O Grande Ivan

O Grande Ivan K. A. Applegate




Resenhas - O Grande Ivan


36 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Coisas de Mineira 06/02/2018

O grande Ivan é uma tocante história verídica que misturada a imaginação da autora Katherine Applegate, é apresentada através de um ponto de vista único e maravilhoso. Tem sua narrativa em primeira pessoa pelo gorila Ivan, que mostra todos os seus sentimentos com a situação que se encontra. Um gorila das costa cinzas que a vinte e sete anos foi capturado no seu habitat natural quando filhote, depois criado pelo dono do circo como animal de estimação, porem ele cresceu e foi trancafiado em uma jaula de circo que encontra-se dentro de um shopping e nunca mais viu nenhum outro da sua espécie, acostumado com a mesmice dos dias, onde três vezes por dia faz um espetáculo para os visitantes durante 365 dias, o gorila e cercado por animais de outras espécies que se tornaram seus amigos e a filha do dono do circo.

Ivan vê se fazendo uma promessa a mais nova integrante do circo a elefantinha com o nome de Ruby, ela terá uma boa vida em um daqueles zoológicos que ele acompanha pela televisão e não presa em uma jaula minúscula, com determinação e persistência ele fará o possível para realizar aquela promessa.

Já tem um tempo que esse livro está parado na minha estante eu não sei porque ele ficou lá, e eu nunca peguei para ler antes, foi uma grande besteira da minha parte a história do “O grande Ivan” é diferente de qualquer livro infato-juvenil que eu já li, fala sobre amizade, abandono dos series humanos aos animais e quanto uma promessa e determinação pode mudar a várias vidas.

Considerado um livro para crianças, ele tem o poder de conquista qualquer pessoa em qualquer idade por sua incrível história, até entendo porque, mas esse livro tinha que ser para todo mundo.

O livro também tem enredo muito bem entrelaçado, Ivan é um cara (ops um gorila) tão legal, com um coração tão grande é uma alma tão bonita que é impossível ler e não se apaixonar por ele, por seus amigos e muito menos seus sonhos.

O Grande Ivan não é uma história simples, mas uma que merece ser muito recomendada e lida por muita gente, pelo fato de ser tão bonita e marcante com parágrafos bem pequeno te conecta com o enredo e te faz ter uma nova visão do mundo e isso que foi a melhor parte de todo o livro. Não sou muito chegada em animal herói como diz minha prima, que tem fala e dialogo, mas nesse livro ficou algo tão singelo coerente que não deu para não apaixonar pela ideia, o livro todo é ilustrado então a leitura fica mais agradável ainda.

Por: Leh Pimenta
Site: http://www.coisasdemineira.com/2016/04/o-grande-ivan-katherine-applegate_29.html
comentários(0)comente



Aline Marques 31/12/2017

Não é preciso ser capaz de falar, para se ter algo a dizer. [IG @ousejalivros]
E se o horizonte não existisse mais e você se visse confinado numa cela, o que importaria?

Ivan já foi uma celebridade amada e temida. E antes disso ele foi selvagem e livre.
Mas agora, ele é apenas o gorila velho, esquecido atrás de um vidro cercado por grades num shopping impopular.

Sua rotina é controlado por terceiros. Ou melhor, pelo Mack, o seu... dono?
Seus amigos são seletos, não por opção, já que ele não pode sair do lugar para conhecer novas pessoas e animais, e os espectadores não costumam ser mais tão gentis assim.

Ivan é um observador e um baita de um filósofo, não que ele tenha conhecimento disso, afinal ele é só um gorila peludo e fedido. Não é?
Se ele fosse compreendido, será que algo mudaria?

Parece que as palavras são mágicas, capazes das coisas mais maravilhosas, mas ele não possui nenhuma. Apenas grunhidos.

E apesar de tudo isso, ele vive e merece viver, e, de preferência, com dignidade.

Os capítulos curtíssimos contam histórias próprias, que induz o leitor a reflexões grandiosas e necessárias. Sozinhos possuem mensagens que sensibilizam e juntos, transformam.

Baseado em fatos reais, essa história (narrada pelo próprio Ivan) irá encantar leitores de todas as idades, ao mostrar que há racionalidade nos sentimentos e atitudes de todos os animais. Seja ele humano ou não.

Leitura compartilhada a partir dos quatro anos e independente aos sete.
comentários(0)comente



Carol 20/10/2017

M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O
Um livro para todas as idades! Vários ensinamentos em 244 páginas, é de se emocionar do início ao fim.
comentários(0)comente



Lidiane 31/08/2017

Tocante
É uma linda história, de uma delicadeza incomparável, no inicio achei que fosse um livro mais voltado para o publico infantil, mas o livro é algo muito maior que tem muito significado em suas entrelinhas .... Recomendo, principalmente para quem gosta de animais.
Eu sou contra zoológicos e todas essas invenções humanas que expõem / usam animais. E esse livro trata com muita sutileza essa questão.
comentários(0)comente



Tálita 16/08/2017

Pela primeira vez estou feliz por estar gripada e no meio de uma crise de sinusite: disfarça o fato de eu estar me chorando toda ao terminar de ler esse livro! Céus! Muito fofinho, gostei demais.
comentários(0)comente



Sergio Augusto 20/01/2017

[Resenha] O Grande Ivan
Ivan, um talentoso gorila, é uma das atrações de um shopping. Apesar dos incríveis desenhos que faz, ele vive isolado em uma pequena jaula. Nascido para ser livre, descobre a força da amizade ao conhecer Ruby, um filhote de elefante. Juntos, eles viverão momentos de tensão, até serem transferidos para um zoológico, onde encontrarão a felicidade. Além de se divertir, você vai aprender muito com essa história de coragem superação e valor à vida.

Baseado em fatos reais, Katherine Applegate conta a história do gorila Ivan de forma poética e simples, e não somente a história do personagem principal, mas de todo o seu ciclo de amizades: Stella, Júlia, Bob e Ruby.

A história mostra algo que não vemos sempre em livros infantis: O lado “felizes para sempre” e o lado “nada felizes para sempre”. Katherine te faz ter uma lição sobre amizade, coragem e esperança, coisas que são fundamentais na nossa vida e na nossa caminhada. Além de ser um livro infantil, ele tem que ser lido por qualquer pessoa, não importando a sua faixa etária. Todos os aprendizados que puxamos dele é válido desde as crianças até os mais idosos. Suas ilustrações ajudam o leitor ter uma contemplação melhor da obra, muitas mostrando as coisas pela visão de Ivan.

O livro é bastante simples de se ler, recomendo para todos aqueles que se encantam com com histórias infantis que adicionam algo em sua personalidade, assim como “O Pequeno Príncipe”.

site: nomeumundo.com
comentários(0)comente



@plataformalit 12/11/2016

Uma história incrível sobre um gorila e um elefante que vivem num shopping. O gorila Ivan é um artista e seus quadros são vendidos na lojinha de presentes. Baseado numa história real, o livro é fascinante e rápido de se ler.
"Os humanos desperdiçam palavras. Eles as jogam como cascas de banana e as deixam apodrecer.
Todos sabem que as cascas são a melhor parte da banana".

Através de sua arte, Ivan precisa mostrar aos humanos que sua amiga precisa de um novo lar com seres de sua espécia para ser feliz.

"O crescimento de um gorila é como o de qualquer outra espécie. Você comete erros, brinca, aprende. E faz tudo outra vez."
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

O Grande Ivan – Katherine Applegate – #Resenha
Quando a editora começou a fazer a divulgação desse lançamento confesso que não estava muito interessada no livro. Mas, quando chegou não resisti e comecei a ler sem grandes expectativas. O livro acabou me surpreendendo demais. Teve diversas partes em que senti uma imensa vontade de chorar por causa da ingenuidade do Ivan e também todo seu comportamento fofo. Não sei se tudo em si me agradou, eu acho que o final deixou um pouco a desejar ainda que compreenda que essa pode ter sido a melhor solução para eles naquele momento. Ainda assim acabou sendo bem emocionante e lindo. Não é somente uma leitura para os adolescentes ou crianças, mas sim um livro que todos de qualquer idade deveriam ler e entender ainda mais os sentimentos dos animais. Muitas vezes pensa que esta feliz vivendo em um local quando na verdade não está em sua natureza.

O livro conta a história de Ivan que vive tranquilamente em seu domínio em um shopping. Nele tem diversos amigos com as quais conversa ou tenta se comunicar. Quando uma nova elefanta chega ao local e uma promessa acaba sendo feita, Ivan faz de tudo para que seja cumprida. Tem seus momentos de frustração, mas não desisti mesmo que isso possa ir desgastando suas energias pouco a pouco. O próprio Ivan é quem conta a sua história deixando o leitor ainda mais próximo dele e querendo acabar com todo o seu sofrimento.

Com o passar dos anos, aprendi a entender as palavras humanas, mas entender o que os humanos dizem não é a mesma coisa que entender os humanos.

Por ser quem conta a história o Ivan me fez ficar encantada com a sua personalidade. Está acostumado com a sua vida e já não se importa com mais nada. Fica desanimada em diversos momentos o que é bem compreensível se tivesse que passar pelas mesmas situações. Ele não tem recordações de seu passado como os outros dois animais que ficam no mesmo local. Mas, também não faz questão de lembrar. Mesmo que pareça que não se importa com ninguém faz de tudo por aqueles que estão ao seu redor. Quando não está sendo melancólico acaba por ser bem divertido. Quando está desenhando então e fica imaginando que está mesmo correto é muito fofo.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2014/12/o-grande-ivan-katherine-applegate-resenha.html
comentários(0)comente



Dudu 31/08/2016

Muito bom!
Livro muito bom. Adorei a história do Ivan e da Ruby. Queria que no final fosse diferente, mas ainda assim gostei. Indico a leitura.
comentários(0)comente



Nanda 08/04/2016

Comecei a leitura de O Grande Ivan achando que ia ser só mais uma história fofinha envolvendo animais. Por sorte, o conteúdo apresentado no livro foi muito acima das minhas expectativas. Baseado numa história real, a narrativa na visão do macaco Ivan é uma história emocionante e para todas as idades.

Esse foi meu primeiro contato com o selo #Irado, vi muita gente elogiando, mas por serem livros indicados mais para crianças, eu meio que deixei de lado (mas meu irmão adorou). Foi uma experiência muito boa, eu não esperava encontrar tanta maturidade nas linhas de um livro infantil.

A história do macaco é aquela mistura agridoce, triste e bela, ao mesmo tempo. Eu fiquei com uma pena enorme de como Ivan só enxergava o mundo que existia no shopping, mesmo que no fundo ele desejasse mais. Toda a estrutura da narrativa nos leva a ir descobrindo esse mundo novo com ele, o que é bem legal.

Todos os personagens são bem desenvolvidos. A autora soube trabalhar bem os colocando não apenas como animais, mas dando sentimentos a eles. A elefanta Stella é um poço de sabedoria, ao passo que é impossível não se encantar pela pequena Ruby. O jeito descolado de Bob também me conquistou logo de cara.

Todo o desenrolar do livro, apesar de ser ficção, tem um tom de realidade. Ele traz uma lição importante, não de ativismo, mas de amor. Ivan pode ser um macaco, muitos podem pensar que ele é irracional, mas todo o carinho que ele nutre pelos seus companheiros é algo que nós, humanos (e geralmente seres racionais), deveríamos ter.

O Grande Ivan foi uma surpresa agradável em uma tarde que eu precisava de algo inspirador. A narrativa é leve e muito linda. Vale a pena em cada linha.

site: http://www.entrelinhascasuais.com/2015/01/resenha-o-grande-ivan-katherine.html
comentários(0)comente



kleris 28/01/2016

O gorila simplifica o que o mundo costuma complicar
(Esta resenha teve corte de quotes e imagens do livro; visite o link para conferir)

O Grande Ivan é um gorila adulto que vive numa jaula em um pequeno shopping de atrações. Vários animais ali estão na mesma situação, acostumados à prisão, ter que se apresentar aos humanos com truques, e viver em seus domínios sem muita perspectiva. Através de Ivan, conhecemos bem essa realidade. Os dias são muitos e não há nada muito diferente ao passar deles.

Ivan não tem contato com gorilas desde que foi capturado, ele basicamente foi “humanizado”, criado entre os costumes dos homens. Bebe refri, gosta de iogurte, assiste filmes numa Tv velha e tem que vestir o papel de um gorila assustador para os visitantes e render algum dinheiro para fazer valer sua vivência ali.

Não era isso que Ivan queria para si – tampouco qualquer dos animais que foram capturados, claro – só que não é algo que ele poderia mudar. Quer dizer, como poderia? É só um gorila, que apesar de grande e forte, é um ser indefeso. Isso ele acreditava até ter que ser mais para salvar a pele de outro.

Será? Será que Ivan poderia ser o grande, o líder, o protetor, o costas prateadas que a natureza lhe destinou ser? Era hora de se mexer, mesmo com tão pouco, ser aquele quem se deixou apagar. Ser o Barro, como sua família havia o nomeado.

O Grande Ivan não tem nada de bobo para um bom entendedor. Katherine fez um incrível trabalho para nos contar o lado de Ivan que, muitos podem não saber, baseia-se numa história verdadeira. Ivan ficou conhecido no mundo por ser um gorila “pintor”. As pinceladas de imaginação da autora foram, assim, suficientemente belas para compor um livro tão rico, perspicaz e “humano”.

A leitura é rápida, por conta de Ivan não ter muitas palavras, nem muitas memórias, ao contrário de Stella, a elefanta companheira. A seu modo, o gorila simplifica o que o mundo costuma complicar. Com essa pegada, o livro se assemelha a O Pequeno Príncipe, até porque é infantil, mas nem por isso deixa de atender a todos os públicos de forma tocante. O tom da história, ao mesmo tempo que guarda a inocência de um gorila no nosso mundo, que nada realmente entende os humanos e assim se assemelha às crianças, a história também trata da humanidade forçada aos animais e abusos de uma sociedade para com aqueles que às vezes tem muito pouco com que se defender. Dentre outros pormenores, fala sobre ser diminuído e dar um jeito se recuperar, se não por você mesmo, por aqueles quem se ama.

Mack, o adestrador e dono do shopping, por outro lado, não é apenas esse ser vil e miserável que maltrata animais, tampouco os outros que ali vivem e trabalham. O fato é que eles podem ter algumas visões tortas, mas o livro também trata deles como figuras frágeis. Isso quer dizer que não é uma história tradicionalmente milimetrada ao bem e ao mal, ela coloca os valores e as circunstâncias em que se embaralham.

Para corroborar, o tratamento da edição é belíssimo. Me apaixonei por ser de capa dura, com folhas de guarda (as folhas durinhas que ficam grudadas entre a capa e as outras páginas) com pequenos desenhos dos personagens. Por outro lado, gostaria que fosse de brochura mesmo, mais flexível, pois para o manuseio ficou um pouco duro. Há ilustrações também por dentre a leitura (como figuram as fotos acima), enriquecendo mais nossas perspectivas para com a história. É, por fim, um encanto, tanto para crianças em seus 8, 9 anos, quanto para adultos, quaisquer idades tenham.

Recomendo!

site: http://www.dear-book.net/2015/11/resenha-o-grande-ivan-katherine.html
comentários(0)comente



Núbia Esther 24/07/2015

“Minha árvore genealógica também é muito extensa. Sou um macaco grande, assim como os chimpanzés e os orangotangos e os bonobos. Todos nós somos primos distantes e desconfiados. Sei que isso é problemático. Também acho difícil acreditar que haja uma conexão no tempo e pelo espaço ligando-me a uma raça de palhaços mal-educados.

Chimpanzés… não há desculpa para eles. ” (Página 14)

Ivan, também conhecido como o “Shopping Mall Gorilla”, viveu mais de vinte anos confinado em um pequeno recinto em exposição em um shopping na cidade de Tacoma, Washington, EUA. Até que em 1994, após vários anos de manifestações e campanhas que tiveram início após o lançamento do documentário “The Urban Gorilla” produzido pela National Geographic Explorer e a Argo Films em 1991, Ivan foi transferido para o Zoológico de Atlanta. Capturado ainda na infância, foi criado como animal de estimação até que o seu tamanho impossibilitou a convivência em família e ele foi transferido para o recinto no shopping. Por esse motivo, desde a sua captura, nunca socializou com outros gorilas e após a transferência para o zoológico teve que passar por um treinamento e reabilitação para se reencontrar como gorila. No Zoo de Atlanta, assumiu o papel de líder do bando e teve várias companheiras (apesar de não ter tido nenhum filhote), até que em 21 de agosto de 2012, aos cinquenta anos teve que ser eutanasiado por causa da saúde debilitada em decorrência de um câncer.
Inspirada pela história de Ivan, Katherine Applegate publicou em 2012 o livro The One and Only Ivan, romance pelo qual ganhou a Newbery Medal em 2013. Em 2014, a Novo Conceito trouxe O Grande Ivan para o Brasil, publicado pelo Selo Irado. Como é uma obra de ficção, Applegate tomou a liberdade de adicionar personagens e mudar alguns detalhes da história real, mas no geral, os principais eventos que marcaram a vida de Ivan foram relatados e a mensagem transmitida é bem real.

Na história de Applegate, além de Ivan, o Grande Shopping e Fliperama da Saída 8 também é lar da elefanta Stella e do cachorro Bob. E logo, a população aumenta com a chegada de um filhote de elefante, a Ruby. É a ela que cabe o papel de agente catalisador dos eventos que culminaram na transferência dos animais para o zoológico. É Ruby, que com toda a sua curiosidade de filhote, começa a fazer questionamentos que incitam lembranças e desejos em Ivan. É isso mesmo, além de protagonistas, os animais também tiveram direito a voz e é Ivan quem nos narra sua história.

Com uma narrativa simples, mas cativante, Applegate discorre sobre os perigos que os animais que moram em confinamento estão sujeitos, os problemas ocasionados pelas instalações inadequadas e a busca desenfreada pelo lucro em detrimento do bem-estar animal. A história de Ivan poderia ter sido abordada de outra maneira, como em um livro de não-ficção por exemplo. Uma abordagem que trouxesse preto no branco todas as agruras enfrentadas pelo animal em sua pequena jaula até ser transferido para o Zoológico de Atlanta. Um livro com essa abordagem seria informativo, talvez sensibilizasse alguns para a problemática dos animais mantidos em cativeiro. Mas, estaria restrito à alguns grupos de leitores. A abordagem de Applegate é mais simples, mas investe nos sentimentos e na empatia do leitor. E, por ter uma linguagem simples e ser destinado ao público mais jovem, mas ao mesmo tempo ter uma narrativa bem estruturada, atinge uma gama maior de leitores. Crianças podem conhecer e se emocionar com a história de Ivan, e os jovens e adultos também. Applegate conseguiu criar uma história informativa e emocionante e fez um ótimo trabalho em eternizar a vida do “Shopping Mall Gorilla” e de alertar para os outros tantos Ivans e Rubys que estão espalhados por aí.

[Blablabla Aleatório]

site: http://blablablaaleatorio.com/2015/05/09/o-grande-ivan-katherine-applegate/
comentários(0)comente



ViagensdePapel 15/05/2015

O grande Ivan, de Katherine Applegate
Publicado no ano passado pela editora Novo Conceito, o livro O Grande Ivan apresenta a história de um gorila de 27 anos, que ainda filhote foi retirado da natureza e da família e levado para o Grande Shopping e Fliperama da Saída 8, local em que funcionava um pequeno circo. Desde pequeno, ele sempre foi a atração do local. Famílias vinham de diversas partes do país para visitá-lo. Além disso, ele tinha um dom artístico muito especial. Seus desenhos eram comercializados e faziam enorme sucesso com o público.

Em um primeiro momento, quando passou a conviver com a civilização, o gorila Ivan vivia com os donos, um casal que o tinha como filho. Ele era tratado com amor e paciência, até o dia em que sua “mãe” sai de casa. A partir daí, sua vida entra em declínio. O dono Mack já não dá a devida atenção a ele, além de que o circo está passando por diversas dificuldades, já que ninguém mais vê graça em suas travessuras e números. Assim, Ivan passa por mais um trauma e é deixado de lado, passando a viver no shopping, de maneira solitária.

Seus únicos companheiros são o cachorro de rua Bob, que dorme dentro da jaula de Ivan, e a elefante Stella, a outra atração do circo, que foi muito maltratada durante a vida e sofre com os avanços da idade. Juntos, os três passam os dias sem ter o que fazer, e por vezes são obrigados a se apresentar em condições adversas. O ponto alto de seus dias é quando recebem a visita de Júlia, filha do zelador do shopping, que passa algumas horas fazendo companhia para os animais. Ela, assim como Ivan, gosta de desenhar, e por isso é capaz de entendê-lo melhor do que ninguém.

Um dia, para tentar aumentar os lucros, o circo recebe sua mais nova moradora: a filhote de elefante Ruby. Assim como Ivan e Stella, ela foi retirada de sua família, por isso está muito assustada, com medo do que pode acontecer. Com a ajuda dos animais do circo, ela tentará passar por essa situação. Por ser da mesma espécie, ela desenvolve uma ligação muito forte com Stella, que passou pela mesma situação da filhotinha e enxerga tudo com muita tristeza. Infelizmente, Stella não andava bem há algum tempo e piora consideravelmente, já que não havia dinheiro suficiente para seu tratamento. Antes de morrer, ela pede que Ivan cuide de Ruby e não deixe que ela passe anos em uma jaula, tendo o mesmo destino que o seu.

Depois de receber o pedido da velha amiga, Ivan passa a refletir sobre a triste condição em que eles se encontravam: presos, sem liberdade e longe da natureza e de outros animais da mesma espécie. Assim, para que a pequena Ruby tivesse uma chance de se libertar, ele arquiteta um plano para chamar a atenção da sociedade para a situação. Para isso, os aliados serão os seus desenhos e a amiga Júlia.

Mesmo que voltado para crianças, de cerca de dez anos, O Grande Ivan é um livro incrível para todas as idades. Misturando fatos reais com ficção, a autora Katherine Applegate criou uma história cativante, envolvente, sensível, com toques de humor e chamando a atenção para um assunto muito triste e sério: maus tratos a animais. Com capítulos curtos, narrados em forma de diário, a autora apresenta personagens incríveis e, no fim da historia, deixa uma lição muito legal, já que mostra que os bichos também precisam ser tratados com respeito e dignidade.

Apesar de ter momentos de humor, a história dos animais que moram no shopping é muito triste. A cada página, Ivan, Stella, Ruby e Bob mostram como é difícil serem tratados com descaso, como se não sentissem necessidades tanto físicas quanto de afeto. Fazendo-se valer de uma narrativa leve, a autora apresenta para as crianças essa forte temática e ensina que os animais possuem seus direitos. No fim, traz também esperança, já que mostra que é possível promover a mudança, contribuir para um mundo melhor.

Eu não esperava tanto dessa leitura e terminei completamente encantada. A história me cativou, assim como os personagens me conquistaram. Indico a leitura principalmente para crianças, mas sugiro que a leitura seja acompanhada pelos pais, para que conversem com os filhos sobre a história, já que a obra traz questionamentos muito legais e pertinentes. Além de ter um enredo incrível, o projeto gráfico do livro é muito bonito, chamando a atenção e despertando o interesse. A capa é dura, as folhas amareladas e a diagramação agradável, além do livro contar com diversas pequenas ilustrações.

"Os humanos podem nos surpreender às vezes. Uma espécie imprevisível, esses Homo sapiens"

Leia mais em:

site: http://www.viagensdepapel.com/2015/05/o-grande-ivan-de-katherine-applegate.html
comentários(0)comente



Yuri 30/04/2015

O Grande Ivan
Era uma vez, um gorila chamado Ivan.

Nasci na África Central, numa floresta densa e tropical tão linda que nenhum lápis de cor do mundo conseguiria recriá-la. Minha irmã se chamava Pega e eu Barro porque eu desenhava com barro nas rochas, vivíamos felizes como deveria ser.
Leia mais em:

Certo dia, uma dia sem vento, o ar zumbiu e os humanos chegaram.

Os humanos mataram meus pais, estávamos dependurados na minha mãe, minha irmã e eu quando eles a mataram.

site: http://dicasdeboaleitura.blogspot.com.br/2015/04/o-grande-ivan.html
comentários(0)comente



Moonlight Books 16/02/2015

Leia esta e outras resenhas no blog Moonlight Books, www.moonlightbooks.net
Foi uma leitura que fez diferença, fechei chorando, é um livro lindo, delicado e comovente. O laço de amizade e lealdade entre as espécies mostra que o companheirismo é essencial para uma melhor existência, a união entre os seres, humanos ou animais, torna a vida menos dura, as experiências divididas mais marcantes e as conquistas mais dignas de comemoração. Embora a questão de justiça para com os animais seja o foco, esta não é a única lição que você vai aprender.

site: Leia o restante da resenha em http://www.moonlightbooks.net/2015/02/resenha-o-grande-ivan.html
comentários(0)comente



36 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3