é o primeiro livros da série que leva o mesmo nome, publicado em 2010 pela editora Lexia. Primeiro de tudo tenho que contar a saga desse livro em chegar até mim. A autora iniciou em seu blog, no meio do ano de 2012, o book tour e alguns blogs foram selecionados. Para agilizar a leitura, ela separou os blogs em alguns grupos e eu fiquei nas posições finais em um deles. Mas o livro nunca chegou à mim, muito menos para alguns blogueiros antes de mim. Alguns livros sumiram, alguns blogueiros não deram notícias e tenho sérias suspeitas que a autora perdeu esses livros. Mas até que um dia feliz a autora entrou em contato e iniciou um outro grupo e o livro chegou na minha casa. Fim da saga, vamos à história.

Existem doze guardiões e cada um é regido por um signo do zodíaco. Eles estão espalhados pelo mundo e agora precisam se unir novamente para fechar a barreira que separa o nosso mundo do mundo dos youkais que são criaturas que querem voltar para cá. Antigamente humanos e youkais viviam em harmonia, até que um dia eles se revoltaram e para a segurança do planeta, eles foram banidos para uma outra dimensão.

O grande problema nisso tudo é que nem todos os guardiões manifestaram sua energia para lacrar a barreira e esta está cada vez mais fina ao ponto de ser completamente aberta. É preciso esperar. Enquanto isso eles tem a tarefa de se conhecer melhor cada um e descobrir se a guardiã de câncer é realmente quem diz ser.

Talvez pela história se passar no Japão e também pelas ilustrações, durante a leitura não pude deixar de comparar com mangás e animes, apesar de curtir apenas algumas poucas coisas do gênero, gostei bastante. As ilustrações dão um toque especial para conseguimos visualizar o que está acontecendo, mas achei que elas poderiam ocupar uma boa parte das páginas, são tão pequenas...

Os personagens misturam diversos idiomas durante os diálogos o que é interessante, mas um pouco cansativo também. Também não gostei de algumas partes escritas, principalmente no diálogo dos personagens, como palavras como "tá", "errr" e mais algumas outras. Tudo bem que muitas vezes essas palavras saem nas nossas conversas, mas lê-las é bem feio.

Estou curiosa pela continuação, são três livros e sinceramente não sei como será. Quero muito que a suspeita pela guardiã de câncer seja finalmente desvendada. Pra quem gosta dessa pegada com esse gênero, é uma boa leitura. Aposto que vão gostar.

Resenha postada no blog: http://www.colinadotordo.com/2013/03/guardians-1-luciane-rangel.html
comentários(0)comente



Caroline. 14/03/2013

Guardians.
A narrativa inicia-se com ação. Shermmie, cabelos castanhos escuros, não gosta de brincadeiras, séria e Maurício, moreno bronzeado, o galã e brincalhão. Respectivamente guardiões de Leão e Touro salvam Anne Soares, 22 anos, de um monstro, conhecido por youkai. Vindo de outra dimensão. Como assim, Carol?

Segundo contam o mundo foi divido em duas dimensões, a que vivemos e outra completamente diferente com monstros, existindo uma barreira invisível que as separam, só tem um problema, não se encontra totalmente lacrada. Essa é uma missão para aos guardiões, doze humanos com energia de um signo do zodíaco que juntos são capazes de lacrá-la. Legado passado de pai para filho.

Anne é a guardião de câncer, Shermmie e Maurício a convencem a se unir a causa e partem para o lugar onde a divisa se encontra, e esse local seria? O Japão, precisamente Nihon Desu!

A partir disso a história começa a se desenrolar, aventuras, lutas, treinamentos. Primeiro livro que tenho o prazer de ler, que se passa no Japão e com ilustrações. Sim, apresentam-se algumas ilustrações que tornam a leitura o mais real possível.

Cada guardião tem uma personalidade que lhe é característico. O enredo é sustentado de modo que você não consegue largar, entrelaçado de seres sobrenaturais, ficção, problemas sentimentais e vividos por adolescentes, as revelações e quase amores me deixaram louca. Em certo momento os personagens soltam palavras em japonês. Não se assuste, nada que atrapalhe, no final do livro tem um glossário.

Incomodou-me momentos em que a Anne surtava ou ficava com medo. Não simpatizei com ela, minha preferida é a Shermmie. E claro, a guardiã de aquário, Live, indiana, seu jeito é engraçado.

Tive a impressão de que o final correu um pouco e poderia ter durado mais, quando vi já tinha chegado à última página. Pelo visto terei que comprar o segundo e terceiro volume, preciso saber o que irá acontecer.

Quero deixar registrado meu agradecimento à autora por me propiciar a chance de conhecer seu trabalho.

Passagem que achei engraçada:

[...] - Ele é bonito... - Ela sorriu - Muito bonito! Sofie olhou para a filha com o canto dos olhos.
- Você estava morrendo, mas não deixa de reparar num rapaz bonito? Hikari riu ainda mais.
- Eu estava morrendo, mas ainda não estava morta. [...]
comentários(0)comente



Camila 14/03/2013

Resenha postada em: http://meulivrocorderosa.blogspot.com.br

Recebi esse livro através do book tour da escritora, nossa parceira, Luciane Rangel. E como fiquei feliz pela oportunidade de lê-lo.
Guardians conta a história de doze jovens guerreiros com uma missão: fechar a fenda da barreira que divide a nossa dimensão. As dimensões são dividas por barreiras invisíveis e cabe aos guardiões mantê-la lacrada para impedir que seres malignos, os youkais, se infiltrem entre os seres humanos. Os guardiões desde muito tempo protegem o nosso planeta e essa responsabilidade é passada de pai para filho. Todos eles possuem poderes de acordo com seus signos e elementos regentes.
A história tem início com Anne, uma jovem brasileira, muito rica e cheia de temores e carências, uma típica donzela em perigo. Em sua festa de aniversário, Anne é atacada por um youkai e é salva por dois dos guardiões, Shermmie (Leão) e Maurício (Touro). Eles revelam que a garota é na verdade a guardiã de Câncer e a convencem a segui-los até o Japão onde os demais irão se reunir para lacrar a barreira que divide a dimensão youkai. Mesmo não estando muito convencida ela parti para o Japão, afinal ela não tem muito a perder, sem amigos, sua mãe faleceu quando ela ainda era muito nova e seu pai a odeia.
Ao chegar no Japão, Anne, Sharmmie e Maurício conhecem Hikari (Áries), Hayato (Sargitário), Maire (Libra), Micaela (Gêmeos), Quiang Li (Capricórnio), Sniper (Escorpião), Ryan (Virgem), Eric (Peixes), Live (Aquário) e Sofie, antiga guardiã de Áries e atual responsável pelo grupo.
Assim que chega ao Japão, Anne sente a hostilidade de Sofie e sofre muito com isso. Ela ainda não despertou seu poder e isso só a deixa cada vez mais em dúvida se ela realmente é a guardiã de Câncer, além disso, ela é a menos preparada, já que todos receberam treinamento de seus pais os últimos guardiões e ela nem sabe de quem herdou a herança guardians, se é que realmente herdou.
Além dos conflitos internos da Anne, outros conflitos surgem entre os demais membros do grupo. Primeiro, são doze pessoas muito diferentes entre si que precisam aprender a conviver em harmonia, coisa que não acontece. Segundo, eles deveram correr contra o tempo: restam cerca de três meses para fechar a barreira, mas antes três das guardiãs precisam despertar seus poderes Anne, Hikari e Live, e ainda os demais precisam sincronizar seus poderes: fogo-água, terra-ar, já que um anula o poder do outro.
Uma história super envolvente, simplesmente não conseguimos largar o livro até o final. É sempre a mesma história: "só mais um capituluzinho...".
Confesso que me surpreendi muito com história, especialmente, pelo fato de ter tantos personagens. Meu medo seria que a autora não conseguisse sincronizar a história com tantos personagens, mas meu receio foi completamente desfeito já nos primeiros capítulos. Os personagens são apaixonantes e não adianta, não tem como não se identificar com seu signo: I ♥ Sniper!
E o que falar sobre as ilustrações? Amei! Ficamos a cada páginas ansiando por mais algumas delas, meus parabéns a ilustradora. O melhor de tudo é que você fica o tempo todo tentando identificar os personagens na capa do livro.
Mais um livro nacional de qualidade! Se recomendo? Que pergunta! O livro está mais que recomendado. Não vejo a hora de ler os próximos volumes, esse pelo menos, vou correndo adicionar aos meus favoritos!
comentários(0)comente



Vanessa Sueroz 12/02/2013

O livro conta a história onde existe uma barreira entre o mundo dos humanos e o mundo dos youkais e esta barreira esta se rompendo ‘misturando’ os dois mundos.

Doze pessoas na Terra recebem a missão de proteger a Terra contra os youkais e manter a barreira protegida e ‘de pé’, esses guardiões são passados de geração para geração ao redor do mundo, os últimos guardiões que tentaram chegar a barreira estavam apesar com onze dos doze companheiros e o processo além de ter muitas perdas não foi tão bem sucedido e com o passar dos anos a barreira se enfraqueceu novamente.

Hoje a missão é juntar os novos doze guardiões e lacrar definitivamente a barreira, porém não é tudo tão fácil quanto parece. Os novos guardiões ainda são novos e alguns deles ainda não possuem o poder do seu elemento do zodíaco para ajudar, muitos não tem treinamento adequado e ainda por cima eles têm incompatibilidade nos elementos, ou seja, o poder a agua e do fogo se anulam o que esta dificultando ainda mais as coisas.

Não vou contar muito sobre os personagens sobre iriamos ficar aqui até manhã, são muitos personagens como vocês já podem perceber, afinal são doze guardiões, fora os personagens secundários.

Resenha completa: http://blog.vanessasueroz.com.br/guardians/
comentários(0)comente



65 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5