Amor Sem Limites

Amor Sem Limites Abbi Glines




Resenhas - Amor Sem Limites


124 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Jess 28/07/2014

Depois de todo o sofrimento que nós, leitores, passamos juntamente com Blair e Rush no livro anterior, eu pensei que Abbi poderia facilitar a vida deles, deixando as brigas mais amenas, sem separação momentânea, sem lágrimas Mas me enganei. De qualquer forma um livro onde tem apenas amor e alegria seria bem chato, de vez em quando é bom uma agitaçãozinha, um apertinho no coração quando você acha que os personagens principais vão se separar O melhor é ver quando eles se reconciliam, sem são cenas lindas de declaração de amor que me fazem perder o fôlego, me fazem desejar um dia ter um amor tão lindo quando este. Ok, ok, vamos parando por aqui que eu já estou ficando melosa de mais.

- # -

Finalmente Blair e Rush superaram tudo o que aconteceu no livro anterior, assim como eu senti um amadurecimento no relacionamento deles, claro que Rush ainda continua super protetor e ciumento quanto a sua noiva, se isto não acontecesse ele não seria Rush Finlay, mas ambos estão aos poucos conseguindo lhe dar com esse fato, porém Blair ainda continua um pouco insegura quanto a prioridade de Rush e isto apenas aumenta quando o Dean Finlay, pai de Rush, aparece em Rosemary, para pedir que o filho vá a L.A tentar controlar Nan, ao qual está enlouquecendo Kiro, o vocalista da banda e o real pai da garota. Ela está tentando obter alguma atenção dele, porém de forma errada, sempre brigando e agindo como uma cadela irritante amargurada, odiando a tudo e a todos, para piorar ainda mais a situação Nan descobre que tem uma irmã que fora criada sempre tendo contado com seu pai, ela é a doce e tímida Harlow.

Rush fica bem relutante quanto a ir, pois havia prometido a Blair que ela sempre viria em primeiro lugar, porém a sua noiva insiste que ele precisava ir, mas ela também iria junto. O que Blair não imaginava era que chegando lá ela e Rush não teriam qualquer tempo e novamente estaria passando por aquela dificuldade de quem estaria em primeiro lugar na vida do homem.

Nós sabemos que Blair está grávida e assim sendo seu estado é bastante delicado. A todo o momento eu fiquei com medo de que todo aquele estresse pudesse fazer com que algo acontecesse ao bebê e por isto foi impossível não odiar ainda mais Nan, além de também me irritar muito com as decisões erradas que Rush tomava mais uma vez.

Eu amei conhecer Dean, nunca imaginei que ele seria um cara tão legal, que seria até mesmo um doce de homem, pois as poucas vezes em que Rush o mencionava dava entender que Dean era aquele rock star que não se importava com nada, que não tinha qualquer coração, mas quem se mostrou assim foi Kiro. Claro que Dean não é nenhum santo, ele cometeu seus erros e ainda comete mais alguns, porém eu senti que conhecer Blair e saber que teria um neto a caminho o fizeram melhor mais.

Eu desejei que Kiro também pudesse ter uma boa mudança por Harlow, mas acho que este ai é incapaz de crescer, o homem pensa apenas em sexo, sexo e sexo, além de ter um ego que chega a irritar. Ele não respeita nem mesmo a presença da filha e transa com as mulheres em qualquer lugar da casa, isso me deixou tremendamente irada e me fez ver que Nan e ele se merecem.

- # -

Eu estava realmente triste que este tenha sido o último livro, ainda não estava preparada para me desapegar ao personagens, ele me cativaram de uma forma que me apaixonei por cada um Claro, tirando a Nan e a mãe nojentinha do Rush. Enfim, fiquei super feliz quando descobri que existe também um livro onde o personagem principal é o Woods, ele se chama Twisted Perfection.

Quem não se apaixonou pelo sedutor Woods Kerrington? Quando eu comecei a ler Paixão Sem Limites achei que teria muita raiva do Woods, que por gostar de Blair ele seria o vilão e tentaria separá-la de Rush, mas fiquei surpresa ao descobri que isto não aconteceria, que o clichê que se repete em vários e vários livros não ocorreria aqui.

Espero que também tenhamos a sorte de ter alguns livros com o enredo voltado para Grant e Harlow, onde a peste da Nan com toda certeza vai aprontar muito, porém espero que essa maldita também sofra bastante, eu realmente não consegui ter pena de sua história em nenhum momento eu esperei que alguma reviravolta acontecesse e a Abbi conseguisse me fazer ter pena dela, mas não Quanto mais eu a via sofrer e chorar suas falsas lagrimas de crocodilo, mais eu queria que isto acontecesse. Eu cheguei ao ponto de deseja que ela morresse Ai vocês podem ter uma idéia do meu ódio por essa garota mimada!

site: http://miiheomundoliterario.blogspot.com.br/
Karenhia Michel 06/10/2014minha estante
Também concordo com vc Jess,e acho que Abbi deixou um ponto de interrogação na imaginação da gente a respeito de Grant e Harlow,será que ela planeja em escrever uma história dos dois? E isso incluindo a louca da Nan pra infernizar a vida dos dois? Esperamos que sim não é mesmo? Indo agora para a leitura de Estranha Perfeição para saber o desfecho da história dele.


Jess 08/10/2014minha estante
Karenhia Michel, vai ter dois livros do Grant e da Harlow, e a Nan vai fazer o inferno na vida dos dois. Ainda não li, mas estou ansiosa.


Ro 30/10/2016minha estante
Gente se eu foce a Blair eu dava um ponta pé na bunda do Rush é o que ele merece desde do primeiro livro.




Manuella Dames 15/10/2016

Vazio. Sexo, sexo e mais sexo.
Entendo que muitos leitores escolhem certos títulos justamente por suas -muitas- cenas apimentadas. Até aí tudo bem.
O problema que esse livro apresentou, na minha opinião, foi o fato da autora ter decidido resolver todos os problemas dos personagens com sexo.
Para Rush não importa se há uma festa acontecendo em sua própria casa com seus melhores amigos, seu pai e seu sogro. Só importa levar Blaire para um quarto para fazer o que interessa. Bem como para uma Blaire que acabou de se tornar mãe, mostra-se preocupada, pois 'Rush estava muito tenso' devido à abstinênncia sexual do resguardo.
E quanto ele finalmente parece parar de pensar em sexo por dois segundos e tem um gesto romântico, querendo presenteá-la com uma surpresa, Blaire se mostra decepcionada, 'Achei que fariamos amor primeiro'

Outra coisa que muito me incomodou foi a fraqueza da protagonista nesse livro. A Blaire forte e destemida dos primeiros dois livros, disposta a trabalhar pra se manter, a criar um filho sozinha, a recomeçar, simplesmente não existe mais. O que existe agora é uma Blaire que troca de roupa para agradar Rush, que apaga do celular o número de amigos para 'não aborrecê-lo' etc.
E quando Rush pela 91837 vez deixa Blaire de lado, optando pela irmã maluca, e ela FINALMENTE toma uma decisão, decidindo dar uma sumida, com uma ligação ele a tem de volta, SE DESCULPANDO com ele, sendo que ELE a deixou.
Triste.
Esse livro, diferente dos outros, defende que relacionamento perfeito é aquele onde o homem manda, e a mulher acata. E as divergências se resolvem apenas entre lençóis, já que diálogos praticamente não existem.
Sarinha 29/12/2016minha estante
Meu Deus, eu nem gostei muito do primeiro e o segundo livro.E agora que li sua resenha do terceiro livro eu tenho certeza que vou odiar.


P.S.Eu odeio mocinhas fracas, e eu não acredito que a Blaire virou uma delas. :/


Manuella Dames 30/12/2016minha estante
Eu, particularmente, não gostei nem um pouco. Terminei a leitura frustrada com o que a autora fez com aquela menina forte e batalhadora do primeiro livro, a transformando numa pessoa fraca e manipulada por sexo. Só terminei mesmo porque nao consigo largar livro no meio hahahaha. Uma pena o rumo que foi seguido ?


Manuella Dames 30/12/2016minha estante
Pois é! No primeiro livro ela era tão destemida e batalhadora, e nesse terceiro principalmente, parecia uma pessoa completamente diferente. Fiquei frustrada com a imagem que a autora pintou de que ao se apaixonar, perde-se a força e a personalidade.
Só terminei a leitura mesmo porque nao consigo largar livro pela metade, hahahah. Uma pena o rumo tomado ?


Sarinha 30/12/2016minha estante
Sério estou com raiva dessa autora por deixar a Blaire desse jeito.E o Rush sempre deixa ela em segundo lugar, ele só pede desculpas e ela vai correndo feito uma cachorrinha.


P.S.Se você eu já teria dado um péna bunda dele.


Sarinha 30/12/2016minha estante
Saco.A única coisa que eu gostava desse livro era o jeito da Blaire, e a autora vem e muda isso.
E eu peguei raiva do Rush, ele sempre deixa ela em segundo plano.E ele sempre fala que vai melhorar mas nunca muda.

P.S.Por favor me fala que a irmã do Rush parou de ser uma garota chata e mimada.Nao posso suporta mas essa.


Sarinha 30/12/2016minha estante
Essa livro que ela fez parece uma merda.Até eu teria inventado uma estória melhor.
Eu peguei muita raiva do Rush porque ele sempre está deixando ela de lado.
Meu e a irmã dele?O menina chata mimada.Por favor me fala que nesse livro ela melhorou?


Sarinha 30/12/2016minha estante
null


Sarinha 30/12/2016minha estante
Esse livro que ela fez tá parecendo horrível. Nem vou ler.
Peguei raiva do Rush, ele sempre está deixando a Blaire de lado.E ela volta feito cachorrinha.
E meu Deus me fala que a irmã do Rush melhorou.Não da para suportar essa garota.


Sarinha 30/12/2016minha estante
É uma pena mesmo.Nem vou ler.
Só me responde uma pergunta?
A irmã do Rush continua mimada e chata?Tomara que ela melhorou porque nos dois primeiros livro eu peguei raiva dela.


Sarinha 03/01/2017minha estante
É uma pena mesmo...




Rose 07/10/2014

Neste último volume, Blaire e Rush estão prontos para casar. A gravidez de Blaire fez Rush ver o mundo de outra forma, e ele não imagina um futuro sem Blaire e seu filho.

Eles estão se preparando para as festas de fim de ano. Rush nao está acostumado com estas coisas, mas faz de tudo para deixar Blaire bem e feliz.

Quando Dean, pai de Rush, aparece de surpresa na frente dos dois, Rush sabia que seus dias de tranquilidade estavam chegando ao fim.

Dean foi pedir ajuda a Rush, pois Nan (é amigos, a ridícula, mimada, egoísta está de volta) estava infernizando a vida de Kiro, seu pai biológico real.

Kiro e Dean fazem parte da famosa banda de rock Seacker Demon, e moram juntos. Nan, para variar, não aceita que Kiro não a tenha criado, e principalmente, que tenha outra filha. Notou a semelhança? Pois é, os mesmos problemas de sempre. Esta ridícula não cresce, e inferniza a todos.

Rush acaba concordando e vai para a casa do pai junto com Blaire querendo colocar um pouco de juízo na cabeça da idiota. Claro que não conseguiu.

Nan é o tipo de pessoa que só se importa com o próprio umbigo. O "EU" dela é o que importa, e se as coisas não saem do jeito que ela quer, bate o pé, grita, agride. Um porre.

Acontece que Rush sempre fica com pena e acaba indo atrás dela para tentar acalmá-la. Ele sabe que só ele tem a paciência e o amor para lidar com ela.

Acontece que este círculo vicioso que ele não consegue se livrar, acaba atrapalhando ele e Blaire, pois claro que ela sempre tenta jogar um contra o outro.

Blaire está cansada, e depois do susto que levou, sem ter Rush ao seu lado, que aliás, mais uma vez, estava ao lado de Nan, ela decide dar um tempo ao lado do pai. Com isso, além de colocar as ideia em ordem, ainda estreita seu relacionamento recém conquistado, com ele. Esta atitude além de lhe render uma grande surpresa, também faz com que Rush caia na real.



"Balancei a cabeça e sequei as lágrimas. Eu a encontraria e imploraria seu perdão."



Eu não achei que a autora terminou a história deles de uma forma legal. O relacionamento deles com Giorgiana e principalmente com Nan, para mim, ficou em suspense. Tudo bem que Rush admitiu que a irmã precisava de ajuda médica, e que defendeu Blaire de um de seus ataques, mas vamos combinar que toda esta palhaçada da guria, merecia um bom e sonoro STOP.

Também achei que a Blaire ficou bem em cima do muro em relação a Nan. Seu medo de que Rush a abandonasse em favor de Nan, não a deixava revidar como deveria. Esta impressão ficou para mim até o final da leitura. Eu no lugar dela teria dados uns bons tapas, coisa que ela merecia, e se tivesse levado quando criança, teria crescido uma mulher mais normal.



"Ela precisara de mim, nosso filho precisara, e eu estava com Nan, de novo. Bem feito para mim." (pág. 94)



Pudemos ver também um pouco de Woods e Della. Um pedacinho do que aconteceu em Estranha Perfeição, sob o ponto de vista de Blaire e Rush. E vamos combinar que a cena em que Blaire tem que ajudar Della foi simplesmente ridícula.Que mulher é esta que aceita o que aconteceu e não faz nada para se defender? Juro que não acreditei quando li.

Gostei da possibilidade de um novo casal em cena: Grant e Harlow. Com isso, muita confusão pela frente, pois Harlow é irmã de Nan (filha de Kiro) e Grant, que teve um rolo com Nan, está muito interessando em Harlow. Imaginem o que está demente nao vai aprontar, não é mesmo?

Gostei também do pai de Rush, Dean, que sabia ser uma simpatia quando deixava a máscara de astro de rock cair.

Enfim, uma história que terminou, mas que deixou outras em aberto. Pelo visto, esta turma de Rosemary Beach tem muita lenha para queimar...

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com
Cinthia 08/10/2014minha estante
Rose nervosa! Rindo aqui...
Mas, as vezes dá vontade mesmo de entrar no livro e tomar a iniciativa, com uns bons tapas!
Não li ainda, mas pretendo, é um dos que quero ler na sequência.


Fernanda 08/10/2014minha estante
é por essas e outras que eu não gosto do Rush, a mulher dele é eternamente segunda opção na vida dele. Ele precisa de um sacode hahaha Eu gosto mais do Woods, eu já li os livros do Grant e a sua linha de pensamento está corretíssima, a demente apronta bastante :p


Naty 09/10/2014minha estante
Eu ainda não li nenhum dos livros, Rose. Não me interessei pela obra, mas para quem gosta, saber que a história terminou com um gancho para continuação é uma felicidade e tanto.


Ana 12/10/2014minha estante
Eu estou meio receosa para ler este livro, o primeiro achei bom, mas o segundo ficou com muita enrolação, e pelo visto este tbm , kkk.


Line 31/10/2014minha estante
Amiga, eu me estressei muito com Ruh e Blaire..a Nan é uma bisca e isso é um fato..mas, se os dois tivesse dado um basta , ela não teria meios de fazer tanto estrago... O Rush me irritou muito, com as besteiras que fazia... Mas, eu gostei do livro...agora,quero na minha estante..srsrs..bjs


Vitória 08/11/2014minha estante
Oi Rose !
Ainda não li nenhum da série, mas todas as resenhas que li dos livros me deixaram encantada!
Acho que esse vai ser um dos livros mais bonitos, e já estou doida pra ler!
Fora que as capas são lindas né?
Bjs


Clarice.Castanhola 19/05/2015minha estante
Ja li varias resenhas sobre essa série e apesar de não ler muito new adults virei curiosa pelo romance em si, pretendo ler quando tiver uma oportunidade




Jessica A. 27/03/2015

Caí de amor, totalmente sem limites!
Ameeeei esse livro! Nunca iria imaginar que eu iria ficar apaixonada pelo o Rush, depois da leitura dos dois primeiros livros, pensei que eu não iria ficar caidinha por ele, mas, me enganei! Esse livro ele foi mais, foi TUDO!
Nunca imaginei que iria gostar tanto desse livro, tanto do final dele! Como eu não amei os dois primeiros, pensei que esse ia ser light, no mesmo estilo dos outros, mas não, esse foi intenso e totalmente apaixonante!
Derramei muitas lágrimas, dei muitas risadas, me apaixonei... deixará saudades!
E sério, ainda estou com uma vontade doida de matar a Nan, que garota chata e egoísta, o pessoazinha pra fazer um drama.
A hora do casamento de Rush e Blaire foi com certeza a parte mais linda e maravilhosa de todas, o que foi aquilo que o Rush fez?! Sério, se eu falar vou começar a chorar de novo ♥
O que eu curti, foi que a autora já deu uma introdução dos próximos livros, do meu deuso e maravilhoso Woods e do Grant.

Com certeza a série Sem Limites é uma leitura indispensável, li os três livros em 3 dias, e confesso que estou no time das que gostaram da série.

É isso, amei a estória do casal e de todos os dramas que enfrentaram juntos.

Se recomendo?! SIMMMM, CLAROOO! ♥
Nota: 5 ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Quote: "Quando encontrar seu motivo para viver, agarre-o. Nunca o perca de vista. Mesmo que isso signifique abrir mão de outros caminhos."
Marcia 29/03/2015minha estante
adorei esse livro ja o 3 achei pessimo


Jessica A. 29/03/2015minha estante
Comigo foi ao contrário Marcia, gostei mais do terceiro do que dos dois primeiros kkkkk




Jessica Oliveira 24/10/2014

Resenha para o blog "Books and Movies"
"Amor Sem Limites" é o terceiro e último volume da trilogia Too Far, da autora Abbi Glines. Depois de termos acompanhado nos dois primeiros livros o drama da vida de Blaire e Rush, acreditei que nesse volume a autora pegaria mais leve nos dramas e concentraria-se mais no "felizes para sempre" do casal. Ledo engano, Glines não facilita nada para os nossos personagens e faz com que situações corriqueiras tornem-se um cavalo de batalha.

Como não poderia ser diferente Nan está presente na maioria das desavenças do casal, a irmã do mau consegue destruir a paz de trodos por onde passa. Óbvio que para Rush, a garota é apenas incompreendida, afinal ela não tem uma base familiar sólida e todos os blá blá blás que ele sempre usa para defender a irmã. Apesar dele ter prometido anteriormente que Blaire viria sempre em primeiro lugar, não é isso que encontramos aqui.

Blaire ainda tem que lutar arduamente pela atenção de Rush que, como sempre corre atrás da irmã sempre que essa apronta alguma. Acredito que Rush é a única pessoa que não enxerga quem realmente é a Nan. Essa relação entre os dois continua me passando a sensação de uma relação mais que irmão e irmã, a forma com que Nan disputa a atenção de Rush é de outro mundo.

São esses problemas entre o triangulo Blaire/Rush/Nan que a autora arrasta até as últimas páginas, sendo que esses são os mesmos problemas iniciados em Paixão Sem Limites, primeiro livro da trilogia. Eu não senti uma progressão na história, muito pelo contrário, senti que a autora resolveu fazer um novo livro mas que não tinha a miníma ideia de qual seria o enredo. Sendo assim, ela abre o desfecho do segundo livro e inicia dali toda uma história que ficaria muito melhor se terminada com apenas dois volumes.

Sem ter uma evolução significativa na história, os personagens tornaram-se monótonos e repetitivos, a cada página que lia tinha uma leve sensação de já ter visto aquilo antes. Sem falar que a autora tentou fazer de Rush um protótipo de homem perfeito, sexy e que está sempre apostos para realizar os desejos de sua mulher, só que isso no decorrer de três livros torna-se cansativo, pois as ações do personagem são sempre as mesmas. O ciúme e a proteção exagerada que Rush demonstra por Blaire nos dá a sensação de uma relação doentia. Não vou mentir e dizer que num primeiro momento não me encantei com essa forma de ser de Rush, mas isso foi logo no primeiro livro e, sinceramente, eu esperava um amadurecimento maior dos personagens, afinal muitas coisas acontecem com eles, até mesmo uma gravidez não planejada, e essas experiências deveriam servir para que, tanto Rush quanto Blaire, tivessem ações condisentes com suas idades.

Não posso dizer que o livro é de todo ruim, óbvio que não, tem partes muito boas principalmente o primeiro encontro de Grant com Harlow, personagem que irá ser seu par no livro Take a Chance. Existem outras passagens que deram vida ao livro e não me deixaram desanimar da leitura, mas não vou citar aqui para não se tornar um grande spoiler.

Em suma, posso dizer que Amor Sem Limites é um bom livro, aquela leitura sem nenhum compromisso que você faz quando não tem nenhum livro na sua lista de prioridades. Para não se decepcionar sugiro que inicie a leitura sem muitas expectativas, afinal é muito frustrante você se decepcionar no meio de uma leitura. Recomendo a leitura para os fãs da série e para aqueles que não estejam procurando uma leitura densa e cheia de significados.

site: www.booksandmovies.com.br/
comentários(0)comente



Caverna 12/01/2015

Esse livro não tinha necessidade nenhuma de existir. Pelo segundo livro, dá a entender que a família de Rush vai voltar a atormentá-lo e inventar motivo pra que o relacionamento dele com Blaire não evolua, mas nem isso direito acontece.

As coisas entre os dois vão bem, e Rush recebe a visita de seu pai, Dean Filay, sendo que fazia algum tempo que eles não se falavam. Rush não tinha o que reclamar; Dean era um bom pai, que lhe deu atenção quando criança e assumiu a responsabilidade mesmo que não pudesse estar ao lado de Rush o tempo todo. E naquele momento, ele estava ali para pedir socorro porque Nan, a irmã de Rush, estava na casa que ele dividia com Kiro, o pai dela, fazendo escândalo e exigindo atenção. Mas Nan é insuportável, em todos os termos, e nem mesmo o pai dela agüenta ela. Como Rush é o único que sempre aturou Nan, Dean pede pra que ele vá lá amenizar a barra e tentar resolver o problema.

Então atendendo ao pedido de seu pai, ele vai com Blaire pra casa deles, onde já aviso que não adiantou muita coisa. Nan continua sendo a peste de sempre, agindo feito uma criança mimada, achando que ninguém ama ela, mas também não se esforçando pra que seja possível alguém amá-la. E no meio desse tormento, ela acaba fazendo com que Rush se afaste um pouco de Blaire, e justamente quando Blaire e seu bebê mais precisam, Rush está atrás da irmã louca, fazendo com que Blaire se chateie e vá morar com o pai por um tempo.

Isso me dá nos nervos. A droga do tempo inteiro Blaire fica achando que ela vai ficar em segundo lugar, enquanto Nan acha a mesma coisa. Gente, que inferno! O cara não tem como se desdobrar pra dar atenção pras duas! Ele é um ser humano, com suas próprias vontades, e direito de amar cada uma de uma forma diferente. Isso não significa que uma ou outra vai estar em primeiro lugar na vida dele. Que coisa mais infantil, meu deus. E o Rush então também me dá nos nervos. Gostava muito mais dele no primeiro livro, quando era aquele bad boy grosso e que fazia qualquer uma delirar. Mas a partir do momento que ele assumiu algo com a Blaire, jesus, ele virou um bundão. Ele faz TUDO, T-U-D-O por ela. Algumas situações foi bonito, sim, e confesso que seria bom mesmo ter alguém assim, pela intensidade do romantismo. Mas outras horas enchia o saco. Até parecia um cachorro correndo e babando atrás dela. Até parece que a mulher não sabe fazer nada sozinha, nem se virou pra cuidar da mãe que tava morrendo.

A única coisa boa nesse livro foi conhecer Harlow. Ela é a outra filha de Kiro, mas totalmente diferente de Nan. Ela é quietinha, tímida, vive trancada em seu quarto lendo, é um amor de pessoa. Basicamente, é a única personagem decente do livro, e não sei se estou falando isso só porque me identifiquei com ela, haha. E quando o Grant se interessa por ela, então, eu amei! Desde a primeira vez que ele apareceu no livro eu já gostei dele, e o fato de ele se atrair justamente pela personagem que eu gostei, me empolgou bastante, hahaha. E ah, se vocês não estão sabendo ainda, a Editora Arqueiro já confirmou que vai lançar a série "Chance" que conta justamente a história desse casal :DD

Mas, basicamente... É isso. Não tem muita história. É só enrolação, uns dilemas básicos que os casais tem que passar, mas nada demais ou muito surpreendente. É mais a relação entre eles crescendo, o amor nítido que um sente pelo outro sendo mostrado ao leitor, a felicidade de Blaire por ter amigos verdadeiros, um homem que ama, o pai de volta, e agora um bebê à caminho...

Foi um desfecho bonito, e a série não foi uma total perda de tempo, maaas ainda assim teve bastante enrolação e algumas coisas que me irritaram. O Rush tinha tudo pra ser um dos meus personagens favoritos, mas :/ pena que a Blaire fez isso mudar, haha.

site: http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2015/01/18-amor-sem-limites.html
comentários(0)comente



Camilla em Mundo Invertido 10/08/2016

Resenha:Amor sem limites
Nesse último livro da trilogia pode-se esperar uma família que ainda não aceita as escolhas do filho, o casal principal muito feliz e muito diferente do começo do relacionamento e um bebê a caminho, além do casamento e personagens que vão se destacar e acredito ter histórias a parte.

Opinião:Não vou falar muito mais porém vão ter surpresas o que mais gostei foi a cena do parto do bebê, eu ri muito,o livro é muito bom, romântico e engraçado, apesar de eu detestar aquela irmã e mãe dele.
comentários(0)comente



Thaina 12/11/2016

Entediante.
Não dá. Ou esse livro é realmente muito ruim, ou romances não são pra mim. Pra quem gosta deve ser divertido, já que é bem avaliado. Não funcionou comigo.
comentários(0)comente



Grazielly 04/03/2015

Envolvente do começo ao fim.
Faz algum tempo quando comecei a ler o primeiro livro da série, já tinha me apaixonado pela sinopse. Nesse ultimo livro, podemos acompanhar Blaire gravida, Rush super protetor com ela, fazendo tudo os seus gostos e mimando bastante. Aqui também vamos conhecer um pouco mais do Dean Finlay, pai de Rush. Uma figura paterna bem radical e que mostra o seu apoio a Blair.

O drama de Nan vai continuar do mesmo jeito, mimada e superficial, e que usa como desculpas não ter tido um pai e uma mãe que amasse direito, e quando finalmente descobre quem é seu pai verdadeiro, quer ser reconhecida pelo tal. Infelizmente pela sua personalidade, o mesmo não consegue suporta-lá, além de já ter uma filha que é completamente diferente de Nan.

O casamento de Blair e Rush para mim foi a melhor parte, com muitas surpresas e amor envolvido.
Fiquei triste por não mostrar mais do que vai ocorrer entre Grant e Harlow, personagens que já amo demais e torço muito para que acabem juntos.

Ao decorrer da história, não consegui pausar o livro ate termina-lo. Rush e Blair ficará na minha lista de casais favoritos. E claro, vou continuar odiando a Nan. :)
comentários(0)comente



Glendinha 16/08/2015

Encantamento sem limites
Ainda estou abalada com essa trilogia (meu Deus alguém me abana ), confesso que ao ler o primeiro livro não tive muitas expectativas , mas gostei da narrativa e me apaixonei pelos personagens ( mais especificamente pelo Rush rsrs) mas o me surpreendi com os livros seguintes, a autora escreve de forma leve e erótica (sim isso é possível ), este livro é o terceiro e último da trilogia Sem limites e conta o desfecho do casal Rush e Blaire e abre as portas pra mais histórias de outros casais da série.

Foi muito bom acompanhar essa história eu realmente me senti parte dela, ver o crescimento dos personagens no decorrer da história é contagiante, eu demorei para começar a ler essa trilogia e sério não comentam o mesmo erro Hahahahah
comentários(0)comente



Cath´s 09/10/2014

Resenha Amor Sem Limites.
Eu achava que não tinha como Rush ficar mais perfeito, mas ficou. Nesse livro ele é o destaque, o centro brilhoso.

Blaire está grávida e parecia que tudo ia ser muito simples agora que ela e Rush haviam se acertado, até o pai dele, Dean, aparecer pedindo para Rush ir ajudá-lo com Nan, pois ela estava deixando todos loucos tentando chamar atenção de Kiro, integrante da banda de Dean que ela descobriu ser o verdadeiro pai dela.

Rush primeiramente não deseja ir, mas Blaire insiste, e assim os dois vão. Ao chegar lá, Rush acaba passando muito tempo com Nan, o que é totalmente compreensível, pois ela fica ameaçando se matar (sim, ela continua insuportável).

É nessa parte que Blaire me irrita (ela sempre consegue tal feito), pois embora seja ela que tenha insistido em ir, começa a se ressentir de Rush colocar Nan acima dela e do filho deles. E adivinhem, novamente quando fica magoada ela foge.

Nesse momento realmente eu quis dizer para o Rush: "Não vá atrás dela!" Mas é claro que ele vai e ainda com o rabo entre as pernas. Então é com todas as letras que digo que Rush é o brilho do livro, ele me fez suspirar e isso não anda fácil de se conseguir.

Por outro lado eu entendo Blaire ser como é, mas se torna irritante, pois imagine viver com uma pessoa que foge toda vez que a situação se complica. Ao término da obra, eu fiquei me perguntando se futuramente não terá mesmo mais um livro com eles, embora seja claro que eles vão aparecer um pouco nos outros livros da série.

Também foi apresentada uma nova personagem no livro, que vai vir a fazer par com o adorável Grant, ou seja, mais livros para nós. E no pouco que teve deles nesse livro já é um casal que me conquistou. A Della e o Woods aparecem e me deixou com mais ansiedade para o próximo livro deles, que certamente virá com muita emoção.

Eu creio que Abbi fechou a história de Blaire e Rush muito bem, mas também ficou aquela dúvida, pois conteúdo para próximos livros ela tem, eu vejo margem por causa das situações não resolvidas com a família do Rush e admito que fica aquele desejo por mais Rush.

Achei a capa linda, tem tudo a ver com o livro, não notei nenhum erro de gramática no decorrer da obra, mas eu aponto que a Arqueiro normalmente se puxa na diagramação dos livros.

site: http://www.some-fantastic-books.com/2014/10/resenha-amor-sem-limites.html
comentários(0)comente



Aline 06/08/2019

Amor sem limites, ou Nannette sem limites? Tô confusa, desculpa...
Amor Sem Limites, volume 4 da série Rosemary Beach (e o terceiro da série Sem Limites) continua a história de Blaire e Rush (e Nan). E continua sendo frustrante, infelizmente… Neste livro, voltamos ao dramalhão mexicano envolvendo Nannette mais uma vez e o título deveria ser mudado de Amor Sem Limites para Nan Sem Limites (na verdade deveria ser o título da série toda, mas segue o baile). É sério, falou em Rush e Blaire, enfia a Nan no meio pra ofuscar e pronto, temos o livro.

Nos livros anteriores tivemos mentiras, Blaire escondendo gravidez, Nan sofrendo um acidente, Abe (pai da Blaire, pra quem não lembra) contando umas verdades, reconciliação. E aqui, temos Nan causando problemas para a banda Slacker Demon e, principalmente, para Kiro, seu pai. Ai eu te pergunto: sobrou pra quem cuidar da mimadinha e impedir ela de causar mais problemas? Se você disse Rush, YOU’RE GODDAMN RIGHT!

Quando Dean Finlay aparece pedindo ajuda ao filho, Rush e Blaire vão direto para L.A. tentar resolver os problemas que a Nan está causando. Já ficou claro como o dia, desde o primeiro livro, que a Nan não suporta a Blaire, né? Some isso mais a gravidez da Blaire. Tá sentindo esse cheirinho? O de que vai dar merd*? Pois então…

Nan não consegue compreender que o amor não é uma competição. E isso é irritante DEMAIS! Poxa, ela é uma mulher adulta. Ok que ela não teve um pai e uma mãe presente, e o único que deu atenção à ela foi Rush, isso realmente é triste demais e explica (em partes) o comportamento dela. Mas passou da hora da Abbi Glines fazer essa personagem evoluir e parar com todo esse drama e seguir em frente, se tornar uma personagem forte e (talvez) ser a melhor personagem de Rosemary Beach, porque a Nan tem esse potencial! Pena que a Abbi insiste em bater nessa mesma tecla e ferrar com uma personagem que poderia ser excelente e admirada por todos, e não odiada.
O que mais me incomodou nesse livro: a possessividade do Rush com a Blaire e o quanto foi mostrado que isso é ok. Se nos outros livros eu já não estava achando legal, aqui piorou! Vai desde deixar os convidados para ir transar, pedir pra Blaire excluir o contato do Woods “porque o Rush não se sente confortável”, pedir pra Blaire trocar de roupa porque “ela está sexy demais e os homens vão ficar olhando”. Pior do que isso: a Blaire aceitar isso simples assim. Cade aquela personagem forte e destemida do primeiro livro? Foi esquecida no churrasco, agora ela só acata o Rush. Dane-se se o pai dela, o sogro e os melhores amigos estão esperando na sala, porque o Rush quer transar, então bora transar. Dane-se se o Woods é amigo dela e sempre deu todo o apoio e força do mundo pra Blaire. Dane-se não poder se vestir com o faz ela se sentir bonita/confortável. O importante é o que o Rush quer. Para, né, Abbi Glines?

A Blaire estando grávida e sendo exposta desnecessariamente a todo o estresse causando pela irmã de Rush me preocupou total. A todo momento eu ficava pensando que algo poderia acontecer com o bebê. Rush se dividindo para atender as necessidades tanto de Nan quanto de Blaire e no final decidindo priorizar apenas a Blaire e mandando Nan para a clínica de reabilitação = sensatez que eu tava pedindo a muito, muito tempo.

Personagens que eu simplesmente AMEI conhecer: Dean e Harlow! Nunca imaginei que Dean seria um cara tão legal, já que pela descrição do Rush nos livros anteriores ficou parecendo que ele era um monstro sem coração. Apesar de ter cometido alguns erros e persistir em alguns, Dean foi um ótimo personagem e adorei como ele tratou a Blaire e o neto. A Harlow é simplesmente incrível e quero muito ler o livro dela. Sobre o Kiro: não me agradou, espero que o personagem possa evoluir, assim como sua filha, Nannette. Se não for uma evolução por ele, que seja pela Harlow e pela Nan.

Enfim, Amor Sem Limites é o livro que conclui a história entre Blaire e Rush, deixando em aberto a história para outros personagens. Como trilogia, poderia ter tido um desfecho muito melhor. Assim como nos livros anteriores, a escrita da Abbi Glines é fluída e o livro é super rápido de ler (terminei num único dia, coisa que aconteceu com os outros livros da autora também). Recomendo para quem gostar de romances apimentados. Se você espera algo a mais do que apenas passar o tempo, passe longe dessa série.
comentários(0)comente



De 13/09/2014

OWNNN perfeito!
Ai gente,isso que eu chamo de romance completo.Depois de tantos transtornos que esses dois passaram,da bagunça de seus pais malucos e daquela irmã dele do mal,Rush e Blaire amadureceram ou melhor ele amadureceu,deixando finalmente,Nan de lado.Só vai entender o que aquela criatura aprontou quem acompanhou a série desde o começo.Abbi Glines,não me decepcionou,não teve enrolação,seguiu com a história me fazendo emocionar a cada página.Rush,(suspiro)surpreende Blaire (e a mim tambem)em seu casamento.Ficou curiosa?Então,sintam um gostinho.
-Quando voce olhou para mim pela primeira vez
eu me esqueci de respirar
aquele instante marcou meu coração endurecido
eu prometi nunca me afastar
e o toque de sua pele curou algo em mim
que me deixou querendo mais de voce
quanto menos eu tinha,mais o desejo crescia
Ah,eu não consegui deixar de cair de amor por voce
Então,estou aqui,sabe garota
depois de tudo que enfrentamos,não poderíamos deixar passar
e,enquanto eu viver vou olhar nos seus olhos
abraçando-a junto a mim ,jurarei solenemente
que caí de amor,sem limites
caí de amor sem limites,por voce.
Imagina isso,cantado!Voce pode conferir isso no YouTube.Declaração de amor de Rush para Blaire.
Amei! Recomendo muito!! Agora,vamos aguardar a história de Grant e acredito que também será inesquecível.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Giuliana Sperandio 21/10/2014

Perfeito
Comecei a ler a série despretensiosamente, mas tive uma bela surpre. 2 dias 3 livros meu record atualmente com tanta coisa pra fazer e a única coisa que pensava era no livro e como seria o próximo cap e o final...
Pois bem, li o final ontem... Muitas lágrimas, muitos sorrisos e ainda de quebra conheci uma música linda através desse livro...
O que dizer, final perfeito estou super mega triste por ter acabado e ter perdido a companhia desses personagens tão intensos e tão absurdamente apaixonantes. A Blaire é a mocinha "frágil" que é bem durona quando precisa, o Rush um dos bad boys mais lindos e apaixonantes dos livros que li, aliás ultimamente é só esse tipo de bad boy que estou me apaixonando ( Rick de Não Pare, Maddox de Belo Desastre e O Calvin do O Safado do 105 ) eses entraram com certeza na minha lista de personagens inesquecíveis junto com o clássico Hearthcliff de Morro dos ventos Uivantes ) A Graça de ler um livro é ver os defeitos e as qualidades do ser humano, porquê ninguém está ileso desses dois lados dentro de si e nesse livro podemos ter um pouco de cada lado de cada personagem...
Amei de verdade está na minha lista de melhores séries New Adult, pois esse livro tem partes bem sensuais que com certeza não pode ser lida por menores de idade...
comentários(0)comente



124 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |