As Areias do Tempo

As Areias do Tempo Sidney Sheldon




Resenhas - As Areias do Tempo


64 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Alcione 28/06/2017

Fascinante
Um livro maravilhoso!!Empolgante e envolvente.Personagens nota dez e enredo incrível!!Terroristas,freiras,polícia e Sidney Sheldon=livro nota mil e UM FINAL DE TIRAR O FOLEGO!!Voltei e li duas vezes.Não acreditei!!!Maravilhoso!!
Hallef 28/06/2017minha estante
Uau! bem empolgante....


Alcione 28/06/2017minha estante
Do início ao fim.Um dos melhores de Sheldon.Os mais antigos são os que valem a pena.


sandra 28/06/2017minha estante
Sidney sheldon é um talento só , lembro da minha juventude lendo a ponto de esquecer que existia vida , de tao bom que era . A ira dos Anjos é um dos favoritos


Alcione 28/06/2017minha estante
Mas os antigos sem dúvida,são os melhores.Já esses em parceria...uma droga.Se houver amanhã e Nada dura para sempre são ótimos.Além de As areias,claro.


sandra 28/06/2017minha estante
Tambem acehi muito fraco esses em parceria , tenho um em casa e super desanimada pra ler .


Alcione 28/06/2017minha estante
Li um apenas e ficou nele.Péssimo.Não gostei.


Lidia 13/10/2017minha estante
Eu recomendo pra vocês o Reverso da Medalha , a outra face, o plano perfeito e a continuação que se chama: o céu de estrelas vocês vão adorar é de tirar o fôlego.eu gostaria muito de ler a ira dos anjos mas não consegui baixar estou doida pra ler, eu tenho aqui e já li várias vezes também é do outro lado da meia noite emocionante também.bjs


Alcione 13/10/2017minha estante
Obrigada,Lidia.Kkk já li todos.Exceto aA irá dos anjos pq abandonei.Os mais antigos são os melhores.




Leitora Viciada 03/03/2009

Sobre a repressão aos Bascos
Primeiramente gostei do livro pela escolha do tema. Difícl encontrarmos livros sobre os bascos sem serem didáticos.
Em segundo lugar, o livro é rico em detalhes e personagens, com narrativa dinâmica, suspense e ação.
Outro ponto forte da narrativa são as voltas no tempo para você conhecer ou se aprofundar sobre determinado fato ou personagem, isso é feito de forma inteligente e que não permite que o ritmo da leitura caia.

O melhor é a posição do autor de deixar claro que violência só gera violência e que os povos da Espanha, sejam catalães, bascos ou espanhóis em sua maioria não aprovam essa violência.

A história se passa na Espanha no período conturbado após a Guerra Civil espanhola, na segunda metade da década de 70.

O foco principal está na Ordem Cirtecense, uma das ordens religiosas mais duras do mundo, aonde as freiras fazem além do voto de pobreza e castidade, um voto de silêncio e total reclusão.

Quatro freiras diferentes que tiveram vidas anteriores ao convento e com também diferentes motivos para terem engressado lá. Elas são retiradas bruscamente sem escolha e ingressam no mundo real, totalmente desconhecido a elas e ainda por cima se envolvem com um grupo 'terrorista' ETA, no meio de uma guerra contra o Governo espanhol.
A rivalidade principal está entre o procurado líder guerrilheiro basco Jaime e o corrupto, violento e sádico coronel Acoca.
O livro é muito interessante para quem quer conhecer também um pouco da história do País Basco, localizado em quatro províncias na Espanha e três na França.
A história mostra algumas cidades espanholas, principalmente bascas.
Minha família é basca e minha mãe nasceu na cidade de Vitoria, uma das que é rapidamente mostradas no livro, o que eu achei pessoalmente interessante.

O povo basco tem uma Lingua própria e exclusiva, que não se liga nem se parece com nenhuma outra conhecida, seja atual ou morta, o que intriga os estudiosos. Possuem toda uma cultura própria, com uma bandeira, feriados, festas, música, comida, dança...
Durante o período em que o 'generalíssimo' Franco esteve no poder, vários grupos etnicos na Espanha foram caçados e os bascos foram os que mais sofreram com isso: foram retalhados, presos e torturados, censurados, proibidos de ter sua bandeira, de falar ou escrever sua língua, de qualquer manifestação pública ou privada de sua cultura. Seus bens, fosse propriedades, negócios, contas bancárias.. foram confiscados. Lembrando que o País Basco nunca teve escolha em ter sido anexado a Espanha e a região é muito rica, o motivo disso.
Minha mãe possuía um nome espanhol no documento de identidade mas seu nome real era basco mas devido a censura rigorosa, seu nome basco não pôde ser o nome de registro.
A ditadura foi violenta para os bascos, muito mortos ou presos, outros fugiram do país (o caso da minha família).
Foi por essa situação que grupos separatistas ou a favor da liberdade cultural foram surgindo e o grupo ETA é o principal.
O ETA é mostrado no livro como um grupo que quer a volta da liberdade cultural aos bascos e a autonomia total em relação a Espanha e o autor nos mostra personagens fortes e interessantes, vemos suas motivações em relação a Guerra e percebemos que embora o uso da violência seja injustificável, os guerrilheiros têm seus motivos vistos por eles como justos. Mas também mostra o lado corrupto, frio e violento do Governo espanhol, que mesmo sem Franco muitos atos de violência e censura ainda eram praticados duramente.

O autor mostra que nada justifica a violência, mas mostra como são os dois lados, deixando claro que todo o povo em si da Espanha, incluindo o povo basco é CONTRA a violência.

É interessante ressaltar que temos muitos livros mostrando o sofrimento que os judeus sofreram no Holocausto judeu mas existem muitos outros grupos que sofreram também e pouco se é divulgado a respeito. Os próprios russos foram também massacrados durante a Segunda Guerra.
Deveriam existir mais livros com histórias sobre como sofreram os bascos assassinados, torturados e censurados e também espanhois na Guerra Civil espanhola...o massacre em Guernica... a batalha ETA x Governo espanhol, ou observando ainda na Europa o IRA x Anglicanos.... ou mais remotamente lembrando, os escravos africanos, os massacrados indígenas americanos... como tantas outras guerras acabaram com vidas ou ainda fazem pessoas sofrerem como guerras e conflitos na Iuguslávia, na Caxemira (Índia x Russia), no Afeganistão, no Iraque, em Israel (israelenses x palestinos), Israel x Líbano, no Siri Lanka, no Congo, no Quênia, Timor Leste, na Coréia, no Vietnã ou até mesmo na Colômbia, Angola, Serra Leoa, tribos africanas que vivem em guerra civil constante, ou até mesmo no Brasil, a Guerra trafico x polícia, que deixa a população no fogo cruzado...
É impossível listarmos os conflitos no mundo e o quanto povos sofreram... por isso sou a favor de histórias que não nos deixem esquecermos da tristeza e sofrimento causados por uma guerra que sempre é um retrocesso e uma maldade sem sentido.
zette 06/09/2009minha estante
Parabens!

Muito boa sua resenha e tb seu comentario a respeito do povo basco que nunca encontrei em nenhum livro.

Voce me interessou sobre o assunto e vou procurar um livro sobre este povo e se acha-lo digo a vc.

Bom domingo.



Marct 10/08/2011minha estante
Tatinda, eu ia colocar o livro para troca sem ao menos tê-lo foleado. Mas, depois da sua excelente resenha, vou começar a lê-lo rapidinho. Parabéns.


Leitora Viciada 13/08/2011minha estante
Marct, como todo livro do Sheldon, há muita ação e suspense, porém devido ao assunto pessoal e delicado, quase que esquecido na literatura, achei esse livro muito especial.


Leitora Viciada 13/08/2011minha estante
Zette e a quem interessar sobre o assunto basco, adquiri dois livros recentemente sobre o assunto: GUERNICA e ALMA BASCA links: http://www.skoob.com.br/estante/livro/3164644 http://www.skoob.com.br/estante/livro/8735210


Cíntia 15/05/2014minha estante
Oi Leitora Viciada, confesso que li esse livro no começo da minha adolescência (e é o meu preferido desse autor) e pouco sei sobre os bascos, lembro vagamente dessa parte da história. Mas adorei a sua resenha e quero reler novamente esse livro, comprei um exemplar novamente, o que tínhamos em casa desapareceu, e logo querer ver a história novamente.




Felipe Duco 18/03/2017

Leitura recomendada, entretenimento gostoso!
O livro acontece em sua grande parte em movimento. As quatro freiras fugindo, sempre na estrada, sempre em agitação. Romancezinho simpático, rápido de ser lido, com elementos históricos que enriquecem demais a leitura, porém não pode ser colocado ao lado dos grandes títulos do autor, pois não tem força suficiente para tanto. O mérito maior, que salva o livro como um todo, são duas partes em especial: onde acompanhamos o passado das freiras, os motivos e acontecimentos que levaram-nas ao convento; e o final incrível e inesperado da Irmã Teresa.
Mas é uma leitura recomendada, entretenimento gostoso!
KK 06/09/2017minha estante
Pra mim o ponto alto do livro realmente é o final de Irmã Teresa.


Lidia 28/09/2017minha estante
Apoiado.....




Dih Schaberle 17/01/2019

Não é o melhor de Sidney Sheldon...
Não é o melhor de Sidney Sheldon...Mas ainda é Sidney sheldon, que sempre traz finais inimagináveis, demorei um pouco pra me acostumar com os personagens, porque são muitos, mas são histórias bem contadas, o que mais me chocou foi a história da irmã Teresa, com certeza uma personagem sofrida, rs. Recomendo a leitura, mas se for começar a ler Sidney Sheldon, recomendo ler outros titulos dele primeiro. :)
Adriano Araújo 17/01/2019minha estante
Já vi bastante livros(tipo: ver as capas, em listas e essas coisas) do autor, mas nunca vc cheguei a ler nenhum(nem mesmo conheço sobre ele), recomenda as obras dele? Qual o tema do seus livros?


Dih Schaberle 18/01/2019minha estante
Adriano, são romances policiais, sempre envolvendo mulheres fortes, com situações bem complicadas, gostei de todos os livros dele, mas o melhor que li até agora foi "O outro lado da meia noite" história muito boa, todos os livros sempre têm algo com a máfia ou governo rsrarsrs recomendo !!




spoiler visualizar
Lisandra Sousa 06/06/2015minha estante
Confesso que fiquei mais confusa com o final da Megan, penso até hoje, acho que Sidney poderia ter dado mais detalhes. Mas sua resenha me clareou um pouco. Achei o final muito justo para as três irmãs.


Ruth 26/04/2018minha estante
Já que você já deu o aviso de spoiler,vou dar a minha opinião. Achei que era só eu que não gostei da escolha da Graciela de abandonar o cara no altar para voltar ao convento. Fiquei com pena dele. Mas fiquei mais comovida ainda com a história de Teresa. Que trágico! ):




Ida 24/07/2014

As areias do Tempo
A primeira vez que li as areias do tempo eu tinha 15 anos e nunca me esqueci da história. Recentemente reli o livro em uma nova edição e a emoção foi a mesma. Me senti envolvida no enredo da história, na trama entrelaçada que só Sidney Sheldon sabe fazer.

Tendo como pano de fundo a guerra civil na Espanha, o país Basco, o envolvimento do ETA e o convento cisterciense, todos os personagens em particular tem uma história fascinante que, conforme o desenrolar da trama convergem todos para um mesmo foco, mudando para sempre a vida de muitos dos envolvidos e que fará do final algo surpreendente. Todos esses elementos compõe mais esta bem construída narrativa de Sheldon. Vale a pena conferir.

KK 06/09/2017minha estante
Comigo foi diferente, eu li também quanto tinha uns 14 ou 15 anos e amei, li sem conseguir parar. Agora fui reler e achei a narrativa superficial demais.


Ida 29/06/2019minha estante
Acho que esse livro marcou uma fase maravilhosa da minha vida e da minha adolescência. Sempre que eu reler a sensação vai ser a mesma...




Angelo Neres @angeloneres3 20/07/2019

Instagram e/ou YouTube AmigoAquiEstou
No canal AmigoAquiEstou
Lauaine 12/03/2020minha estante
Leitura intrigante e ao mesmo tempo de muita expectativa. Esse livro tem uma pegada de suspense tranquila, aquele suspense que te deixa irritada porque você está curioso para saber logo o que vai acontecer e em sintonia com o personagem, com os e você quisesse contar para ele que no final vai de tudo certo. As histórias da freiras interligadas de alguma forma envolvente, e Jaime Miró sendo o intercessor nesse enredo todo.




Kelly 01/10/2012

Confuso!
Fraco demais!
Lilian 29/05/2013minha estante
não achei confuso,mas é muito chato.Dessa vez Sidney Sheldon não me agradou.




Niii 12/08/2009

Adorooo!
Um livro que eu demorei do Sheldon para ler foi esse. Eu nunca demorei mais de um dia para ler qualquer livro dele, porém esse eu demorei uns 15 dias, achando que era um livro chato, sempre começava a ler e parava e ouvi muitas criticas dizendo que era chato e tal.
Eu adorei saber sobre a Espanha, sobre Pamplona, sobre a corrida dos touros e sobre a guerra que estava tendo na época. A história do livro é muito bonita. E acredito que todo mundo que leu simpatizou com o Jaime Miró. As freiras tbm, todas simpáticas e com histórias surpreendentes.
comentários(0)comente



Josy 25/07/2010

Nossa mais uma vez Sheldon me impressiona com a leitura desse livro envolvente e delicioso de ler você só consegue parar quando termina demaissssss
comentários(0)comente



Alê 08/09/2021

Sidney Sheldon como sempre fazendo tramas ótimas. É a terceira sou quarta vez que leio esse livro e amo a história.
comentários(0)comente



Monnie 14/09/2011

Muito bom. Cada personagem tem uma história e tanto pra contar.
comentários(0)comente



Diana 21/03/2011

Acorda para a fantasia
Ok, esse é um livro cheio de 'cenas' obscenas e isso apenas tornou a leitura mais emocionante. Tirando talvez por Lúcia e como tais relações pareciam insignificantes para ela.
Mais um livro no qual eu não esperava tanta coisa (sim, eu amo os livros de Sidney Sheldon, mas esse particularmente a história não havia me interessado muito). De qualquer jeito, me enganei, é sim um bom livro. Em alguns momentos a história se enrola mas você só se dá um leve tapa e acorda para a fantasia novamente.

****

Acorda para a fantasia (?)
comentários(0)comente



Olgashion 20/06/2011

Eu esperava mais do Sheldon, acredito que poderia ter tido mais história e até mais reviravoltas! :D

No mais, é um Sheldon autêntico! E as histórias das irmãs dá muito o que pensar.
comentários(0)comente



64 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR