Esperando Por Você

Esperando Por Você Susane Colasanti




Resenhas - Esperando por Você


117 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Fernanda 08/03/2013

Resenha: Esperando por Você - Susane Colasanti
resenha completa aqui: http://www.segredosemlivros.com/2013/03/resenha-esperando-por-voce-susane.html

Resenha “Esperando por Você” foi até agora, um dos livros mais divertidos do ano. Apesar de mostrar alguns clichês típicos da época da adolescência, apresenta uma narrativa divertida, leve e bem humorada. E é nesta história que conhecemos Marisa, uma garota que passou por alguns traumas devido a crises de ansiedade e histórico de depressão. Porém esse ano ela está se sentindo melhor e tudo o que ela mais quer é mudar sua vida e seu rótulo de ‘estranha’ na escola. Agora ela está ingressando no segundo ano do ensino médio, e está com várias expectativas para esse novo ano.
Conhecemos também Derek e Nash. O primeiro é a paixão da vida de Marina. Ela nutre um forte sentimento por ele, apesar dele ter namorada. E Nash é o nerd da trama, aquele amigo que você tem, é um fofo, está sempre com você nas horas vagas, e o principal...você só o vê com olhos de amizade mesmo. Mas será que ele também pensa assim? Marisa tem um foco principal: ela quer arranjar um namorado. Meio que isso quase virou uma obsessão pra ela, o que ao meu ponto de vista, fez ela não perceber outros caminhos que poderia seguir.

Marisa é a emoção a flor da pela, uma menina dramática e indecisa, vivenciado vários problemas em sua vida familiar e sentimental. Ela está em uma fase muito calma de sua vida e juntamente com sua melhor amiga Stealing, está curtindo toda a empolgação de volta às aulas e as novidades que as esperam. Tudo parece estar indo muito bem. Derek está na mesma sala que Marisa, e começa a prestar bastante atenção na garota. Termina o namoro e passa a conversar mais com Marisa. Até que os dois começam a se envolver. Até esse ponto, várias coisas mudaram, inclusive a vida pacata da menina. De uma hora para outra, tudo começa a ficar mais difícil. Seus pais enfrentam uma crise no casamento e por fim, se separam, sua melhor amiga está se afastando cada vez mais, Derek fica diferente a cada dia que passa e para piorar, até Nash começa a namorar.

O destaque da trama vai para um DJ misterioso, que anda animando as noites dessa galera. Ele é conhecido como Dirk e vem apresentando uma grande repercussão diante de suas palavras de atitude e encorajamento. Muitas vezes, me identifiquei com o que ele falou e achei essas partes muito interessantes e dinâmicas na trama. Ele sabe tudo que está acontecendo na escola e com todos ao seu redor, sabe tudo que se passa na vida de todo mundo e sabe a coisa certa a falar no momento ideal. Resumindo: Dirk está levando todos a loucura, e fica a pergunta no ar: Quem será essa pessoa misteriosa?
Confesso que em algumas partes do livro, achei a narrativa um pouco tediosa, mas no geral, é uma história que me conquistou com seu jeito leve e encantador. É o tipo de livro que te faz sentir as mesmas emoções no decorrer da história, e no desfecho, nos deparamos com um sorriso bobo de alegria e envolvimento.

resenha completa aqui: http://www.segredosemlivros.com/2013/03/resenha-esperando-por-voce-susane.html
comentários(0)comente



Just Livros 08/03/2013

Resenha Just Livros
O último ano não foi fácil para Marisa, por estar deprimida e sofrer de um distýrbio de ansiedade ela era tachada como a esquisita da escola. Agora com 15 anos e voltando para escola no segundo ano do Ensino Médio ela esta decidida a mudar.
Ela mora com seus pais e sua irmã Sandra na pequena cidade de Far Hills. Na volta às aulas ela e a inseparável amiga Sterling decidem que nesse ano vão arrumar namorados. Para Marisa o candidato perfeito para ocupar esse posto é o Derek, o garoto por quem ela tem uma quedinha e que com um olhar é capaz de mudar o seu dia. Infelizmente ele tem uma namorada, mas isso não impede que ela sonhe com o dia em que eles ficarão juntos.
Para complicar a situação ela acaba brigando com seu melhor amigo Nash, isso acontece depois deles se afastarem quando Nash confessou que estava gostando dela.
Já na escola o assunto do momento é o Webcast onde um anônimo conta tudo o que acontece na vida dos alunos. Ouvindo esse Webcast ela sente como se esse DJ anônimo entendesse seus problemas, mas ela não sabe quem ele é... ou sabe?!

"Juro, era como se ele estivesse falando diretamente comigo. Como é que ele sabe dos problemas com que estou lidando? Ele me dá a sensação de que não sou a única que se sente perdida. E já estou certa de que ouvirei o programa dele todas as noites."

Além disso, ela vai perceber que sua família não é tão normal e feliz quanto ela pensava, e de uma hora para outra vai receber a bomba de que seus pais vão se separar.

Acredito que a história seria previsível se não tivesse o tal DJ Anônimo que é o grande mistério do livro. Pensando que o livro tem o publico juvenil como alvo a autora conseguiu expressar bem o que se passa na cabeça dos jovens, onde qualquer coisinha é um problema terrível.
Achei um pouco forçado colocar o Derek e o Nash sendo praticamente um o oposto do outro, é tão coisa de novela. E falando nos meninos, o Nash consegue ser tão irritante com seu estilo Nerd que sabe de tudo (isso sim foi realista).
A narrativa da autora tem seus momentos cansativos no inicio do livro isso porque ele é narrado em primeira pessoa pela Marisa. E ela fica obcecada por alguns assuntos e isso começa a ficar repetitivo.
Apesar disso os capítulos são curtos e faz com que a leitura flua rapidamente na maior parte do tempo.
A capa do livro é linda, tem fonte de bom tamanho, páginas amareladas e conta com uma ótima diagramação e revisão.
Uma leitura fácil, rápida e recomendada para os adolescentes que irão com certeza se identificar com os problemas da protagonista.

http://www.just-livros.blogspot.com.br/
Thyale 08/03/2013minha estante
Amei a resenha, bem detalhada. Desde que lançou estou louca para conhecer melhor a história. Ainda não li nada da autora espero que esse seja o primeiro. ;))


Letí­cia 08/03/2013minha estante
Adorei a resenha! tenho muita vontade de ler esse livro :)


Gizeli Regina Meister 11/03/2013minha estante
Amei a resenha. Ainda não tive oportunidade de ler, mas dps dessa resenha quero adiantar. Nos últimos dias ando atras de livro assim, leve e para descontrair! Este parece ser perfeito...


Val 12/03/2013minha estante
Muito boa sua resenha...aumentou minha vontade de ler o livro.


Mandy 13/03/2013minha estante
Valeu pela resenha! Estou de olho nesse livro, espero lê-lo em breve!


MARCIA MARIA 13/03/2013minha estante
Gostei da resenha, tô curiosa pra ler.


MARCIA MARIA 13/03/2013minha estante
Gostei da resenha, tô curiosa pra ler.


MARCIA MARIA 13/03/2013minha estante
Gostei da resenha, tô curiosa pra ler.


MARCIA MARIA 13/03/2013minha estante
Gostei da resenha, tô curiosa pra ler.


Dani Marjorie 14/03/2013minha estante
Eu ainda não li o outro livro dessa autora, e foi lendo uma resenha que me interessei em ler, e com esse vai ser a mesma coisa, pois sua resenha me deu vontade de ler.
Bjs.


Thicy 15/03/2013minha estante
Eu já tinha visto esse livro antes, mas não havia ficado interessada, depois de ler a resenha, decidi dar uma chance ao livro.


Clara 15/03/2013minha estante
Estou super ansiosa para ler este livro, gosto muito de triângulos amorosos, sempre tem um que é o meu favorito, mas que no fim não é o escolhido ):
Bom, enfim estou bem curiosa em relação a este livro.


