Estudos Sobre Magia

Estudos Sobre Magia Maria V. Snyder




Resenhas - Estudos Sobre Magia


50 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


Desi Gusson 29/08/2011

Ela Conseguiu de Novo!
Depois de Estudos Sobre Veneno ter se tornado o meu mais novo livro favorito, tive em mãos Estudos Sobre Magia.

E não é que a Snyner repetiu o feito?

A história conseguiu ficar ainda mais interessante. Ela de cara ganha uma enorme família, incluindo um irmão pé-no-saco e uma mãe totalmente coruja. Já mencionei que adorei as casas nas árvores? Iris tem um grande destaque nesse volume, o que é muito bom para entendermos a evolução da magia em Ixia.

Yelena não faz ideia do que é capaz nem da quantidade de gente 'interessada' no destino dela. Se antes ela tinha inimigos, agora eles foram reduzidos a valentões perto da sua nova ameaça.

Um serial killer muito, muito bom mesmo.

Enquanto a magia se revela, a politica se agita e Yelena se vê mais uma vez como a peça crucial em um jogo mortal nem um pouco justo. O vencedor leva tudo e ,como diria George Martin, 'You win or you die'.
silviacrika 05/11/2011minha estante
Essa serie nao conseguiu despertar minha curiosidade..e ler.


Lidi 19/05/2012minha estante
Adorei os dois livros não vejo a hora de ser lançando o terceiro


Iva 27/04/2020minha estante
Fiquei doida,pois não curti muito. Por que exatamente,eu não sei.??




Alcione 26/02/2020

Manteve o ritmo frenético
Um segundo livro com gosto de primeiro

Amei a continuidade que a autora deu aos personagens e acontecimentos.

Yleana Zaltana em busca de sua família bizarra com as nuances de seu desaparecimento foi show.

Uma mãe pirada e um pai distraído além de um irmão...

Como não podia faltar: intrigas,brigas, mistério.

#$poilers início:

Trazer Valek disfarçado e cínico animou tudo além de Ari e Janco, claro.

O homem da lua com seu jeito debochado me cativou.

Além da parte feminina do Comandante ser linda e poderosa.

Porém Yleana desafiar mil feiticeiros e vencer sozinha me incomodou além de ela saber tudo e resolver também.

Como me incomodou o amor rápido deles no final do primeiro livro.

Nada que tire a graça da história, claro.

E esse irmão perturbado foi um chato.


#FIM DOS SPOILERS


Uma leitura descompromissada e ágil. Perfeita pra dias chuvosos.
Com enormes promessas de suspiros e risos.
comentários(0)comente



Books Friends & News 22/10/2011

Excitante, Envolvente e Mágico
O Território de Sitia se dividia em 11 territórios, cada um pertencente aos 11 clãs, além da Cidadela, onde presidia o Conselho da Cidadela que consistia em quatro Mestres Feiticeiros juntamente com um representante de cada um dos 11 clãs, e todos governavam as terras do Sul. A magia era permitida, porém existia um Código de Ética para o controle da prática indevida, porém esse código não se estendia a espiões.

Yelena, depois de ter sido arrancada de sua família com apenas 6 anos de idade e enfrentar muitas adversidades em Ixia, finalmente ela está indo para casa, o clã dos Zaltana, mesmo que isso a levasse ficar longe do seu amante Valek, mas ao mesmo tempo ela estava entusiasmada e receosa para unir-se a sua familia, mas como a vida de Yelena nunca será fácil, no momento do reencontro ela é acusada de ser espiã pelo próprio irmão Leif, e para piorar ela se vê envolvida em uma situação de intrigas, crimes e magia poderosa.

No primeiro livro Estudos sobre Veneno, conhecemos o território de Ixia, com sua política, economia e culturas, porém no segundo livro, Estudos da Magia, conhecemos alguns detalhes da estrutura de Sitia, cidade ao sul de Ixia, e todo mundo tem o receio de que o segundo livro não seja a altura do primeiro, porém Maria V. Snyder manteve a narrativa que envolvente, o que leva ao leitor não desgrudar do livro até a ultima página.

Estrutura Política e Econômica
O que governa as terras de Sitia está localizado na Cidadela, onde na Fortaleza habitam os quatro Mestres Feiticeiros, além de um representante de cada dos 11 clãs, para tomar todas as decisões exigidas, seguem o Código de Ética, no qual consiste não usar magia indevida, como por exemplo, invadir as mentes das pessoas para obter informação, só há uma ressalva para espiões.

O interessante nesse ponto da narrativa, é que a autora nos mostra praticamente uma Democracia, ou seja, o oposto de Ixia que vive um comando ditatorial, porém temos nichos de pobreza diferente de Ixia, que cada uma das pessoas tinham empregos, e não havia nenhuma sinal de pobreza na população como mostrado em uma das passagens do livro quando Yelena chega em Sitia e se depara com mendigos na rua.

A autora nos leva a fazer uma reflexão, em nenhum momento ela nos induz a um pensamento, pelo contrário ela expõe os dois governos, um as pessoas não tinha liberdade, tudo era controlado por várias regras, porém suas necessidades fundamentais (educação, saúde, empregos) eram plenamente atendidas, enquanto, em Sitia onde havia liberdade, mas os direitos básicos eram ignorados.

E também a diferença entre os códigos, enquanto o Código de Conduta do Comandante era rígido, inflexível, porém o Código de Ética era flexível a determinadas situações.

Além de outros pontos que apenas lendo o livro para tirar suas próprias conclusões, já que também depende da visão política de cada um.

Yelena
Apesar dos infortúnios em Ixia descritos em Estudos sobre Veneno, Yelena ao passar do tempo sentiu-se em casa, porém nada no mundo dela é tranqüilo, além dos descobrimento de sua magia o que é proibido em Ixia e entre outros motivos ela teve que partir para Sitia, sua terra natal.

“- Há 14 anos que eu queria fazer isso – ela disse, abraçando-me com mais força. – Como os meus braços sentiram saudades da minha menininha.
As palavras fizeram voltar ao tempo, reduzindo-me a uma criança de 6 anos de idade. Envolvendo a mulher com os braços, chorei copiosamente.”

O reencontro com seus pais foi uma união de receio por parte dela, e euforia por parte dos pais (Perl e Esau), porém o irmão não foi agradável, pois desconfia que Yelena é uma espiã de Ixia.

“- Leif, você sempre teve uma queda para a dramaticidade. – Irys censurou o jovem. – Yelena teve uma vida dura. Não julgue o que você não conhece.
Leif encolheu-se ante o olhar de Irys.
- Eu também devo feder a sangue, não é? – ela perguntou.
- Mas você é a Quarta Feiticeira – Leif argumentou.
- Sendo assim, você sabe o que eu já fiz e o motivo de tê-lo feito. Sugiro que descubra com o que a sua irmã teve de lidar em Ixia antes de acusá-la.”

Em relação aos pais de Yelena, além de viverem em árvores, como todo o clã dos Zaltana, a mãe de Yelena, Perl é uma perfumista enquanto o pai, Esau é um inventor, vemos de tudo, elevador, ventilador, mas tudo bastante rudimentares.

O irmão, Leif é o que poderíamos de chamar de estorvo na vida de Yelena, pois todas essas implicâncias e acusações são de fato para esconder a culpa que sente no rapto de Yelena quando era criança.

Porém não poderá ficar com a família, já que está indo para Cidadela, onde irá aprender a controlar e aprender a usar sua magia com os quatro Mestres Feiticeiros, porém a heroína do livro sempre tem um contratempo, e é seqüestrada pelo pretenso rei de Ixia, Cahill.

Cahill
E um personagem novo desse segundo livro, quem já leu o livro anterior, que teve uma transição forçada da monarquia para uma ditadura, e atualmente quem governa Ixia é o Comandante Ambrose, porém Cahill é sobrinho do rei que foi morto, porém ele quer voltar a reinar em Ixia.

E ele quer a ajuda de Yelena para passar informações, porém ele acaba gostando de Yelena, mas no final nós ficamos em dúvida se isso não era apenas um estratagema para conquistar a confiança de Yelena para ela revelar informações, e esse é um ponto interessante, porque ela sempre criticou ou até quis fugir de Ixia pois era contrária aos métodos do Comandante, agora ela o defende enquanto Cahill menospreza qualquer defesa que for para o Comandante, essas desavenças gera uma ruptura na amizade, entre outros motivos.

Cahill no decorrer da trama irá passar por algumas transformações, será um personagem importante para o desenvolvimento do próximo livro, e também para o futuro de Yelena e Valek.

Valek
Valek aparece somente na metade para o fim do livro, ele vem disfarçado com a delegação ixiana da embaixadora Signe, ele apenas aproveitou a missão diplomática ixiana para reencontrar Yelena, porém ele acaba se envolvendo nas confusões que Yelena está envolvida, correndo o risco de ser descoberto ou pior morto por Cahill.

A personalidade Valek continua irresistível, a autora conseguiu criar um personagem masculino que pode ser frio, sarcástico, com um humor afiado, mas ao mesmo tempo, apaixonante e apaixonado, é interessante como ela equilibra isso em Valek

Romance
O relacionamento de Valek e Yelena é excitante, romântico e sensual. Já que não existe cenas de sexo descritivas, apenas cenas sensuais que instigam a imaginação do leitor.

Nesse teve até uma intenção de um triângulo amoroso, entre ela, Valek e Cahill, mas esse ultimo personagem deixou uma dúvida dos sentimentos serem verdadeiros ou era apenas interesse por informações.

Ao meio de tantos problemas e também pelo pouco em que aparecem juntos nesse livro, mas mesmo assim é cativante os momentos dos dois, como já foi dito ele tem um humor peculiar, igualmente como Yelena.

Mas nesse livro, vemos uma ligação além de sentimentos, que envolve magia, mesmo Valek sendo imune a magia, que até agora não foi explicado, vemos ambos se conectarem de uma maneira diferente. Ficou confuso né??? É que queria mesmo isso kkkk, irão entender melhor quando lerem o livro.


Problemas
A nossa heroína Yelena, nunca tem uma vida tranqüila, parece que a confusão a persegue, nesse livro não é diferente, ela se vê no meio de vários assassinatos com várias meninas, onde elas são violentadas e surradas, com a mesma intenção que o general fez com ela no primeiro livro, porém com objetivo diferente.

Há uma sobrevivente aos ataques, Tula, o que ajuda no perfil do assassino, apesar disso são apenas suposições, e realmente os crimes são solucionados paralelamente com as descobertas de Yelena sobre seu poder de magia, ela seria uma Descobridora de Alma, o que pode ser uma dádiva e uma maldição.

Além disso, tem Goel, um dos homens da guarda pessoal de Cahil, por Yelena ter o humilhado em um determinado momento também a persegue por vingança, e mais outra pessoa que possui ligação com o assassino, porém com outro objetivo para matar Yelena, uma vingança a uma pessoa que Yelena teve problemas no primeiro livro.

Resumindo, Yelena está com muitos problemas nesse livro, e com ajuda de Valek ela tentará superá-los, porém irá ter algumas perdas no caminho.

Outros Personagens

Nesse temos novos personagens, além de Cahill, temos os Mestres Feiticeiros (Roze, Brain, Zitora somente Irys conhecemos no primeiro livro), e alguns colegas da escola de feiticeiros, não se preocupem que não é plágio de Harry Potter, é um escola diferente, apenas alguns alunos escolhidos pelos mestres são freqüentadores, onde ensinam a controlar a magia, existe graus de aprendizado, Yelena está como aprendiz e orientada por Irys, como Dax (outro aluno) que é orientado por Brain, e que se torna amigo de Yelena, é um personagem estilo o fofoqueiro da escola, é bem engraçado os diálogos dele.

Mas temos a volta da dupla hilária, Ari e Jango, que continuam protetores por Yelena e que a autora conseguiu colocar eles para ser um equilíbrio das cenas mais angustiantes. Temos ótimos momentos dos três.

Ainda tem Fisk, uma criança morador de rua, que ao mesmo tempo ajuda Yelena, e Yelena o ajuda indiretamente, é interessante a sutileza da autora para transmitir que muitas vezes podemos ajudar as pessoas, não fazendo algo e sim mostrando alternativas.

Algo interessante é como são denominados alguns personagens, como por exemplo, o Tecelão de Histórias, não sei ler em inglês, então não sei como é escrito no livro original, mas a maneira que foi traduzido foi incrível, um Tecelão são anciões do clã Sandseed que são responsáveis para escrever a história do clã.

Conclusão
Esses dois livros me conquistaram completamente, a autora conseguiu mostrar nos primeiro a situação de um território comandado por governo ditatorial, e nesse segundo livro um governo democrático além dos pós e contras de uma monarquia, ou seja, ela consegue unir política, magia, aventura, suspense, mistério, humor, amor, com uma maestria única.

Além de todos os livros terem uma narração intimista, ou seja, vemos tudo isso pelos olhos de Yelena, e mesmo assim a leitura não fica cansativa nem entediante, as narrações do livro, além de informar nos instigam a querer descobrir mais, e são escritas em momentos certos, mantendo o ritmo do livro.

Os personagens são bem definidos e cativantes, nesse segundo livro temos mais que no primeiro, porém todos estão sempre em contato com a história.

Maria V. Snyder criou uma narrativa original, mesmo tendo alguns elementos vistos em outros livros, porém abordados de uma maneira diferente, As Lendas de Yelena Zaltana é um diferencial para uma literatura YA atualmente repetitiva, além de muitas vezes ser direcionadas para o público feminino, porém essa trilogia é para todos os públicos.

E se perguntarem qual o melhor, realmente é impossível, pois a autora conseguiu manter o mesmo nível em ambos. Sinceramente quem ainda não leu nenhum estão perdendo em mergulha uma aventura de magia.

Ansiosa para o terceiro livro Fire Study (no meu inglês de maternal kkkk, deve ser Estudos sobre o Fogo, ou algo assim) que está previsto para sair em 2012.

Para conferir a resenha completa com citações ilustrativa acessem
http://www.guardiadameianoite.com.br/2011/10/resenha-estudos-sobre-magia-maria-v.html
comentários(0)comente



julia.fernandes 27/04/2021

Surpreendente??
Tô me sentindo órfã já dessa trilogia agora que já cheguei no final do 2º. Este livro é simplesmente perfeito! Adoro o desenvolvimento da estória e dos personagens e como eles parecem tão humanos mesmo em um mundo tão mágico, eu claramente entendo os seus medos, as excitações. O que me deixou muito envolvida com o enredo e conectará aos personagens. Achei que nessa continuação as descrições e explicação sobre o mundo foram bem melhores e me senti ainda mais dentro dele. Além de compartilhar da mesma saudade da Yelena para com um personagem inesquecível aí...
Não posso deixar de comentar em como essa escrito me surpreende durante a estória, o que achamos já certo tem pequenas reviravoltas que conta pros um final excelente!
comentários(0)comente



Diego 15/01/2021

Onde esta a magia
É preciso aprender a controlar a magia ou o mago distorce o manto da magia provocando uma sigularidade, colocando aos outos e a si proprio em perigo.
comentários(0)comente



estantedagi 09/01/2021

Continuação perfeita!
Quando comecei estudos sobre magia estava com as expectativas muito baixas, por que não sabia como a história poderia melhorar. E me surpreendi MUITO!
No começo do livro estava muito suspeita e levemente desanimada. Com o passar do primeiro capítulo me lembrei porque gostava tanto da história e de Yelena.
As acontecimentos são incríveis! Nunca imaginei o caminho que tudo iria seguir, os conflitos que iriam aparecer, os novos personagens, e com eles os novos relacionamentos, e tudo mais.
Me surpreendi MUITO e estou muito ansiosa pelo próximo livro!
Uma continuação perfeita para estudos sobre veneno.
comentários(0)comente



Kananda 21/01/2021

Yelena é, sem dúvidas, uma das melhores personagens que eu tenho a oportunidade de acompanhar.
Longe da perfeição apelativa, ela evolui conforme os desafios surgem e sente medo em cada passo dessa evolução.
comentários(0)comente



Ana Flávia 25/02/2020

Melhor do que o primeiro
O primeiro livro não me prendeu tanto quanto esse. Pensei em abandonar a saga, mas ainda bem que insisti! O desenrolar da história não é nada previsível. O que mais me incomodou até a metade do livro foi o romance, não via tanta graça assim, mas até nessa questão fui surpreendida. A Yelena finalmente reconhece que é forte o suficiente para fazer o que quiser. Recomendo!
comentários(0)comente



Kamy 14/04/2020

Essa continuação consegue ser tão boa quanto o primeiro livro. Acompanhamos o crescimento da personagem, vemos como o mundo dela muda pq ela precisa ir para outro lugar, conhecer novas pessoas, consequentemente enfrentar novos desafios, grandes desafios.
É bom ver como a verdadeira amizade continua independente da distância.
Esse livro é sensacional, lutas incríveis.
comentários(0)comente



Lis 21/08/2020

Plmdd perfeito
Por um instante eu pensei q teria um triângulo amoroso, e pra minha felicidade, não teve. Ela se manteve fiel a si mesma e ao meu grande amor valek. Amo como ela é uma personagem forte e independente. Simplesmente perfeito. Com ctz um dos meus livros favoritos.
comentários(0)comente



Joice (Jojo) 04/10/2016

Nada complexo; basta ser divertido
Para alguns críticos, não importa se um livro for divertido; se a obra não contemplar todos os padrões estéticos e narrativos canônicos ela não pode ser considerada boa literatura. Eu discordo. Um livro pode ser bom pelo simples fato de entreter.

É o que acontece com essa saga de Maria V. Snyder sobre as aventuras de Yelena Zaltana. O mundo construído pela autora não é rico como a Westeros de George R.R. Martin, ou sua trama não tem a complexidade de um Philip Roth, mas a leitura avança pelas páginas sem problemas, e a cada linha nos vemos envolvidos com as peripécias de Yelena (e torcendo para Valek aparacer).

Este segundo livro da saga mostra mais sobre os talentos mágicos de Yelena e expande o universo da autora para Sítia, o lado místico da trama. Apesar de ser interessante conhecer os diversos clãs que foram o país, senti falta dos dias dela como a provadora de comida do comandante.

Além disso, por mais que seja uma história empolgante, não pude deixar de notar a falta de fôlego da narrativa e da maneira muitas vezes simplória que a autora optou por resolver alguns problemas. Alguns furos narrativos quase me insultaram como leitora.

Contudo, como afirmei acima, é uma história divertida, que vale a pena acompanhar (se você é fã do gênero e não está numa fase muito exigente).
Lu 12/10/2016minha estante
Que bom que você gostou!




Su 05/05/2020

Estava bem empolgada para ler esse livro, pois Estudos sobre veneno me prendeu de forma surpreendente. Além disso, o seu final deixou uma grande incógnita com relação ao próximo volume.
Ao chegar a residência de sua família, Yelena se surpreende ao ver como a aldeia de seus familiares está organizada. Quando Irys informou que elas haviam chegado, ela só conseguia ver uma mata espessa. No entanto, ao procurar com sua mente, Yelena percebe que as pessoas não estão localizadas no chão, e sim na copa das árvores.
Após perceber esse detalhe, elas são recepcionadas como visitantes indesejados. Apenas quando Irys revela quem ela estava levando de volta para casa, os habitantes descem uma corda para que elas possam subir. Yelena não pode deixar de se sentir receosa com relação a como seria recebida por seus familiares, desde pequena foi informada que eles tinham morrido.
Ao ser apresentada a aldeia, o conselheiro ancião da família Zaltana se aproxima para comprovar sua identidade. Nesse momento, um rapaz também se aproxima afirmando que Yelena era uma assassina. Esse rapaz, na realidade, era seu irmão, Leif.
Mais uma vez Maria nos brinda com um livro sensacional, capaz de nos prender a cada página. O mais interessante é a sua incrível capacidade de criar territórios com suas peculiaridades e cultura. O desenvolvimento da relação de Yelena e Leif é algo muito bem construído. Enfim, uma leitura maravilhosa.

“Simplesmente escutar o nome dele fez com que meu corpo fosse tomado de raiva. Meus motivos para ter ido até Sitia haviam sido tão simples. Primeiro, para sobreviver, fugindo da ordem de execução do Comandante. Segundo, para aprender a usar minha magia e para conhecer minha família. Talvez, ao longo do caminho, eu desenvolvesse algum vínculo com o mundo sulista. Talvez não.
Meus planos pareceram simples e diretos, porém minha estrada insistia em dar voltas e eu acabava sempre caindo nas suas armadilhas. Agora, sentia-me atolada na lama, no meio do nada. Perdida.”
comentários(0)comente



Paula 12/02/2020

Muitos sentimentos conflituosos sobre esse livro. Acho que aproveitei a leitura bem mais do que o primeiro, porém quase no finalzinho ele perdeu o ritmo e os plots ficaram meio jogados. 
O relacionamento da Yelena e do Valek deu uma guinada muito grande, do primeiro livro para esse que foi muito ??? Eu gosto dos dois, mas senti que perdi quando eles ficaram tão grudentos e loucamente apaixonados. Mas continuam lindos.
Amo livros com plot de irmãos separados se reencontrando e neste aqui não foi diferente. Só queria que eles tivessem conversado mais vezes durante o livro e tivessem tido aquela conversa pelo menos na metade do livro, faria mais sentido.
Amei como o universo e a magia e expandiram. E também gostei de alguns personagens. Foi uma continuação perfeita. Amei a participação do comandante, o segredo dele não cansa de me surpreender.
Uma coisa que vem me incomodando é o uso excessivo de plots com violência feminina, tanto a física quanto a psicológica, e vejo que a autora perdeu a mão quanto à isso, usando isso de maneira recorrente durante o livro. Espero que a Yelena tenha paz, assim como as mulheres dessa série. 
comentários(0)comente



Laura 31/03/2018

Gostei muito!
Apesar da falta que senti da ida de Yelena e Ixia (principalmente do Valek risos!) esse livro trás muitos esclarecimento sobre a vida da protagonista, trás mais ação a historia e abriu novos pontos interessantes. Gostei mais deste do que do anterior, pois apesar de ter para mim alguns pequenos furos na narrativa, aquele que mais me incomodou no anterior eu não vi nesse. Animada com o próximo para ver o desfecho da historia.
comentários(0)comente



Weltri 28/10/2020

Esse segundo livro foi tão bom quanto eu esperava que seria, cheio de reviravoltas e emoção; adorei como foi explorado o poder da Yelena e a questão da sua família
comentários(0)comente



50 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4