A Geografia de Nós Dois

A Geografia de Nós Dois Jennifer E. Smith




Resenhas - A Geografia de Nós Dois


62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


PS Amo Leitura 12/03/2017

Esperava mais
"Sempre fico na dúvida de como começar uma resenha. Essa vou começar dizendo que já li "a probabilidade estatística do amor à primeira vista" (resenha) e adorei o livro. Achei super fofo, aliás. Já "a geografia de nós dois" não foi como eu esperava.

Nesse livro nós vamos conhecer sobre Lucy e Owen. Ambos tem um estilo de vida completamente diferente, mas o sentimento surge entre eles.

Lucy e Owen estão no elevador quando ocorre um blecaute em Nova York. Não há nada o que fazer enquanto estão presos naquele local. Quando são resgatados, eles saem pela NY escura e compram mantimentos, aliás, não sabe por quanto tempo ficarão no escuro.

A partir desse acontecimento, surge um grande sentimento entre eles. Porém Lucy está mudando de estado junto com seus pais e Owen está partindo para uma viagem com seu pai. Será que o amor irá sobreviver com a distância?

E o livro é somente isso. Fim. Não consegui me conectar com os personagens e de certa forma, eles são vagos em relação aos sentimentos e emoções. Amo histórias como relatadas pela Jennifer: clichês. Mas, pela primeira vez, um clichê não me prendeu tanto quanto eu gostaria. Confesso que imaginava um decorrer de história completamente diferente para eles e não como tudo ocorreu.

O livro é contado em terceira pessoa, capítulos divididos entre Owen e Lucy conhecendo um pouco mais sobre a vida de cada um e dividido em cinco partes (ou seja, cinco "estágios" do relacionamento deles).

"A geografia de nós dois" é um livro que sempre divide a opinião do leitor. Já li críticas positivas e negativas, e mesmo assim decidi ler. Agora entendo o motivo de cada resenha. Em alguns momentos senti vontade de pular algumas partes e até mesmo abandonar a leitura, porém foram alguns acontecimentos (como alguns no começo e no fim) fez com que a leitura fosse boa a ponto de querer como tudo iria acabar.

Não vou dizer aqui para ler ou para não ler. Mas se você tem curiosidade, vá em frente. Não espere um livro repleto de sentimento ou detalhes porque você não encontrará isso. Apenas acontecimentos vagos e isso é tudo."

Resenha feita no blog PS Amo Leitura.
Acesse e confira as fotos e quotes: http://psamoleitura.blogspot.com.br/

site: http://psamoleitura.blogspot.com.br/2017/03/resenha-geografia-de-nos-dois.html
comentários(0)comente



Cathi 09/02/2017

Resenha: A Geografia de Nós Dois - Jennifer E. Smith
A Geografia de Nós Dois é um livro que nos conta a história de Lucy e Owen, ambos moram num prédio em Nova York mas nunca haviam se visto antes, até porquê Lucy mora no vigésimo quarto andar enquanto Owen mora no subsolo já que seu pai é o sindico do condomínio e os dois se conhecem por acaso quando um apagão geral na cidade acontece justamente quando estão no elevador.

Apesar de opostos, logo os dois percebem que tem muito em comum e ao sair do elevador depois de alguns minutos presos lá dentro, eles resolvem conversar e se conhecer melhor e no dia seguinte, mas eles se afastam tão rápido quanto haviam se aproximado e quando resolvem retomar o tempo perdido, o destino os joga para caminhos diferentes, pois os pais de Lucy viajam muito e logo a menina tem que se mudar para outro país. Owen e seu pai tem que se mudar do prédio e vagam por aí morando em vários lugares.

Apesar de estarem separados, ambos não param de pensar naquele dia, nos pensamentos que compartilharam e na ligação que é impossível de ignorar mas outras pessoas aparecem em seus caminhos e logo tentam deixar tudo para lá. Claro que não é tão fácil e eles ás vezes conseguem se comunicar por cartões postais.

O enredo do livro me chamou bastante a atenção, principalmente por retratar algo tão incomum e comum ao mesmo tempo: amor á distancia. E a autora nos leva a refletir se é possível que um amor sobreviva a quilômetros, se é possível que somente a conexão espírita seja o suficiente pra um relacionamento sobreviver. É uma história que nos faz sorrir em muito momento como nos deixar tenso e torcer para o casal.

O livro tem uma pegada bem diferente apesar de parecer tipico, pois não é aquele tipo de romance que vai mostrar a vida á dois depois de apaixonados mas sim como é a rotina de cada um, de Owen que perdeu a mãe há um tempo e teve que ver seu pai tão mal pelo acontecimento e Lucy que se sente bem sozinha depois de seus irmãos terem ido para universidade e ter pais que viajam muito. São poucos os momentos que mostram os dois juntos de verdade e apesar da saudade há também a diferença por conhecer pessoas novas e estarem crescendo.

Em alguns momento foi uma leitura um tanto massante, talvez pela narrativa em terceira pessoa que não é uma das minhas favoritas mas com certeza foi uma leitura que me levou a refletir e que fez a diferença por trazer um assunto real, trazer dúvidas sobre amor e crescimento de uma forma leve.

Uma leitura muito gostosa que indico totalmente aos românticos de plantão que gostam de um casal adolescente e simpático, daqueles que nos cativam e nos fazem sorrir.

site: http://realityofbooks.blogspot.com.br/2016/09/resenha-geografia-de-nos-dois-jennifer.html
comentários(0)comente



Mix 08/02/2017

Mix
Blecaute!

Essa é a palavra que dá o pontapé inicial a nossa história. E que enredo mais delicado e cheio filosofia é esse que Jennifer nos traz. Sim, mais uma vez estou encantada com a escrita e como ela nos toca em seus livros.
"Quanto tempo se pode de fato esperar para que uma única noite dure?"
“A Geografia de Nós Dois”, nos conta a história de Lucy e Owen que ficam presos em um elevador durante um blecaute em um prédio de luxo em Nova York. Entre serem retirados do elevador, encontrar a cidade em verdadeiro caos, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum e esses momentos ficam marcados.

Mas quando tudo volta à normalidade e apesar de morarem no mesmo prédio, os desencontros parecem fazer parte deles, contudo quando os dois se encontram novamente a despedida faz parte desse momento. Enquanto Lucy está indo morar na Europa, Owen fará uma viagem de carro pelos Estados Unidos com seu pai. Eles viram uma comunicação entre email e cartões postais.
"Não é porque pintamos uma casa que a mobília ali dentro muda. Tinha que ser igual com as pessoas. No fundo, bem dentro de seus corações, elas continuam as mesmas, não importava onde estivessem, certo?"
Jennifer tem uma escrita poética, por ser narrado em terceira pessoa e com alternâncias de personagens; o leitor tem a oportunidade de saber exatamente o que se passa com cada um; suas características marcantes, suas opiniões em relação aos acontecimentos, como pensam em agir em determinados momentos, suas frustrações, inseguranças e momentos felizes. “A Geografia de Nos Dois”, é uma leitura onde o leitor tem a oportunidade de perceber que por mais banal que seja um acontecimento em sua vida, a lembrança dele poderá ser um tesouro imensurável em um futuro próximo. Então, aproveite cada momento da sua vida, por mais simples ou banal que esse momento possa lhe parecer. A vida — assim como o amor — é cheia de conexões inesperadas e enganos oportunos. Como uma pequena mudança no curso pode ter consequências surpreendentes, às vezes, o atalho é o desvio para o verdadeiro caminho.

Jennifer criou uma trama cheia de experiências, uma história de amor ímpar, equilibrada em filosofia e verdade. Perfeita para ser lida a qualquer momento da vida.
" Ao menos por ora, estava farto da troca de palavras entre eles. Tudo o que queria fazer é beijá-la. E - finalmente - foi o que fez."

site: http://www.mixliterario.com/2016/07/resenha-geografia-de-nos-dois-jennifer.html
comentários(0)comente



Desa 04/02/2017

Estante: A geografia de nós dois
Sinopse: Lucy e Owen se conhecem numa noite quente de verão em Nova York que causou um blecaute na cidade inteira. Em meio a essa escuridão, sorvete derretido esse encontro acaba tomando outras proporções e desencadeando sentimentos que ambos não esperavam. Uma noite foi o suficiente para ambos não pudessem esquecer um ao outro. Mas Lucy terá que mudar-se para Londres com os pais e Owen sair numa road tip de carro sem destino na companhia do seu pai. Mesmo longe um do outro isso não impede o sentimento de florescer, Será que o amor pode vencer a distância?


Lucy é apaixonada por Nova York, conhece a ilha inteira e a considerada sua casa. Owen acaba de mudar pra cidade e depois da morte da mãe o pai sente-se na necessidade de explorar novos ares e mudança da Pensilvânia ajudará muito nisso. Eles tem estilos de vida completamente diferentes, mas como o pai acaba indo trabalhar no prédio onde a garota mora eles acabam se esbarrando e pegando o mesmo elevador. Nesse mesmo dia ocorre um blecaute que deixa boa parte da América sem luz e os deixa presos no elevador, eles começam a conversar e logo são regatados de lá. Assim eles partem pra explorar uma Nova York completamente diferente as escuras com sorvetes derretidos, trânsito caótico e em meio as estrelas que são a única fonte de luz .

Após esse tour pela cidade eles sobem pro terraço do prédio que é o lugar favorito dele. Eles conversam sobre mutas coisas e ele fala muito sobre as estrelas deixando-a fica encanta já que é muito difícil olhar e conhecer as trelas graças as luzes da cidade que ofusca a beleza delas, mas ao acordar pela manhã o garoto não está mais no terraço e isso a deixa um tanto chateada.

A comunicação entre eles é toda feita através de cartões postais depois disso. Quando Owen visita sua casa e percebe que a geladeira é lotada de cartões postais perguntas foram inevitáveis, como seus pais fazem muitas viagens nunca tem tempo para leva-lá a enviam cartões postais e é assim que ela conhece o mundo. Os pais de Lucy quando voltam de viagem dão a notícia de que eles iram se mudar para Londres e Owen sai num rod trip com seu pai ajudando-o a se recuperar da morte da mãe. Enquanto Lucy conhece cidades da Europa Owen sai explorando seu próprio mundo, ambos descobrindo a si mesmos.

Leia a resenha completa em:http://www.escritoselivros.com/2017/01/a-geografia-de-nos-dois-estante.html

site: http://www.escritoselivros.com/2017/01/a-geografia-de-nos-dois-estante.html
comentários(0)comente



Camila 02/02/2017

Um livro para distrair
.Uma leitura leve e rápida, um romance bem fofinho.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Karen Sales 05/01/2017

Resenhas: instagram.com/kahbooks
Lucy e Owen são dois adolescentes que moram no mesmo prédio. Ela no vigésimo quarto andar, ele no subsolo. Os dois nunca se encontraram antes, até essa noite.



Após um blecaute que atingiu a cidade de Nova York, Lucy e Owen ficam presos no elevador e é naquele momento em que aguardam o resgate, que um se dá conta do outro e eles usam esse tempo para enfim se conhecerem. Finalmente livres, eles decidem passar aquela noite atípica juntos, afinal os pais de Lucy estão viajando e o pai de Owen ainda não conseguiu retornar para casa em virtude da confusão na cidade.



Os dois exploram o prédio, ajudam outros vizinhos, se deliciam com o clima incomun que tomou conta da cidade e entre conversas e reflexões, descobrem muitas coisas em comum e um sentimento começa a nascer entre os dois naquela noite estrelada e fora do comum. Porém quanto tudo volta a normalidade, a vida dos dois seguem rumos totalmente diferentes.

Lucy descobre que irá se mudar para Londres e Owen parti em uma road trip com o pai, em busca de uma nova perspectiva de vida e uma mudança que os ajudem a superar a perda recente da mãe. E é ai que a geografia dos dois mudam e aquele sentimento que nasceu entre os dois será testado pela distância.



O livro é narrado em terceira pessoa, intercalando o ponto de vista entre Lucy e Owen. A construção da história é bem simples e a escrita da Jennifer E. Smith é muito fluida, doce e leve, o que acelera o ritmo de leitura e nos faz imergir na história com facilidade.



Além do romance à distância e todas as suas vertentes, o livro aborda temas que mostram o desenvolvimento pessoal dos personagens. O relacionamento familiar dos protagonistas, foi ao meu ver, um tema muito bem inserido e vemos que apesar da diferença no âmbito familiar de cada um, essa relação entre pais e filhos foi bem explorada e se desenvolve bem na narrativa.



A Geografia de Nós Dois é um romance leve e divertido no qual eu me identifiquei bastante. Quem já manteve um relacionamento a distância sabe que ao mesmo tempo é empolgante e sofrido e eu senti novamente isso ao acompanhar a história de Lucy e Owen. Algo que o livro aponta bastante é "a teorida que mesmo longe dos olhos, alguém especial jamais deixa seu coração". Lucy e Owen sabe que isso é verdade, e eu também sei.
comentários(0)comente



Mikele Santos 03/01/2017

"A gente nunca sabe a resposta até fazer a pergunta"
Lucy adora viver em Nova York e caminhar pelas ruas sem rumo. Acostumada a estar sozinha, pois seus pais estão sempre viajando, ela aprendeu a se virar.

Owen se sente sufocado na nova cidade, Nova York lhe causa uma sensação estranha, mas ele suporta isso pelo pai, que após perder a esposa, está afundado na tristeza.

É no elevador que os dois se conhecem, presos por causa de um blecaute, e entre conversas, sorvetes, terraços e estrelas, percebem que algo se acendeu entre eles. Mas o destino resolveu separá-los, tão rápida e repentinamente quanto os juntou, e os dois vão descobrir que a distância nem sempre significa quilômetros, e que se pode esperar tudo do destino.



Adorável. Essa é a palavra para esse livro.
Uma história adorável, com personagens adoráveis e cenários adoráveis. Adorei o clima de viagens, de sair sem destino, conhecer lugares e pessoas diferentes, querer estar em todos os lugares, querer estar em lugar nenhum. .

Os capítulos, por mais que sejam muitos, são curtos e fáceis de ler, a narrativa é gostosa e quando percebi já tinha lido tudo.

Confesso que me identifiquei mais com Owen, e achei ele incrível. O romance dele com Luce não é daqueles de tirar o fôlego, mas é fofo, agradável, pode te fazer suspirar e acreditar que ainda existem coisas boas no mundo e nas pessoas, que não faz mal sonhar.

E o melhor: esse livro vai reforçar aquela ideia de que um dia você vai poder viajar pelo mundo carregando somente o essencial, sem destino, sem parada final, só você e o universo. Juntos.
comentários(0)comente



Tay do Let it Shine 31/12/2016

Tão fofo quanto APEDAAPV
Tão maravilhoso quanto a probabilidade estatística do amor a primeira vista, a geografia de nós dois é um livro ainda mais intenso e profundo, onde jovens vivem suas emoções e vidas com o amor, seus dramas/ou não familiares e tudo isso junto torna esse livro um YA lindo e reflexivo.
O maior problema dos YAs pra mim, é que magicamente as famílias viajam, os pais morreram num acidente trágico ou simplesmente depois de um divorcio os filhos perdem contato com um dos responsáveis. Com isso os jovens ficam sozinhos e a vida deles é uma vida que eu nunca imaginei ter, mas, não com essa autora maravilhosa, titia Jenny traz famílias reais e incríveis estando elas unidas ou não, divorciadas ou não e vivas ou não. Palmas
comentários(0)comente



Blog PL 28/12/2016

Maravilhoso!
Por fim, não poderia deixar de enaltecer que é uma leitura rápida. Para quem busca algo que seja rápido, agradável e apaixonante, A Geografia de Nós Dois é o livro certo! Tem poucas páginas e os fatos, devido aos capítulos curtos, fluem com grande intensidade. É um drama muito apaixonante, com toques reais que retratam a vida de jovens, com um dinamismo que nos prende a narrativa e nos faz achar as 272 páginas ainda menores. Com fatos novos e inspiradores, a cada capítulo a autora nos conduz a realidades opostas, porém bem semelhantes quando vistas do mesmo ângulo, e nos leva a conhecer o que é o amor, a felicidade, e como é simples obtê-los. Eu recomendo para todos os amantes de bons young adults!

site: http://palaciodelivros.blogspot.com.br/2016/09/resenha-geografia-de-nos-dois-jennifer.html
comentários(0)comente



Natália 26/12/2016

A Geografia Deste Livro
Estava sendo um dia normal para Lucy e Owen, até acabar a energia de metade do país e eles ficarem presos juntos no elevador. Após meia hora de muita conversa, eles conseguem sair do elevador e passam o dia juntos. Um tempo depois, os dois descobrem que vão se mudar, mas eles prometem continuar mandando cartões postais um para outro onde estiverem.
Não vou falar muito da história pra não dar spoilers. Tudo o que eu posso dizer é que cheio de encontros e desencontros, o livro nos mostra de uma forma doce, como Lucy e Owen se importam um com outro mesmo tendo muitos quilômetros entre eles. Naquele dia em que ficaram presos no elevador, surgiu sutilmente um vínculo entre eles que dura por muito tempo.
Assim como "A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista", Jennifer E. Smith escreveu mais um livro doce e que nos emociona. O livro aborda os temas distância, amizade, amor, inocência. É um romance adolescente bem bobinho, mas é tão fofo! Ele é narrado em primeira pessoa por Owen e Jessy, e a gente sabe certinho como eles se sentem um sobre o outro.

Para ler a resenha completa, acesse o blog!

site: http://doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br/2016/08/resenha-geografia-de-nos-dois.html
comentários(0)comente



Stefani 25/12/2016

Quando a expectativa é grande, a decepcao tbm é maior :-(
Oi pessoal! Vou falar um pouquinho do q achei do livro A Geografia de Nós 2 primeiro quero introduzir vcs nessa historia, esse livro conta a historia de 2 jovens, Lucy uma menina rica, e Owen um garoto q acaba de perder a mae, e junto com seu pai esta tentando proseguir com a vida. O pai do Owen é contratado para ser o administrador de um predio(tipo um sindico), ja a Lucy é moradora desse predio, em um dia Lucy e Owen ficam presos no elevador, e o periodo q passam juntos nesse elevador(foram 30 minutos) é o suficiente pra mostrar q aquele encontro foi muito mais marcante pra ambos do q poderiam sequer imaginar. Bom depois de sairem do elevador, a vida de ambos seguem rumos geograficos completamente diferentes, mas eles continuam mantendo contato por meio de cartoes postais e emails. O resto vc vai ter q ler pra saber kkkk.
Mas enfim gente a historia é muito parada, a primeira metade do livro eu DETESTEI, é serio quase q abandonei, ja a segunda metade a historia começou a melhorar, teve mais ação. E o final por mais parecido com a realidade q seja, mostrando q na vida real o final é sempre mais complexo, mas pra uma historia ficticia eu quero um final super fechado entao o final da historia tbm nao me agradou. Resumindo: achei o livro muito mais ou menos.
Se recomendo? De jeito nenhum!!. Eu tava com muita expectativa com esse livro sabe, eu amo o outro livro dessa autora o A Probabilidade Estatistica Do Amor A Primeira Vista, entao esse livro A Geografia de Nós 2 foi uma grande decepcao, nao tenho paciencia pra historias paradas. Mas pra leitores q curtem o livro Simplesmente Acontece(q é outro livro nesse estilo) acredito q esse livro será uma otima leitura ;-)
Mi 25/12/2016minha estante
Tbm amei a probabilidade estatística.
Todo mundo que conheço que leu esse livro odeia.
Anotado aqui (grifado. Com garranchos ) que não é o meu tipo de livro.
O livro parece ter ate uma história interessante, porem pecou no desenvolvimento.
A parte boa é que pelo menos te deu inspiração pra fazer uma resenha ;) *.* :)


Stefani 25/12/2016minha estante
Puxa foi pura decepcao esse livro hein amiga, nossa foi um dos livros q eu mais tive vontade de ler durante o ano todo, mas só consegui ler agora, e nossa to muito decepcionada, é igual vc disse amiga a historia é ate boa mas a autora estragou a historia, é tedio puro!
E obrigada pelo carinho amiga!!! Bem q a Fabi tinha me avisado q o livro era ruim kkk.


Mi 25/12/2016minha estante
É muito pior quando o livro que nos decepcionas, é um que a gente esperava muito pra ler.


Stefani 25/12/2016minha estante
Vdd amiga :'(


Fabi 26/12/2016minha estante
nao avisei que era ruim este livros? kkkkkkk
só quem amou Simplesmente acontece, que vai gostar deste tb kkkkkk


Stefani 26/12/2016minha estante
Kkkk afff to sem sorte amiga, li 2 livros chatos(Simplesmente Acontece e A Geografia de Nós 2) quase q seguidos kkkk. É muito tedio pra uma pessoa só aguentar kkkk


Stefani 26/12/2016minha estante
Vdd amiga bem q vc avisou, e dos 2 livros ainda kkkk, vc avisou q eram chatos kkkk. Amiga quando eu for ler outro livro ruim me impesa please kkkkk.


Fabi 27/12/2016minha estante
vou impessar sim, caso eu ja tenha lido kkkkkkk


Stefani 27/12/2016minha estante
Kkkk isso ai ;-)


Teresa 27/12/2016minha estante
Também odeio história parada !!! Fiquei decepcionada depois da sua resenha amiga, estava com expectativas pelo menos motivo que você: o livro A Probabilidade Estática do Amor a Primeira Vista.... mas agora nem quero ler esse hahah


Teresa 27/12/2016minha estante
Também odeio história parada, ninguém merece ... Fiquei decepcionada depois da sua resenha amiga, estava com expectativas para este livro pelo mesmo motivo que você: A Probabilidade Estática do Amor a Primeira Vista (que é um livro tão amorzinho) e como nós temos gostos tão parecidos já sei que não vou curtir esse A Geografia de Nós Dois !


Stefani 27/12/2016minha estante
Pois é amiga a gente tem um gosto super parecido, infelizmente acho q vc tbm só iria se decepcionar com esse livro sabe, a historia tinha tudo pra ser boa, mas é tao cansativa!!! Nem parece com A Probabilidade Estatistica do amor a Primeira Vista, foi bem decepcionante viu.
mas amiga tem um outro livro q eu li esse ano q vc vai amar pq parece muito com esse da Probabilidade Estatistica, é o livro Namorado de Aluguel da autora Kasie West, pq tem aquele mesmo clima fofo e amorzinho. Vc vai amar tenho certeza;-)


Teresa 28/12/2016minha estante
verdade amiga eu não ia curtir não, fiquei totalmente sem vontade de ler agora ... é bom já nem perder tempo com esse tipo de leitura ... pois é quero ler esse Namorado de Aluguel mesmo, descobri depois que você fez a resenha e fiquei com vontade parece ser uma fofura, já está na lista hahaha :)


Stefani 28/12/2016minha estante
Bom amiga pode ser q vc tenha uma opiniao diferente sobre esse livro né, ou nao kkkk, é dificil saber né, eu pessoalmente nao gostei.
Mas realmente acho q vc vai curtir esse livro Namorado de Aluguel entao quando tiver um tempinho leia sim ;-)


Stefani 28/12/2016minha estante
Bom amiga pode ser q vc tenha uma opiniao diferente sobre esse livro né, ou nao kkkk, é dificil saber né, eu pessoalmente nao gostei.
Mas realmente acho q vc vai curtir esse livro Namorado de Aluguel entao quando tiver um tempinho leia sim amiga ;-)




Gmegale 18/12/2016

Sobre "Geografia de nós dois".
"Geografia de nós dois" foi escrito por Jennifer E.Smith autora de "A probabilidade do amor à primeira vista".
E publicado pela editora galera record.
Lucy e Owen tem um dos encontros mais loucos,presos em um elevador por que acontece um blecaute na cidade de Nova York.
O pouco tempo que passaram juntos já causou algo em seus corações.

Lucy em Londres e Owen em Seattle cada um explorando o mundo e a si mesmo,porém sempre trocando postais é uma singela frase...um pedido,um mantra:queria você aqui.
comentários(0)comente



Raissa 13/12/2016

Um amorzinho!
"No primeiro dia de setembro, o mundo ficou escuro."

A geografia de nós dois foi publicado em 2016 pela editora Galera Record e escrito pela autora Jennifer E. Smith. Um livro que encanta muito pela capa, nos conta uma história sobre destino, amor, amizade, laços familiares e de como superar a distância. Uma leitura curta e leve, que nos leva a pensar e a valorizar os pequenos momentos que temos na vida.

Lucy e Owen moram exatamente no mesmo prédio na cidade de Nova Iorque. Lucy no topo e Owen no subsolo. O que os dois jovem de mundo tão diferentes podem ter em comum? Ambos estão passando por um momento de solidão em suas vidas, cada um a seu modo.

Com um calor atípico na cidade, Lucy e Owen acabam presos no elevador depois de que um blecaute atinge toda a cidade. E é nesse pequeno cubículo metálico que uma amizade colorida, por assim dizer, acaba surgindo entre os dois.

Porém, o que pareceu uma noite mágica, se tornará apenas uma boa lembrança para Lucy e Owen devido a mudanças que acontecem em suas vidas. Lucy se muda para a Europa por causa do novo emprego de seu pai, enquanto Owen sai em uma viagem de carro com seu pai pelos Estados Unidos em busca de uma nova vida.

"E ele fechou os olhos e correspondeu ao beijo. Cedo demais, Lucy se afastou, e, quando ela deu um passo para trás, Owen viu que estava sorrindo. — Não se preocupe — disse ela, antes de passar pelas portas abertas. — Mando um cartão-postal para você."

Lucy e Owen mantém viva a conexão que tiveram naquele dia especial em Nova Iorque, e prometem manter contato através de cartões postais, com a famosa e sincera frase "queria que você estivesse aqui". E é em meio a essa distância que os dois tentam entender e dar nome a esse sentimento que sentem um pelo outro. Cada um vivendo novas experiências, conhecendo novas pessoas, estreitando mais o relacionamento com os pais, mas sempre existindo aquele pensamento que leva um ao outro.

A história é narrada em terceira pessoa, com capítulos alternados entre Lucy e Owen o que deixou a leitura muito mais dinâmica. E o que mais achei interessante nessa narrativa foi o fato de se passarem vários, dias, semanas ou meses e a história não se perder. Além dos capítulos curtos, às vezes apenas com uma frase, que se estivessem juntos poderiam até mesmo formar um poema.

"Na cama naquela noite, Lucy respirou fundo. No carro naquela tarde, Owen soltou o ar. Em Londres, Lucy pensava em Owen. E bem longe, em Seattle, Owen também pensava nela.

A leitura é bem leve, o livro é bem curtinho e rápido de ler. Você não consegue largar a história até descobrir tudo o que acontece, e como os sentimentos e relacionamentos serão resolvidos. Não tem como não torcer para que o destino dê uma trégua e Lucy e Owen se encontrem de forma definitiva.

O livro não se trata apenas do romance clichê adolescente, que eu adoro, mas sim de temas mais reais como as mudanças, adaptações e a relação com a família.

"Se traçassem um mapa dos dois, de onde tinham começado e de onde terminariam, as linhas seguiriam para longe uma da outra como ímãs de polos opostos. E já tinha ocorrido a Owen que havia algo profundamente errado com aquilo, que deveriam existir círculos ou ângulos ou voltar, qualquer tipo de traço que possibilitasse às duas linhas voltarem a se encontrar. Em vez disso, iam em direções opostas. O mapa era o mesmo que uma porta prestes a se fechar. E a geografia da situação - a geografia dos dois - estava completa e irremediavelmente errada."

Recomendado! ❤

site: http://www.booksimpressions.com.br/2016/12/resenha-geografia-de-nos-dois-jennifer.html
comentários(0)comente



62 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5