Marinna Bastos 16/03/2013minha estante
Gostei da sua resenha n conter spoilers. A história parece n ter nenhuma novidade, mas o publico juvenil adora né rs

adorei a resenha!

bjs


Bia 16/03/2013minha estante
Gostei muito da resenha, a estória parece ser muito boa, e amo muito essa capa, achei muito fofa *-* Esse livro já tá na minha lista de leitura desse ano!


rose 16/03/2013minha estante
Gostei muito da resenha, a estória parece ser muito boa, e gostei muito da capa, achei muito fofa.


Luisa 18/03/2013minha estante
Adorei a resenha!


Thai 18/03/2013minha estante
o livro parece bom ao que percebi a autora fixa bem o lado adolescente, numa tentativa de expor os medos e anseios que rodeiam os jovens e isso torna o livro leve e gostoso de ler, quero muito ler


Paloma P.S 24/03/2013minha estante
Adorei a resenha.
Não vejo a hora de "devorar" esse livro !


Gislaine 25/03/2013minha estante
Eu quero :D


C. Aguiar @coelhoobrancoo 25/03/2013minha estante
distúrbio está escrito errado...


Rozi 26/03/2013minha estante
Huum.. gostei, quero ler!!!


Gabi Suzart 30/03/2013minha estante
Parece que o livro não é tão bom como eu pensava que era, mas ainda quero dar um chance a ele.
Esse DJ anônimo, me lembrou um pouco de Gossip Girl, com a garota do blog.
Nem todos os adolescentes são assim. haha'
Com certeza o livro ficaria previsível... Só não me diga que o tal menino que ela gosta, vai começar a gostar dela... ¬¬'
Gostei da resenha.
Beijoos :*


Daureane 30/03/2013minha estante
Esses triângulos amorosos sempre me chamam à atenção, principalmente quando um é o(a) melhor amigo(a). rs'
Muito boa a resenha!
Adoraria lê-lo.


Paty 06/04/2013minha estante
Tua resenha é ótima. Parabéns! Este livro é o tipico que leremos uma vez, no máximo duas. Mas todo o conjunto é agradavel então vale a pena!


Larissa 06/04/2013minha estante
Tem tudo que eu precisava saber! Obriagada ;)


Genilda Silva 08/04/2013minha estante
Ando apaixonada ultimamente por livros sobre os dramas de adolescentes^^


DomDom 09/04/2013minha estante
Gosto de livros com essa pegada mais leve, de leitura fácil e rápida. O único problema é que personagens adolescentes são realmente bem chatinhas. Mesmo assim, espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.




Lucianoasantos 21/03/2013

É bom, mas tropeça lá na página 95
Eu gostei de Colasanti em “Bem Mais Perto”. Ali encontrei personagens charmosos e carismáticos, situações que, por mais que se mostrassem clichés, como a mocinha apaixonada, o garoto desavisado e o amor não correspondido, foram bem trabalhadas e deram até mesmo margem a questionamentos maiores. Foi um livro bem executado, que me agradou e colocou a autora no meu mapa.


Assim, não foi sem alguma ansiedade que fiquei sabendo do lançamento deste “Esperando por Você”. Queria tê-lo em mãos, ver o que a autora me proporcionava desta vez, o que conseguiria extrair de um gênero que tem por característica estagnado de novas ideias e situações. O resultado não foi o que esperei.

Em “Esperando por Você”, conhecemos Marisa, uma garota com distúrbios de ansiedade que passou por um inferno astral no ano anterior, quando teve uma crise de depressão, e agora, com o novo ano letivo da escola prestes a começar, luta para se enquadrar e passar longe da névoa e escuridão que teve que superar.

Mas apesar de se sentir solitária, Marisa tem pessoas que a amam por perto, como seus pais e sua melhor amiga, Sterling, que me pareceu um personagem bem mais interessante que a protagonista, como se ela sim tivesse uma verdadeira história pra contar; mas as coisas nunca são tão simples quando se fala de problemas psicológicos, e, quase nunca, quem passa por estes momentos sabe reconhecer o mundo à sua volta como ele realmente é.

Mesmo não estando mais em crise no começo do livro, Marisa é uma adolescente reclamona que se queixa de tudo sem conseguir dar o devido valor ao que tem: uma boa casa, uma vida confortável, uma família presente. Apesar de ter alguns flashes de compreensão em certos momentos, na maioria das vezes fica a impressão de que ela vê as coisas da maneira errada, e isso faz, consequentemente, com que tome ações que não são as melhores para o momento.

Sou oito anos mais velho que meu irmão caçula, então, enquanto ele tinha sua crise de identidade na adolescência eu pude acompanhar do alto dos meus vinte e três anos, e posso dizer que não há nada pior que um moleque que descolore o cabelo, fura a orelha, toca baixo numa banda de garagem mas mesmo assim reclama de tudo. Não é muito agradável, então, acompanhar a personagem em seus momentos mais sombrios, por mais que ela queira mudar e ser uma pessoa melhor.

O que me leva ao ponto do livro que me irritou profundamente. Eu estava gostando dele até que, na página noventa e cinco, a Colasanti se saiu com a seguinte frase, após Marisa finalmente se dar conta de quem tem sorte por possuir tudo o que tem:

Assim, não consigo entender por que eu tinha ficado tão deprimida antes. Meu psicólogo diz que estes sentimentos que invadem o corpo são inevitáveis por causa da genética e de fatores ambientais. Discordo. Acho que você pode decidir como irá se sentir e, então, fazer com que se sinta dessa forma, se for uma pessoa determinada. É provável que eu simplesmente não tenha me esforçado o suficiente para ser feliz. Mas isso não quer dizer que não possa me esforçar mais agora.

Sacanagem das bravas!

Este é o típico pensamento imbecil americano: você pode ter tudo o que quiser se se esforçar o suficiente. Eu concordo que isso se aplique a, por exemplo, uma carreira acadêmica ou ao mercado de trabalho, mas à problemas psicológicos? Nem pensar!, principalmente em se tratado de depressão.

Ninguém quer ter depressão, não é uma opção decidir ficar no fundo do poço. É uma doença e tem que ser tratada como tal, e repito, não é uma opção. Uma mãe escolhe ter depressão pós parto para assim rejeitar o próprio filho? Não, se assim fosse, a placenta não seria uma alternativa de tratamento. Sair com os amigos, ler um livro, assistir a um filme ou ter pensamentos sombrios? Porra, tentar ser feliz e buscar caminhos para isso é uma opção, mas se no meio do processo você se sente deprimido não quer dizer que não se esforçou o bastante.

O que é preciso para ser feliz? Uma dose a mais de vodca? Fala sério Colasanti!

E eu até entendo que possam justificar a frase dizendo que se tratava do pensamento da personagem, não da autora. Aham, beijo técnico, sei! Mas, vou abrir uma exceção e concordar com isso: a personagem pensa desta forma, não necessariamente a autora. Ok, mas o quão irresponsável é uma escritora que escreve para o público adolescente se sair com uma afirmação dessa? O que vai pensar uma garota que se sente deprimida no momento em que ler isso? É recomendado que ela, somando-se a todos os sentimentos negativos com os quais já tem de lidar também acredite que é culpa dela, que não se esforçou?

Sério, eu tô velho demais pra isso. É uma pena, realmente, estava gostando do livro e ele tinha tudo para ser bonitinho como o “Bem Mais Perto” – apesar de não ter o mesmo charme que ele - até a página noventa e cinco. Depois dali eu fui voto contra e não teve jeito. Nem o final compreensivo, as coisas que se ajeitam, as decisões que são tomadas. Muito menos a identidade secreta do DJ, que fica óbvia assim que o personagem dá as caras.

Mas leiam o livro, e tirem suas próprias conclusões. Pode ser que a página noventa e cinco nem tenha um impacto tão grande assim em vocês.
Gy 23/03/2013minha estante
não tive ainda a oportunidade de ler nada da autora... sua resenha ficou bem legal, expressou sua opinião de maneira inédita e diferente, acho que sua critica a pág. 95 só me deixou mais animada para ler o livro, curiosa... Também não concordo com o pensamento... E acho que pode influenciar negativamente minhas criticas do livro, mas poder ser que num contexto geral, o livro seja bacana... Vou ler, e ver se gosto...


SahRosa 24/03/2013minha estante
Realmente é uma pena os pontos negativos do livro, eu esperava bem mais, uma abordagem mais profunda sabe. Enfim, gostei de sua resenha, deu para ter uma ótima ideia do livro ;D


Belle 25/03/2013minha estante
Otimo livro,gostei da capa e o enredo tbm.......torcendo.


Michele 28/03/2013minha estante
kkkkkkkkkkk Adorei sua opinião mais adulta do livro , mas geralmente guase todos os livros que gra em torno de adolescentes tem esses dramas-nao-dramas que só os colegiais de livros sabem fazer bem ,mas concordo ser feliz nao é só uma questao que querer de mudar a mente etc , mas se for discutir isso ficaremos aqui o dia todo e mesmo assim nao chegaremos em lugar algum é um assunto complexo e de carater totalmente diferente para cada um , obrigada pela opiniao sincera sobre o livro , e parabens !


Michele 28/03/2013minha estante
kkkkkkkkkkk Adorei sua opinião mais adulta do livro , mas geralmente guase todos os livros que gra em torno de adolescentes tem esses dramas-nao-dramas que só os colegiais de livros sabem fazer bem ,mas concordo ser feliz nao é só uma questao que querer de mudar a mente etc , mas se for discutir isso ficaremos aqui o dia todo e mesmo assim nao chegaremos em lugar algum é um assunto complexo e de carater totalmente diferente para cada um , obrigada pela opiniao sincera sobre o livro , e parabens !


Dan 28/03/2013minha estante
Eu li este livro esta semana e apenas o detestei, assim como o livro anterior desta autora achei bem fraco e irritante. E esta frase é realmente ridícula!


Débora Pirovic 29/03/2013minha estante
Gostei da resenha, agora estou ansiosa para ser a sorteada e ler e tirar as minhas próprias conclusões .


Maristela 31/03/2013minha estante
Como comentei no blog, estou super curiosa a respeito do livro e quero muito ler. Gostei muito da resenha.


Ivi 01/04/2013minha estante
E com o enredo previsivel, a autora está sendo bastante lida né? Essa questão de que voc? pode tudo (sonho americano) é realmente muito irritante. Adorei sua sinceridade!!!


Kelry 02/04/2013minha estante
É eu não faço nem ideia de como é a narrativa, mas eu espero não desgostar tanto do livro quanto você desgostou u.u enfim! Gostei da sua opinião bem estruturada na resenha :*


07/04/2013minha estante
Lendo a resenha fiquei com mais vontade de ler Bem Mais Perto.
Ainda quero ler Esperando por Você, apesar desse ponto de vista com relação a depressão.
Depressão é coisa séria, acho que quem convive com pessoas que tem sabem que é complicado, e só quem sofre desse mal para entender mesmo.


cris 10/04/2013minha estante
Eu ainda não li Bem Mais Perto,então não sei como são os livros dessa autora, mas gosto de livros clichês e gostaria de ler esse pra passar o tempo mesmo nem ligo de ser ruim em alguns aspectos.


Thici Rodrigues 19/04/2013minha estante
Tinha achado a história ótima e fiquei com super vontade de ler, mas odeio aqueles livros que decepcionam, começam bem, você vai se empolgando e no meio pro fim é só tédio e mesmice não esperava que fosse assim, sua resenha me surpreendeu mas mesmo assim vou dar uma chance, porém vou ler sabendo o que me aguardo, espero terminar de ler por que geralmente eu abandono logo! Bjs




Leitora Viciada 03/04/2013

É raro encontrarmos uma capa que seja como uma cena exata do livro com tanta perfeição como esta de Esperando por você. O píer, todo o cenário, os jovens sentados observando o rio e conversando, o estilo e aparência de cada um, incluindo cores de cabelo, óculos... Perfeito. Este é o refúgio de Marisa, um local tranquilo em que ela relaxa de seu distúrbio de ansiedade e, consequentemente, depressão; reflete sobre sua vida, foge momentaneamente de seus problemas e conversa com seu melhor amigo Nash.

O livro possui cinquenta e cinco capítulos curtos e dinâmicos separados em quatro partes, de acordo com a época do ano: Agosto-Outubro; Novembro-Janeiro; Fevereiro-Abril; e Maio-Junho. Terminando exatamente nas férias do final do ano letivo, que nos Estados Unidos ocorre no meio do ano, em julho.

Esperando por Você possui diversas semelhanças com outro livro que li da autora: Bem Mais Perto (resenha). É um livro adolescente, muito agradável e leve, que diverte e traz reflexões para leitores de qualquer idade que se identificam com a realidade adolescente, com todas as dúvidas e incertezas dessa fase da vida.

Além de abordar os mais diversos relacionamentos humanos, a autora foca nos sentimentos dos adolescentes, na relação entre amigos, irmãos, namorados e com os pais. Através da protagonista nós observamos suas diferentes relações.
Marisa e seus pais, que parecem ser um casal perfeito. No entanto, estará Marisa preparada para compreender que eles não são apenas seu pai e sua mãe, mas também indivíduos com sonhos, medos, frustrações e sentimentos?
Seu pai é tão legal, do tipo que tenta ser amigão e estar sempre aberto aos diálogos. Sua mãe é mais reservada, porém sempre presente. Marisa se sente sortuda por ter pais que continuam casados e não brigam, enquanto outros adolescentes não têm essa sorte.
Marissa e sua irmã mais jovem. As duas são adolescentes distintas, na verdade aparentemente não muito companheiras. Marisa poderá tentar compreender melhor a irmã, que assim como ela passa por uma fase complicada e arrebatadora na vida? As brigas e implicâncias infantis das duas não deveriam dar lugar à maturidade e respeito que devem existir entre adultos?
Marisa e sua tia. Aquela tia compreensiva, que não recrimina como a mãe e sabe aconselhar como uma amiga mais velha e experiente,embora nem ela tenha tomado um rumo amoroso estável. Uma personagem que poderia ter sido melhor explorada.

Marisa e seu melhor amigo. Embora tenham passado a infância toda juntos, com o tempo Marisa e Nash foram se afastando. Então ambos se reaproximam e retomam a amizade.
Tudo recomeça através dos estudos e trabalhos do Ensino Médio, mas logo a intimidade ressurge como se nunca os tivesse deixado.
Ele é tímido, porém possui bom senso de humor, é sensível e muito culto e inteligente. Faz o estilo nerd e largado; não é atraente nem sexy, portanto, quando Marisa imagina que talvez ele esteja apaixonado por ela, se preocupa. Afinal, ele é seu melhor amigo!

Marisa e sua melhor amiga. Sterling é aquela amiga tão ligada que parece ser irmã. Não possui nenhuma dificuldade em se relacionar socialmente, mas mantém sua amizade com Marisa em primeiro lugar. Participa de várias atividades ao mesmo tempo, mas sua paixão é a culinária.
As amigas fazem um impacto: Irão conseguir um namorado ainda este ano. E até que ambas arrumem seus pares, possuem um programa semanal marcado religiosamente; para uma nunca deixar a outra sozinha.
Será que uma não ficará chateada se a outra conseguir um namorado primeiro? Ciúmes entre amigas, confusão comum nessa fase da vida foi retratado de forma realista pela autora. Eu me emocionei.

Marisa e sua paixão. Ela está completa e loucamente apaixonada por Derek. Um dos garotos mais populares e lindos da escola, esportista e super comunicativo. Ela não consegue deixar de admirá-lo e sonhar com um possível encontro entre os dois. Mas tem um problema grave: Derek tem namorada.
No meio disso tudo, por mais inacreditável que seja, Derek parece estar interessado por Marisa, sempre sorrindo, reparando nela e retribuindo olhares. Os dois passam a conversar cada vez mais.

Portanto ela se vê em meio a um dilema: Seu melhor amigo, por quem ela não sente nada além de carinho e amizade, parece apaixonado por ela. Mas será mesmo ou Marisa está fantasiando? O menino mais gato da escola é comprometido, porém começa a dar o maior mole para ela. Ou será apenas amizade?
A adolescente se pergunta a todo o momento: Como saber quem é o cara certo? Será que isso existe, a "pessoa certa", "alma gêmea"? Como saber reconhecê-la, onde estará seu namorado perfeito?

E como lidar com todos os típicos dilemas da adolescência e todos esses hormônios e preocupações quando se tem distúrbio de ansiedade, com episódios de euforia e nervosismo que levam à frustração e em seguida à depressão profunda?
Pior ainda quando todas as certezas de Marisa mudam drasticamente. Algumas para o bem, outras para piorarem sua vida. Com uma surpresa atrás da outra, Marisa se perde entre o namorado que parecia perfeito e ideal; o desentendimento repentino com os pais, as discussões incansáveis com a irmã, a briga séria com a melhor amiga e o afastamento brusco do melhor amigo.
Tudo parece virar de cabeça para baixo, tanto em casa quanto na escola e Marisa se perde dentro de si. Nada parece conseguir retirá-la da depressão e nervosismo, ela não pretende voltar para o analista, então tenta com todas as forças aceitar e compreender as mudanças ao seu redor para melhorar sua vida, mesmo quando ela parece desmoronar completamente.

Este livro é superior ao Bem Mais Perto, mas mantém as mesmas características de um bom chick-lit teen.
A narrativa é em primeira pessoa, contada por Marisa e existem muitas gírias adolescentes e referências populares. É uma ambientação bastante moderna, com bate-papos pela internet, incluindo um programa online onde um desconhecido (que parece saber tudo sobre todos da escola) fala com os adolescentes sobre suas vidas, dilemas e dúvidas. Ele parece um psicólogo, mas fala a língua dos jovens!
Marisa fica viciada em ouvir a transmissão, assim como todos de sua escola, e tenta descobrir qual é a identidade secreta desse rapaz que é visto como referência de bom senso entre todos.

A autora cria uma história adolescente, atual e intensa, mantendo o realismo e a leveza. Novamente, com sensibilidade e naturalidade ela aborda problemas psicológicos comuns. Com cuidado e de forma agradável ela mostra como são os adolescentes e suas vidas. Utiliza personagens principais muito mais cativantes que em Bem Mais Perto, além de secundários que complementam a trama.
Mesmo o enredo tendo alguns pontos previsíveis, eu me apaixonei por Esperando por Você. Até mesmo o título é interligado à história de variadas formas, em vários trechos, com várias conotações. Como sempre parece que estamos esperando por alguma coisa, acontecimento ou alguém.

Marisa, Nash, Derek, Sterling, Sandra, os pais e a tia de Marisa e Sandra; todos evoluem durante a história e em pouco tempo muitas coisas mudam. Assim como na vida real, precisamos enfrentar as mudanças, crescer com elas e nos adaptarmos à uma nova vida. Viver é uma mutação constante e essa é uma das mensagens do livro.
Quando menos se espera, podemos perceber que da mesma forma que esperamos por algo ou alguém, pode existir outra pessoa nos esperando. Buscamos por uma pessoa especial e nem sempre percebemos que já somos especiais para muitas outras e que já temos o que buscamos.
Vidas são marcadas por outras eternamente. Relacionamentos podem não durar para sempre, mas as vidas podem ser interlaçadas e lembranças jamais esquecidas.

Marisa aprende que antes de esperar pelo namorado ideal, precisa se encontrar. Antes de esperar pelos pais sempre perfeitos, precisa compreender que eles são humanos antes de tudo. Antes de esperar pela irmã amolecer em seus atos, precisa dar o primeiro passo para isso ser possível. Antes de esperar pela melhor amiga sempre companheira, precisa ela estar mais presente nessa amizade. E antes de esperar por Nash ou Derek, ela precisa esperar por si própria, em seu próprio tempo, para poder escolher bem, não apenas namorado, mas todas as questões de sua vida.

E desse livro me lembrei de algo que minha mãe me dizia quando eu tinha 14 ou 15 anos de idade: "Nunca deixe os rapazes escolherem você. Escolha você seu namorado." Ela faleceu e infelizmente eu demorei vários anos para compreender a complexidade dessa dica aparentemente tão simples.
Foi isso que Esperando por Você me fez lembrar: Da época em que eu tinha 15 anos e também esperava por alguém.

Eu modificaria o subtítulo do livro para Dois meninos. Duas paixões. Uma garota intensa!
ThaGi 03/04/2013minha estante
Você sempre sabe me deixar morrendo de vontade de ler um livro por sempre captar a essencia e mensagens dele. gostei do final "Uma garota intensa!"


Jairolenz 03/04/2013minha estante
Você sempre observa coisas que mais nenhum outro resenhista explora.


Thai 04/04/2013minha estante
eu fiquei ainda mais curiosa sobre o livro depois de ler sua resenha, tati vc escreve muito!!!! Esse com certeza é um lançamento etanto da editora!


Sam Puckett 04/04/2013minha estante
Faz um tempo que to querendo ler algo dessa autora e com sempre, Tati e suas resenhas perfeitas u.u Eu quero esse livro pra mim!!!




lelymarques 10/02/2013

Drama adolescente tratado com frescor e romance
Esse lançamento da Novo Conceito é uma delícia de ler! Apesar de estar cheio de clichês típicos de romances de high school, o frescor com que Marisa conta essa fase de sua vida cheia de expectativas, decepções e mudanças faz toda a diferença!

O livro está repleto de coisas bem típicas de adolescentes como fazer uma tempestade em copo d´’agua por problemas que nem são tão graves, achar que tudo só acontece com você, que os seus pais são os piores, sua irmã é a mais irritante e nenhum garoto interessante olha para você. Confesso que geralmente acho esses dramas adolescentes chatos e cansativos. Nesse caso eu não me senti cansada em hora nenhuma!

leia mais em: http://newromantic.net/?p=3114
comentários(0)comente



Saleitura 27/06/2013

Marisa é uma jovem adolescente de 16 anos que está de bem com a vida. Seus pais são bem casados e são um exemplo que procura seguir. Esse é o padrão de vida que deseja para si. Está iniciando o segundo ano do Ensino médio cheia de esperanças de conseguir superar seu distúrbio de ansiedade e fazer com que as pessoas notassem que ela mudou.

O que achei interessante é que o livro é dividido quatro partes com períodos de meses: Agosto * Outubro / Novembro * Janeiro / Fevereiro * Abril / Maio * Junho.

Estava ansiosa por encontrar com sua melhor amiga, Sterling, que não a via desde junho. Uma amiga que ajuda em tudo, mas tem uma família bizarra - gosta de rapazes mais velhos e está apaixonada por um rapaz que ninguém sabe quem é. Um mistério para todos inclusive para ela. Para este segundo ano Marisa e Sterling juram que este vai ser o melhor ano de suas vidas

Marisa quer mais do que nunca namorar Derek que é o namorado que toda garota sonha. Ele é bonito, cheio de charme e super popular na escola e neste ano está na sua sala e começa a mostrar interesse por ela. Mas o que atrapalha é que ele tem uma namorada. Nem tudo pode ser tão fácil assim!

Tenho que falar também sobre Nash seu melhor amigo que “praticamente era parte de sua vida.” Com o início das aulas se uniram e fizeram uma grande amizade em virtude de projeto de laboratório.

A vida é complicada. Nash é um garoto nerd, tímido, todo relaxado, mas super carinhoso que gosta muito de Marisa, mas ela gosta de Derek.

Tudo parece estar a mil maravilhas, Marisa namorando Derek apesar de sentir de que não é aquilo tudo que imaginava, sua grande amizade com Nash até que acontece a separação dos pais que a deixa deprimida. Para completar descobre que Derek continua falando com a namorada e acaba com tudo. Ela procura seu amigo Nash e ele tenta beijá-la , mas ela não quis. Com isso ele se afastou e foi quando ela mais precisava dele.

Tempos depois o Nash muda completamente a sua forma de ser, deixa de usar óculos, antes andava toda bagunçado e agora estava todo arrumado , charmoso e isso foi chamado à atenção de Marisa que começa a sentir uma queda por ele.

Neste momento quando sua vida vira de cabeça para baixo ela conhece Dirty Dirk, um radialista anônimo que usa um canal de internet para ajudar, apoiar e aconselhar os jovens que vivem seus problemas e conflitos. Com um endereço de e-mail ele recebe dos jovens mensagens, também anônimas, esperando uma palavra amiga , um conselho.

Marisa fica impressionada com as suas respostas.
“Isso é tão estranho! É como se tudo que Dirk estivesse dizendo e os e-mails que selecionou para ler fossem, todos, sobre a minha vida.O mais triste nisso tudo é que ele é a única pessoa que me entende perfeitamente neste momento, e eu nem mesmo sei quem é ele.” Página 129

Gostei muito do livro e da forma como a autora narra à história que entre erros e acertos ela mostra o amadurecimento natural dos jovens, mostra que aquilo que buscamos muitas vezes está bem na nossa frente e não conseguimos enxergar.
“- Aqui vão as últimas palavras de sabedoria. Se seus pais fizerem merda, não siga o exemplo deles. Use os dois como um exemplo de quem você não quer ser – seja você mesmo. Você é capaz de superar os próprios medos , pode mudar, pode fazer da sua vida aquilo que sempre quis. Talvez isso não aconteça amanha, mas vai acontecer em breve. Então, agüente firme!” página 323

Leitura e resenha por Michele Manhães

Veja posatgem no blog Saleta de Leitura

site: http://saletadeleitura.blogspot.com.br/2013/06/resenha-do-livro-esperando-por-voce-de.html
Thais P. 07/01/2014minha estante
Nunca tinha tido interesse em procurar informações sobre esse livro, mas depois de ler sua resenha me interessei!
Gosto de histórias que tratam desses conflitos jovens, principalmente quando os personagens mudam durante a narrativa e se desenvolvem.


Joelma 12/01/2014minha estante
Ainda não formei minha opinião sobre este livro, só lendo mesmo :)


Roberta 20/01/2014minha estante
Eu adorei. O primeiro parágrafo me descreve quando tinha essa idade, já deu para perceber que rolou uma identificação. Enfim, acho muito legal ver como as pessoas vão mudando e madurecendo com o tempo e poder acompanhar isso é um aprendizado!


DomDom 22/01/2014minha estante
Eu gosto bastante de história mais teens, pois geralmente são mais leves e descontraídas. Apesar desse me parecer ter uns assuntos um pouco mais densos, creio que a autora conseguiu abordar com mais leveza. Espero ler em breve.


Milena 24/01/2014minha estante
Gostei muito desse livro, achei ele ótimo, recomendo!


Amanda 26/01/2014minha estante
Quero muito ler esse livro, parece bem legal!


Rafaela 27/01/2014minha estante
nossa pela resenha parece ser ótimo! quero ler!!




Yasmin 15/04/2013

Personagens críveis, bons temas, mas desenvolvimento leve demais

Quando vi o lançamento de mais um livro de Susane Colasanti fiquei bastante curiosa afinal o outro livro da autora me surpreendeu e realmente queria que os outros livros dela tivessem o mesmo tom e ritmo. Adoro quando posso sair da minha área de conforto, buscando gostar de livros de novos gênero. Porém o que aconteceu com "Esperando Por Você" é diferente. O livro é bom, repleto de itens que fazem da história e dos personagens algo mais crível e interessante, mas o livro também é simples, com pouca trama e acontecimentos.

Marisa não vê a hora das coisas começaram a acontecer para ela. Todo ano ela e sua amiga Sterling têm certeza de que as coisas acontecerão, mas nunca acontece. Ela quer deixar de se sentir uma espectadora da própria vida e da vida dos outros. E para isso precisa arrumar um namorado, viver um amor e fazer novas amizades. Marisa está decida a deixar a depressão que tomou conta de sua vida no último ano para trás. Por isso quando a escola começa trazendo Nash de volta para sua vida Marisa começa a achar que esse realmente é o ano. Ela sempre foi amiga de Nash, desde quando era pequena, mas já fazia uns anos que eles tinham se afastado. Com a dupla na aula de química ela sente que a amizade deles está de volta. Isso até um pequeno incidente desestabilizar algo que estava tão bom. Contudo ela não tem muito tempo para pensar. Derek começa de forma inesperada a paquerá-la e eles acabam saindo. Mas será mesmo que isso é ser feliz? Sua família está se desmanchando, Nash começa a sair com outra pessoa e ir a deixa com mais ciúmes do que gostaria de admitir, Sterling se afastou desde que ela começou a namorar e para piorar Derek anda cada vez mais esquisito. Sem coragem de admitir para si mesma a verdade Marisa começa a protelar o inevitável.

A premissa é basicamente essa. Uma garota em busca de algo mais, querendo começar a viver, ter suas próprias histórias. Deixar de viver no automático que crescemos. A narrativa de Susane Colasanti é bastante fluida e ela consegue construir uma protagonista distinta, bastante crível e com uma personalidade diferente. Coisa que nem todos os autores do gênero conseguem. A história é bastante simples, as ansiedades de uma adolescente que passou a vida pensando no futuro e os medos que a impedem de agir como ela mesma desde o princípio. Aliás, a autora merece todo o mérito por conseguir transportar com clareza essa fase da vida para o papel. Dividindo o foco, temos de forma secundária o divórcio dos pais e o choque que isso causa a garota que sempre achou que tinha a família perfeita.

Dos personagens o mais interessante é o Nash, que amadurece ao longo da trama. Gostaria que a história tivesse sido dividida entre os dois pontos de vista. Teria sido mais interessante. É bastante óbvio o rumo da história, mas dá para se entreter e até se divertir com a história, principalmente quando Marisa está com Nash ou Sterling. Outro ponto que merece destaque é que apesar de não ter muita trama os personagens são todos bem construídos e suas personalidades são o que prende o leitor a história.

Leitura rápida, leve e agradável que vai conquistar todos que procuram um juvenil mais leve, que lembra bastante um chick-lit versão juvenil. Susane Colasanti consegue provar que escrever histórias sobre e jovens para jovens pode ter algo mais do que protagonistas tudo parecidas. Temas como divórcio, ansiedade, depressão, e perdão são perfeitos para o público mais jovem. A edição da (...)

Termine o último parágrafo em: http://www.cultivandoaleitura.com/2013/04/resenha-esperando-por-voce.html

comentários(0)comente



PorEssasPáginas 11/08/2013

Resenha Esperando por você - Por Essas Páginas
Quando nós separamos os livros da parceria da Novo Conceito, eu fiquei muito animada com a sinopse de “Esperando por Você”. Pode ser clichê, mas eu adoro livros com triângulos amorosos. Mas, infelizmente, o livro não foi muito bem o que eu esperava.

A sinopse já resume bem a história: Marisa está começando um novo ano letivo e ela está pronta para esquecer o sofrimento do ano anterior e finalmente ser uma garota popular. Só nessa parte já temos o primeiro problema: o que realmente Marisa sofreu no ano anterior? Ela fala, fala, fala… Mas não especifica o que aconteceu! Imagino que ela tenha sido excluída porque ela tem transtorno de ansiedade. Mas a autora poderia ter trabalhado melhor esse ponto para que nós pudéssemos nos aproximar mais da protagonista.

E o que mais me deixou decepcionada com o livro foi que a Marisa não é uma personagem interessante. Pode ser porque faz muito tempo que eu não sou mais uma adolescente (mas eu já li vários outros livros adolescentes que eu AMO!). Pode ser porque eu nunca quis ser a popular da escola… Mas a Marisa me irritou em inúmeros momentos. Ela só fazia tudo para ser popular! Os vértices do triângulo amoroso eram Derek, que reparem só na coincidência, é um dos garotos mais populares da escola, e Nash, o amigo nerd que Marisa acha esquisito e não dá muita atenção (mesmo eles se conhecendo desde crianças e a Marisa também sendo meio nerd). Em nenhum momento eu realmente acreditei que ela gostasse do Derek. A Marisa era tão convencida que quando Nash pede a sua ajuda para poder se declarar a uma menina, ela pensa que era para ela… Infelizmente tem um fato que eu não posso comentar que é spoiler, mas tudo identificava que o Derek ia fazer uma coisa mas… Não fez. E a história ia ter muito mais sentido se ele fosse assim.

O que eu gostei no livro foi o DJ. Ele passa mensagens MUITO interessantes… Mas como a identidade dele foi descoberta foi muito decepcionante!

Mas o livro não é só o triângulo amoroso. Temos toda a parte “séria” da história, já que Marisa sofre de transtorno de ansiedade e ela está passando por problemas na família. Mas esses pontos não foram bem trabalhados no livro! Aliás, a sensação que eu tenho é que a história foi uma colcha de retalhos. Várias cenas soltas que poderiam ser muito interessantes mas que no final, faltava a “linha” para unir cada pedaço.

A narração também não me agradou muito. Marisa tem por volta dos 15 anos, mas principalmente levando em consideração os dias atuais, ele poderia estar sendo narrado por uma personagem muito mais nova. Claro que as pessoas amadurecem com idades diferentes, mas o que a Marisa queria conquistar não condizia com a voz que estava narrando, que era bastante infantil.

Enfim, Esperando por Você tinha tudo para ser aquele livro leve e divertido para ser lido em um tarde só. Mas a base para livros assim é ter personagens cativantes – e infelizmente não foi isso o que aconteceu.

site: http://poressaspaginas.com/resenha-esperando-por-voce
comentários(0)comente



Val 21/05/2013

Livro "Esperando por você"
Esse não é o tipo de livro que eu tenho lido ultimamente, mas foi bom para quebrar o clima de "livros mais misteriosos" que eu venho lendo. Marisa acha que é hora de um novo começo e de ter um primeiro namorado de verdade. Depois do popular Derek convidá-la para sair, as coisas ficam complicadas. Os pais se separarem e Marisa tem uma briga com seu melhor amigos. Além disso tudo, Derek, o amor da sua vida, a deixa desapontada.
O que sempre ajuda Marisa, são os podcasts de um DJ anônimo, e ela sempre sente como se ele conhecesse ela, como se ele sempre dissesse o que ela precisava ouvir.
O que ela não esperava é que as coisas pudessem realmente mudar tanto.
Uma coisa que me incomodou no livro é que, apesar de ser um livro gostoso e rápido de se ler, você meio que já sabe o que vai acontecer na estória.

E você, já leu? O que achou do livro? Conta pra gente!


Postado em: http://revistagalaxy.weebly.com/11/post/2013/05/livro-esperando-por-voc.html
Dai Kazasama 21/05/2013minha estante
Eu não li ainda, mas fiquei curiosa em saber quem é o tal DJ. Gosto de livros assim, apesar de serem previsíveis. :)


Bia 29/05/2013minha estante
Ainda não li esse livro, mas estou bastante curiosa. Gostei bastante da história e da sua resenha ^^


Leeh 24/06/2013minha estante
Querendo muito ler esse livro


vera munhoz 25/06/2013minha estante
Pela resenha não fiquei muito curiosa, prefiro mistérios, gosto de ficar imaginando.




Ju 17/04/2013

Esperando por Você
Fazia tempo que não acontecia comigo o que aconteceu enquanto eu lia esse livro. Eu enrolei, de propósito... rs... Sim, foi um ato de covardia. Não queria que a história terminasse, estava tudo tão bom!

Conhecemos uma adolescente bem confusa no início do livro e, no final, vemos uma pessoa totalmente diferente. Marisa, a protagonista, cresce de forma extraordinária. E eu amo isso!!! Adoro ver a evolução das personagens.

A garota está passando por um momento complicado, teve inclusive uma séria depressão no ano anterior, devido a um distúrbio de ansiedade. Mas está decidida a recomeçar, apesar de não saber se terá essa chance.

"Quando todos esperam que você seja de determinada maneira é mesmo muito difícil escapar desta imagem. É como se, num momento qualquer, alguém decidisse o que você é; você fica presa dentro desta imagem e pronto. E, no ano passado, todos chegaram à conclusão de que eu era maluca."

O problema da Marisa no início é que ela acha que um namorado pode resolver todos os problemas da vida dela. Você é uma adolescente, também pensa assim, e está lendo essa resenha? Pois bem, não, não pode. Ter o namorado certo ajuda, claro. Seria bem mais difícil passar por algumas coisas nessa época da minha vida sem ter alguém em quem eu confiasse plenamente pra conversar. Mas a amiga certa também poderia ter feito esse papel, sem problema algum.

"OK, se eu for realmente sincera comigo mesma, tenho que admitir que não quero que ele saiba de todas as minhas complicações. Não quero que saiba de meus problemas emocionais, sobre meus pais ou sobre qualquer coisa que, ainda que remotamente, dê a ele a impressão de que sou uma mala. Pois se ele souber como sou complicada, é possível que deixe de gostar de mim. Será que, com isso, estou tentando ser alguém que não sou?"

Acho que a pergunta da Marisa já está mais que respondida, né? rs... O mais legal é que ela chega a essa conclusão sozinha. E até relativamente rápido.

"Acho que existia uma ligação entre a gente, mas ele não é "o cara". O cara nunca faria com que eu me sentisse péssima assim. (... ) O único cara que me merece é aquele que acredita que sou a melhor pessoa com quem ele poderia estar."

Brilhante, garota! Que orgulho!! =)

Uma coisa muito legal no livro é um programa de rádio, feito por uma pessoa anônima, o Dirty Dirk. Bem que eu queria ter um programa desses para ouvir na época do colégio, em que as injustiças absurdas fossem tornadas públicas e "A verdadeira personalidade dos rapazes" fosse revelada. Teria facilitado bastante a minha vida. Acho que uma adolescente que tiver a oportunidade de ler esse livro vai lidar muito mais facilmente com situações difíceis. Porque tudo o que a autora diz, através de suas personagens, são coisas bem valiosas que devem ser levadas para a vida.

"Estamos todos entediados, desesperados e à espera que algo aconteça. Esperando que a vida melhore. Esperando que as coisas mudem. Esperando que aquela pessoa em particular finalmente preste atenção em nós. Estamos todos à espera."

Eu amo a capa, principalmente agora que terminei a leitura. Tudo a ver. A linguagem é bem jovem, com frases e capítulos curtos. Um livro que não admite ser deixado de lado. Uma história fofa e de descobertas, que vale muito a pena ser lida.

"É estranho como se pode viver tão perto de alguém, crescer com ele, sem de fato saber como ele é. Talvez você o conhecesse, mas agora você e ele são como estranhos. É esquisito como o tempo é capaz de mudar algo que você achou que continuaria para sempre inalterado. (...) É meio assustador pensar no modo como as coisas mudam. Mas não dá para chegar ao lugar onde você quer estar sem se arriscar."

Pessoas que abraçam os livros, eu realmente tive vontade de abraçar esse e não largar!!

Postada originalmente em: http://entrepalcoselivros.blogspot.com.br/2013/03/resenha-esperando-por-voce.html.
Dani 18/04/2013minha estante
Amo livros jovens, daquela época gostosa de gostar de um cara da escola rsrsr
Eu recentemente li o outro livro da autora e achei mega gostoso de ler, estou doida pra ler esse também :D


Adriane Rod 18/04/2013minha estante
Já passei por distúrbio de ansiedade, depressão e sei como é difícil superar isso tudo.

Me interessei ainda mais pelo livro.


Lua 18/04/2013minha estante
"Quando todos esperam que você seja de determinada maneira é mesmo muito difícil escapar desta imagem. É como se, num momento qualquer, alguém decidisse o que você é; você fica presa dentro desta imagem e pronto. E, no ano passado, todos chegaram à conclusão de que eu era maluca."

Acho que estou passando por uma situação bem parecida. Me identifiquei bastante, a adolescência é bem confusa mais complicada pra uns do que pra outros. Marisa acha que ter um namorado vai resolver seus problemas ou talvez esquecer deles, creio que muitas garotas pensam assim, mas sempre elas acabam por se resolver sozinhas. Me apaixonei pelo livro, já quero a trama parece ser bem envolvente, amei a capa e muito boa a resenha (assim como todas que você faz *-*).


Thaís 18/04/2013minha estante
Ju vc quer me matar neh? Só pode, com uma resenha linda dessa que só fez aumentar minha vontade de ter esse livro kk Esse livro sera perfeito pra mim, tenho certeza que me ajudara em muitos problemas..


Baah 19/04/2013minha estante
é uma historia muito boa, me indentifiquei muito com a personagem , adorei!


Leilane 11/07/2013minha estante
O livro parece ser super fofo! Acho que todas nós gostaríamos que tivéssemos tido um livro desse para ler, que nos ajudasse a refletir algumas coisas cruciais que temos a tendência de ser tão alheias.
Adorei a resenha e imaginei você abraçando o livro e dizendo "Ooown".
Beijos




C. Aguiar @coelhoobrancoo 26/03/2013

Recebi esse livro de parceria da editora e confesso que achei que não ia chegar por causa dos problemas dos correios, mas graças a Deus deu tudo certinho.
Li esse livro em seis dias, eu deveria ter lido em menos tempo, mas devido algumas coisas dei uma atrasada e já deveria ter publicado a resenha para vocês, sinto muito por isso. Bom, chega de enrolação!

Já começo dizendo que a capa é e não é do meu agrado. Sinto como se estivesse faltando algo e a pessoa que está com a blusa colorida ficou meio estranha, então as vezes eu não gosto muito da capa..em contra partida gosto de como a outra pessoa está. Pois é eu sei, isso é confuso.
A personagem que vamos conhecer e é quem narra o livro é Marisa! Uma jovem adolescente com distúrbio de ansiedade e um pouco de depressão faz com que no ano anterior fosse a esquisitona do colégio, mas ela está decidida a mudar esse ano, ela quer mesmo aparecer. Não naquele sentido "patricinha metida a besta" da coisa toda.
Fiquei torcendo para que ela pudesse reverter o quadro e fosse mais aceita pelo colegas, afinal ter problemas não é fácil e ainda mais quando são emocionais e te fazem ficar um caco em qualquer momento se por acaso você não se ligar no que está acontecendo ao seu redor.
Ela tem uma família feliz. E o que eu mais gostei foi a realidade de tudo isso...temos uma irmã mais nova implicante (aquela fase horrível de pré adolescência em que a pessoa fica revoltada com tudo e todos), um pai legal ( a pessoa em que você pode se firmar, contar e tentar sobreviver com ela a cada dia do seu lado te apoiando) e uma mãe meio distante, que quer ter o seu espaço e ficar sozinha da família em algumas ocasiões.
Confesso que a mãe da personagem não me desceu a garganta desde o inicio do livro e eu estava certa, por assim dizer. Eu confesso que posso até dizer que ela é o pivô de todos os problemas familiares que o pessoal tem, só acho, porque ela não se impõe como mãe e ela deixa muito a desejar. Ou seja, de tudo que eu disse agora, acho que deu para perceber coisas bem reais, acho que muita coisa do que eu escrevi vocês podem achar alguém que se encaixe nessas atitudes.
A Marisa tem uma amiga chamada Sterling que vive se interessando por garotos mais velhos que ela e começa algo perigoso (ao meu ver) ao conversar com rapazes mais velhos pela internet. E se esse cara for um tarado ou algo assim? Pelo menos a Marisa teve as mesmas reações que eu e o que será que isso vai dar? (sem spoiler). Ah e só para constar eu queria deixar claro que fiquei apaixonada pela característica da personagem gostar de cozinhar (a amiga da Marisa).
Eu não ia dizer, mas como na sinopse diz..os pais de Marisa estão se separando, mas por que? O que existe entre eles que não pode ser consertado? Qual o problema do casal? Como a personagem vai reagir a tudo isso?
Para mim a Marisa acaba se iludindo que quer ficar com o Derek, só porque ele é bonito e popular. Isso não deveria contar muito cem relação a outras qualidades que o Nash tem (o melhor amigo dela que está no páreo para saber quem fica com ela).
Eu achei tudo muito previsível em alguns momentos, não sei se porque eu observo demais..só sei que eu já sabia todo o final do livro e quase tudo sobre muitas coisas que aconteceram, apesar de não saber o que tinha levado a isso ou como se desenvolveria, por isso os fatos não perderam o brilho para mim.
O livro é bem adolescente, descontraído e levinho para uma leitura naquela tarde chuvosa em que você quer relaxar.
Marisa acaba tendo que lidar com tantas coisas que quando as ruins acontecem são quase todas ao "mesmo tempo" e ela se vê quase desesperada, então como vocês acham que ela vai sair de tudo isso? Quais as respostas para as situações que vão aparecer no livro? Só lendo para descobrir..e ainda tem mais uma coisa, quem é o garoto misterioso em que todos no colégio estão falando? Será que a personagem vai descobrir quem é?
Eu particularmente matei essa charada assim que falaram dele, que ele era um cara misterioso e tudo mais, que fazia um programa ao vivo todas as noites e ninguém sabia quem era...acho que dá para descobrir esse pequeno mistério bem rapidinho, só ficar atento. Fica a minha dica.

Essa resenha pertence ao site literário: http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br
comentários(0)comente



@igormedeiroz 29/03/2013

Esperando por você é o primeiro livro que li da autora, desde já,Suzane Colasanti mostra-se jovem, como uma adolescente ao escrever o livro. Certa vez discutindo com amigos, entramos no assunto em que quando um autor entra no assunto jovem, o leitor passa a ficar mais preso na trama. Comprovado! Adaptado a uma linguagem fácil e bastante clichê, onde uma menina fica em dúvida entre o garanhão e o magricelo.

Sofredora de distúrbio ansioso e por estar deprimida por um tempo, Marisa se exclui dos demais alunos da escola e passa a ser a esquisita da turma. Mas ela quer inverter a situação, agora já está crescida, tem quinze anos, está disposta a mudar para ser mais feliz.

"É esquisito como o tempo é capas de mudar algo que você achou que continuaria para sempre inalterado" Pág. 17
Dentro das suas mudanças, ela juntamente com sua melhor amiga Sterling, combina que esse será o ano. Ambas iriam arranjar namorados. Nada mais bombástico do que um "surfista da Califórnia", um bom partido até, para a nossa protagonista; Derek é o nome desse menino, e Marisa só com um olhar do garanhão se desmancha de amor. Desavenças aconteceram com os amigos de Marisa, dentre eles Nash (o cérebro dele é como essas esponjas que sugam tudo e mantém as informações ali dentre para sempre, verdadeiro nerd) que morre de amor por ela, por causa do novo romance com Derek;

O livro trás as personalidades conflitantes de uma família. Mostrando que se pode ser feliz com que não quer e, que temos que aceitar as escolhas de todos. Trás também as confissões de amizade, amor, tristeza e mais amor. Narrado em primeira pessoa o livro não é cansativo, é engraçado e fofo. Um leitura rápida, gostosa e viciante. Nada a reclamar sobre diagramação, capa ou qualquer outra coisa, já que é um dos meus livros favoritos.

"Acho que você pode se sentir como irá se sentir e, então fazer com que se sinta dessa forma, se for uma pessoa determinada" Pág. 95
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Bruninha 11/04/2013minha estante
O livro retrata uma passagem da vida, a adolescência, onde encontramos com nossos receios e definimos conceitos que iremos seguir na vida. O primeiro namoro, as amizades, enfim... novas experiências na vida, só tendem a nos mostrar quem realmente somos e o que queremos. Pela resenha, dá para ver que conta uma gostosa história com retratos fiéis de momentos da nossa breve adolescência. Informativa, breve e fiel ao livro, são atributos pelo qual gostei da resenha.


Irmandade Liter 11/04/2013minha estante
Foi uma leitura gostosa de fazer.




Juliana ;* 21/05/2013

Esperando por Você - Susane Colasanti
Marisa é uma garota de quinze anos que está pronta para começar o segundo ano do Ensino médio. Ano que, se depender de Marisa, dará início a sua verdadeira vida. Cheia de expectativa, nossa protagonista, espera conseguir superar seu distúrbio de ansiedade para que consiga deixar de ser a “esquisita” do colégio. Como ela conseguirá isso? Colocando em prática todos os planos que construiu com a sua melhor amiga Sterling! O livro é dividido em quatro partes de acordo com os meses do ano, são eles: Agosto-Outubro; Novembro-Janeiro; Fevereiro-Abril e Maio-Junho. Ah! E o melhor de tudo, os capítulos são curtos, o que deixa a leitura muito mais gostosa. Porque será hein? O.o

Após passar por um ano difícil, onde teve que lutar para se recuperar da depressão – conseqüência de seu distúrbio – Marissa e Sterling, prometem uma para a outra, e para si mesmas, que o segundo ano será um dos melhores anos de suas vidas. E como para quase qualquer garota desta idade, um dos principais objetivos das meninas era... NAMORAR!

E esse objetivo se torna cada vez mais próximo de ser realizado, pois, acreditem ou não queridos leitores, Derek, o garoto lindo, simpático e popular, parece estar interessado em nossa protagonista, mas... Ele não tem namorada? Sim! Ele tem namorada!

Aaaaaah e temos Nash, o melhor amigo. Nash, o garoto nerd, tímido, meigo, meu sonho de consumo, que é claro, gosta da Marissa, que é claro, não gosta dele da mesma forma.

Tudo está indo bem. O flerte com o Derek, a amizade com o Nash, até que sua vida muda significativamente. Derek solteiro? Nash apaixonado? Brigas com a irmã? Separação dos pais?

E é quando tudo está confuso demais que Marissa conhece Dirk, um radialista misterioso que através de um canal da internet, apóia e aconselha jovens que, assim como nossa heroína passam por momentos complicados e conflituosos.

Ao contrário de algumas pessoas, esse foi o primeiro livro que li da autora. E como não sou grande fã de triângulos amorosos, comecei esta leitura achando que não ia gostar nada, mas ele foi uma surpresa. Uma surpresa muito boa!

O livro é super divertido e apesar de abordar temas sérios, (a separação, a depressão e o transtorno de ansiedade) a autora consegue lidar com eles de forma leve e natural.

O que eu mais gostei neste livro é que, através do mesmo, é possível acompanhar vários tipos de relacionamentos. Relacionamentos entre amigos, irmãos, entre pais e filhos e é claro entre casais.

A relação entre a nossa protagonista com sua irmã mais nova, Sandra, é bem complicada. Ambas são muito diferentes, e vivem em conflito apesar de se gostarem e contarem uma com a outra quando necessário.

Já com Sterling, é tudo ótimo. As duas se adoram, são cúmplices, dividem tudo! Até que Marissa arruma um namorado. Adorei que a autora tenha incluído o ciúme entre as amigas, porque isso acontece tanto! Eu sou ciumenta! Tudo bem, só um pouquinho. kkkk’

O que mais encanta neste livro é ver os personagens aprendendo com os próprios erros e aprender com eles também. A gente descobre, ao longo da história que, por vezes buscamos aquilo que já temos. Que mesmo que relacionamentos não durem para sempre, todos eles são, de certa forma, imprescindíveis para a formação do nosso caráter, para a nossa história de vida.

Aprendemos que antes de encontramos aquela pessoa especial, precisamos nos conhecer melhor. Identificar aquilo que, em nós, não agrada. Porque é sempre muito importante que busquemos evoluir, crescer, melhorar. Termos orgulho de ser quem somos e como somos.

“Esperando por você”, é super indicado a todas as pessoas que curtam romances, uma leitura gostosa para uma tarde de domingo.

E para as adolescentes que estão, ou não, começando a ler agora,este livro está recomendadíssimo!
comentários(0)comente



Núbia Esther 05/03/2013

Marisa irá começar o segundo ano de Ensino Médio, e após o desastre que foi o ano passado, ela decide promover mudanças em sua vida. E junto com a amiga Sterling, decide se reinventar. Deixar a garota que todos acham esquisita para trás, fazer novos amigos e conseguir um namorado. E ela até já tem um em mente: o carinha tudo de bom com pinta de surfista Derek. Só que ele já tem namorada. Por outro lado, há Nash, de quem Marisa antigamente era amiga e com quem passava muito tempo, só que ela não o considera um namorado ideal com seu cabelo despenteado, a camisa sempre amarrotada e a mania de ficar corrigindo as pessoas o tempo todo.

“É estranho como se pode viver tão perto de alguém, crescer com ele, sem de fato saber quem ele é. Talvez você o conhecesse, mas agora você e ele são como estranhos. É esquisito como o tempo é capaz de mudar algo que você achou que continuaria para sempre inalterado.”

Essa amizade, pode até ter acabado há muito tempo, mas os trabalhos das aulas de ciências têm feito um bem enorme para reatar essa amizade. E no caso de Nash, fortalecer velhos sentimentos. Mas, como é por Derek que ela está interessada, ela deixa bem claro para Nash que não podem ser nada mais do que amigos. Então, porque é que mesmo depois que começa a namorar Derek, ela se sente incomodada por perceber que Nash seguiu em frente? E porque é que em vez do namorado, é o seu amigo que é seu confidente e com o qual ela passa mais tempo?

A narrativa da autora em alguns momentos chega a ser cansativa. Ela demora tanto a desenvolver alguns aspectos de sua história que é impossível não ficar entediada com o marasmo que ronda a vida de Marisa. Confesso que cheguei a ficar desanimada com o livro, e falo isso pela quantidade de vezes que interrompi a leitura porque nada me prendia às páginas. Então, foi com bastante animação que encarei as reviravoltas que finalmente injetaram ânimo na história a partir da metade do livro. Os personagens ficaram vívidos e os problemas enfrentados por eles, mais palpáveis.

Com Marisa, ela finalmente acerta o tom ao tratar sobre o transtorno obsessivo na adolescência. Sabemos desde o início, que a garota enfrentou uma barra pesada no ano passado e que algumas vezes não consegue controlar seus pensamentos obsessivos, mas no início é impossível não achar que ela se aproveitava de sua condição para exagerar no papel de vítima, o que acaba não convencendo e ficando insuportável. Mas, quando a autora torna os problemas enfrentados pela garota mais aparentes, fica mais fácil entender toda a bagunça que ela tem que enfrentar quando os pais se separam e o relacionamento com Derek anda de mal a pior. Seus únicos alentos nesse período conturbado são a amizade de Nash e o podcast que vai ao ar quase todas as noites e é comandado por alguém, que se intitula Dirty Dirk, que parece entender todos os seus anseios e dúvidas. Com Nash, Marisa tem as conversas, os desabafos (ainda que o assunto relacionamentos seja tabu) e alguns dos melhores diálogos do livro e com os podcasts do misterioso Dirk ela tem sua terapia, a expiação de suas dúvidas e anseios. É realmente uma pena que ela não saiba quem ele é…

No fim, eu cortaria algumas partes e daria ênfase em outras, mas no geral foi legal acompanhar essa história. Um romance juvenil com uma pegada mais consciente, que fala de reciclagem, alimentação saudável e o direito dos alunos serem mais ativos e poderem opinar nos assuntos estudantis e, que de certa forma serve de alerta para os problemas que os jovens que sofrem com o transtorno obsessivo enfrentam. Apesar disso, é um romance de leitura fácil, sem a pretensão de uma maior profundidade e diálogos complexos, o que é bem coerente com a faixa etária dos personagens. Leitura recomendada para leitores mais jovens, os quais mais irão se identificar com as histórias das primeiras paixões adolescentes.

“Então, deste modo simples, deixo a vida que estava vivendo. E entro na vida que estava buscando.”

[Blablabla Aleatório] - http://feanari.wordpress.com/2013/03/05/esperando-por-voce-susane-colasanti/
comentários(0)comente



117 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |