Cidade dos Ossos

Cidade dos Ossos Cassandra Clare




Resenhas - Cidade dos Ossos


1044 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Vitória - @cactuslit 20/06/2017

Resenha - Cidade dos ossos
O que você faria se testemunhasse um assassinato? Chamaria a polícia? Sairia correndo? Provavelmente a mais óbvia, mas para Clary Fray, a escolha não é tão simples assim, principalmente quando o corpo some diante de seus próprios olhos e os assassinos são invisíveis aos demais.

Era para ser somente uma noite numa boate com seu melhor amigo, Simon. Mas o que acontece a partir do momento em que ela presencia o crime, acaba virando sua cabeça totalmente do avesso. Como explicar um assassinato que não deixa pistas nem evidências? Como provar que um menino foi morto? (aliás, era mesmo um menino?).

Quando os assassinos (adolescentes com marcas estranhas nos braços) se apresentam para Clary, ela sequer tem tempo de digerir totalmente a informação. A ideia de um grupo denominado Caçadores de Sombras que protegem o mundo de vampiros, lobisomens e monstros é irreal de mais para ela, e mesmo que custe acreditar no que vê, Clary Fray vai descobrir que sua vida nunca mais será a mesma.

Não sei porque eu demorei tanto tempo para ler esse livro ele é simplesmente maravilhoso! eu amei a escrita da Cassandra e como ela descreve de forma simples e objetiva os cenários e os pensamentos dos personagens tornando a leitura super agradável e tão rápida que você nem percebe que já chegou ao final do livro. Os personagens são muito carismáticos e já entrou para minha lista de livros mais engraçados e favoritos, a única coisa que me incomoda é o fato de terem desviado tanto da história original quando encomendaram os primeiros episódios de shadowhunters, se tivesse seguido boa parte da história, tenho certeza que teria feito um sucesso maior ainda.
comentários(0)comente



@janeladelivro 17/06/2017

Me surpreendeu
Assisti a série antes e não queroa ler o livro porque achei a série bem boba, mas o livro te prende e agora quero ler todos os outros
comentários(0)comente



Garotas Devorando Livros 02/06/2017

Bem vindos ao mundo dos shadowhunters!
[...]

Esse é um livro sobre lealdade, amor, sacrifício e redescoberta. Quando Clary percebe que muita coisa na sua vida foi uma mentira, ela se agarra no amor que sente pela mãe e segue em frente, mas ao mesmo tempo que está focada na busca começa a descobrir um lado dela adormecido, pois você nasce shadowhunters, não se torna um.

[...]

CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG!!!


site: http://garotasdevorandolivros.blogspot.com.br/2017/05/resenha-cidades-dos-ossos-cassandra.html
comentários(0)comente



Bianca.Souza 01/06/2017

Cidade das Ossos (Série Os Instrumentos Mortais - livro 1)
E lá vamos nós, desvendar os mistérios de um novo mundo…….

Clary, é uma jovem baixa, ruiva e com poucas curtas (fato no qual ela vive se queixando) que adora pintar.

Vivia uma vida comum com sua mãe até o dia em que ela arrasta seu melhor amigo, Simon, para uma boate e por acaso acaba testemunhando um assassinato que para sua surpresa ninguém mais vê e o corpo desaparece, sem acreditar muito no que viu vai para casa.

No dia seguinte sua mãe lhe informa que elas vão sair de férias e isso a chateia, então ela vai para rua com Simon, nessa noite ela encontra um dos assassinos, Jace, que lhe diz que ela sabe demais e que precisa acompanhá-lo, relutante ela concorda e liga para sua mãe que esta estranha no telefone e após um barulho enorme, desliga, Clary corre para casa e descobre que sua mãe foi sequestrada e é assim que nossa aventura começa.

Clary é “arremessada” em uma realidade que ela não “via” e nem sabia que existia, descobre que nada é o que parece e que sua mãe lhe escondeu grandes segredos…

Como ela pode mentir todo esse tempo?
Como salvar minha mãe?
Em quem confio?
Porque não consigo lembrar?

Ela repassa e repassa mais e mais essas perguntas.

“Tudo bem. Escute. Não posso desfazer o que eu fiz…” ele disse a ela.
comentários(0)comente



Camila Márcia 31/05/2017

Gostei
City of Bones: The Mortal Instruments (2007) é o primeiro livro de uma série de sucesso chamada Os Instrumentos Mortais composta por seis livros (Cidade dos Ossos, Cidade das Cinzas, Cidade de Vidro, Cidade dos Anjos Caídos, Cidade das Almas Perdidas e Cidade do Fogo Celestial) e alguns outros livros que se passam nesse mesmo universo. A série foi escrita pela norte americana Cassandra Clare.

Depois de tanto tempo querendo ler esta série (até porque tenho os livros desde que foram publicados no Brasil) finalmente consegui dar o primeiro passo e já li o primeiro volume e agora fico com aquela pergunta: O que dizer de Cidade dos Ossos?

Bem, para Clary ela era apenas uma garota normal de 15 anos vivendo no Brooklyn, Nova York, com sua mãe Jocelyn, mas numa determinada noite, em que ela sai para uma boate chamada Pandemônio com seu melhor amigo Simon, tudo muda, pois lá ela presencia um assassinato e os assassinos eram esquisitões cheios de tatuagens e armas estranhas, além do mais, aparentemente, apenas Clary era capaz de vê-los.

Essa a noite "marco", pois tudo se desenvolve a partir daí. Dias depois, Clary acaba "esbarrando" com um dos assassinos: Jace Wayland que começa a explicar o que de fato aconteceu na boate e o que ele e seus amigos Isabelle e Alec são e fazem como Caçadores de Sombras, sendo assim, apresenta a Clary um mundo absolutamente novo, onde tudo o que ela pensava que fosse fantasia se torna realidade. O mais incrível é que fica claro para Clary que o mundo real e o Mundo das Sombras existem um ao lado do outro.

Nesse ínterim, a mãe de Clary é sequestrada e tudo parece ter relação com segredos obscuros e o fato de Clary ter o 'dom" da visão e poder ver o Mundo das Sombras, assim Jace leva Clary para o Instituto e Hodge - tipo um tutor - começa a explicar as muitas coisas que existem no mundo. Assim descobre que sua mãe era uma Caçadora das Sombras.

Tudo parece ficar ainda pior quando um ex-Caçador das Sombras e traidor da Clave, está em busca da Taça da Mortalidade, pois ela dá o poder de criar um exercito de Caçadores das Sombras. É aqui que uma equipe improvável se junta: Jace, Clary, Alec, Isabelle e Simon, todos na intenção de encontrar a Taça da Mortalidade e assim poderem salvar a mãe de Clary. Pode ter certeza que haverá muita confusão nesse processo.

Também durante essa busca, alguns personagens aparecem, segredos são revelados, há traição e um quarteto romântico surge para dar aquela apimentada nas relações e dos acontecimentos.

Na minha cabecinha de leitora ainda está tudo muito confuso em relação a este universo "Mundo das Sombras", muita coisa foi jogada nessa livro e que deverá ser trabalhada nos sucessores, além disso achei a narrativa um pouco infantil e simplória em alguns pontos, mas como todos os que leram afirmam que melhora, relevei esse ponto, afinal este também é o primeiro livro da Cassandra Clare.

Tirando esses detalhes que chegam a incomodar, mas não diminuem o livro, consegui apreciar bastante a leitura e estou com boas vibrações a respeito da continuação e da série toda. Tem potencial e o mundo criado do Cassandra Clare é realmente incrível.

site: www.delivroemlivro.com.br
comentários(0)comente



Nádia 02/05/2017

#resenhapomarliterario Cidade dos ossos
" Os humanos eram burros demais. Tinham algo tão precioso mas cuidavam mal daquilo. Jogavam a vida fora por dinheiro, por saquinhos de pó, pelo sorriso charmoso de um estranho."
.
Confesso que essa saga já estava a algum tempo na minha estante mas ainda não tinha sentido ganas de ler. O que mudou completamente quando vi o filme e me apaixonei pela história.Acho difícil falar sobre livros de saga pois além de serem ricos em detalhes e muitos acontecimentos corre-se o risco de dar spoiler.
Clary é uma garota nova iorquina comum que após presenciar um crime - que supostamente ninguém mais deveria ser capaz de ver - cometido por Jace e outros adolescentes, munidos com armas nada convencionais e vestidos de maneira estranha, quer descobrir porque ela foi capaz de ver o que seu amigo Simon do seu lado não pode ver. Jace é um Nephilim, filhos de anjos com humanos, que tem como missão proteger o mundo de demônios e outras criaturas do submundo. Ao chegar em casa e se deparar com o primeiro ataque demôniaco e constatar que sua mãe desaparecera, Clary não vê alternativa a não ser confiar em Jace. Acompanhada de Simon, ela se deixa levar para o Instituto, lugar onde vivem outros Caçadores de Sombra. Clary vai descobrir que sua vida foi permeada por segredos que sua mãe obstinadamente tentou esconder para sua própria proteção. Descobre que seu pai, que ela julgava morto, na verdade está bem vivo e é inimigo n° 1 da Clave, o "governo" dos Caçadores de sombras. E que também tem um irmão... o que poderia ser muito bom se eles não estivessem apaixonados um pelo outro. Gente, eu devo ser uma espécie de pervertida, pois tudo que queria é que Jace não fosse seu irmão e o romance fosse adiante. Estou na esperança de um desfecho que prove o contrário nos próximos livros.

site: https://www.instagram.com/p/xU4ytSmv53/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



Jhêny 01/05/2017

Entusiasmante.
Um conto fictício extigante que vale muito a pena ser lido, não somente este,mas como também todas as sagas desta história mágica !
comentários(0)comente



Bru 21/04/2017

Resenha - Cidade dos Ossos
Sabe aquele clichê de que o livro é melhor do que o filme? Pois é, este é mais um desses casos.
Apesar de eu ter amado o filme Cidade dos Ossos, e ele ter sido o estimulante que me fez comprar o box de Instrumentos Mortais, enquanto lia o primeiro livro da série via como a narrativa de Cassandra Clare é bem mais densa do que o roteiro do filme.
Aliás, fiquei meio frustrada com o filme depois que li o livro, pois eles mudaram muitas coisas, não simplesmente omitiram alguns fatos, mas também modificaram outros. Certas cenas são mais realistas no longa, como a cena em que Clary anda de moto com Jace (no livro a moto voa, no filme não), ou a parte em que Simon é sequestrado pelos vampiros (no livro ele ainda vira um rato, o que não acontece no filme). Apesar de eu ter gostado mais destas cenas no filme, por terem transmitido uma veracidade maior na história, outras partes realmente estavam melhores nas páginas do romance do que na tela do longa. Principalmente a parte em que Valentim – o vilão da história – faz uma revelação bombástica. No livro ele faz a revelação e deixa todos os leitores chocados, abalados, perturbados, querendo saber se o que ele falou é verdade ou não. Já no filme, antes de Valentim fazer esta mesma revelação, ele deixa claro que a mesma é falsa, e, portanto, quando ele a declara os espectadores não ficam intrigados, pois previamente já sabem que é mentira. Seria muito mais legal ficar o mesmo suspense que o livro deixou.
A história em geral é a mesma do filme, onde Clary, uma garota aparentemente comum, presencia um assassinato em uma boate na noite dos seus 16 anos. Mas além de descobrir os motivos de tal crime, ela descobre um mundo completamente novo escondido nas sombras, um mundo do qual ela jamais havia ouvido falar, mas do qual sempre fizera parte. E com a ajuda do irresistível Jace ela vai finalmente descobrir a verdade sobre o seu passado.
Particularmente eu preferia ter lido o livro primeiro, ao invés de ter visto o filme, mas não me arrependo totalmente. Ao menos de alguma forma eu conheci esta história incrível da Cassandra, e me apaixonei perdidamente por este novo mundo que ela criou, assim como pelos personagens que colocou dentro dele.
comentários(0)comente



Camile 15/04/2017

O que eu gostei: Magnus (e por consequência Malec), a mitologia do mundo dos shadowhunters e do submundo é bem interessante, o uso de um meio que triangulo amoroso diferente com 3 caras (apesar que ela usa o clichê de 2 caras-1 garota também) e o fato de os pais e sua geração serem relevantes na história ao contrário da maior parte dos livros YA em que os pais são sempre inúteis ou importam zero.

O que não gostei: Basicamente do resto dos personagens, a escrita fraca, os diálogos forçados (tudo que os personagens falam, especialmente a Clary e o Jace, parece a Cassandra tentando enfiar sarcasmo em cada fala sem necessidade, quem fala daquele jeito o tempo todo?). Eu também não aprecio ver a Clary brigando com todo mundo, quando o povo não tem obrigação nenhuma de ajudá-la. Beleza vc ficar nervosa pq sua mãe sumiu, mas não precisa parecer ingrata quase o tempo todo. Também achei a Clary meio egoísta, não curti a forma como ela tratava o Simon às vzs, mas procurei relevar o que deu.

Conclusão: apesar de achar legal a relação forte e a dinâmica entre Jace, Alec e Isabelle, a escrita fraca e diálogos ruins prejudicou o livro todo. Eu consegui ler e me interessar pela história, mas me irritava o tempo todo com os personagens e o que falavam. NO ENTANTO, levando em consideração que esse é o primeiro livro da Cassandra, que tbm ouvi dzr que a escrita dela melhora a cada livro, e que o que eu gostei mais que foi o mundo que ela criou foi expandido em outras series com personagens diferentes, pretendo continuar lendo essa série. Vejo potencial o bastante pra continuar.
@janeladelivro 19/06/2017minha estante
Achei a escrita ótima, envolvente; mas td que falou da clary é vdd rsrs


Camile 20/06/2017minha estante
Eu achei bacana que o livro não é parado, tem um ritmo bom que nao se arrasta. Mas achei a escrita meio crua sabe? A Cassandra usava muito aquilo de "contar ao invés de mostrar", principalmente através de dialogo. Sabe quando o autor usa uma conversa entre personagens pra explicar um monte de coisas de forma meio escancarada? Tipo aquele capitulo narrado pelo Luke, é um capitulo inteiro de dialogo expositivo. Isso me incomodou mto na escrita dela, mas acho que ela deve ter melhorado isso nos outros livros com a experiência.


Camile 20/06/2017minha estante
Hahah é, nao dei muito certo com a Clary não. Ela age de forma muito mimada às vzs, como se as necessidades dela viessem antes de TODO mundo, sendo que ngm tem obrigação de ajudá-la. Ela tem direito de ficar nervosa com o lance da mãe e tal, mas um "desculpa" e um "obrigada" de vez em quando nao matariam né? E sei lá, acho que ela devia tratar o Simon melhor se ele é tão importante pra ela.




Sabrina.Cardoso 15/04/2017

Gostei....mas....
Penei um pouco....talvez por ser o primeiro livro da série, necessário apresentações minuciosas dos personagens e lugares (é claro)....achei que demorei um pouco pra me empolgar.
Talvez pela expectativa que eu tinha, e era grande, me decepcionei um pouco....
Mas enfim, me empolguei o suficiente pra continuar a série . E é lógico que vai depender do segundo livro pra saber se continuo ou não....
Ainda bem que gostei dos personagens principais....principalmente do Jace
comentários(0)comente



Guilherme.Vasconcelos 09/04/2017

Minha opinião sobre Cidade dos Ossos
Cassandra Claire claramente estava entrando em um universo novo, e por conta disso ela exagerou algumas coisas e fez com que a história soasse um pouco infantil, ainda sim é um livro muito bom por mais que a autora escreveu mais de 400 páginas dando muita atenção pra algumas coisas e pouquíssima atenção pra outras e por isso dei 4.5 estrelas.
Clary Fray decide ir á uma boate numa noite com seu amigo, e sua vida muda completamente após ver três outras pessoas matando um demônio.
A história desse primeiro livro, nos traz um final surpreendente e faz com que os leitores tenham um "gostinho de quero mais".
comentários(0)comente



Katy 08/04/2017

Amei!!!
Gostei muito, uma história juvenil com um romance, lobisomens, vampiros e fadas e outros componentes do submundo. Mas é muito cativante vai te prendendo conforme a leitura e tem um drama sobre os principais, e este é uns dos pontos que mais te prende.
Sabrina.Cardoso 10/04/2017minha estante
Estou lendo....até tô gostando mas a leitura ora flui....ora da uma desanimada....ainda estou com vontade de continuar, mas espero me encontrar algo que me empolguei mais. Tenho a coleção toda pra ler ?....espero não desistir ?


Katy 10/04/2017minha estante
Eu demorei um tempo pra leitura fluir, mas de um certo ponto do livro eu não qria parar mais de ler.




Garcia 02/04/2017

Resenha no blog http://entrefrasesepalavras.blogspot.com.br/2017/04/resenha-os-instrumentos-mortais-cidade.html

site: http://entrefrasesepalavras.blogspot.com.br/2017/04/resenha-os-instrumentos-mortais-cidade.html
comentários(0)comente



Hina 23/03/2017

Por que ler Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos
1° Motivo - Escrita excelente e gostosa de ler.

2° Motivo - História empolgante

3° Motivo - Personagens maravilhosos e impossíveis de não se apaixonar

4° Motivo - Uma excelente escolha para quem gosta de Fantasia, Sobrenatural

5° Motivo - Leitura não cansativa

6° Motivo - Saga já encerrada

Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos é um livro maravilhoso. A escrita de Cassandra Clare é muito boa e, na minha opinião, a leitura de seus livros é viciante e nada cansativa.

Me apaixonei por cada personagem e por cada um dos livros da saga, viciando tanto que li os 6 livros em uma semana, sem brincadeiras.

Sei que muitas pessoas viram o filme e até desistiram de ler o livro por conta disso, porém, afirmo que eles não tem muito a ver um com o outro e o livro é muito melhor e a história não é corrida como no filme.

É um livro perfeito, que eu li e totalmente recomendo!
comentários(0)comente



Alice.Duarte 10/03/2017

Interessante, porém ainda não senti a verdadeira vibe
Cidade dos Ossos, a primeira parte de Caçadores de Sombras, é viciante, original e intrigante. Cassandra criou um universo onde vampiros, homens lobo e até mesmo fadas convivem na Nova York cinzenta habitado pelos humanos que nao podem vê-los.
Clary, uma garota de dezesseis anos, fazia parte desse grupo de humanos que desconhecia a existência desses seres sobrenaturais. Até que um dia, acompanhada de seu amigo Simon, ela decide ir na discoteca Pandemonium. Ali, nota um garoto interessante, que por alguma razão desconcertante prende completamente a sua atenção. Quando Clary nota que o garoto entrou em um recinto reservado acompanhado de uma bela garota de beleza exótica, e que está sendo seguido por dois rapazes suspeitos, Clary se desespera e decide sair em socorro do garoto, sentindo que algo mal pode estar passando. O que ela não esperava era dar-se conta de que aquele garoto era qualquer coisa, exceto humano. E que os dois rapazes suspeitos, juntamente com a garota de beleza exótica, eram em verdade Caçadores de Sombras, que lutam para manter a ordem natural e afastar as ameaças do Submundo. Dessa maneira Clary descobre todo um novo mundo que parece estar intimamente ligado também ao passado de sua família, incluindo sua mãe, sempre dócil e serena, que parece não ser exatamente quem ela imaginou.

Enquanto Clary começa a desentranhar os mistérios de um mundo oculto e que apenas poucos podem ver, o leitor também é convidado à conhecer mais do universo mágico e fabuloso que Cassandra Clare tão magistralmente criou. Cassandra usa toda a espécie de ser mitológico para dar vida à sua história, portais para outros mundos e runas sagradas portadoras de poderes especiais, motocicletas que podem voar e rivalidades antigas também são parte da história de Cidade dos Ossos, uma primeira parte carregada de ação, momentos intensos e arrepiantes e giros surpreendentes.

Os personagens são bastante típicos de livros de fantasia juvenil: a mocinha valente que precisa salvar o que resta de sua família, o bad boy misterioso que na verdade é um bom garoto e no final parece se regenerar, o melhor amigo eternamente apaixonado pela mocinha. Além desses contamos com os amigos, nesse caso um casal de irmãos também caçadores de sombras, o tutor dos jovens, e alguns velhos conhecidos do passado de nossa heroína que, ao final, resultam ser mais do que se esperava. Tudo pode soar repetitivo, é verdade. Há centenas de livros de fantasia que apresentam ambientação semelhante, personagens com as mesmas características e até mesmo enredos quase idênticos mas, ainda assim, Cidade dos Ossos se destaca e deixa a sua marca no leitor. A escrita de Cassandra é envolvente e extremamente cativante. Cassandra nos apresenta uma história cheia de tramas inimagináveis, e mesmo detalhes que possam resultar previsíveis ao leitor, terminam por ocorrer de uma maneira que nos prende e nos deixa atônitos por mais dessa história.

Valeu a pena fazer abrir um espaço nas minhas leituras para acrescentar essa saga que há tanto tempo já tinha desejado ler? Com certeza valeu totalmente a pena e desde logo, espero no próximo mês continuar a leitura dessa saga incrível, que me surpreendeu gratamente em sua primeira parte.

site: http://aliceandthebooks.blogspot.com.br/2017/02/review-135-cidade-dos-ossos.html
comentários(0)comente



1044 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |