Perdida

Perdida Carina Rissi




Resenhas - Perdida


910 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Bia Sousa 19/03/2019

Um amor que ultrapassa os limites das releituras
Sim, eu deveria tomar vergonha na minha cara pois mesmo tendo amado esse livro e a série inteira, eu ainda não havia escrito a resenha dessa maravilhosidade. Mas como fiz a releitura vou aproveitar para ar minhas impressões sobre a história.

“Sinto que posso… flutuar quando estou com você. Como se fosse capaz de realmente voar! Sinto-me completo pela primeira vez, Sofia. Há uma força em você que me atrai, que me arrasta para perto, uma força inexplicável que turva os meus pensamentos.”

Imagine uma mulher típica do século XXI, ama tecnologias, fast foods e todas as facilidades que temos em nossas mãos, simplesmente ir parar no século XIX, como num passe de mágica. Imaginou?! Pois é, foi isso o que aconteceu com Sofia, a protagonista de Perdida.

Sofia não suporta seu chefe, mas segue firme no trabalho almejando uma promoção, em sua vida pessoal ela é do tipo que prefere ficar em casa, acompanhada por um bom livro, e um prato congelado (santo microondas). Mas sua amiga Nina simplesmente a obriga ir ao Toca, um barzinho que costumam frequentar. Após uma bebedeira, Sofia deixa seu celular cair dentro do vaso sanitário (Deus me livre, por isso não levo o meu para o banheiro).

“Ele tinha razão. Existia um nós – eu não sabia dizer desde quando, mas existia. E era forte!”

No dia seguinte após o acidente, Sofia acorda decidida a ir comprar um novo aparelho. Já na loja ela encontra uma vendedora super estanha que lhe vende um celular incrível, com tudo que Sofia precisa por um precinho maravilhoso. Assim que sai da loja, nossa protagonista descobre que tem algo de errado com o celular, sim, ele não funciona, e quando resolve funcionar, Sofia é simplesmente enviada para o século XIX.

A vida de Sofia simplesmente vira de pernas pro ar. Como ela foi parar ali? Como faria para voltar para casa? Como sobreviver numa época em que nem energia elétrica tinha?

” Contos de fadas podem se tornar realidade, Sofia. Basta que a princesa não lute contra a própria felicidade”

Em Perdida, Sofia passará por poucas e boas para se adaptar a essa época. Gargalhadas é garantida ao longo de todo o livro, já que Sofia é louca hahahaha. Não posso deixar de pontuar que você irá se apaixonar por um cavalheiro que deixa qualquer mulher de queixo caído.

Ao longo dessa aventura buscando saber como voltar para casa, Sofia se vê completamente apaixonada por um homem de outro século, com costumes totalmente diferente dos seus, mas ao mesmo tempo ela queria voltar para casa o quanto antes. Sofia terá que escolher apenas uma opção, mas para saber qual delas Sofia irá fazer você terá que ler para descobrir.

“Ian era a resposta para todas as minhas perguntas. Eu não tinha mais dúvidas quanto a isso. Era por ele que eu procurava – a vida toda -, sem sem mesmo saber que procurava. Era ele que eu queria, de forma desesperada, para toda a vida. Ele era a minha jornada ali, minha missão.”

O livro conta com personagens secundários que não são tão trabalhados, mas que serão desenvolvidos nos próximos volumes, então fique calmo, teremos tempo para conhecer outros personagens

Perdida é um livro para se apaixonar, rir, aprender a dar valor as pequenas coisas que temos ao nosso alcance, mas que não damos tanta importância.

“Entendi algumas coisas nos últimos dias. Eu estava ali para aprender. Aprender a amar, eu pensava. Não sabia se mais alguém do futuro estava ali de fato, mas já não importava mais. Eu não tinha mais pressa pressa de voltar, não queria voltar.”

Amei fazer a releitura desse livro e pude reviver todas as emoções que senti quando li pela primeira vez, foi fantástico, e amei ainda mais a história e os personagens.

Se você quer ler um romance de época com uma protagonista fora da casinha, esse livro e a série toda é para você, e sim, essa livro será sempre uma recomendação quando se trata de livros de romance.

site: https://bercoliterario.wordpress.com/2019/01/24/resenha-perida-um-amor-que-ultrapassa-as-barreiras-do-tempo-carina-rissi/
comentários(0)comente



Maria :) 10/03/2019

O melhor de todos
É o melhor livro de todos os tempos, mas sou suspeita a falar já que acho as obras da Carina todas perfeitas.
comentários(0)comente



Suellen 10/03/2019

Se há uma coisa que eu gostaria que existisse é a viagem no tempo.
E essa história é exatamente sobre isso.
Sofia vive em uma metrópole cheia de modernidade e facilidades. Mas depois de comprar um celular estranho ela acaba indo parar no século XIX, e acaba recebendo instruções desse celular estranho de como voltar para o seu tempo.
Durante a sua estadia nesse século, ela é acolhida pela família Clarke e especialmente por Ian Clarke, um homem típico de seu tempo (um homem a moda antiga, cavalheiro, bondoso, simpático, respeitador, amigo e sexy), mas que Sofia não está nenhum pouco acostumada.
Sofia passa por vários problemas devido a suas roupas, que se comparado com as do século passado, são completamente indecentes, e seu jeito. Sua maneira de falar, agir, pensar é completamente diferente da época e isso acaba chamando a atenção das pessoas.
Sofia descobre que ela precisa encontrar algo nesse século, que só depois disso ela poderá voltar para casa. Algo que ela sente muita falta. Principalmente das modernidades que ela nunca pensou que pudesse sentir tanta falta, como por exemplo um banheiro (rs).
Não sou acostumada a ler romances, mas esse me surpreendeu completamente. Não tem como você não se apaixonar por Ian Clarke. Ele é o crush perfeito (rs).
A história é muito engraçada. Você fica rindo sozinha com a leitura dele. E você fica suspirando esperando por um final feliz.

site: https://www.instagram.com/sula_fenix_
comentários(0)comente



Clara.Leao 07/03/2019

favorito do mês,do ano,do século, da VIDA!!!
Não sou muito fã de fazer resenhas, então por isso vai ser pequena mesmo rs, mas definitivamente tinha que deixar registado o quanto amei esse livro!!

Para quem ainda pretende ler, tudo bem que a nossa personagem Sofia pode ser um pouco chata no começo, mas o legal dela é exatamente isso, ela muda suas crenças conforme a história se desenvolve, não é aquele tipo de personagem que insiste em nunca abrir a mente, ela ver outas possibilidades!,o que admiro muito nela, e o Ian,minha nossa, é aquele personagem que a gente quer guardar num potinho e protege-lo por toda vida, e que virou minha paixão literária a partir de agora, ainda choro por ele existir só nos livros e dois séculos atrás (risos) ,mas leiam, dificilmente irão se arrepender
comentários(0)comente



Virei Leitora 24/02/2019

Perdida
"Senti minha vida se encaixar de novo, exatamente como eu me encaixei em seus braços. Tudo fazia sentido outra vez." Nome: Perdida?Autora: Carina Rissi?Editora: @veruseditora?363 Páginas
Perdida, é um romance de época que se passa em 1830, protagonizado por Sofia e Ian.
Sofia é uma jovem adulta, independente, acostumada a ter a vida no meio de tecnologias, e não acredita muito em casamento e em amor.
Após ela precisar de um celular novo, acontece algo misterioso e ela acaba indo parar no ano de 1830.
Assim perdida, encontra Ian que está disposto a ajudá-la. Com a ajudá de Ian e a família dele. Ela vai encontrando pistas, e tentando entender o que aconteceu para ela estar ali, e que fazer para voltar a sua vida de modernidade e tecnologias.
Mas a única coisa que ela não esperava, era que o seu grande amor estará ali, no ano 1830.

Um romance de época, perfeito.
Com muita emoção, e de um certo modo aprendizado.
E o melhor de tudo é que tem mais 4 livros de continuação ? sendo eles:
Encontrada;
Destinado;
Prometida;
Desencantada.

#bookstagram #books #bookshelves#booksbooksbooks #booksonbooks#booksofinstagram #bookstagrammers#bookslover #instalivros #amoler#amolerlivros #flatlay #tumblr#photography #foto #coffee #cafe#alexandredumas #likelike
comentários(0)comente



Bianca - @ZumbiLiterário 19/02/2019

Personagem Predileto: Ian
Personagem Ranço: Santiago

“E você não está perdida. Está exatamente onde deveria estar. ”

Sofia é uma jovem que assim como muitas de nós luta para ter uma carreira de sucesso, mas acaba pensando somente em trabalho, então afasta os poucos amigos que tem.
Vive em um apartamento pequeno e muito bagunçado. Nina, sua melhor amiga, sempre convida Sofia para sair, mas ela nunca consegue ir, pois sempre tem algo do trabalho para fazer. Em uma sexta-feira concorda em sair para se divertir. Sofia se anima e fica bêbada, quando vai ao banheiro derruba seu celular no sanitário. No dia seguinte, sem celular e necessitando de um novo vai até uma loja comprá-lo. Lá encontra uma vendedora muito estranha, ela convence Sofia a levar um aparelho que atenderá todas as suas necessidades. Mesmo estranhando fica com o celular. Andando pela rua tenta ligar o aparelho, mas ele não responde aos seus comandos, sem nenhum motivo aparente o celular acende uma luz muito forte, Sofia tropeça, pois seus olhos demoram a enxergar novamente devido à forte luz, mas quando volta a ver normalmente repara que não está mais na sua época. Assustada olha ao redor e não vê mais sua cidade: os prédios, as árvores, a rua, tudo mudou. Nesse momento surge um cavalheiro e tenta ajuda-la.
Sofia esta confusa: será que bateu muito forte a cabeça e está alucinando ou viajou no tempo?

Carina Rissi te envolve e prende na história, foi fantástico como ela conseguiu misturar o nosso “presente” com o “passado”. Consegui senti as emoções da personagem principal, as dúvidas, as angustias, o sofrimento e o amor.
Só tenho elogios em relação a esse livro e pretendo continuar essa série ainda este ano.

site: https://www.instagram.com/p/BmgdrKMnRhD/
comentários(0)comente



Eloá 18/02/2019

Amei!!
O melhor livro que li esse ano até agora!! Ameiii! Super recomendo!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Gaby 13/02/2019

Leitura rápida (de um dia) e muito divertida. De modo geral foi uma boa leitura mas a autora pecou em alguns pontos: Sofia afirmava ser amante de livros de época tendo Jane Austen como autora favorita mas ela se portava como se não tivesse conhecimento sobre os costumes da época, alem disso, Sofia exagerou no comportamento e na linguagem cheia de gírias, ela poderia ter se adaptado melhor ao longo dos dias. Mas, no geral o livro me agradou e me tirou de uma ressaca que já durava meses.
comentários(0)comente



Marii 06/02/2019

A perdida
Este livro mostra que o amor,é o a coisa mais forte do mundo...
Claro que tem desafios,uns buracos,ou pedras...
Achamos que a esperança esta em algo visivel,facil de "conquistar"...mas acho que está em um "simples cavalo"...
Se você tem duvida que o amor e amaginação e capaz de fazer...
"Ele ultrapassa as barreiras do tempo"
comentários(0)comente



Yza 06/02/2019

Comecei a minha leitura no período da manhã e terminei no final da tarde do mesmo dia (graças a Deus estava de férias), o motivo para tanta rapidez é simples, não consegui desgrudar desse livro nem por um segundo e se tinha que ir ao banheiro ou comer já me deixava irritada, afinal, quem precisa do mundo real?

Carina me surpreendeu de uma forma tão boa que me culpo até agora por não ter conferido essa maravilha antes, ela soube escrever esse romance com perfeição, ela não se preocupou com a história do Brasil (assunto muito falado por ai), nem em montar cenários, esse livro é sobre o casal protagonista e em como duas pessoas de épocas completamente diferentes podem se apaixonar e conviver de uma forma incrível. Além de um romance para lá de encantador, ela criou com perfeição personagens muito próximos da realidade, com personalidades diferentes, opiniões formadas, que ao mesmo tempo são mutáveis, o que permitiu que um aprendesse com o outro todo o tempo e essa é uma característica que eu gostei muito.

Sofia é doida, não sei se é por causa da situação em que se encontra, mas a menina é muito maluquinha e isso gera muita confusão e boas risadas. Ela é uma personagem “real”, podemos encontrar um pouco de Sofia em cada um de nós, em nossa melhor amiga principalmente, já que ela é a pessoa que passa dos limites quando tem que falar alguma coisa na sua cara, mas está com você para o que der e vier. Já o Ian não existe em nenhum outro lugar do universo, talvez a época dele favoreça, ou seja, ele é um homem a moda antiga, cavalheiro, bondoso, simpático, respeitador, amigo e sexy, é de fazer você derreter igual sorvete em dia quente.

A leitura é fácil e rápida, o ritmo do livro é constante, sem muitos altos e baixos, tem algumas cenas isoladas em que os acontecimentos são mais rápidos e fazem você ficar com o coração na mão, fora isso é uma leitura tranquila, acolhedora e divertida, ideal para quem quer passar o tempo com um bom livro e se divertir bastante.

Acho que nossa literatura tem maravilhas que custamos a descobrir por puro preconceito ou comodismo, então eu recomendo que para quem ainda tenha algum tipo de receio comece por perdida, isso se esse for seu tipo habitual de leitura, se não, procure algo no seu gênero preferido e dê uma chance a nossos autores.
comentários(0)comente



Michelle.Oliveira 29/01/2019

Perdidamente apaixonada
Livro incrível. Clichê mas com uma narrativa muito envolvente e personagens apaixonantes.
Kerolaine.Souza 29/01/2019minha estante
Amorzinho de livro


Michelle.Oliveira 29/01/2019minha estante
Lemos juntas ???




Carol Aquino 29/01/2019

ESSE LIVRO É MARAVILHOSO
PERDIDA (Perdida #1)


• ⭐️:5,0 + AMOR/5


💬: Sofia vivia uma vida tecnológica e normal no ano de 2010 e tudo mudou quando por culpa de um celular recém comprado...ela foi transportada para o ano de 1830. Ela tinha uma missão durante seu tempo no passado, tinha que “se encontrar” e com isso aprender a viver. Ainda bem que logo no começo ela cruza com um jovem rapaz chamado Ian Clarke e ele a ajuda em sua jornada, e em enquanto aprende a viver nesses tempos diferentes ela acha o amor. Algo que nunca achou que fosse acontecer, sendo um pouco cética e achando que romance apenas acontecem em livros. Porém mal sabia ela que o charmoso e carinhoso, Ian Clarke, iria fazer seu coração vacilar. Mal sabia ela que aceitar esse amor seria uma jornada de autoconhecimento.
Esse livro me fez chorar de rir e chorar de desespero, a aventura de Sofia no ano de 1830 fez meu coração quentinho e muito muito feliz. Ela tendo que aprender como as coisas funcionam sem energia e tecnologias no geral são cenas incríveis que te fazem rir até quase cair no chão! É impossível você não se identificar com ela, não apenas por causa das gírias que usa mas também por seus pensamentos em relação a vida e romance. Pelo menos, nisso eu me senti representada...apenas queria ser que nem ela e encontrar um Ian Clarke para mim lol
A escrita da Carina Rissi é absurdamente fluída e descritiva, sem ser exagerada demais. Ela sabe fazer com que o leitor imagine a cena como se fosse um filme e quê filme maravilhoso hein! Não me surpreende que o livro preferido de Sofia seja Orgulho e Preconceito, pois eu consigo ver a história acontecendo no mesmo estilo e atmosfera.
comentários(0)comente



Lita 28/01/2019

“- Tenho esperanças de que você encontre o cara certo um dia desses, sabia? Já está na hora de viver uma história de amor de verdade e esquecer as dos livros. Acho que vai ser divertido ver como você vai se sair quando se apaixonar pela primeira vez.”
Sofia vive em uma metrópole brasileira. Está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Sua única família é a melhor amiga, Nina.

Após um incidente no trabalho, a jovem necessita de um novo celular. Mas algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove. Sem ter ideia de como voltar para casa ou se isso sequer é possível.

Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. E com a ajuda do muito prestativo Sr. Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna.

O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos.

“Imagine que todas as pessoas tem sua outra metade e, que algumas vezes, passam por elas sem nem notar. Outras pessoas são mais atentas e as notam e tem a chance de escolher, de ser feliz por toda vida. Acontece que ocorreu um pequeno erro e você não teve esta chance. Sua metade não vivia no mesmo presente que você.”

Perdida foi meu primeiro contato com a escrita da Carina Rissi. Um livro que, sem dúvida, tornou-se uma surpresa agradável. A autora causou uma grande primeira impressão com esse livro e passei a esperar ansiosa pelo próximo.

Sofia é uma típica mulher moderna. Independente e com uma vida bastante corrida. Não consegue se imaginar vivendo sem a tecnologia dos dias de hoje, em especial um celular.

A protagonista evolui muito no decorrer da leitura. Ela se transforma numa figura mais calma e apaixonada, aprendendo a viver em um lugar em que ainda não existe condicionador ou encanamento.

Ian Clarke entrou em sua vida como um cavalheiro em um cavalo branco. Que resgatou Sofia de muitos problemas que poderiam ter ocorrido sem a sua generosa estadia. Ele acolheu-a em seu lar, mesmo sabendo que poderia colocar a reputação de sua irmã em risco.

O gesto de Ian criou uma admiração, que passou para amizade e até um pouco de carinho. E o romance dos dois é aquele típico romance clichê e fofo.

“Mas eu não poderia sobreviver sem Ian, tinha certeza disso. Seria como tentar viver sem respirar: sufocante, insuportável e impossível.”

Perdida é muitas vezes classificado como um Chick Lit de Época. Uma combinação de dois gênero que gosto muito. Divertido e maravilhoso, o livro possui protagonistas muito marcantes.

Mesmo sendo os personagens principais, Ian e Sofia não são os únicos a encantarem o leitor, temos também aquelas figuras que o livro não seria o mesmo sem. A melhor amiga de Sofia, Nina, é uma pessoa das mais cativantes, embora não tenha um papel recorrente na história, assim como a jovem Eliza Clarke.

A autora criou um livro que te prende do início ao fim com sua deliciosa e viciante escrita. Uma leitura super agradável, que se desenvolve com calma e de forma leve. Um livro indicado principalmente para os românticos que adoram uma leitura suave e divertida.

site: http://jucirqueira.com/2018/03/perdida-de-carina-rissi/
comentários(0)comente



Renata.Lima 25/01/2019

Favorito da vida!
Sofia vive uma vida corrida no século XXI, trabalha muito, ganha pouco e quase nunca sai para se divertir. Um dia, depois de uma balada, algo inesperado acontece e ela vai parar no século XIX (1830). Lá ela é "resgatada" por Ian, que jura que ela havia sido assaltada devido as "poucas roupas" que ela usava.
Ian acolheu Sofia na casa dele e a ajudou a se restabelecer. Ela queria muito voltar ao século XXI, mas não poderia voltar enquanto não resolvesse suas "pendências" no século XIX. Depois que as "pendências" são resolvidas Sofia fica num dilema se volta ou não para sua vida moderna no séc. XXI.
O livro conseguiu me prender do início ao fim, foi difícil largar. É um romance leve e divertido. Dei boas risadas com as atrapalhadas de Sofia. Virou um favorito da vida. Recomendo para quem gosta de romance com aventura e volta no tempo.
comentários(0)comente



910 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |