Os Bons Segredos

Os Bons Segredos Sarah Dessen




Resenhas - Saint Anything


138 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Gih 15/10/2020

Bom
Achei um bom livro, temática que aborda um tema muito legal, a autora não sei 100% do livro para o romance, mesmo ele sendo uma peça fundamental para o desenvolvimento, o que eu mais gostei foi na relação entre a protagonista e sua família, tive vontade de socar a mãe dela o livro inteiro e o pai sonso também, porém gostei de como tudo acabou se resolvendo.
comentários(0)comente



gabi 02/10/2020

Sarah Dessen foi uma autora que fez parte da minha adolescência. Just listen, That summer, A caminho do verão, e O que aconteceu com adeus foram leituras que tinham me encantado muito.

Fiquei um tempo sem ler nada dela, mas retornei com Canção de ninar (que acabei detestando). E por isso enrolei ainda mais para ler Os bons segredos.

Esse é o primeiro livro dela que eu leio que não se passa no verão. Mas o tema de problemas familiares e angústias adolescentes permanece.

Sydney sempre foi a boa filha, aluna exemplar e amiga excelente. Mas tudo isso só faz com que ela seja invisível. Já que seu irmão mais velho, Peyton, sempre foi o centro das atenções, com todo seu charme e coragem.

O problema é que ele entrou numa espiral de confusões. E agora foi preso por atropelar um adolescente. O que quase destrói toda sua família.

Sua mãe ignora que o filho é criminoso e age como se ele fosse a vítima. Seu pai está cada vez mais ausente. Assim, Sidney passa a carregar sozinha toda a culpa pelo acidente e angústia sobre a situação.

Ao mudar de escola, ela conhece Layla. E essa amizade passa a transformar a forma com que ela enxerga o mundo e age nele. Principalmente ao conhecer a família dela, e se sentir tão inserida naquele lugar, e pela primeira vez, vista e valorizada.

O primeiro ponto a se destacar é que eu amo a amizade das duas, e a forma saudável e consistente com que ela é construída. Além disso, o relacionamento com Mac é lindo. E mesmo assim não toma todo o espaço da narrativa, porque o foco é o desenvolvimento da protagonista. Achei isso incrível!

A relação da protagonista com Ames (amigo da família) é bem complicada. E a situação de um possível abuso, e aquele constante assédio me angustiou muito durante a leitura. (Acho que as editoras deviam colocar aviso de gatilho em alguns livros. Por mais que fosse um leve spoiler, serviria pra ajudar os leitores.)

Mais uma questão é que a história é muito lenta. Eu entendo que a autora faz isso pra tentar mostrar que a vida de Sydney era comum, e sem grandes reviravoltas. O problema é que isso era lento demais. Metade do livro tinha se passado e nada acontecido.

E por fim, não gostei de como os últimos acontecimentos foram retratados. Talvez isso seja um spoiler, mas não acreditei naquela mudança em segundos da mãe dela, nem em como tudo magicamente melhorou. Precisava ser melhor desenvolvido para ser crível.

Para quem não curte mocinhas sem muita iniciativa, já aviso que o livro não é pra você. Já que Sidney passa toda a história sofrendo pela situação com a mãe, o irmão, e Ames, e em nenhum momento age sobre isso.

Acabei ficando em dúvida se tento ler outro livro da Sarah Dessen, já que os últimos dois foram bem insatisfatórios.
comentários(0)comente



Duda 19/09/2020

Eu não tenho palavras pra falar o quanto gostei. No entanto vi que as amizades de imediato que as vezes nem conhecemos nos compreende mais que nossos pais, e que nessas relação por mais de múltiplas diferenças, não precisamos-nos esconder quem somos que sabemos que irá nos entender.
comentários(0)comente



Bina 08/09/2020

Coragem para mudar
Tinha vontade de ler esse livro há muito tempo, mas sempre deixava pra depois. Ganhei ele no meu aniversário e mês passado finalmente eu concluí essa leitura que me fez refletir tanto!
Os bons segredos vai contar a história pelo ponto de vista da protagonista Sidney, uma adolescente de classe média e típica boa filha. Oposto à ela é seu irmão mais velho Peyton, que se envolve em muitos problemas com a lei até que um dia, provoca um acidente e é preso.
Apesar de todos esses motivos, os pais de Peyton veem seu filho como vítima e priva Sidney de ser uma adolescente normal, como se isso fosse evitar que ela se tornasse como seu irmão (mesmo ela que nunca tenha dado motivo).
A narrativa vai se desenrolar a partir do momento que ela muda de escola, conhece um novo mundo, pessoas incríveis e decide lutar pelos seus desejos.
Sidney não é uma personagem cativante, do tipo que te inspira; ela é normal. Apesar de ter tido momentos que eu fiquei extremamente brava com a passividade dela, não tem como não se identificar, ela está tentando se tornar dona da própria história e é colocada em situações que não criou e mesmo assim sofre as consequências. Acho que foi a forma mais delicada que a autora encontrou para abordar temas como: relações tóxicas, assédio, amor e amizade.
No fim das contas, é um bom livro, com lições muito importantes.
@binah_2p 3,5 ?
comentários(0)comente



freddieqween 05/09/2020

Minha nova autora favorita.
eu me apaixonei por tudo nesse livro, a escrita, o desenvolvimento, a história, amei amei amei amei
comentários(0)comente



Gabi 15/08/2020

Mais uma vez Sarah Dessen mostrando ser uma das melhores escritoras do estilo romance adolescente. Uma leitura leve, inspiradora.
O texto da resenha acabou ficando no meu histórico de leitura, porém recomendo de verdade esse livro. Principalmente para curar ressacas.
comentários(0)comente



Letícia Lopes 31/07/2020

"finalmente, pela primeira vez, eu não estava apenas vendo e registrando as mudanças. Eu também fazia parte daquele mundo em transformação."
Esse foi o meu primeiro contato com a autora e eu amei. A todo momento me senti envolvida na história, aos personagens e as questões que o livro aborta. Não é um livro com grandes acontecimentos, mas nem por isso, deixa de ser interessante, nos pegamos entendo a Sidney e se questionando que atitudes teríamos no lugar dela. É um livro que traz muito como as atitudes de uma pessoa tem um impacto muito forte e presente na vida de quem está ao redor e como é importante ter todos os lados da história.
os relacionamentos também são muito bem construídos, como podemos encontrar conforto mesmo no que achamos mais longe da nossa realidade. A amizade entre a Layla e a Sidney é incrível, a forma como elas se apoiam e se tornam essencial uma para a outra é lindo de ver. Eu amei esse livro, a escrita da Sarah é muito leve e cativante, a leitura avança que nem vemos, é uma ótima escolha para quem está a procura de algo envolvente e gostoso de ler.
comentários(0)comente



Evy 09/06/2020

Viciante e te deixa com ressaca (e fome!)
Meu Deus, o quanto eu amei esse livro.
A história é sobre tragédia familiar, recomeços, perdão, amizades, família e união. E também muita comida! quem não ficou com vontade de comer pizza e batata frita ou andar de carrossel..kkkkkk
Tive muita empatia com a Sydney, me identifiquei tanto. Fiz muitas marcações.
É meu primeiro livro da autora e a escrita é muito leve, fácil e emocionante. Já quero ler todos os outros, pq fiquei triste por ter terminado esse, saudades dos personagens já.
comentários(0)comente



SteFranconere 07/06/2020

Saint Anything
Eu realmente gosto da escrita da Sarah Dessen. É leve, fluida, mas carrega muito significado. Suas histórias são sempre envolventes para mim, não consigo parar de ler. Deve ser o sexto livro dela que leio, e o primeiro que não tem o verão como personagem principal, e gostei da mudança. A forma como ela explora o relacionamento familiar, a força e importância da amizade e a descoberta do amor (sempre muito sutil nos livros dela), me encanta. Outro favorito.
comentários(0)comente



Bella 04/06/2020

4.5 / 5
Eu sou muito suspeita para falar de qualquer livro da Sarah Dessen, mas acho que esse é o meu favorito dela agora. Mas eu falo isso de todos, então nem conta.
Eu amo o jeito que ela usa um clichê como base para uma história maior, com personagens bem descritos e como ela equilibra bem todas as áreas da vida da personagem, sem dar importância maior ao romance.
Em “Os Bons Segredos”, a protagonista do livro não se sente protagonista da própria vida, já que sempre viveu às sombras do irmão mais velho, Peyton. Ele sempre foi o centro das atenções por ser tão carismático, lindo e charmoso (“charmoso” é bem vó, né? Amo). Tudo piora quando ele começa sua fase mais rebelde, e, por fim, causa um acidente por dirigir alcoolizado, deixando a vítima paraplégica.
Obviamente, Peyton acaba na prisão, à contragosto de sua mãe, que nunca o responsabiliza por nada que ele faz. Seu pai se omite, só aceita e apoia a mãe em todas as suas decisões mais loucas (mesmo que às vezes dê a leeeve impressão de que não está gostando muito).
Por causa de toda essa atenção voltada para Peyton, Sidney acaba sendo sempre deixada de lado pelos pais. Na escola, ela sempre é lembrada como a “irmã do Peyton”, então ela decide começar de novo numa escola pública. É aquele clichezão, ela faz novos amigos, conhece o amor da vida dela e uma família que é o completo oposto da sua em vários sentidos, etc. Só que é muito legal ver como a autora lida com assuntos tão pesados de uma maneira tão leve e sensível - o ponto de vista crítico de Sidney de como seus pais tratam Peyton, como seu irmão pensa diferente do que ela imaginava dele, como ela perde e recupera o controle da própria vida e seu próprio relacionamento com os pais. Também de como as aparências enganam.
E que fome que esse livro dá, meu Deus. Eu só queria uma fatia daquela pizza...

site: https://www.instagram.com/p/CAtZMpFjPxs/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Evelyn 16/05/2020

♪ Embarque nesse carrossel... ♪
Em Os Bons Segredos, Sydney está acostumada a viver sob a sombra do irmão mais velho, Peyton, que sempre teve maior atenção dos pais. Até o mesmo ser preso após dirigir embriagado e atropelar um adolescente, deixando-o paraplégico. Entretanto, os pais de Sydney, especialmente a mãe, enxergam Peyton como a vítima da situação.

Prezando pelas finanças da família, que aumentaram bastante com as despesas legais de Peyton, Sydney decide transferir-se da escola particular que estudou por toda a vida para uma pública. É na Jackson High que a jovem conhecerá Layla, Mac e a família Chatham, amigos e pessoas com as quais ela finalmente poderá contar, tanto seus segredos, quanto com o apoio.

Alguns dos motivos pelo qual admiro o trabalho de Sarah Dessen, autora da obra, dar-se ao fato da mesma sempre tratar assuntos importantes de forma leve, fluída e envolvente. No caso de Os Bons Segredos, Sydney precisa lidar com as consequências das atitudes errôneas do irmão, mesmo não tendo relação com o ocorrido, exceto ser parente do infrator.

Ademais, a obra também retrata a dedicação da família Chatham (filhos e marido) em cuidar da matriarca que sofre de esclerose múltipla, e que em momento nenhum reclamam sobre a incumbência. E falando nos Chatham, Layla, Mac e a sra. Chatam são simplesmente os melhores: Layla é a amiga que toda menina gostaria de ter, e o retrato da jovem apaixonada que não quer enxergar os sinais; Mac, com exceção de Sydney, é outro personagem com o qual você consegue se identificar, além de ser um ótimo irmão, filho, namorado; já a sra. Chatham está sempre de ouvidos abertos e com os bons conselhos a postos.

Em relação a família da protagonista, enquanto a mãe vive “passando a mão pela cabeça” do filho, querendo que o jovem tenha a melhor experiência possível (lembrando que ele está em uma prisão, não em uma escola), o pai simplesmente apoia todas as decisões da esposa. Eles não chegam a ser negligentes com a filha – mas levam um “estranho” para dentro de casa, onde cheguei a pensar que o livro teria o mesmo fim que o filme O Hóspede (2014) – todavia, quando Sydney comete o único erro da vida (leva os amigos para usarem o estúdio de gravação do irmão sem autorização, mas que tinha sido dada anteriormente porém é esquecida, e ainda é pega tomando um gole de bebida alcóolica), os pais decidem puni-la um tanto severamente. Enquanto, por um lado é compreensível, levando em conta as experiências anteriores com o irmão, por outro, é injusto com a jovem.

Identificar-se com Sydney e tomar suas dores é algo fácil, principalmente ao tentar encontrar abertura ou coragem para expressar seus sentimentos perante a família, especialmente os pais, ainda mais quando eles já estão lidando com uma situação difícil. E quem, assim como a protagonista, não encontra conforto em programas televisivos, quando a vida real é árdua demais?

Just Listen (ou Apenas Escute) encontra-se imbatível como meu livro favorito de Sarah Dessen, mas Os Bons Segredos, definitivamente, entrou para o top 3.

*O título em inglês, “Saint Anything” (Santo Qualquer Coisa, na tradução literal), corresponde a uma cena do livro.

P.s. prepare-se para a vontade de comer pizza que virá durante a leitura.

site: http://garotablockbuster.com/2020/05/16/livro-os-bons-segredos/
comentários(0)comente



Vick 06/05/2020

Leve e reflexivo
Ao mesmo tempo que ele o livro é leve, fluído e gostoso, também é muito reflexivo e traz temas importantes. Senti muita raiva dos pais da Sidney, mas também consegui entendê-los após tudo que passaram com seu filho mais velho. E o mais impressionante é a paciência da Sidney com tudo que ela estava passando, principalmente com Ames.
comentários(0)comente



Hugo Sales 20/04/2020

Coming out age
A literatura tem esse poder de conversar com o leitor e levá-lo para um passeio empírico, numa caminhada onde, através das experiências de personagens fictícios, traz reflexões sobre as personas que com eles se identificam.

A identificação em "Os Bons Segredos" acontece, principalmente, voltada para quem é — ou foi, na adolescência —, uma pessoa invisível, mas sem ver, a princípio, as vantagens imbuída nisso. No livro é explorado a parte mais dolorosa de ser o segundo filho, o amigo menos interessante, a pessoa que se dá o papel de coadjuvante e nada além.

Porém todos têm sua importância, suas peculiaridades e precisam lutar para colocar si própria acima da invisibilidade auto-imposta. Como a personagem Sidney demonstra em sua jornada de crescimento dento da história — o grande atrativo do livro.

Sarah Dessen consegue criar uma narrativa poderosa de auto descoberta que, embora não apresente uma construção fora da curva, é muito competente ao que se propõe. A escrita da autora não tem pressa de construir e explorar seus conflitos. A história contada em primeira pessoa torna ainda mais fácil de simpatizar com a personagem-narradora.

"Os Bons Segredos" é um ótimo exemplar de literatura come out age. Uma boa indicação para quem gosta de YA, principalmente, para quem encontra-se numa faixa etária igual a da personagem Sidney.

site: https://www.instagram.com/p/B5fXqnWj1NP/
comentários(0)comente



@literariame 11/04/2020

Esse livro se tornou um dos meus favoritos há alguns anos. É uma história fofa e carregada de mais importância do que a superfície aparenta.

O livro narra a história de Sydney, que se vê obrigada a mudar de escola devido aos atos de seu irmão mais velho.

Como em todo bom romance, a mocinha faz uma melhor amiga, que por sinal, é filha do dono de uma pizzaria e tem um irmão bem interessante (se é que me entendem).

Sydney acaba indo trabalhar na pizzaria com Layla e sua família, de forma que se aproxima dos Chatham e cria inesperados novos laços.

É uma história surpreendente! Você olha a capa e espera que seja "somente" um romance fofo e é incrível descobrir que é mais do que isso.

O livro tem tudo do melhor para se formar uma boa história. Tem romance, amizade, famílias problemáticas, segredos e momentos inesperados. Além da doçura inerente aos livros da Sarah Dessen, é claro!
comentários(0)comente



138 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |